Liturgia Diária – Bem-aventurada Virgem Maria, Mãe da Igreja – Memória, Segunda-feira (20/05/2024)

Liturgia Diária

Liturgia Diária de Segunda-feira, 20 de maio de 2024.

Leia diariamente a Liturgia do Dia aqui no Mundo dos Católicos. Reflita a Homilia do Dia do Evangelho e acompanhe a Liturgia de hoje aqui no Mundo dos Católicos.

1ª Leitura

Primeira Leitura (Gn 3,9-15.20)

Leitura do Livro do Gênesis 3,9-15.20

Depois que Adão comeu do fruto da árvore, 9 o Senhor Deus o chamou, dizendo: “Onde estás?” 10 E ele respondeu: “Ouvi tua voz no jardim, e fiquei com medo porque estava nu; e me escondi”. 11 Disse-lhe o Senhor Deus: “E quem te disse que estavas nu? Então comeste da árvore, de cujo fruto te proibi comer?” 12 Adão disse: “A mulher que tu me deste por companheira, foi ela que me deu do fruto da árvore, e eu comi”. 13 Disse o Senhor Deus à mulher: “Por que fizeste isso?” E a mulher respondeu: “A serpente enganou-me e eu comi”. 14 Então o Senhor Deus disse à serpente: “Porque fizeste isso, serás maldita entre todos os animais domésticos e todos os animais selvagens! Rastejarás sobre o ventre e comerás pó todos os dias da tua vida! 15 Porei inimizade entre ti e a mulher, entre a tua descendência e a dela. Esta te ferirá a cabeça e tu lhe ferirás o calcanhar”. 20 E Adão chamou à sua mulher “Eva”, porque ela é a mãe de todos os viventes.

2ª Opção:

Leitura dos Atos dos Apóstolos 1, 12-14

Depois que Jesus subiu ao céu, 12 os apóstolos voltaram para Jerusalém, vindo do monte das Oliveiras, que fica perto de Jerusalém, a mais ou menos um quilômetro. 13 Entraram na cidade e subiram para a sala de cima, onde costumam ficar. Eram Pedro e João, Tiago e André, Filipe e Tomé, Bartolomeu e Mateus, Tiago, filho de Alfeu, Simão Zelota e Judas, filho de Tiago.

14 Todos eles perseveravam na oração em comum, junto com algumas mulheres, entre as quais Maria, mãe de Jesus, e com os irmãos de Jesus.
– Palavra do Senhor.

– Graças a Deus.

Salmo

Salmo 86 (87)

— Dizem coisas gloriosas da Cidade do Senhor

— O Senhor ama a cidade *que fundou no Monte santo; ama as portas de Sião *mais que as casas de Jacó.

— Dizem coisas gloriosas * da Cidade do Senhor. De Sião, porém, se diz: † “Nasceu nela todo homem; * Deus é sua segurança”.

Leia mais:  Liturgia Diária – 10ª Semana do Tempo Comum, Sábado (15/06/2024)

— Deus anota no seu livro, † onde inscreve os povos todos: * “Foi ali que estes nasceram”. Por isso todos juntos * a cantar se alegrarão; e, dançando, exclamarão: * “Estão em ti as nossas fontes!”.

Evangelho do Dia

Evangelho (Jo 19,25-34 )

— Aleluia, Aleluia, Aleluia.

— Ó feliz Virgem, que geraste o Senhor; ó santa Mãe da Igreja, que nos alimenta com o Espírito do teu Filho, Jesus Cristo (Lc 1,28)

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo João.

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 25 perto da cruz de Jesus, estavam de pé a sua mãe, a irmã da sua mãe, Maria de Cléofas, e Maria Madalena. 26 Jesus, ao ver sua mãe e, ao lado dela, o discípulo que ele amava, disse à mãe: “Mulher, este é o teu filho”. 27 Depois disse ao discípulo: “Esta é a tua mãe”. Daquela hora em diante, o discípulo a acolheu consigo.

28 Depois disso, Jesus, sabendo que tudo estava consumado, e para que a Escritura se cumprisse até o fim, disse: “Tenho sede”. 29 Havia ali uma jarra cheia de vinagre.
Amarraram numa vara uma esponja embebida de vinagre e levaram-na à boca de Jesus. 30 Ele tomou o vinagre e disse: “Tudo está consumado”. E, inclinando a cabeça, entregou o espírito.

31 Era o dia da preparação para a Páscoa. Os judeus queriam evitar que os corpos ficassem na cruz durante o sábado, porque aquele sábado era dia de festa solene. Então pediram a Pilatos que mandasse quebrar as pernas aos crucificados e os tirasse da cruz. 32 Os soldados foram e quebraram as pernas de um e depois do outro que foram crucificados com Jesus. 33 Ao se aproximarem de Jesus, e vendo que já estava morto, não lhe quebraram as pernas; 34 mas um soldado abriu-lhe o lado com uma lança, e logo saiu sangue e água.
— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

Reflexão da Liturgia Diária

A memória que hoje celebramos, acrescentada ao Calendário Litúrgico Romano em 2018 pelo Papa Francisco, destaca a verdade de que a Bem-Aventurada Virgem Maria não é apenas a Mãe da Pessoa de Cristo e, portanto, a Mãe de Deus, ela é também a Mãe da Igreja, isto é, a Mãe de todos os fiéis. A Bem-Aventurada Virgem Maria é sua mãe. E como sua mãe, ela é verdadeiramente terna, compassiva, atenciosa e misericordiosa, concedendo a você tudo o que uma mãe perfeita deseja conceder. Ela é a mais feroz das mães que não vai parar por nada para proteger seus filhos. Ela é uma mãe totalmente dedicada a você, seu querido filho.

Leia mais:  Liturgia Diária – 11º Domingo do Tempo Comum (16/06/2024)

O trecho do evangelho escolhido para esta memória representa a Nossa Senhora aos pés da Cruz. Ela não estaria em nenhum outro lugar senão diretamente abaixo de seu Filho enquanto Ele suportava Sua última agonia. Ela não fugiu com medo. Ela não foi dominada pela dor. Ela não ficou de mau humor com autopiedade. Não, ela ficou ao lado do Filho com o amor perfeito e a força de uma mãe dedicada, carinhosa, compassiva e fiel.

Enquanto ela estava ao lado do Filho na hora de sofrimento e morte, Jesus voltou-se para ela e confiou o apóstolo João aos seus cuidados maternos. Desde os primeiros Padres da Igreja até aos ensinamentos mais recentes da Igreja de hoje, este ato de confiar João a Maria e Maria a João por Jesus foi entendido como uma entrega de todos os fiéis ao cuidado materno da Mãe Maria. Mãe Maria não é, portanto, apenas a Mãe do Redentor, o próprio Cristo, mas também se torna a Mãe de todos os redimidos, a mãe de todos nós, a Mãe da Igreja.

Considere a mãe espiritual que você tem no céu. Mãe é aquela que dá vida. À sua Mãe do Céu está confiada a tarefa de conceder-lhe a nova vida de graça conquistada pela Cruz. E como sua mãe, ela não negará nada que seja em seu benefício. A mãe também é aquela que é terna com os filhos. O Coração Imaculado de nossa Mãe do Céu é aquele que está repleto da maior ternura por vocês. Embora suas carícias não sejam físicas, são muito mais profundas. Ela acaricia com a ternura da graça que ela transmite a você enquanto você ora e se volta para ela em suas necessidades. Ela dá-vos a graça do seu Filho, derramada na Cruz como o sangue e a água brotaram como fonte de misericórdia. Mãe Maria derrama essa misericórdia sobre você como uma mãe terna e devotada faria. Ela não esconde nada.

Leia mais:  Liturgia Diária – 11ª Semana do Tempo Comum, Segunda-feira (17/06/2024)

Se você não tem consciência do amor que nossa Mãe Santíssima tem por você no coração, use este memorial como uma oportunidade para aprofundar sua compreensão do papel dela em sua vida. Muitas crianças não dão valor às suas mães, não compreendendo totalmente a profundidade do seu amor. Assim é com a nossa Mãe do Céu. Nunca compreenderemos totalmente o seu amor e o seu constante trabalho maternal na nossa vida até que nos juntemos a ela no Céu, cara a cara.

Reflita hoje sobre a Mãe Maria que está ao seu lado em todos os momentos da sua vida. Veja-a ali nas suas alegrias e nas suas tristezas, durante os seus momentos de tentação e lutas, nos seus momentos de confusão e clareza. Veja-a ao seu lado, concedendo-lhe todos os bons dons espirituais quando você mais precisar. Ela é uma verdadeira mãe e merece seu amor e gratidão.

Oração do Dia

Minha querida Mãe, você permaneceu ao lado de seu Filho com fidelidade e amor inabaláveis. Você cuidou dele, nutriu-o e nunca saiu do lado dele. Eu também sou seu querido filho. Agradeço-te a tua amorosa fidelidade para comigo e abro o meu coração à graça do teu Filho que me concedes ao longo da vida. Ajude-me a estar mais atento ao seu cuidado maternal e a crescer diariamente na gratidão pela sua presença em minha vida. Mãe Maria, rogai por nós. Jesus eu confio em vós.

A Liturgia Diária para os Católicos

Usada nas missas, a Liturgia Diária também pode ser usada em outras celebrações. E também pode ser utilizada em outros momentos como em Grupos de Meditação e Orações.

Apesar da igreja celebrar o Mistério de Cristo todos os dias, o ponto central é a missa dominical. É neste dia que os católicos devem ir obrigatoriamente à missa como forma de fé.

Deste modo, a Liturgia Diária é a ação do povo de Deus em unidade. Durante a celebração da missa católica, a Liturgia do Dia pode ser praticada por gestos, palavras ou sinais .

Sobre o Autor

Mundo dos Católicos
Mundo dos Católicos

Somos um portal Católico que traz diariamente a Liturgia com a reflexão do evangelho para toda a comunidade Cristã.

    0 Comentários

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *