Liturgia Diária – 8ª Semana do Tempo Comum, Segunda-feira (27/05/2024)

Homilia do Evangelho de Hoje

Liturgia Diária de Segunda-feira, 27 de maio de 2024.

Acompanhe diariamente a Liturgia Diária de Hoje dos Católicos em nosso site. Leia e acompanhe aqui as Leituras e a Liturgia Comentada do dia de hoje.

1ª Leitura

Primeira Leitura (1Pd 1,3-9)

Leitura da Primeira Carta de São Pedro

3 Bendito seja Deus, Pai de nosso Senhor Jesus Cristo. Em sua grande misericórdia, pela ressurreição de Jesus Cristo dentre os mortos, ele nos fez nascer de novo, para uma esperança viva, 4 para uma herança incorruptível, que não estraga, que não se mancha nem murcha, e que é reservada para vós nos céus.

5 Graças à fé, e pelo poder de Deus, vós fostes guardados para a salvação que deve manifestar-se nos últimos tempos. 6 Isto é motivo de alegria para vós, embora seja necessário que agora fiqueis por algum tempo aflitos, por causa de várias provações. 7 Deste modo, a vossa fé será provada como sendo verdadeira — mais preciosa que o ouro perecível, que é provado no fogo — e alcançará louvor, honra e glória, no dia da manifestação de Jesus Cristo. 8 Sem ter visto o Senhor, vós o amais. Sem o ver ainda, nele acreditais. Isso será para vós fonte de alegria indizível e gloriosa, 9 pois obtereis aquilo em que acreditais: a vossa salvação.

– Palavra do Senhor.

– Graças a Deus.

Salmo

Salmo 110 (111)

— O Senhor se lembra sempre da Aliança!

— Eu agradeço a Deus de todo o coração junto com todos os seus justos reunidos! Que grandiosas são as obras do Senhor, elas merecem todo o amor e admiração!

—Ele dá o alimento aos que o temem e jamais esquecerá sua Aliança. Ao seu povo manifesta seu poder, dando a ele a herança das nações.

—Enviou libertação para o seu povo, confirmou sua Aliança para sempre. Seu nome é santo e é digno de respeito. Permaneça eternamente o seu louvor.

Evangelho do Dia

Evangelho (Marcos 10,17-27)

Leia mais:  Liturgia Diária – 11º Domingo do Tempo Comum (16/06/2024)

— Aleluia, Aleluia, Aleluia.

— Jesus Cristo, Senhor nosso, embora sendo rico, para nós se tornou pobre, a fim de enriquecer-nos mediante sua pobreza. (2Cor 8,9)

— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Marcos.

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 17 quando Jesus saiu a caminhar, veio alguém correndo, ajoelhou-se diante dele, e perguntou: “Bom Mestre, que devo fazer para ganhar a vida eterna?” 18 Jesus disse: “Por que me chamas de bom? Só Deus é bom, e mais ninguém. 19 Tu conheces os mandamentos: não matarás; não cometerás adultério; não roubarás; não levantarás falso testemunho; não prejudicarás ninguém; honra teu pai e tua mãe!”

20 Ele respondeu: “Mestre, tudo isso tenho observado desde a minha juventude”. 21 Jesus olhou para ele com amor, e disse: “Só uma coisa te falta: vai, vende tudo o que tens e dá aos pobres, e terás um tesouro no céu. Depois vem e segue-me!” 22 Mas quando ele ouviu isso, ficou abatido e foi embora cheio de tristeza, porque era muito rico.

23 Jesus então olhou ao redor e disse aos discípulos: “Como é difícil para os ricos entrar no Reino de Deus!”24 Os discípulos se admiravam com estas palavras, mas ele disse de novo: “Meus filhos, como é difícil entrar no Reino de Deus! 25 É mais fácil um camelo passar pelo buraco de uma agulha do que um rico entrar no Reino de Deus!”

26 Eles ficaram muito espantados ao ouvirem isso, e perguntavam uns aos outros: “Então, quem pode ser salvo?” 27 Jesus olhou para eles e disse: “Para os homens isso é impossível, mas não para Deus. Para Deus tudo é possível”.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

Reflexão da Liturgia Diária

Jesus se dirige a pessoas diferentes de maneiras diferentes. Ele castigou os orgulhosos e arrogantes que vieram prendê-Lo. Ele foi excepcionalmente gentil e bondoso com o pecador arrependido que chorava. Ele falou em parábolas e figuras de linguagem para aqueles que eram curiosos, mas tinham pouca fé. E para aqueles que vieram com abertura, buscando sinceramente a verdade, Ele falou de forma clara, amorosa e direta.

