Liturgia Diária – 11ª Semana do Tempo Comum, Terça-feira (18/06/2024)

Liturgia Diária

Liturgia Diária de Terça-feira, 18 de junho de 2024.

Confira diariamente a Liturgia Diária Hoje dos Católicos em nosso site. Leia aqui a Liturgia de hoje no Mundo dos Católicos: Primeira Leitura, Evangelho e Oração do Dia.

1ª Leitura

Primeira Leitura (1Rs 21,17-29)

Leitura do Primeiro Livro dos Reis

Após a morte de Nabot, 17 a palavra do Senhor foi dirigida a Elias, o tesbita, nestes termos: 18 “Levanta-te e desce ao encontro de Acab, rei de Israel, que reina em Samaria. Ele está na vinha de Nabot, aonde desceu para dela tomar posse. 19 Isto lhe dirás: ‘Assim fala o Senhor: Tu mataste e ainda por cima roubas!’ E acrescentarás: ‘Assim fala o Senhor: No mesmo lugar em que os cães lamberam o sangue de Nabot, lamberão também o teu'”. 20 Acab disse a Elias: “Afinal encontraste-me, ó meu inimigo?” Elias respondeu: “Sim, eu te encontrei. Porque te vendeste para fazer o que desagrada ao Senhor, 21 farei cair sobre ti a desgraça: varrerei a tua descendência, exterminando todos os homens da casa de Acab, escravos ou livres em Israel. 22 Farei com a tua família como fiz com as famílias de Jeroboão, filho de Nabat, e de Baasa, filho de Aías, porque provocaste a minha ira e fizeste Israel pecar. 23 Também a respeito de Jezabel o Senhor pronunciou uma sentença: ‘Os cães devorarão Jezabel no campo de Jezrael. 24 Os da família de Acab que morrerem na cidade, serão devorados pelos cães, e os que morrerem no campo, serão comidos pelas aves do céu'”.

25 Não houve ninguém que se tenha vendido como Acab, para fazer o que desagrada ao Senhor, porque a isto o incitava sua mulher Jezabel. 26 Portou-se de modo abominável, seguindo os ídolos dos amorreus que o Senhor tinha expulsado diante dos filhos de Israel.

27 Quando Acab ouviu estas palavras, rasgou as vestes, pôs um cilício sobre a pele e jejuou. Dormia envolto num pano de penitência e andava abatido. 28 Então a palavra do Senhor foi dirigida a Elias, o tesbita, nestes termos: 29 “Viste como Acab se humilhou diante de mim? Já que ele assim procedeu, não o castigarei durante a sua vida, mas nos dias de seu filho enviarei a desgraça sobre a sua família”.

Leia mais:  Liturgia Diária – 14ª Semana do Tempo Comum, Sábado (13/07/2024)

– Palavra do Senhor.

– Graças a Deus.

Salmo

Salmo 50 (51)

— Misericórdia, ó Senhor, porque pecamos!

— Tende piedade, ó meu Deus, misericórdia! Na imensidão de vosso amor, purificai-me! Lavai-me todo inteiro do pecado, e apagai completamente a minha culpa!

— Eu reconheço toda a minha iniquidade, o meu pecado está sempre à minha frente. Foi contra vós, só contra vós, que eu pequei, e pratiquei o que é mau aos vossos olhos!

— Desviai o vosso olhar dos meus pecados e apagai todas as minhas transgressões! Da morte como pena, libertai-me, e minha língua exaltará vossa justiça!

Evangelho do Dia

Evangelho (Mt 5,43-48)

— Aleluia, Aleluia, Aleluia.

— Eu vos dou novo preceito: que uns aos outros vos ameis, como eu vos tenho amado. (Jo 13,34)

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: 43 “Vós ouvistes o que foi dito: ‘Amarás o teu próximo e odiarás o teu inimigo!’ 44 Eu, porém, vos digo: Amai os vossos inimigos e rezai por aqueles que vos perseguem! 45 Assim, vos tornareis filhos do vosso Pai que está nos céus, porque ele faz nascer o sol sobre maus e bons, e faz cair a chuva sobre justos e injustos. 46 Porque, se amais somente aqueles que vos amam, que recompensa tereis? Os cobradores de impostos não fazem a mesma coisa? 47 E se saudais somente os vossos irmãos, o que fazeis de extraordinário? Os pagãos não fazem a mesma coisa? 48 Portanto, sede perfeitos como o vosso Pai celeste é perfeito”.

