Liturgia Diária – Sexta-feira, 9ª Semana do Tempo Comum, 04/06/2021

Tempo de leitura: 6 minutos

Liturgia diária de Sexta-feira, 9ª Semana do Tempo Comum, 4 de junho de 2021.

Confira diariamente a Liturgia Diária dos Católicos em nosso site. Primeira Leitura, Evangelho do dia e Salmo. Você também pode acompanhar diariamente o Salmo do Dia aqui no Mundo dos Católicos.

A liturgia diária

Liturgia Diária

Para os católicos, a liturgia é uma forma de renovação do sacrifício de Jesus Cristo para a salvação da humanidade. A liturgia diária são as lembranças de Jesus e da salvação trazendo para os cristãos uma reflexão que pode ser inserida em suas vidas.

A liturgia diária vem do grego derivado de duas palavras. A primeira “Leito” que significa: público. E a segunda palavra “Ergos” que significa: aquele que faz um trabalho público para o povo. A Liturgia é entendida como uma cerimônia estabelecida previamente segundo a tradição da igreja católica.

A Liturgia Diária na Igreja Católica

Apesar da palavra “liturgia” já ser comum na antiguidade, foi apenas depois dos séculos VIII e IX que a liturgia começou a ser utilizada pela igreja grega e passando a fazer parte da igreja católica alguns séculos depois, or volta de XVI.

A liturgia diária é sempre usada nas missas e existe uma liturgia para cada dia do ano. A liturgia diária é formada por 3 partes: a Leitura, o Salmo e o Evangelho do dia. Em alguns dias, também podem haver duas ou mais Leituras.

1ª Leitura

Primeira Leitura (Tb 11,5-17)

Leitura do Livro de Tobias.

Naqueles dias, 5Ana estava sentada, observando atentamente o caminho por onde devia chegar seu filho. 6Percebeu que ele se aproximava e disse ao pai: “Teu filho está chegando, e com ele o homem que o acompanhou”. 7Antes que Tobias se aproximasse do pai, Rafael lhe disse: “Estou certo de que seus olhos se abrirão. 8Aplica-lhe nos olhos o fel do peixe. O remédio fará com que as manchas brancas se contraiam e se desprendam de seus olhos. Teu pai vai recuperar a vista e enxergará a luz”. 9Ana correu, atirou-se ao pescoço do filho e disse: “Voltei à ver-te, meu filho, agora posso morrer!” E chorou.

10Tobit levantou-se e, tropeçando, atravessou a porta do pátio. 11Tobias foi ao seu encontro, tendo na mão o fel do peixe. Soprou-lhe nos olhos e, segurando-o, disse: “Confiança, pai!” Derramou o remédio e esfregou-o. 12Depois, com ambas as mãos, tirou-lhe as películas dos cantos dos olhos. 13Então Tobit caiu-lhe ao pescoço, chorando e dizendo: “Eu te vejo, meu filho, luz de meus olhos!” 14E acrescentou: “Bendito seja Deus! Bendito seja o seu grande nome! Benditos sejam todos os seus santos anjos por todos os séculos! 15Porque, se ele me castigou, agora vejo o meu filho Tobias!” A seguir, Tobit entrou com Ana em sua casa, louvando e bendizendo a Deus em alta voz, por tudo o que lhes tinha acontecido. E Tobias contou ao pai como tinha sido boa a viagem deles, por obra do Senhor Deus, como haviam trazido dinheiro e como se tinha casado com Sara, filha de Ragüel. Aliás, ela já se aproximava das portas de Nínive. 16Tobit e Ana alegraram-se muito e saíram ao encontro da nora, às portas da cidade. Vendo-o andar a passos largos e com toda a firmeza, sem que ninguém o conduzisse pela mão, os ninivitas se admiraram. 17E diante deles Tobit louvava e bendizia a Deus em alta voz, por ter sido misericordioso para com ele e por lhe ter aberto os olhos. E, aproximando-se de Sara, mulher de seu filho Tobias, abençoou-a e disse: “Bem-vinda sejas, minha filha. E bendito seja o teu Deus, filha, que te trouxe para junto de nós! Abençoado seja o teu pai, abençoado o meu filho Tobias e abençoada sejas tu, minha filha! Entra em tua casa com saúde, a ti bênção e alegria! Entra, minha filha!” E naquele dia foi grande o contentamento entre todos os judeus que se encontravam em Nínive.

– Palavra do Senhor.

– Graças a Deus.

Salmo do Dia

Responsório (145)

— Bendize, ó minha alma, ao Senhor!

— Bendirei ao Senhor toda a vida, cantarei ao meu Deus sem cessar!

— O Senhor é fiel para sempre, faz justiça aos que são oprimidos; ele dá alimento aos famintos, é o Senhor quem liberta os cativos.

— O Senhor abre os olhos aos cegos, o Senhor faz erguer-se o caído; o Senhor ama aquele que é justo. É o Senhor quem protege o estrangeiro.

— Ele ampara a viúva e o órfão, mas confunde os caminhos dos maus. O Senhor reinará para sempre! Ó Sião, o teu Deus reinará para sempre e por todos os séculos.

Evangelho do Dia

Evangelho (Mc 12,35-37)

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Marcos.

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 35Jesus ensinava no Templo, dizendo: “Como é que os mestres da Lei dizem que o Messias é Filho de Davi? 36O próprio Davi, movido pelo Espírito Santo, falou: ‘Disse o Senhor ao meu Senhor: senta-te à minha direita, até que eu ponha teus inimigos debaixo dos teus pés’. 37Portanto, o próprio Davi chama o Messias de Senhor. Como é que ele pode então ser seu filho?” E uma grande multidão o escutava com prazer.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

Liturgia Diária com Reflexão

Além da liturgia diária, é comum que nas missas o padre ou celebrante na ocasião, faça uma reflexão das palavras do evangelho do dia. Esta reflexão é feita em geral por livre interpretação, não seguindo um texto pré-definido.

A História da Liturgia Diária

O ponto principal da liturgia é o Mistério Pascal, descrevendo a Paixão, Morte e Ressurreição de Jesus Cristo e a sua ascensão ao céus, ao reino de Deus.

Até meados do século XVI não havia para a liturgia diária uma padronização ou norma que caracterizava a sua obrigatoriedade, no entanto, foram Pio V e Clemente III que a implementaram. E posteriormente, através do Concílio Vaticano II onde a Liturgia teve a sua mais recente atualização, trazendo mais relevância à Sagrada Escritura na liturgia da palavra.

A Liturgia Diária na Missa

A liturgia faz parte de toda missa celebrada pela Igreja Católica. A liturgia diária é única para cada dia do ano, portanto, naquele dia determinado, todas as igrejas católicas se fazem da mesma leitura.

Utilizada nas missas, a liturgia também pode ser utilizada em outras celebrações. E também pode ser usada em outros momentos como em Grupos de Orações ou para meditar a Palavra do Dia.

E apesar da igreja celebrar o Mistério de Cristo durante todos os dias do ano, o ponto central é o domingo. É neste dia que os católicos devem ir obrigatoriamente à missa como forma de cumprir um dos Cinco Mandamentos da Igreja Católica.

Dessa forma, a liturgia diária é a ação do povo de Deus em uniformidade. Durante a celebração da missa, a liturgia diária pode ser praticada através de gestos, sinais ou palavras.

A Liturgia nos dias de hoje

A Liturgia diária é vista por muitos como sendo um rito que trás uma certa formalização da missa, mas o verdadeiro significado é exatamente o contrário. A liturgia vem para fazer com que os cristãos reflitam as palavras e busquem trazê-las para a sua vida e para os seu dia a dia como forma de viver a Palavra de Deus não apenas na missa mas também na vida cotidiana.

A liturgia vem mostrar o Mistério Pascal da Morte e Ressurreição de Jesus Cristo. A liturgia vem nos trazer orientações de como devemos pensar e agir conforme a Palavra de Deus.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.