Liturgia Diária (2 de abril de 2020)

Liturgia diária de quinta-feira, 2 de abril de 2020.

Confira diariamente a Liturgia Diária dos Católicos em nosso site. Primeira Leitura, Evangelho do dia e Salmo. Você também pode acompanhar diariamente o Salmo do Dia aqui no Mundo dos Católicos.

A liturgia diária

Para os católicos, a liturgia é uma forma de renovação do sacrifício de Jesus Cristo para a salvação da humanidade. A liturgia diária são as lembranças de Jesus e da salvação trazendo para os cristãos uma reflexão que pode ser inserida em suas vidas.

A liturgia diária vem do grego derivado de duas palavras. A primeira “Leito” que significa: público. E a segunda palavra “Ergos” que magnifica: aquele que faz um trabalho público para o povo. A Liturgia é entendida como uma cerimônia estabelecida previamente segundo a tradição da igreja católica.

A Liturgia Diária na Igreja Católica

Liturgia Diária

Apesar da palavra “liturgia” já ser comum na antiguidade, foi apenas depois dos séculos VIII e IX que a liturgia começou a ser utilizada pela igreja grega e passando a fazer parte da igreja católica alguns séculos depois, or volta de XVI.

A liturgia diária é sempre usada nas missas e existe uma liturgia para cada dia do ano. A liturgia diária é formada por 3 partes: a Leitura, o Salmo e o Evangelho do dia. Em alguns dias, também podem haver duas ou mais Leituras.

Liturgia Diária com Reflexão

Além da liturgia diária, é comum que nas missas o padre ou celebrante na ocasião, faça uma reflexão das palavras do evangelho do dia. Esta reflexão é feita em geral por livre interpretação, não seguindo um texto pré-definido.

A História da Liturgia Diária

O ponto principal da liturgia é o Mistério Pascal, descrevendo a Paixão, Morte e Ressurreição de Jesus Cristo e a sua ascensão ao céus, ao reino de Deus.

Leia mais:  Evangelho do Dia - sábado, 06/02/2021

Até meados do século XVI não havia para a liturgia diária uma padronização ou norma que caracterizava a sua obrigatoriedade, no entanto, foram Pio V e Clemente III que a implementaram. E posteriormente, através do Concílio Vaticano II onde a Liturgia teve a sua mais recente atualização, trazendo mais relevância à Sagrada Escritura na liturgia da palavra.

Reflexão

É difícil imaginar algo pior que pudesse ser dito sobre Jesus. Eles realmente pensaram que Ele estava possuído pelo maligno? Parece que sim. Que coisa triste e bizarra de se dizer sobre o Filho de Deus. Aqui está o próprio Deus, na pessoa de Jesus, oferecendo uma promessa de vida eterna. Ele revela a verdade sagrada que a obediência à Sua Palavra é o caminho para a felicidade eterna e que todos precisam conhecer essa verdade e vivê-la. Jesus fala isso livre e abertamente, mas a resposta de alguns que ouvem essa mensagem é profundamente decepcionante, difamatória e maliciosa.

É difícil saber o que estava acontecendo em suas mentes para fazê-los dizer uma coisa dessas. Talvez eles tivessem inveja de Jesus, ou talvez estivessem seriamente confusos. Seja qual for o caso, eles falaram algo que foi seriamente prejudicial.

O dano de tal declaração não foi tanto para Jesus; antes, era prejudicial para eles mesmos e para aqueles que o cercavam. Jesus podia lidar pessoalmente com o que se falava dele, mas outros não. É importante entender que nossas próprias palavras podem causar grandes danos a nós mesmos e aos outros.

Leia mais:  Liturgia Diária – Quarta-feira, 4ª Semana da Páscoa, 28/04/2021

Antes de tudo, suas palavras prejudicaram a si mesmas. Ao falar publicamente uma declaração errônea, eles começam o caminho da obstinação. É preciso muita humildade para retratar tal afirmação no futuro. Então, isso é conosco. Quando verbalizamos algo que é prejudicial para outro, é difícil retroceder. É difícil depois pedir desculpas e consertar a ferida que causamos. O dano é causado principalmente ao nosso próprio coração, pois é difícil deixar de lado nosso erro e seguir em frente humildemente. Mas isso deve ser feito se quisermos desfazer o dano.

Em segundo lugar, esse comentário também prejudicou aqueles que estavam ouvindo. Alguns podem ter rejeitado essa afirmação maliciosa, mas outros podem ter ponderado sobre ela e começaram a se perguntar se de fato Jesus estava possuído. Assim, sementes de dúvida foram semeadas. Todos devemos entender que nossas palavras afetam os outros e devemos nos esforçar para falar com o máximo cuidado e caridade.

Reflita hoje sobre seu próprio discurso. Existem coisas que você falou com outras pessoas que você agora percebe serem errôneas ou enganosas? Em caso afirmativo, você tentou desfazer o dano retirando suas palavras e se desculpando? Reflita também sobre o fato de que é fácil atrair a conversa maliciosa de outras pessoas. Você se deixou influenciar por essas conversas? Nesse caso, resolva silenciar seus ouvidos a esses erros e procure maneiras de falar a verdade.

Senhor, me dê a graça de falar palavras sagradas que sempre lhe dão glória e refletem as verdades eternas vivas em seu coração. Ajude-me a também estar ciente das mentiras ao meu redor neste mundo de pecado. Que Seu Coração filtre os erros e permita que apenas as sementes da Verdade sejam plantadas em minha própria mente e coração. Jesus eu confio em vós.

A Liturgia Diária na Missa

A liturgia faz parte de toda missa celebrada pela Igreja Católica. A liturgia diária é única para cada dia do ano, portanto, naquele dia determinado, todas as igrejas católicas se fazem da mesma leitura.

Leia mais:  Evangelho do Dia – Sábado, 29ª Semana do Tempo Comum, 23/10/2021

Utilizada nas missas, a liturgia também pode ser utilizada em outras celebrações. E também pode ser usada em outros momentos como em Grupos de Orações ou para meditar a Palavra do Dia.

E apesar da igreja celebrar o Mistério de Cristo durante todos os dias do ano, o ponto central é o domingo. É neste dia que os católicos devem ir obrigatoriamente à missa como forma de cumprir um dos Cinco Mandamentos da Igreja Católica.

Dessa forma, a liturgia diária é a ação do povo de Deus em uniformidade. Durante a celebração da missa, a liturgia diária pode ser praticada através de gestos, sinais ou palavras.

A Liturgia nos dias de hoje

A Liturgia diária é vista por muitos como sendo um rito que trás uma certa formalização da missa, mas o verdadeiro significado é exatamente o contrário. A liturgia vem para fazer com que os cristãos reflitam as palavras e busquem trazê-las para a sua vida e para os seu dia a dia como forma de viver a Palavra de Deus não apenas na missa mas também na vida cotidiana.

A liturgia vem mostrar o Mistério Pascal da Morte e Ressurreição de Jesus Cristo. A liturgia vem nos trazer orientações de como devemos pensar e agir conforme a Palavra de Deus.

Publicado por: Mundo dos Católicos

Artigos relacionados

Liturgia Diária – 2ª Semana Comum, Segunda-feira (17/01)

Liturgia Diária – 2º Domingo do Tempo Comum (16/01)

Liturgia Diária – 1ª Semana Comum, Sábado (15/01)

Liturgia Diária – 1ª Semana Comum, Sexta-feira (14/01)

Liturgia Diária – 1ª Semana Comum, Quinta-feira (13/01)

Liturgia Diária – 1ª Semana Comum, Quarta-feira (12/01)

Liturgia Diária – 1ª Semana Comum, Terça-feira (11/01)

Liturgia Diária – 1ª Semana Comum, Segunda-feira (10/01)

Liturgia Diária – Festa do Batismo do Senhor, Domingo (09/01)

Liturgia Diária – Sábado depois da Epifania do Natal (08/01)

Liturgia Diária – Sexta-feira depois da Epifania do Natal (07/01)

Liturgia Diária – Quinta-feira depois da Epifania do Natal (06/01)

Liturgia Diária – Quarta-feira depois da Epifania do Natal (05/01)

Liturgia Diária – Terça-feira depois da Epifania do Natal (04/01)

Liturgia Diária – Segunda-feira depois da Epifania do Natal (03/01)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.