Liturgia Diária – 14ª Semana do Tempo Comum, Terça-feira (05/07/2022)

Evangelho de Hoje

Liturgia Diária da 14ª Semana do Tempo Comum, Terça-feira, 5 de julho de 2022.

Confira diariamente a Liturgia Diária de Hoje dos Católicos em nosso site. Primeira Leitura, Evangelho de Hoje e Salmo. Acompanhe a Liturgia de hoje aqui no Mundo dos Católicos.

1ª Leitura

Leitura (Oseias 2,16-18.21-22)

Oseias 2,16-18.21-22

Leitura da profecia de Oseias.

2 16 “Por isso a atrairei, conduzi-la-ei ao deserto e falar-lhe-ei ao coração.

17 Dar-lhe-ei as suas vinhas e o vale de Acor, como porta de esperança. Aí ela se tornará como no tempo de sua juventude, como nos dias em que subiu da terra do Egito.

18 Naquele dia – diz o Senhor – tu me chamarás: ‘Meu marido’, e não mais: ‘Meu Baal’.

21 Desposar-te-ei para sempre, desposar-te-ei conforme a justiça e o direito, com benevolência e ternura.

22 Desposar-te-ei com fidelidade, e conhecerás o Senhor”.

Palavra do Senhor.

Salmo

Salmo Responsorial 144/145

Misericórdia e piedade é o Senhor.

– Todos os dias haverei de bendizer-vos,

hei de louvar o vosso nome para sempre.

Grande é o Senhor e muito digno de louvores,

e ninguém pode medir sua grandeza.

– Uma idade conta à outra vossas obras

e publica os vossos feitos poderosos;

proclamam todos o esplendor de vossa glória

e divulgam vossas obras portentosas!

– Narram todos vossas obras poderosas,

e de vossa imensidade todos falam.

eles recordam vosso amor tão grandioso

Leia mais:  Liturgia Diária – 3ª Semana da Páscoa – Quinta-feira (18/04/2024)

e exaltam, ó Senhor, vossa justiça.

– Misericórdia e piedade é o Senhor,

ele é amor, é paciência, é compaixão.

O Senhor é muito bom para com todos,

sua ternura abraça toda criatura.

Evangelho do Dia

Evangelho (Mateus 9, 18-26)

Aleluia, aleluia, aleluia.

Jesus Cristo salvador destruiu o mal e a morte; fez brilhar, pelo Evangelho, a luz e a vida imperecíveis (2Tm 1,10).

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Mateus.

9 18 Jesus ainda falava, quando se apresentou um chefe da sinagoga. Prostrou-se diante dele e lhe disse: “Senhor, minha filha acaba de morrer. Mas vem, impõe-lhe as mãos e ela viverá”.

19 Jesus levantou-se e o foi seguindo com seus discípulos.

20 Ora, uma mulher atormentada por um fluxo de sangue, havia doze anos, aproximou-se dele por trás e tocou-lhe a orla do manto.

21 Dizia consigo: “Se eu somente tocar na sua vestimenta, serei curada”.

22 Jesus virou-se, viu-a e disse-lhe: “Tem confiança, minha filha, tua fé te salvou”. E a mulher ficou curada instantaneamente.

23 Chegando à casa do chefe da sinagoga, viu Jesus os tocadores de flauta e uma multidão alvoroçada. Disse-lhes:

24 “Retirai-vos, porque a menina não está morta; ela dorme”. Eles, porém, zombavam dele.

25 Tendo saído a multidão, ele entrou, tomou a menina pela mão e ela levantou-se.

26 Esta notícia espalhou-se por toda a região.

Palavra da Salvação.

Leia mais:  Liturgia Diária – 3ª Semana da Páscoa – Sábado (20/04/2024)

Reflexão da Liturgia Diária

Que contraste gritante vemos na reação das multidões em comparação com a reação dos fariseus. Na verdade, é um contraste muito triste.

A reação das multidões, ou seja, pessoas normais do dia-a-dia, foi de espanto. Sua reação revela uma fé simples e pura que aceita o que vê. Que bênção é ter essa forma de fé.

A reação dos fariseus foi de julgamento, irracionalidade, ciúme e dureza. Mais especialmente, é irracional. O que levaria os fariseus a concluir que Jesus “expulsa os demônios pelo príncipe dos demônios”? Certamente não foi nada do que Jesus fez que os levaria a essa conclusão. Portanto, a única conclusão lógica é que os fariseus estavam cheios de certo ciúme e inveja. E esses pecados os levaram a essa conclusão ridícula e irracional.

A lição que devemos aprender com isso é que devemos abordar outras pessoas com humildade e honestidade, em vez de inveja. Ao ver aqueles ao nosso redor com humildade e amor, naturalmente chegaremos a conclusões genuínas e honestas sobre eles. A humildade e o amor honesto nos permitirão ver a bondade dos outros e nos alegrar com essa bondade. Claro, também estaremos cientes do pecado, mas a humildade nos ajudará a evitar fazer julgamentos precipitados e irracionais sobre os outros como resultado do ciúme e da inveja.

Reflita, hoje, sobre a maneira como você normalmente pensa e fala sobre os outros. Você tende a ser mais como as multidões que viram, creram e ficaram maravilhadas com as coisas boas que Jesus fez? Ou você é mais como os fariseus que tendem a fabricar e exagerar em suas conclusões. Comprometa-se com a normalidade das multidões para que você também possa encontrar alegria e admiração em Cristo.

Leia mais:  Liturgia Diária – 3ª Semana da Páscoa – Sexta-feira (19/04/2024)

Oração do Dia

Meu maravilhoso Senhor, desejo ter uma fé simples, humilde e pura. Ajude-me a ver você também nos outros de maneira humilde. Ajuda-me a ver-te e a maravilhar-me com a tua presença na vida daqueles que encontro todos os dias. Jesus eu confio em vós.

A Liturgia Diária para os Católicos

Até meados do século XVI não havia para a liturgia diária uma padronização ou norma que caracterizava a sua obrigatoriedade, no entanto, foram Pio V e Clemente III que a implementaram. E posteriormente, através do Concílio Vaticano II onde a Liturgia teve a sua mais recente atualização, trazendo mais relevância à Sagrada Escritura na liturgia da palavra.

A liturgia é composta pela primeira leitura, segunda leitura, além do salmo do dia e o evangelho, e faz parte de toda missa celebrada pela Igreja Católica. A Liturgia Diária é única para cada dia do ano, portanto, naquele dia determinado, todas as igrejas católicas se fazem da mesma leitura.

Sobre o Autor

Mundo dos Católicos
Mundo dos Católicos

Somos um portal Católico que traz diariamente a Liturgia com a reflexão do evangelho para toda a comunidade Cristã.

    0 Comentários

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *