Liturgia Diária – 4ª Semana da Quaresma, Sábado (16/03/2024)

Liturgia Diária

Liturgia Diária

Liturgia Diária de Sábado, 16 de março de 2024.

Leia diariamente a Liturgia do Dia em nosso site. Receba a reflexão do Evangelho do Dia em nosso site e acompanhe a Liturgia de hoje aqui no Mundo dos Católicos.

1ª Leitura

Primeira Leitura (Jr 11,18-20)

Leitura do Livro do Profeta Jeremias

18 Senhor, avisaste-me e eu entendi; fizeste-me saber as intrigas deles. 19 Eu era como manso cordeiro levado ao sacrifício, e não sabia que tramavam contra mim: “Vamos cortar a árvore em toda a sua força, eliminá-lo do mundo dos vivos, para seu nome não ser mais lembrado”.

20 E tu, Senhor dos exércitos, que julgas com justiça e perscrutas os afetos do coração, concede que eu veja a vingança que tomarás contra eles, pois eu te confiei a minha causa.

– Palavra do Senhor.

– Graças a Deus.

Salmo

Salmo 7

— Senhor meu Deus, em vós procuro o meu refúgio.

— Senhor meu Deus, em vós procuro o meu refúgio: vinde salvar-me do inimigo, libertai-me! Não aconteça que agarrem minha vida como um leão que despedaça a sua presa, sem que ninguém venha salvar-me e libertar-me!

— Julgai-me, Senhor Deus, como eu mereço e segundo a inocência que há em mim! Ponde um fim à iniquidade dos perversos, e confirmai o vosso justo, ó Deus-Justiça, vós que sondais os nossos rins e corações.

— O Deus vivo é um escudo protetor, e salva aqueles que têm reto coração. Deus é juiz, e ele julga com justiça, mas é um Deus que ameaça cada dia.

Evangelho do Dia

Evangelho (Jo 7,40-53)

— Glória a Cristo, Palavra eterna do Pai, que é amor!

— Felizes os que observam a palavra do Senhor, de reto coração, e produzem muitos frutos, até o fim perseverantes! (Cf. Lc 8,15)

Leia mais:  Liturgia Diária – 3ª Semana da Páscoa – Quinta-feira (18/04/2024)

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo João.

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 40 ao ouvirem as palavras de Jesus, algumas pessoas diziam: “Este é, verdadeiramente, o Profeta”. 41 Outros diziam: “Ele é o Messias”. Mas alguns objetavam: “Porventura o Messias virá da Galileia? 42 Não diz a Escritura que o Messias será da descendência de Davi e virá de Belém, povoado de onde era Davi?”

43 Assim, houve divisão no meio do povo por causa de Jesus. 44 Alguns queriam prendê-lo, mas ninguém pôs as mãos nele. 45 Então, os guardas do Templo voltaram para os sumos sacerdotes e os fariseus, e estes lhes perguntaram: “Por que não o trouxestes?”

46 Os guardas responderam: “Ninguém jamais falou como este homem”. 47 Então os fariseus disseram-lhes: “Também vós vos deixastes enganar? 48 Por acaso algum dos chefes ou dos fariseus acreditou nele? 49 Mas esta gente que não conhece a Lei, é maldita!”

50 Nicodemos, porém, um dos fariseus, aquele que se tinha encontrado com Jesus anteriormente, disse: 51 “Será que a nossa Lei julga alguém, antes de o ouvir e saber o que ele fez?” 52 Eles responderam: “Também tu és galileu, porventura? Vai estudar e verás que da Galileia não surge profeta”. 53 E cada um voltou para sua casa.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

Reflexão da Liturgia Diária

Esperamos que os fariseus mencionados acima tenham passado por uma profunda conversão interior antes de morrerem. Se não o fizessem, então o seu dia de julgamento particular teria sido chocante e assustador para eles. O maior ato de amor já conhecido foi Deus se tornando um de nós, sendo concebido pelo Espírito Santo no ventre da Bem-Aventurada Virgem Maria, crescendo na casa de São José e, finalmente, iniciando Seu ministério público, pelo qual a verdade salvadora do Evangelho foi anunciado para que todos pudessem conhecer a Deus e serem salvos. E foi deste ato de amor perfeito que Deus nos deu que os fariseus atacaram e chamaram aqueles que acreditaram nele de “enganados” e “amaldiçoados”.

