Mundo dos Católicos

Liturgia Diária – sexta-feira, 15/05/2020

Liturgia diária de sexta-feira, 15 de maio de 2020.

Confira diariamente a Liturgia Diária dos Católicos em nosso site. Primeira Leitura, Evangelho do dia e Salmo. Você também pode acompanhar diariamente o Salmo do Dia aqui no Mundo dos Católicos.

A liturgia diária

Liturgia Diária

Para os católicos, a liturgia é uma forma de renovação do sacrifício de Jesus Cristo para a salvação da humanidade. A liturgia diária são as lembranças de Jesus e da salvação trazendo para os cristãos uma reflexão que pode ser inserida em suas vidas.

A liturgia diária vem do grego derivado de duas palavras. A primeira “Leito” que significa: público. E a segunda palavra “Ergos” que significa: aquele que faz um trabalho público para o povo. A Liturgia é entendida como uma cerimônia estabelecida previamente segundo a tradição da igreja católica.

A Liturgia Diária na Igreja Católica

Apesar da palavra “liturgia” já ser comum na antiguidade, foi apenas depois dos séculos VIII e IX que a liturgia começou a ser utilizada pela igreja grega e passando a fazer parte da igreja católica alguns séculos depois, or volta de XVI.

A liturgia diária é sempre usada nas missas e existe uma liturgia para cada dia do ano. A liturgia diária é formada por 3 partes: a Leitura, o Salmo e o Evangelho do dia. Em alguns dias, também podem haver duas ou mais Leituras.

Reflexão

As crianças gostam de jogar jogos. Quando um jogo é organizado entre duas equipes, as crianças geralmente se alinham e esperam para serem escolhidas. Cada criança espera ser escolhida primeiro. É afirmar ser desejado pela equipe. Quando uma criança é escolhida por último, isso pode ser difícil e prejudicial.

Leia mais:  Liturgia Diária - sábado, 12/09/2020

Isso revela o desejo dentro de cada um de nós de pertencer e ser desejado. A boa notícia é que Deus escolhe cada um de nós. Ele nos quer como um membro de Sua família e Ele quer que pertençamos a Ele. Isso é essencial para entender e, quando é entendido, é muito afirmativo.

É uma boa prática espiritual refletir regularmente sobre o fato de que Deus nos escolheu antes mesmo de nascermos. Ele nos conheceu desde toda a eternidade e colocou Seus olhos em nós, desejando nos trazer para o Seu rebanho. Precisamos entender isso, aceitar e acreditar. Nós pertencemos.

Deus não apenas nos escolhe pertencer a Ele, mas também nos escolhe para Sua missão. Ele quer nos usar para ir e dar frutos para o Seu Reino. Ele quer nos usar para um propósito sagrado e um chamado divino. Ser membro de Sua “equipe” significa que nossas vidas têm propósito e significado. Não importa quão “desqualificados” possamos nos sentir às vezes para fazer a diferença, devemos lembrar que Deus não nos vê dessa maneira. Antes, ele vê o potencial infinito dentro de cada um de nós e escolhe usá-lo para a edificação do Seu Reino.

Reflita, hoje, em duas frases curtas: “Eu escolhi você” e “Vá e dê frutos”. Aceitar seu chamado de Deus mudará sua vida e também mudará a vida daqueles a quem você é chamado a servir.

Leia mais:  Evangelho do Dia - Quinta-feira, 31ª Semana do Tempo Comum, 04/11/2021

Senhor, eu sei que você me escolheu. Eu aceito o seu chamado na minha vida. Aceito o fato de que você me designou para cumprir Sua missão de uma maneira única e gloriosa. Ajude-me a dizer “Sim” continuamente à sua chamada. Jesus eu confio em vós.

Liturgia Diária com Reflexão

Além da liturgia diária, é comum que nas missas o padre ou celebrante na ocasião, faça uma reflexão das palavras do evangelho do dia. Esta reflexão é feita em geral por livre interpretação, não seguindo um texto pré-definido.

A História da Liturgia Diária

O ponto principal da liturgia é o Mistério Pascal, descrevendo a Paixão, Morte e Ressurreição de Jesus Cristo e a sua ascensão ao céus, ao reino de Deus.

Até meados do século XVI não havia para a liturgia diária uma padronização ou norma que caracterizava a sua obrigatoriedade, no entanto, foram Pio V e Clemente III que a implementaram. E posteriormente, através do Concílio Vaticano II onde a Liturgia teve a sua mais recente atualização, trazendo mais relevância à Sagrada Escritura na liturgia da palavra.

A Liturgia Diária na Missa

A liturgia faz parte de toda missa celebrada pela Igreja Católica. A liturgia diária é única para cada dia do ano, portanto, naquele dia determinado, todas as igrejas católicas se fazem da mesma leitura.

Utilizada nas missas, a liturgia também pode ser utilizada em outras celebrações. E também pode ser usada em outros momentos como em Grupos de Orações ou para meditar a Palavra do Dia.

Leia mais:  Liturgia Diária – 5º Domingo da Páscoa (15/05)

E apesar da igreja celebrar o Mistério de Cristo durante todos os dias do ano, o ponto central é o domingo. É neste dia que os católicos devem ir obrigatoriamente à missa como forma de cumprir um dos Cinco Mandamentos da Igreja Católica.

Dessa forma, a liturgia diária é a ação do povo de Deus em uniformidade. Durante a celebração da missa, a liturgia diária pode ser praticada através de gestos, sinais ou palavras.

A Liturgia nos dias de hoje

A Liturgia diária é vista por muitos como sendo um rito que trás uma certa formalização da missa, mas o verdadeiro significado é exatamente o contrário. A liturgia vem para fazer com que os cristãos reflitam as palavras e busquem trazê-las para a sua vida e para os seu dia a dia como forma de viver a Palavra de Deus não apenas na missa mas também na vida cotidiana.

A liturgia vem mostrar o Mistério Pascal da Morte e Ressurreição de Jesus Cristo. A liturgia vem nos trazer orientações de como devemos pensar e agir conforme a Palavra de Deus.

Foto de Mundo dos Católicos

Mundo dos Católicos

Patrocinado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Não encontrou o que busca?

Faça uma busca abaixo.