Leia mais:  Liturgia Diária – 14ª Semana do Tempo Comum, Sexta-feira (12/07/2024)

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

Reflexão da Liturgia Diária

Jesus continua a aprofundar e esclarecer Seu chamado ao Seu novo mandamento de amar os outros. O amor ao qual Ele nos chama é radical, total e pode ser muito desafiador no início. Ele nos chama a ir muito além da compreensão de justiça do Antigo Testamento, ordenando que amemos a todos, inclusive aqueles que nos perseguem. Este chamado ao amor não é uma opção, mas uma ordem. É um requisito para todo cristão.

Ao implementar este mandamento, Jesus não nos dá apenas o mandamento em si, mas também oferece alguns conselhos muito práticos sobre como podemos alcançar esta profundidade de amor. Ele diz que não devemos apenas amar os nossos inimigos, mas devemos orar por eles quando nos perseguirem. Em primeiro lugar, um “inimigo” é alguém que tenta infligir-nos alguma forma de dano e, de modo geral, peca contra nós. A resposta comum a estas experiências é defender-nos e revidar. Portanto, o primeiro passo é rejeitar qualquer tentação desse tipo. Como Jesus disse na passagem do Evangelho anterior a esta, “não ofereçais resistência a quem é mau”.

O trecho do evangelho de hoje leva-nos ainda mais longe. O conselho prático que nosso Senhor dá é “orar por aqueles que os perseguem”. Este comando não exige apenas que você rejeite a tentação de “se vingar” de uma pessoa ou mesmo de simplesmente “resistir” ao que ela faz conosco. Você agora deve orar por eles. Orar por alguém que peca contra você é um ato da maior caridade e generosidade. E é uma forma muito prática de imitar a abundante misericórdia de Deus. Por isso, rezar pelos teus perseguidores transforma-te radicalmente interiormente e torna-te santo. De certa forma, o mal que outra pessoa faz a você tem o potencial de ser transformado em um presente que lhe é dado, porque lhe dá a oportunidade de retribuir a oração por um ferimento infligido. E esse é um presente muito real e prático que devemos abraçar por meio deste novo mandamento de nosso Senhor.

Leia mais:  Liturgia Diária – São Bento, abade, Memória, Quinta-feira (11/07/2024)

Reflita hoje sobre aqueles por quem este novo mandamento o chama a orar. O pecado de quem infligiu alguma dor ou dano a você ou à sua família? De quem você guarda rancor? Quem vier à mente, comprometa-se com uma oração profunda e sustentada por essa pessoa. Ore frequentemente por eles e continue essa oração enquanto a perseguição continuar. Fazer isso transformará toda e qualquer tentativa de malícia dirigida a você em graça para eles e santidade para você.

Oração do Dia

Meu Senhor de abundante misericórdia, Seu mandamento de orar por aqueles que me perseguem foi primeiro vivido por Ti com perfeição. Você orou por aqueles que o crucificaram enquanto você estava pendurado na cruz. Dê-me a graça que preciso não apenas para perdoar, mas também para orar por aqueles que tentaram e continuam tentando me causar danos. Dá-me um coração tão cheio de misericórdia que todo pecado cometido contra mim se transforme em amor e em minha própria santidade de vida. Jesus eu confio em vós.

A Liturgia Diária para os Católicos

Além da Liturgia Diária Hoje, é comum que nas missas o celebrante, faça uma reflexão do Evangelho do Dia logo após a sua leitura. Esta reflexão é feita geralmente por interpretação livre.

O principal ponto da Liturgia Diária, é o Mistério Pascal, que descreve a Paixão, Morte e Ressurreição de Jesus Cristo e a sua ascensão ao reino de Deus.

Sobre o Autor

Mundo dos Católicos
Mundo dos Católicos

Somos um portal Católico que traz diariamente a Liturgia com a reflexão do evangelho para toda a comunidade Cristã.

    0 Comentários

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.