Leia mais:  Liturgia Diária – 3ª Semana da Páscoa – Terça-feira (16/04/2024)

Embora os fariseus não nos ofereçam muita inspiração, eles nos fornecem muitas lições. Na passagem acima, os fariseus nos mostram uma das táticas mais comuns do maligno. Em seu clássico espiritual, Os Exercícios Espirituais, Santo Inácio de Loyola explica que quando uma pessoa passa de uma vida de pecado para uma vida de santidade, o maligno atacará de várias maneiras. Ele tentará perturbá-lo e causar uma ansiedade indevida em servir a Deus, tentará entristecer você com uma tristeza inexplicável, colocará obstáculos em seu caminho de virtude, fazendo com que você se sinta oprimido e pense que é fraco demais para viver uma boa vida cristã de virtude, e ele o tentará a perder a paz do coração ao duvidar do amor de Deus ou de Sua ação em sua vida. Parece claro que este ataque dos fariseus também tem estes objetivos.

Novamente, embora isto possa não parecer “inspirador”, é muito útil compreender. Os fariseus foram cruéis nos seus ataques, não só contra Jesus, mas também contra qualquer pessoa que começasse a acreditar em Jesus. Eles disseram aos guardas que ficaram impressionados com Jesus: “Vocês também foram enganados?” Este era claramente o maligno agindo através deles, tentando intimidar os guardas e qualquer um que ousasse acreditar em Jesus.

Mas compreender as táticas do maligno e dos seus mensageiros é de grande valor, porque nos ajuda a rejeitar as mentiras e os enganos que são lançados contra nós. Às vezes, essas mentiras vêm de indivíduos e são dirigidas diretamente a nós, e às vezes as mentiras são mais universais, chegando através da mídia, da cultura e até do governo, às vezes.

Leia mais:  Liturgia Diária – 3ª Semana da Páscoa – Quarta-feira (17/04/2024)

Reflita hoje sobre as palavras desagradáveis ​​e amargas desses fariseus. Mas faça isso para se ajudar a compreender as táticas que o maligno costuma adotar ao buscar maior santidade na vida. Tenha certeza de que quanto mais perto você chegar de Deus, mais você será atacado. Mas não tenha medo. Identifique qualquer ataque pessoal, social, cultural ou mesmo governamental pelo que realmente é. Tenha confiança e não desanime ao procurar seguir a Cristo mais completamente a cada dia.

Oração do Dia

Meu divino Juiz de todos, no final dos tempos, estabelecerás o Teu Reino permanente de verdade e justiça. Tu reinarás sobre todos e concederá Sua misericórdia e justiça a todos. Que eu viva plenamente na Tua verdade e nunca seja detido pelos ataques e mentiras do maligno. Dá-me coragem e força, querido Senhor, pois sempre confio em Ti. Jesus, eu confio em Ti.

A Liturgia Diária para os Católicos

Utilizada nas missas, a Liturgia Diária também pode ser utilizada em outras celebrações. E também pode ser usada em outros momentos como em Grupos de Orações ou para meditar a Palavra do Dia.

E apesar da igreja celebrar o Mistério de Cristo durante todos os dias do ano, o ponto central é o domingo. É neste dia que os católicos devem ir obrigatoriamente à missa como forma de cumprir um dos Cinco Mandamentos da Igreja Católica.

Dessa forma, a Liturgia Diária é a ação do povo de Deus em uniformidade. Durante a celebração da missa, a Liturgia Diária pode ser praticada através de gestos, sinais ou palavras.

Sobre o Autor

Mundo dos Católicos
Mundo dos Católicos

Somos um portal Católico que traz diariamente a Liturgia com a reflexão do evangelho para toda a comunidade Cristã.

    0 Comentários

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *