Liturgia Diária – 11ª Semana do Tempo Comum, Sábado (22/06/2024)

Homilia Diária

Liturgia Diária de Sábado, 22 de junho de 2024.

Confira diariamente a Liturgia do Dia dos Católicos em nosso site. Aqui você fica sabendo qual o Evangelho do Dia de Hoje e acompanha a Liturgia aqui no Mundo dos Católicos.

1ª Leitura

Primeira Leitura (2Cr 24,17-25)

Leitura do Segundo Livro das Crônicas 24,17-25

17 Depois da morte de Joiada, os chefes de Judá vieram prostrar-se diante do rei Joás, que, atraído por suas lisonjas, se deixou levar por eles. 18 Os chefes de Judá abandonaram o templo do Senhor, o Deus de seus pais, e prestaram culto a troncos sagrados e a imagens esculpidas, atraindo a ira divina sobre Judá e Jerusalém por causa desse crime. 19 O Senhor mandou-lhes profetas para que se convertessem a ele. Porém, por mais que estes protestassem, não lhe queriam dar ouvidos. 20 Então o espírito de Deus apoderou-se de Zacarias, filho do sacerdote Joiada, e ele apresentou-se ao povo e disse: “Assim fala Deus: Por que transgredis os preceitos do Senhor? Isto não vos será de nenhum proveito. Porque abandonastes o Senhor, ele também vos abandonará”. 21 Eles, porém, conspiraram contra Zacarias e mataram-no à pedrada por ordem do rei, no pátio do templo do Senhor. 22 O rei Joás não se lembrou do bem que Joiada, pai do profeta, lhe tinha feito, e matou o seu filho. Zacarias, ao morrer, disse: “Que o Senhor veja e faça justiça!” 23 Ao cabo de um ano, o exército da Síria marchou contra Joás, invadiu Judá e Jerusalém, massacrou os chefes do povo, e enviou toda a presa de guerra ao rei de Damasco. 24 Na verdade, o exército da Síria veio com poucos homens, mas o Senhor entregou nas mãos deles um exército enorme, porque Judá tinha abandonado o Senhor, o Deus de seus pais. Assim, os sírios fizeram justiça contra Joás. 25 Quando eles se retiraram, deixando-o gravemente enfermo, seus homens conspiraram contra ele, para vingar o filho do sacerdote Joiada, e mataram-no em seu leito. Ele morreu e foi sepultado na cidade de Davi, mas não no sepulcro dos reis.

– Palavra do Senhor.

– Graças a Deus.

Salmo

Salmo 88 (89)

— Guardarei eternamente para ele a minha graça!

— “Eu firmei uma Aliança com meu servo, meu eleito, e eu fiz um juramento a Davi, meu servidor: Para sempre, no teu trono, firmarei tua linhagem, de geração em geração garantirei o teu reinado!”

Leia mais:  Liturgia Diária – 15ª Semana do Tempo Comum, Sexta-feira (19/07/2024)

— Guardarei eternamente para ele a minha graça e com ele firmarei minha Aliança indissolúvel. Pelos séculos sem fim conservarei sua descendência, e o seu trono, tanto tempo quanto os céus, há de durar”.

— “Se seus filhos, porventura, abandonarem minha lei e deixarem de andar pelos caminhos da Aliança; se, pecando, violarem minhas justas prescrições e se não obedecerem aos meus santos mandamentos:

— eu, então, castigarei os seus crimes com a vara, com açoites e flagelos punirei as suas culpas. Mas não hei de retirar-lhes minha graça e meu favor e nem hei de renegar o juramento que lhes fiz.

Evangelho do Dia

Evangelho (Mt 6,24-34)

— Aleluia, Aleluia, Aleluia.

— Jesus Cristo, Senhor nosso, embora sendo rico, para nós se tornou pobre, a fim de enriquecer-nos, mediante sua pobreza. (2 Cor 8,9)

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos: 24 “Ninguém pode servir a dois senhores: pois, ou odiará um e amará o outro, ou será fiel a um e desprezará o outro. Vós não podeis servir a Deus e ao dinheiro. 25 Por isso eu vos digo: não vos preocupeis com a vossa vida, com o que havereis de comer ou beber; nem com o vosso corpo, com o que havereis de vestir. Afinal, a vida não vale mais do que o alimento, e o corpo, mais do que a roupa? 26 Olhai os pássaros dos céus: eles não semeiam, não colhem, nem ajuntam em armazéns. No entanto, vosso Pai que está nos céus os alimenta. Vós não valeis mais do que os pássaros? 27 Quem de vós pode prolongar a duração da própria vida, só pelo fato de se preocupar com isso? 28 E por que ficais preocupados com a roupa? Olhai como crescem os lírios do campo: eles não trabalham nem fiam. 29 Porém, eu vos digo: nem o rei Salomão, em toda a sua glória, jamais se vestiu como um deles. 30 Ora, se Deus veste assim a erva do campo, que hoje existe e amanhã é queimada no forno, não fará ele muito mais por vós, gente de pouca fé? 31 Portanto, não vos preocupeis, dizendo: ‘O que vamos comer? O que vamos beber? Como vamos nos vestir?’ 32 Os pagãos é que procuram essas coisas. Vosso Pai, que está nos céus, sabe que precisais de tudo isso. 33 Pelo contrário, buscai em primeiro lugar o Reino de Deus e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão dadas por acréscimo. 34 Portanto, não vos preocupeis com o dia de amanhã, pois o dia de amanhã terá suas preocupações! Para cada dia, bastam seus próprios problemas”.

