Liturgia Diária – 20ª Semana do Tempo Comum, Segunda-feira (15/08/2022)

Salmo do Dia de Hoje

Liturgia Diária

Liturgia Diária da 20ª Semana do Tempo Comum, Segunda-feira, 15 de agosto de 2022.

Leia diariamente a Liturgia do Dia em nosso site. Receba a reflexão do Evangelho do Dia em nosso site e acompanhe a Liturgia de hoje aqui no Mundo dos Católicos.

1ª Leitura

Primeira Leitura (Ez 24,15-24)

Leitura da Profecia de Ezequiel.

15A palavra do Senhor foi-me dirigida nestes termos: 16“Filho do homem, vou tirar de ti, por um mal súbito, o encanto de teus olhos. Mas não deverás lamentar-te nem chorar ou derramar lágrimas. 17Geme em silêncio, sem fazer o luto dos mortos. Põe o turbante na cabeça, calça as sandálias nos pés, sem encobrir a barba, nem comer o pão dos enlutados”.

18Eu tinha falado ao povo pela manhã, e à tarde minha esposa morreu. Na manhã seguinte, fiz como me foi ordenado. 19Então o povo perguntou-me: “Não nos vais explicar o que têm a ver conosco as coisas que tu fazes?” 20Eu respondi-lhes: “A palavra do Senhor foi-me dirigida nestes termos: 21Fala à casa de Israel: Assim diz o Senhor Deus: Vou profanar o meu santuário, o objeto do vosso orgulho, o encanto de vossos olhos, o alento de vossas vidas. Os filhos e as filhas, que lá deixastes, tombarão pela espada.

22E fareis assim como eu fiz: Não cobrireis a barba, nem comereis o pão dos enlutados, 23levareis o turbante na cabeça, as sandálias nos pés, sem vos lamentar nem chorar. Definhareis por causa de vossas próprias culpas, gemendo uns para os outros. 24Ezequiel servirá para vós como sinal: Fareis exatamente o que ele fez; quando isso acontecer, sabereis que eu sou o Senhor Deus”.

– Palavra do Senhor.

Salmo

Responsório (Dt 32,18-21)

Esqueceram o Deus que os gerou!

Leia mais:  Liturgia Diária – 8ª Semana do Tempo Comum, Quarta-feira (29/05/2024)

— Da Rocha que te deu à luz te esqueceste, do Deus que te gerou não te lembraste. Vendo isto, o Senhor os desprezou, aborrecido com seus filhos e suas filhas.

— E disse: Esconderei deles meu rosto e verei, então, o fim que eles terão, pois, tornaram-se um povo pervertido, são filhos que não têm fidelidade.

— Com deuses falsos provocaram minha ira, com ídolos vazios me irritaram; vou provocá-los por aqueles que nem povo são, através de gente louca hei de irritá-los.

Evangelho do Dia

Evangelho (Mt 19,16-22)

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 16alguém aproximou-se de Jesus e disse: “Mestre, que devo fazer de bom para possuir a vida eterna?” 17Jesus respondeu: “Por que me perguntas sobre o que é bom? Um só é o Bom. Se queres entrar na vida, observa os mandamentos”. 18O homem perguntou: “Quais mandamentos?” Jesus respondeu: “Não matarás, não cometerás adultério, não roubarás, não levantarás falso testemunho, 19honra teu pai e tua mãe, e ama o teu próximo como a ti mesmo”.

20O jovem disse a Jesus: “Tenho observado todas essas coisas. Que ainda me falta?” 21Jesus respondeu: “Se queres ser perfeito, vai, vende tudo o que tens, dá o dinheiro aos pobres e terás um tesouro no céu. Depois, vem e segue-me”. 22Quando ouviu isso, o jovem foi embora cheio de tristeza, porque era muito rico.

— Palavra da Salvação.

Reflexão da Liturgia Diária

Estas, as primeiras linhas do glorioso cântico de louvor de nossa Mãe Santíssima, revelam quem ela é. Ela é aquela cuja vida inteira proclama a grandeza de Deus e se regozija continuamente. Ela é aquela que é a perfeição da humildade e, portanto, altamente exaltada por todas as gerações. Ela é aquela por quem Deus fez grandes coisas e aquela a quem Deus cobriu de santidade.

Leia mais:  Liturgia Diária – 8ª Semana do Tempo Comum, Segunda-feira (27/05/2024)

A solenidade que hoje celebramos, a da sua Assunção ao Céu, aponta para o reconhecimento da sua grandeza por parte de Deus. Deus não permitiu que ela experimentasse a morte ou quaisquer consequências do pecado. Ela era Imaculada, perfeita em todos os sentidos, desde o momento de sua concepção até o momento em que foi levada de corpo e alma ao Céu para reinar como Rainha por toda a eternidade.

A natureza imaculada de nossa Mãe Santíssima pode ser difícil para alguns compreenderem. Isso porque a vida dela é um dos maiores mistérios da nossa fé. Muito pouco foi dito sobre ela nas Escrituras, mas muito será dito sobre ela por toda a eternidade, pois sua humildade é desmascarada e sua grandeza brilha para todos verem.

Nossa Mãe Santíssima era Imaculada, ou seja, sem pecado, por duas razões. Primeiro, Deus a preservou do pecado original no momento de sua concepção por uma graça especial. Chamamos isso de “graça preservadora”. Como Adão e Eva, ela foi concebida sem pecado. Mas ao contrário de Adão e Eva, ela foi concebida na ordem da graça. Ela foi concebida como alguém que já foi salva pela graça, por seu Filho que um dia ela traria ao mundo. A graça que um dia seu Filho derramaria sobre o mundo transcendeu o tempo e a cobriu no momento de sua concepção.

A segunda razão pela qual nossa Mãe Santíssima é Imaculada é porque, ao contrário de Adão e Eva, ela nunca escolheu pecar ao longo de sua vida. Portanto, ela se tornou a nova Eva, a nova Mãe de todos os viventes, a nova Mãe de todos os que vivem na graça de seu Filho. Como resultado dessa natureza imaculada e de sua livre escolha contínua de viver em graça, Deus trouxe seu corpo e alma para o céu após a conclusão de sua vida terrena. É este fato glorioso e solene que celebramos hoje.

Leia mais:  Liturgia Diária – 8ª Semana do Tempo Comum, Terça-feira (28/05/2024)

Reflita, hoje, sobre sua compreensão de nossa Mãe Santíssima. Você a conhece, entende o papel dela em sua vida e busca continuamente seus cuidados maternos? Ela é sua mãe se você escolher viver na graça de seu Filho. Abrace esse fato mais profundamente hoje e escolha torná-la uma parte ainda mais importante de sua vida. Jesus será grato!

Oração do Dia

Senhor, ajuda-me a amar a tua mãe com o mesmo amor que tens por ela. Assim como você foi confiado aos seus cuidados, eu desejo ser confiado aos seus cuidados. Maria, minha Mãe e Rainha, rogai por mim enquanto recorro a vós. Jesus eu confio em vós.

A Liturgia Diária para os Católicos

Utilizada nas missas, a Liturgia Diária também pode ser utilizada em outras celebrações. E também pode ser usada em outros momentos como em Grupos de Orações ou para meditar a Palavra do Dia.

E apesar da igreja celebrar o Mistério de Cristo durante todos os dias do ano, o ponto central é o domingo. É neste dia que os católicos devem ir obrigatoriamente à missa como forma de cumprir um dos Cinco Mandamentos da Igreja Católica.

Dessa forma, a Liturgia Diária é a ação do povo de Deus em uniformidade. Durante a celebração da missa, a Liturgia Diária pode ser praticada através de gestos, sinais ou palavras.

Sobre o Autor

Mundo dos Católicos
Mundo dos Católicos

Somos um portal Católico que traz diariamente a Liturgia com a reflexão do evangelho para toda a comunidade Cristã.

    0 Comentários

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *