Liturgia Diária – 5ª Semana da Páscoa – Quarta-feira (01/05/2024)

Liturgia Diária de Hoje

Liturgia Diária de Quarta-feira, 1 de maio de 2024.

Confira diariamente a Liturgia Diária dos Católicos em nosso site. Primeira Leitura, Evangelho do dia. Acompanhe a Liturgia de hoje aqui no Mundo dos Católicos.

1ª Leitura

Primeira Leitura (At 15,1-6)

Leitura dos Atos dos Apóstolos

Naqueles dias, 1 chegaram alguns da Judeia e ensinavam aos irmãos de Antioquia, dizendo: “Vós não podereis salvar-vos, se não fordes circuncidados, como ordena a Lei de Moisés”.

2 Isto provocou muita confusão, e houve uma grande discussão de Paulo e Barnabé com eles. Finalmente, decidiram que Paulo, Barnabé e alguns outros fossem a Jerusalém, para tratar dessa questão com os apóstolos e os anciãos.

3 Depois de terem sido acompanhados pela comunidade, Paulo e Barnabé atravessaram a Fenícia e a Samaria. Contaram sobre a conversão dos pagãos, causando grande alegria entre todos os irmãos.

4 Chegando a Jerusalém, foram recebidos pelos apóstolos e os anciãos, e narraram as maravilhas que Deus tinha realizado por meio deles.

5 Alguns, dos que tinham pertencido ao partido dos fariseus e que haviam abraçado a fé, levantaram-se e disseram que era preciso circuncidar os pagãos e obrigá-los a observar a Lei de Moisés.

6 Então, os apóstolos e os anciãos reuniram-se para tratar desse assunto.

– Palavra do Senhor.

– Graças a Deus.

Salmo

Salmo 121 (122)

— Que alegria, quando ouvi que me disseram: Vamos à casa do Senhor!

—Que alegria, quando ouvi que me disseram:”Vamos à casa do Senhor!”E agora nossos pés já se detêm, Jerusalém, em tuas portas.

— Jerusalém, cidade bem edificada num conjunto harmonioso; para lá sobem as tribos de Israel, as tribos do Senhor

— Para louvar, segundo a lei de Israel, o nome do Senhor. A sede da justiça lá está e o trono de Davi.

Leia mais:  Liturgia Diária – 14ª Semana do Tempo Comum, Sexta-feira (12/07/2024)

Evangelho do Dia

Evangelho (Jo 15,1-8)

— Aleluia, Aleluia, Aleluia.

— Ficai em mim, e eu em vós ficarei, diz Jesus; quem em mim permanece, há de dar muito fruto. (Jo 15,4a.5b)

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo João.

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, Jesus disse a seus discípulos: 1 “Eu sou a videira verdadeira e meu Pai é o agricultor. 2 Todo ramo que em mim não dá fruto ele o corta; e todo ramo que dá fruto, ele o limpa, para que dê mais fruto ainda. 3 Vós já estais limpos por causa da palavra que eu vos falei. 4 Permanecei em mim e eu permanecerei em vós. Como o ramo não pode dar fruto por si mesmo, se não permanecer na videira, assim também vós não podereis dar fruto, se não permanecerdes em mim. 5 Eu sou a videira e vós os ramos. Aquele que permanece em mim, e eu nele, esse produz muito fruto; porque sem mim nada podeis fazer. 6 Quem não permanecer em mim, será lançado fora como um ramo e secará. Tais ramos são recolhidos, lançados no fogo e queimados. 7 Se permanecerdes em mim e minhas palavras permanecerem em vós, pedi o que quiserdes e vos será dado. 8 Nisto meu Pai é glorificado: que deis muito fruto e vos torneis meus discípulos”.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

Reflexão da Liturgia Diária

A primeira coisa incrível a reconhecer nesta passagem é o simples fato de que Deus quer produzir bons frutos em sua vida. Ele também quer trazer Sua graça e misericórdia ao mundo através de você. A videira não produz o fruto sozinha, mas o faz por meio dos ramos. Portanto, se considerarmos este ensinamento pelo valor nominal, Deus está dizendo que Ele escolheu trazer Sua graça e misericórdia para sua vida e para o mundo através de você.

Leia mais:  Liturgia Diária – São Bento, abade, Memória, Quinta-feira (11/07/2024)

Para acrescentar maior clareza a esta missão sagrada que todos nós recebemos, Jesus faz uma declaração muito profunda. Ele diz “sem mim você não pode fazer nada”. Ao considerar esta linha falada por nosso Senhor, pode ser útil refletir sobre o que significa a palavra “nada”. Santo Agostinho destaca que Jesus acrescentou “nada podeis fazer” para enfatizar o fato de que, por nós mesmos, pelo nosso próprio esforço, não podemos produzir nem um “pequeno” fruto bom. Por exemplo, seria como cortar um galho de uma macieira e esperar que o galho produza uma maçã.

O fruto que Deus quer produzir também acontece dentro da sua alma, na forma dos Frutos do Espírito Santo. Esses frutos consistem em amor, alegria, paz, paciência, bondade, fidelidade, mansidão e autocontrole (ver Gálatas 5:22–23). Cada uma destas dádivas de Deus terá o efeito de transformar você mais plenamente numa imagem do próprio Deus em nosso mundo. Tente reservar um momento para considerar cada um desses Frutos do Espírito Santo. Cada um é muito desejável. Crescer no desejo por eles irá ajudá-lo a crescer no desejo pelo Espírito Santo em sua vida.

Quando a passagem do evangelho citada acima é considerada em suas duas partes, fica claro também que, se nos separarmos de Deus, será impossível experimentar qualquer um dos frutos do Espírito Santo. Sem uma conexão firme com o nosso Deus, não teremos amor, nem alegria, nem paciência, bondade, etc. Nada disso é possível a menos que nossas vidas estejam firmemente conectadas à Videira, que é o próprio Cristo. Portanto, é útil promover um desejo positivo por esses bons frutos, bem como um medo sagrado de perdê-los.

Leia mais:  Liturgia Diária – 14ª Semana do Tempo Comum, Sábado (13/07/2024)

Reflita hoje sobre a bela e significativa imagem que Jesus nos deu da videira e dos ramos. Pense em uma videira e depois pense em você mesmo firmemente apegado a ela. Sente-se com essa imagem em oração e deixe Deus falar com você. Ele quer fazer grandes coisas em você e através de você. Se você apenas se apegar a Ele de todo o coração, uma abundância de bons frutos será produzida.

Oração do Dia

Jesus, a Videira, Tu és a fonte de toda a bondade e, sem Ti, nada posso fazer. Ajude-me a sempre lembrar o quão profundamente preciso de Ti em minha vida e ajude-me a me apegar sempre a Ti. Por favor, produza abundância de bons frutos em minha vida e, através de mim, no mundo. Jesus eu confio em vós.

A Liturgia Diária para os Católicos

Apesar da palavra “liturgia” já ser comum na antiguidade, foi apenas depois dos séculos VIII e IX que a liturgia começou a ser utilizada pela igreja grega e passando a fazer parte da igreja católica alguns séculos depois, por volta de XVI.

A Liturgia Diária é sempre usada nas missas e existe uma liturgia para cada dia do ano. A Liturgia Diária é formada por 3 partes: a Leitura, o Salmo e o Evangelho do dia. Em alguns dias, também podem haver duas ou mais Leituras.

Sobre o Autor

Mundo dos Católicos
Mundo dos Católicos

Somos um portal Católico que traz diariamente a Liturgia com a reflexão do evangelho para toda a comunidade Cristã.

    1 Comentário

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.