Liturgia Diária – 4ª Semana da Páscoa – Terça-feira (23/04/2024)

Evangelho do Dia de Hoje

Liturgia Diária de Terça-feira, 23 de abril de 2024.

Receba diariamente a Liturgia Diária de Hoje dos Católicos em nosso portal. Saiba aqui qual o Evangelho de Hoje e leia a reflexão da Liturgia aqui no Mundo dos Católicos.

1ª Leitura

Primeira Leitura: Atos 11,19-26

Leitura dos Atos dos Apóstolos – Naqueles dias, 19aqueles que se haviam espalhado por causa da perseguição que se seguiu à morte de Estêvão chegaram à Fenícia, à ilha de Chipre e à cidade de Antioquia, embora não pregassem a Palavra a ninguém que não fosse judeu. 20Contudo, alguns deles, habitantes de Chipre e da cidade de Cirene, chegaram a Antioquia e começaram a pregar também aos gregos, anunciando-lhes a Boa-nova do Senhor Jesus. 21E a mão do Senhor estava com eles. Muitas pessoas acreditaram no Evangelho e se converteram ao Senhor. 22A notícia chegou aos ouvidos da Igreja que estava em Jerusalém. Então enviaram Barnabé até Antioquia. 23Quando Barnabé chegou e viu a graça que Deus havia concedido, ficou muito alegre e exortou a todos para que permanecessem fiéis ao Senhor, com firmeza de coração. 24É que ele era um homem bom, cheio do Espírito Santo e de fé. E uma grande multidão aderiu ao Senhor. 25Então Barnabé partiu para Tarso, à procura de Saulo. 26Tendo encontrado Saulo, levou-o a Antioquia. Passaram um ano inteiro trabalhando juntos naquela Igreja e instruíram uma numerosa multidão. Em Antioquia os discípulos foram, pela primeira vez, chamados com o nome de cristãos.

– Palavra do Senhor.

– Graças a Deus.

Salmo

Salmo 86 (87)

– Cantai louvores ao Senhor, todas as gentes.

– O Senhor ama a cidade / que fundou no monte santo; / ama as portas de Sião / mais que as casas de Jacó. / Dizem coisas gloriosas / da cidade do Senhor.

Leia mais:  Liturgia Diária – São Bento, abade, Memória, Quinta-feira (11/07/2024)

– “Lembro o Egito e Babilônia / entre os meus veneradores. / Na Filisteia ou em Tiro † ou no país da Etiópia, / este ou aquele ali nasceu.” / De Sião, porém, se diz: † “Nasceu nela todo homem; / Deus é sua segurança”.

– Deus anota no seu livro, † onde inscreve os povos todos: / “Foi ali que estes nasceram”. / E por isso todos juntos / a cantar se alegrarão; / e, dançando, exclamarão: / “Estão em ti as nossas fontes!”.

Evangelho do Dia

Evangelho: João 10,22-30

Aleluia, aleluia, aleluia.

Minhas ovelhas escutam minha voz, / eu as conheço e elas me seguem (Jo 10,27). – R.

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo João – 22Celebrava-se, em Jerusalém, a festa da Dedicação do templo. Era inverno. 23Jesus passeava pelo templo, no pórtico de Salomão. 24Os judeus rodeavam-no e disseram: “Até quando nos deixarás em dúvida? Se tu és o Messias, dize-nos abertamente”. 25Jesus respondeu: “Já vo-lo disse, mas vós não acreditais. As obras que eu faço em nome do meu Pai dão testemunho de mim; 26vós, porém, não acreditais, porque não sois das minhas ovelhas. 27As minhas ovelhas escutam a minha voz, eu as conheço e elas me seguem. 28Eu dou-lhes a vida eterna, e elas jamais se perderão. E ninguém vai arrancá-las de minha mão. 29Meu Pai, que me deu essas ovelhas, é maior que todos, e ninguém pode arrebatá-las da mão do Pai. 30Eu e o Pai somos um”.

– Palavra da salvação.

— Glória a vós, Senhor.

