Mundo dos Católicos

Liturgia Diária – 5º Domingo da Páscoa (15/05)

Liturgia Diária do 5º Domingo da Páscoa, 15 de maio de 2022.

Leia diariamente a Liturgia do Dia em nosso site. Primeira Leitura, Salmo do Dia de Hoje e Evangelho com reflexão. Acompanhe a Liturgia de hoje aqui no Mundo dos Católicos.

1ª Leitura

Primeira Leitura (At 14,21b-27)

Leitura dos Atos dos Apóstolos:

Naqueles dias, Paulo e Barnabé 21bvoltaram para as cidades de Listra, Icônio e Antioquia. 22Encorajando os discípulos, eles os exortavam a permanecerem firmes na fé, dizendo-lhes: “É preciso que passemos por muitos sofrimentos para entrar no Reino de Deus”.

23Os apóstolos designaram presbíteros para cada comunidade. Com orações e jejuns, eles os confiavam ao Senhor, em quem haviam acreditado.

24Em seguida, atravessando a Pisídia, chegaram à Panfília. 25Anunciaram a palavra em Perge, e depois desceram para Atália. 26Dali embarcaram para Antioquia, de onde tinham saído, entregues à graça de Deus, para o trabalho que haviam realizado.

27Chegando ali, reuniram a comunidade. Contaram-lhe tudo o que Deus fizera por meio deles e como havia aberto a porta da fé para os pagãos.

– Palavra do Senhor.

– Graças a Deus.

Salmo

Responsório (Sl 144)

— Bendirei o vosso nome, ó meu Deus,/ meu Senhor e meu Rei para sempre.

— Misericórdia e piedade é o Senhor,/ ele é amor, é paciência, é compaixão./ O Senhor é muito bom para com todos,/ sua ternura abraça toda criatura.

— Que vossas obras, ó Senhor, vos glorifiquem,/ e os vossos santos com louvores vos bendigam!/ Narrem a glória e o esplendor do vosso reino/ e saibam proclamar vosso poder!

— Para espalhar vossos prodígios entre os homens/ e o fulgor de vosso reino esplendoroso./ O vosso reino é um reino para sempre,/ vosso poder, de geração em geração.

Leia mais:  Liturgia Diária - Sexta-feira, 19ª Semana do Tempo Comum, 13/08/2021

2ª Leitura

Segunda Leitura (Ap 21,1-5a)

Leitura do Livro do Apocalipse de São João:

Eu, João, 1vi um novo céu e uma nova terra. Pois o primeiro céu e a primeira terra passaram, e o mar já não existe. 2Vi a cidade santa, a nova Jerusalém, que descia do céu, de junto de Deus, vestida qual esposa enfeitada para o seu marido.

3Então, ouvi uma voz forte que saía do trono e dizia: “Esta é a morada de Deus entre os homens. Deus vai morar no meio deles. Eles serão o seu povo, e o próprio Deus estará com eles. 4Deus enxugará toda lágrima dos seus olhos. A morte não existirá mais, e não haverá mais luto, nem choro, nem dor, porque passou o que havia antes”.

5Aquele que está sentado no trono disse: “Eis que faço novas todas as coisas”. Depois, ele me disse: “Escreve, porque estas palavras são dignas de fé e verdadeiras”.

– Palavra do Senhor.

– Graças a Deus.

Evangelho do Dia

Anúncio do Evangelho (Jo 13,31-33a.34-35)

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo + segundo João.

— Glória a vós, Senhor.

31Depois que Judas saiu do cenáculo, disse Jesus: “Agora foi glorificado o Filho do Homem, e Deus foi glorificado nele. 32Se Deus foi glorificado nele, também Deus o glorificará em si mesmo, e o glorificará logo.

33aFilhinhos, por pouco tempo estou ainda convosco. 34Eu vos dou um novo mandamento: amai-vos uns aos outros. Como eu vos amei, assim também vós deveis amar-vos uns aos outros.