Leia mais:  Liturgia Diária – 10ª Semana do Tempo Comum, Sábado (15/06/2024)

O Evangelho de hoje apresenta-nos a conhecida história do Jovem Rico. Observe como esse jovem veio a Jesus. Primeiro, ele “correu” para Jesus. Isso sugere que ele estava muito desejoso de falar com nosso Senhor. Ele também se ajoelhou diante de Jesus, o que demonstra sua humildade e reverência. Então ele fez uma pergunta direta e importante a Jesus. Ele não pediu a Jesus para curar alguém. Ele não estava procurando um milagre ou um favor pessoal. Em vez disso, este jovem fez a pergunta que todos deveríamos fazer a Jesus todos os dias. “Bom Mestre, que devo fazer para ganhar a vida eterna?” Esta é uma pergunta que você pondera e faz ao nosso Senhor?

À medida que a história se desenrola, Jesus dá duas respostas. Primeiro, Ele dá ao jovem a resposta fundamental à sua pergunta. A vida eterna é obtida mantendo-se afastado dos pecados graves, por amor e obediência à vontade de Deus. Mas depois que o jovem perguntou mais, Jesus lhe deu uma resposta muito mais profunda. Esta segunda resposta foi baseada num profundo amor por este jovem porque apresentava a chave para a perfeição. “Você está faltando em uma coisa. Vá, venda o que você tem, e dê aos pobres e você terá um tesouro no céu; então venha, siga-me.”

Muitas pessoas passam a vida cumprindo os preceitos mais fundamentais da santidade. Eles evitam pecados graves para permanecerem em estado de graça. E isso é bom. Mas Jesus quer muito mais: Ele quer a perfeição. Quando buscamos sinceramente a perfeição, Jesus nos responderá como respondeu ao Jovem Rico. A perfeição requer a purificação mais profunda de todos os apegos prejudiciais. A maioria das pessoas tem muitos apegos que impedem a perfeição. Esses apegos podem não ser pecados mortais, mas são pecados veniais ou imperfeições espirituais. Portanto, é importante saber que se você deseja a perfeição, e se você se humilhar diante de nosso Senhor e perguntar sinceramente como obtê-la, Ele amorosamente o convidará a se desapegar de tudo, menos de Deus e de Sua santa vontade para sua vida. O que isso significa na prática para você deve ser discernido em espírito de oração.

Leia mais:  Liturgia Diária – 10ª Semana do Tempo Comum, Sexta-feira (14/06/2024)

Reflita hoje se você poderia ou não se juntar a esse jovem rico em suas humildes perguntas feitas a Jesus. Você quer saber como ser perfeito? Se sim, você está pronto para responder à resposta de Jesus? Você está disposto a abandonar tudo que é um obstáculo à vontade de Deus para poder segui-Lo e cumprir Sua vontade perfeita? Reflita sobre esta questão e comprometa-se a aceitar plenamente a resposta de Jesus e você se tornará mais rico no que importa do que jamais poderia imaginar.

Oração do Dia

Meu generoso Senhor, Tu me chamas à perfeição. Tu me chamas para me afastar de tudo que impede meu amor perfeito por Ti e meu pleno abraço à Sua vontade. Por favor, ajude-me a voltar-me sinceramente para Ti todos os dias, buscando apenas a Sua plena vontade em todas as coisas. Ao fazer isso, por favor, liberte-me de tudo o que me impede de viver a vida de perfeição para a qual fui chamado. Jesus eu confio em vós.

A Liturgia Diária para os Católicos

A Liturgia teve a sua atualização mais recente, através do Concílio Vaticano II, que trouxe mais relevância à Sagrada Escritura na liturgia da palavra.

A Liturgia do Dia é única para cada dia do ano, desse modo, naquele determinado dia, todas as igrejas católicas do mundo fazem a mesma leitura. A liturgia diária é dividida pela primeira leitura (segunda leitura em algumas ocasiões), além do evangelho do dia e salmo.

Sobre o Autor

Mundo dos Católicos
Mundo dos Católicos

Somos um portal Católico que traz diariamente a Liturgia com a reflexão do evangelho para toda a comunidade Cristã.

    0 Comentários

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *