Mundo dos Católicos

Liturgia Diária – Natividade de São João Batista, Quinta-feira (23/06/2022)

Liturgia Diária de Quinta-feira, 23 de junho de 2022.

Receba diariamente a Liturgia Diária de Hoje dos Católicos em nosso portal. Saiba aqui qual o Evangelho de Hoje e leia a reflexão da Liturgia aqui no Mundo dos Católicos.

1ª Leitura

Leitura (Isaías 49,1-6)

Leitura do livro do profeta Isaías.

49 1 Ilhas, ouvi-me; povos de longe, prestai atenção! O Senhor chamou-me desde meu nascimento; ainda no seio de minha mãe, ele pronunciou meu nome.

2 Tornou minha boca semelhante a uma espada afiada, cobriu-me com a sombra de sua mão. Fez de mim uma flecha penetrante, guardou-me na sua aljava.

3 E disse-me: “Tu és meu servo, (Israel), em quem me rejubilarei”.

4 E eu dizia a mim mesmo: “Foi em vão que padeci, foi em vão que gastei minhas forças. Todavia, meu direito estava nas mãos do Senhor, e no meu Deus estava depositada a minha recompensa”.

5 E agora o Senhor fala, ele, que me formou desde meu nascimento para ser seu Servo, para trazer-lhe de volta Jacó e reunir-lhe Israel, (porque o Senhor fez-me esta honra, e meu Deus tornou-se minha força).

6 Disse-me: “Não basta que sejas meu servo para restaurar as tribos de Jacó e reconduzir os fugitivos de Israel; vou fazer de ti a luz das nações, para propagar minha salvação até os confins do mundo”.

Palavra do Senhor.

Salmo

Salmo Responsorial 138/139

Eu vos louvo e vos dou graças, ó Senhor, porque de modo admirável me formastes!

– Senhor, vós me sondais e conheceis,

sabeis quando me sento ou me levanto;

de longe penetrais meus pensamentos;

percebeis quando me deito e quando eu ando,

os meus caminhos vos são todos conhecidos.

– Fostes vós que me formastes as entranhas

e, no seio de minha mãe, vós me tecestes.

Eu vos louvo e vos dou graças, ó Senhor,

Leia mais:  Liturgia Diária – Semana Santa, terça-feira, 30/03/2021

porque de modo admirável me formastes!

– Até o mais íntimo, Senhor, me conheceis;

nenhuma sequer de minhas fibras ignoráveis

quando eu era modelado ocultamente,

era formado nas entranhas subterrâneas.

2ª Leitura

Leitura (Atos 13,22-26)

Leitura dos Atos dos Apóstolos.

Naqueles dias, Paulo disse: 13 22 “Depois, Deus o rejeitou e mandou-lhes Davi como rei, de quem deu este testemunho: ‘Achei Davi, filho de Jessé, homem segundo o meu coração, que fará todas as minhas vontades’.

23 De sua descendência, conforme a promessa, Deus fez sair para Israel o Salvador Jesus.

24 João tinha pregado, desde antes da sua vinda, o batismo do arrependimento a todo o povo de Israel.

25 Terminando a sua carreira, dizia: ‘Eu não sou aquele que vós pensais, mas após mim virá aquele de quem não sou digno de desatar o calçado’.

26 Irmãos, filhos de Abraão, e os que entre vós temem a Deus: a nós é que foi dirigida a mensagem de salvação”.

Palavra do Senhor.

Evangelho do Dia

Evangelho (Lucas 1,57-66.80)

Aleluia, aleluia, aleluia.

Serás chamado, ó menino, o profeta do Altíssimo: irás diante do Senhor, preparando-lhe os caminhos (Jo 1,7; Lc 1,17).

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Lucas.