35Nisto todos conhecerão que sois meus discípulos, se tiverdes amor uns aos outros”.

Leia mais:  Evangelho do Dia - sexta-feira, 18/12/2020

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

Reflexão da Liturgia Diária

É essencial saber o final da história. Jesus conheceu o fim quando Ele falou estas palavras aos Apóstolos na Última Ceia logo após Judas partir para traí-Lo. É importante colocar essa situação no contexto em que Jesus a entendeu. Do ponto de vista puramente humano, um dos amigos mais próximos de Jesus estava prestes a traí-lo por dinheiro. Para a maioria de nós, isso teria sido devastador e causaria raiva e mágoa. Mas porque Jesus sabia o fim da história, Ele foi capaz de ver a traição de Judas como o meio para Sua glorificação, não Sua derrota. Ele voltou Seus olhos para o Céu e tudo o que Ele realizaria através de Seu sofrimento, em vez de olhar para a dor imediata que Ele logo suportaria.

Esta é uma lição poderosa para todos nós. Primeiro, é essencial olharmos para a glorificação de Jesus por meio de Sua traição, sofrimento e morte. Mas também devemos nos esforçar para ver o potencial que nossos próprios sofrimentos têm quando unidos ao Salvador do Mundo.

Como você reage quando outro peca contra você? Como você reagiria se Judas traísse seu amor? Esta é uma pergunta muito difícil de enfrentar com honestidade e é ainda mais difícil viver a resposta que Jesus viveu. A verdade é que toda vez que somos maltratados por outra pessoa, temos a oportunidade de glorificar a Deus e promover o Reino dos Céus perdoando, unindo nosso sofrimento com o de Cristo e oferecendo misericórdia. Isso é muito mais fácil falar do que viver.

Reflita, hoje, sobre esta cena do Evangelho. Contemple Judas deixando a Última Ceia e saindo pela noite para trair nosso Senhor. Mas olhe para isso da maneira que Jesus viu. Olhe para isso com o entendimento de que este foi o meio escolhido pelo Pai para trazer salvação ao mundo. Reflita, também, sobre cada oportunidade que lhe for dada para fazer como Jesus fez. Tente ser concreto e específico e veja todo e qualquer sofrimento que você suporta como uma gloriosa oportunidade de dispensar a misericórdia de Deus. Embora isso possa ser difícil no início, é esse ato de amor que dará grande glória ao Pai Celestial!

Leia mais:  Liturgia Diária - sábado, 16/05/2020

Oração do Dia

Meu querido Senhor, você foi traído pelo beijo de um de seus amigos mais próximos. Mas em sua perfeita sabedoria, você viu essa traição como a oportunidade perfeita para glorificar o Pai por meio de sua misericórdia e perdão. Senhor, eu também te traí inúmeras vezes. Por isso lamento. Mas agradeço-Te por me amares e me perdoares com o Teu Coração de perfeita misericórdia. Ajude-me a receber essa misericórdia e a oferecê-la a outros que pecaram contra mim. Jesus eu confio em vós.

A Liturgia Diária para os Católicos

Utilizada nas missas, a Liturgia Diária também pode ser utilizada em outras celebrações. E também pode ser usada em outros momentos como em Grupos de Orações ou para meditar a Palavra do Dia.

E apesar da igreja celebrar o Mistério de Cristo durante todos os dias do ano, o ponto central é o domingo. É neste dia que os católicos devem ir obrigatoriamente à missa como forma de cumprir um dos Cinco Mandamentos da Igreja Católica.

Dessa forma, a Liturgia Diária é a ação do povo de Deus em uniformidade. Durante a celebração da missa, a Liturgia Diária pode ser praticada através de gestos, sinais ou palavras.

Foto de Mundo dos Católicos

Mundo dos Católicos

Patrocinado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Não encontrou o que busca?

Faça uma busca abaixo.