Liturgia Diária – segunda-feira, 15/06/2020

Tempo de leitura: 5 minutos

Liturgia diária de segunda-feira, 15 de junho de 2020.

Confira diariamente a Liturgia Diária dos Católicos em nosso site. Primeira Leitura, Evangelho do dia e Salmo. Você também pode acompanhar diariamente o Salmo do Dia aqui no Mundo dos Católicos.

A liturgia diária

Liturgia Diária

Para os católicos, a liturgia é uma forma de renovação do sacrifício de Jesus Cristo para a salvação da humanidade. A liturgia diária são as lembranças de Jesus e da salvação trazendo para os cristãos uma reflexão que pode ser inserida em suas vidas.

A liturgia diária vem do grego derivado de duas palavras. A primeira “Leito” que significa: público. E a segunda palavra “Ergos” que significa: aquele que faz um trabalho público para o povo. A Liturgia é entendida como uma cerimônia estabelecida previamente segundo a tradição da igreja católica.

A Liturgia Diária na Igreja Católica

Apesar da palavra “liturgia” já ser comum na antiguidade, foi apenas depois dos séculos VIII e IX que a liturgia começou a ser utilizada pela igreja grega e passando a fazer parte da igreja católica alguns séculos depois, or volta de XVI.

A liturgia diária é sempre usada nas missas e existe uma liturgia para cada dia do ano. A liturgia diária é formada por 3 partes: a Leitura, o Salmo e o Evangelho do dia. Em alguns dias, também podem haver duas ou mais Leituras.

Reflexão

Ai! Este é um ensinamento difícil de abraçar.

Jesus realmente quis dizer isso? Frequentemente, quando colocados na situação em que alguém nos prejudica ou nos machuca, podemos tender a racionalizar imediatamente essa passagem do evangelho e presumir que ela não se aplica a nós. Sim, é um ensino difícil de acreditar e ainda mais difícil de se viver.

O que significa “dar a outra face?” Primeiro, devemos olhar para isso em um nível literal. Jesus quis dizer o que disse. Ele é o exemplo perfeito disso. Ele não apenas deu um tapa na bochecha, mas também foi brutalmente espancado e pendurado em uma cruz. E sua resposta foi: “Pai, perdoe-os, eles não sabem o que fazem.” Portanto, Jesus não nos chama para fazer algo que Ele próprio não estava disposto a fazer.

Dar a outra face não significa que precisamos encobrir as ações ou palavras abusivas de outras pessoas. Não devemos fingir que eles não fizeram nada errado. O próprio Jesus, ao perdoar e pedir ao Pai que perdoasse, reconheceu a grave injustiça que recebeu nas mãos dos pecadores. Mas a chave é que Ele não se deixou levar pela malícia deles.

Muitas vezes, quando nos sentimos como outro arremessar lama para nós, por assim dizer, somos tentados a jogá-lo de volta. Somos tentados a lutar e empurrar o valentão de volta. Mas a chave para superar a malícia e a crueldade de outra pessoa é recusar-se a mergulhar na lama. Dar a outra face é uma maneira de dizer que nos recusamos a nos degradar em discussões ou discussões tolas. Recusamo-nos a envolver a irracionalidade quando a encontramos. Em vez disso, optamos por permitir que outro revele sua malícia para si e para os outros, aceitando-a pacificamente e perdoando.

Isso não quer dizer que Jesus quer que vivamos perpetuamente em relacionamentos abusivos que são mais do que podemos suportar. Mas isso significa que todos encontraremos injustiças de tempos em tempos e precisamos lidar com isso com misericórdia e perdão imediato, e não sermos atraídos a devolver malícia por malícia.

Reflita hoje sobre quaisquer relacionamentos difíceis para você. Reflita especialmente sobre como você está pronto para perdoar e dar a outra face. Fazer isso pode trazer a paz e a liberdade que você procura nesse relacionamento.

Senhor, ajude-me a imitar Sua grande misericórdia e perdão. Ajude-me a perdoar aqueles que me machucaram e me ajude a me elevar acima de qualquer injustiça que encontrar. Jesus eu confio em vós.

Liturgia Diária com Reflexão

Além da liturgia diária, é comum que nas missas o padre ou celebrante na ocasião, faça uma reflexão das palavras do evangelho do dia. Esta reflexão é feita em geral por livre interpretação, não seguindo um texto pré-definido.

A História da Liturgia Diária

O ponto principal da liturgia é o Mistério Pascal, descrevendo a Paixão, Morte e Ressurreição de Jesus Cristo e a sua ascensão ao céus, ao reino de Deus.

Até meados do século XVI não havia para a liturgia diária uma padronização ou norma que caracterizava a sua obrigatoriedade, no entanto, foram Pio V e Clemente III que a implementaram. E posteriormente, através do Concílio Vaticano II onde a Liturgia teve a sua mais recente atualização, trazendo mais relevância à Sagrada Escritura na liturgia da palavra.

A Liturgia Diária na Missa

A liturgia faz parte de toda missa celebrada pela Igreja Católica. A liturgia diária é única para cada dia do ano, portanto, naquele dia determinado, todas as igrejas católicas se fazem da mesma leitura.

Utilizada nas missas, a liturgia também pode ser utilizada em outras celebrações. E também pode ser usada em outros momentos como em Grupos de Orações ou para meditar a Palavra do Dia.

E apesar da igreja celebrar o Mistério de Cristo durante todos os dias do ano, o ponto central é o domingo. É neste dia que os católicos devem ir obrigatoriamente à missa como forma de cumprir um dos Cinco Mandamentos da Igreja Católica.

Dessa forma, a liturgia diária é a ação do povo de Deus em uniformidade. Durante a celebração da missa, a liturgia diária pode ser praticada através de gestos, sinais ou palavras.

A Liturgia nos dias de hoje

A Liturgia diária é vista por muitos como sendo um rito que trás uma certa formalização da missa, mas o verdadeiro significado é exatamente o contrário. A liturgia vem para fazer com que os cristãos reflitam as palavras e busquem trazê-las para a sua vida e para os seu dia a dia como forma de viver a Palavra de Deus não apenas na missa mas também na vida cotidiana.

A liturgia vem mostrar o Mistério Pascal da Morte e Ressurreição de Jesus Cristo. A liturgia vem nos trazer orientações de como devemos pensar e agir conforme a Palavra de Deus.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.