Leia mais:  Liturgia Diária – 15ª Semana do Tempo Comum, Sábado (20/07/2024)

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

Reflexão da Liturgia Diária

Mammon é outra palavra para dinheiro. Jesus deixa claro que você deve escolher servir a Deus ou ao dinheiro, mas não a ambos. Um coração dividido não é suficiente. São João da Cruz, no seu clássico espiritual “Subida ao Monte Carmelo”, explica algo semelhante. Ele diz que nossos desejos devem ser completamente purificados a tal ponto que tudo o que desejamos seja Deus e Sua santa vontade. Todos os outros desejos da vida devem ser eliminados para que sejamos singularmente devotados a Deus. Isso significa que Deus, e somente Deus, deve ser o objeto de todo o nosso amor? Sim, de fato. Mas essa verdade deve ser devidamente compreendida.

Quando consideramos o chamado que recebemos de Deus para amar, é verdade que devemos amar não apenas a Deus, mas também muitas outras coisas na vida. Devemos amar a família, os amigos, os vizinhos e até mesmo os nossos inimigos. Que assim seja também amemos outros aspectos da nossa vida, como a nossa vocação, o nosso trabalho, a nossa casa, um determinado passatempo, etc. Então, como amamos a Deus com uma devoção singular quando também temos muitas outras coisas que devemos amar?

A resposta é bem simples. O amor de Deus é tal que quando fazemos de Deus o objeto singular do nosso amor e devoção, o amor que temos por Deus transbordará sobrenaturalmente. Esta é a natureza do amor de Deus. À medida que amamos a Deus, descobriremos que Deus nos chama para amá-Lo, amando outras pessoas e até mesmo vários aspectos de nossas vidas. Ao amarmos o que Deus deseja que amemos e ao expressarmos o nosso amor por tudo o que está contido na vontade de Deus, ainda estaremos amando a Deus com todo o nosso coração, mente, alma e força.

Leia mais:  Liturgia Diária – 16º Domingo do Tempo Comum (21/07/2024)

Mas voltando à nossa Escritura acima. Por que não podemos amar a Deus e ao dinheiro? “Mamon” nesta passagem deve ser entendido como um amor que se torna um apego e desejo doentio. O dinheiro é tal que podemos “amá-lo”, permitindo que nossos desejos por ele se tornem desordenados e, assim, excluam a vontade de Deus desse “amor”. O dinheiro não é mau quando é usado exclusivamente de acordo com a vontade de Deus. Nesse caso, o dinheiro que usamos dará grande glória a Deus. Mas quando o dinheiro, ou qualquer outro objeto do nosso desejo, começar a ganhar vida própria, por assim dizer, então esse desejo estará em conflito com o nosso amor a Deus. Amar a Deus e somente a Deus significa que amamos a Deus e tudo o que Ele deseja que amemos na vida.

Reflita hoje sobre a necessidade de ser singularmente dedicado a Deus. Ao se comprometer com esse amor exclusivo, considere também quem e o que Deus o chama para amar nele e através dele. Para onde a Sua perfeita vontade o levará e como você é chamado a mostrar seu amor a Deus por meio do amor aos outros? Considere, também, quaisquer maneiras pelas quais você permitiu que um apego prejudicial ao dinheiro ou a qualquer outra coisa na vida o distraísse do único e último propósito de sua vida. Permita que Deus purgue esses desejos prejudiciais e falsos “amores” do seu coração para que você seja livre para amar como foi feito para amar.

Oração do Dia

Meu Senhor e Deus, Tu és digno de todo o meu amor. Tu e somente Tu deve se tornar o único foco de todo o meu amor. Assim como eu Te amo, querido Senhor, ajuda-me a descobrir tudo o que a Tua vontade me orienta a amar mais e tudo o que a Tua vontade me chama a me desapegar. Que eu escolha somente Você e aquilo que está contido em Sua santa e perfeita vontade. Jesus eu confio em vós.

A Liturgia Diária para os Católicos

Além da Liturgia Diária, é comum que nas missas o padre faça a Reflexão Diária das palavras do Evangelho depois dessa leitura. Esta reflexão é feita em geral por interpretação própria do celebrante.

O ponto mais alto da liturgia é o Mistério Pascal, descrevendo a Paixão, Morte e Ressurreição de Jesus Cristo e a sua ascensão ao céus.

Sobre o Autor

Mundo dos Católicos
Mundo dos Católicos

Somos um portal Católico que traz diariamente a Liturgia com a reflexão do evangelho para toda a comunidade Cristã.

    0 Comentários

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.