56 Maria ficou com Isabel cerca de três meses. Depois voltou para casa.

57 Completando-se para Isabel o tempo de dar à luz, teve um filho.

58 Os seus vizinhos e parentes souberam que o Senhor lhe manifestara a sua misericórdia, e congratulavam-se com ela.

59 No oitavo dia, foram circuncidar o menino e o queriam chamar pelo nome de seu pai, Zacarias.

60 Mas sua mãe interveio: “Não”, disse ela, “ele se chamará João”.

61 Replicaram-lhe: “Não há ninguém na tua família que se chame por este nome”.

62 E perguntavam por acenos ao seu pai como queria que se chamasse.

Leia mais:  Liturgia Diária - Quinta-feira, Dedicação da Basílica de São Pedro e São Paulo, 18/11/2021

63 Ele, pedindo uma tabuinha, escreveu nela as palavras: “João é o seu nome”. Todos ficaram pasmados.

64 E logo se lhe abriu a boca e soltou-se-lhe a língua e ele falou, bendizendo a Deus.

65 O temor apoderou-se de todos os seus vizinhos; o fato divulgou-se por todas as montanhas da Judéia.

66 Todos os que o ouviam conservavam-no no coração, dizendo: “Que será este menino? Porque a mão do Senhor estava com ele.

80 O menino foi crescendo e fortificava-se em espírito, e viveu nos desertos até o dia em que se apresentou diante de Israel.

Palavra da Salvação.

Reflexão da Liturgia Diária

Zacarias dá um grande testemunho para todos nós de alguém que pecou por falta de fé em Deus, mas depois de sofrer a humilhação de seu pecado, ele se tornou verdadeiramente fiel e acabou “bendizendo a Deus”.

Estamos familiarizados com sua história. Sua esposa ficou grávida de João Batista por um milagre em sua velhice. Quando foi revelado a Zacarias por um anjo que isso aconteceria, ele falhou em ter fé nessa promessa e duvidou. O resultado foi que ele ficou mudo até o momento em que João nasceu. Foi nesse momento que Zacarias agiu em fidelidade à revelação de Deus, chamando seu bebê de “João”, como o anjo havia pedido. Este ato de fidelidade da parte de Zacarias soltou sua língua e ele começou a falar louvores a Deus.

Este testemunho de Zacarias deve ser uma inspiração para todos os que procuram seguir a vontade de Deus em suas vidas, mas falharam. Há muitas vezes em que Deus fala conosco, nós O ouvimos, mas deixamos de acreditar no que Ele diz. Falhamos na fidelidade às Suas promessas. O resultado é que sofremos os efeitos desse pecado.

A princípio, os efeitos do pecado em nossas vidas podem parecer um castigo. Na verdade, de muitas maneiras eles são. Não é um castigo de Deus; antes, é um castigo do pecado. O pecado tem consequências devastadoras em nossas vidas. Mas a boa notícia é que essas consequências do pecado são permitidas por Deus como forma de nos atrair de volta à fidelidade a Ele. E se permitirmos que nos humilhem e nos transformem como Zacarias fez, seremos capazes de passar de uma vida de infidelidade à vontade de Deus para uma vida de fidelidade. E uma vida de fidelidade nos capacitará a cantar louvores ao nosso Deus.

Leia mais:  Liturgia Diária - Sábado, 17ª Semana do Tempo Comum, 31/07/2021

Reflita, hoje, sobre as maneiras pelas quais você não tem sido fiel a Deus em sua vida. Mas pense nisso no contexto da esperança. Espero que Deus o receba de volta e transforme sua vida se você retornar a Ele. Deus está esperando e Sua misericórdia é abundante. Permita que Sua misericórdia o encha com um coração que abençoe a bondade de Deus.

Oração do Dia

Senhor, ajuda-me a ver meus pecados passados ​​não tanto em desespero, mas como motivos para retornar a Ti com maior fidelidade. Não importa quantas vezes eu tenha caído, ajude-me a me levantar e cantar fielmente Seus louvores. Jesus eu confio em vós.

A Liturgia Diária para os Católicos

Por volta do século XVI, a liturgia diária não tinha uma padronização ou norma, mas, foram Pio V e Clemente III que a implementaram. E posteriormente, através do Concílio Vaticano II onde a Liturgia teve a sua mais recente atualização, trazendo toda a sua importância à Sagrada Escritura.

A liturgia é definida pela primeira leitura, segunda leitura, além do evangelho e salmo do dia. A Liturgia do Dia faz parte de toda missa celebrada pela Igreja Católica e é única para cada dia do ano. Sendo assim, todas as igrejas católicas realizam a mesma leitura naquele dia determinado.

Foto de Mundo dos Católicos

Mundo dos Católicos

Patrocinado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Não encontrou o que busca?

Faça uma busca abaixo.