Reflexão da Liturgia Diária

Por que é que essas pessoas não sabiam que Jesus era o Cristo? Eles queriam que Jesus lhes falasse “claramente”, mas Jesus os surpreende ao dizer que já respondeu à pergunta deles, mas eles “não acreditam”. Esta passagem evangélica continua o belo ensinamento sobre Jesus ser o Bom Pastor. É interessante que essas pessoas querem que Jesus fale claramente sobre se Ele é ou não o Cristo, mas em vez disso, Jesus fala claramente sobre o fato de que elas não acreditam Nele porque não estão ouvindo. Eles perderam o que Ele disse e ficaram confusos.

Leia mais:  Liturgia Diária – 14ª Semana do Tempo Comum, Sexta-feira (12/07/2024)

Uma coisa que isso nos diz é que Deus fala conosco à Sua maneira, não necessariamente da maneira que gostaríamos que Ele falasse. Ele fala uma linguagem mística, profunda, gentil e oculta. Ele revela Seus mistérios mais profundos apenas àqueles que aprenderam Sua língua. Mas para aqueles que não entendem a linguagem de Deus, a confusão se instala.

Se você já se sentiu confuso na vida, ou confuso sobre o plano que Deus tem para você, então talvez seja hora de examinar com que atenção você ouve a maneira como Deus fala. Poderíamos implorar a Deus, dia e noite, que “fale claramente” conosco, mas Ele só falará da maneira que sempre falou. E qual é essa linguagem? No nível mais profundo, é a linguagem da oração infundida.

Orar, é claro, é diferente de apenas orar. A oração é, em última análise, um relacionamento de amor com Deus. É uma comunicação no nível mais profundo. A oração é um ato de Deus dentro de nossa alma pelo qual Deus nos convida a acreditar Nele, a segui-Lo e a amá-Lo. Este convite nos é oferecido continuamente, mas muitas vezes deixamos de ouvi-lo porque deixamos de orar verdadeiramente.

Grande parte do Evangelho de João, incluindo o capítulo dez que lemos hoje, fala de uma forma mística. Não é possível simplesmente lê-lo como um romance e compreender tudo o que Jesus diz com uma só leitura. O ensinamento de Jesus deve ser ouvido em sua alma, em espírito de oração, ponderado e ouvido. Esta abordagem abrirá os ouvidos do seu coração à certeza da voz de Deus.

Leia mais:  Liturgia Diária – 14ª Semana do Tempo Comum, Sábado (13/07/2024)

Reflita hoje sobre as maneiras misteriosas pelas quais Deus se comunica com você. Se você não entende como Ele fala, então esse é um bom ponto de partida. Passe algum tempo com este Evangelho, ponderando-o em espírito de oração. Medite nas palavras de Jesus, ouvindo Sua voz. Aprenda Sua linguagem através da oração silenciosa e permita que Suas santas palavras o atraiam para Ele.

Oração do Dia

Meu Senhor misterioso e oculto, Tu falas comigo dia e noite e revelas continuamente o Teu amor por mim. Ajude-me a aprender a ouvi-lo para que eu possa crescer profundamente na fé e possa realmente me tornar seu seguidor em todos os sentidos. Jesus eu confio em vós.

A Liturgia Diária para os Católicos

Por volta do século XVI, a liturgia diária não tinha uma padronização ou norma, mas, foram Pio V e Clemente III que a implementaram. E posteriormente, através do Concílio Vaticano II onde a Liturgia teve a sua mais recente atualização, trazendo toda a sua importância à Sagrada Escritura.

A liturgia é definida pela primeira leitura, segunda leitura, além do evangelho e salmo do dia. A Liturgia do Dia faz parte de toda missa celebrada pela Igreja Católica e é única para cada dia do ano. Sendo assim, todas as igrejas católicas realizam a mesma leitura naquele dia determinado.

Sobre o Autor

Mundo dos Católicos
Mundo dos Católicos

Somos um portal Católico que traz diariamente a Liturgia com a reflexão do evangelho para toda a comunidade Cristã.

    0 Comentários

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.