Mundo dos Católicos

Liturgia Diária – quarta-feira, 27/05/2020

Liturgia diária de quarta-feira, 27 de maio de 2020.

Confira diariamente a Liturgia Diária dos Católicos em nosso site. Primeira Leitura, Evangelho do dia e Salmo. Você também pode acompanhar diariamente o Salmo do Dia aqui no Mundo dos Católicos.

A liturgia diária

Liturgia Diária

Para os católicos, a liturgia é uma forma de renovação do sacrifício de Jesus Cristo para a salvação da humanidade. A liturgia diária são as lembranças de Jesus e da salvação trazendo para os cristãos uma reflexão que pode ser inserida em suas vidas.

A liturgia diária vem do grego derivado de duas palavras. A primeira “Leito” que significa: público. E a segunda palavra “Ergos” que significa: aquele que faz um trabalho público para o povo. A Liturgia é entendida como uma cerimônia estabelecida previamente segundo a tradição da igreja católica.

A Liturgia Diária na Igreja Católica

Apesar da palavra “liturgia” já ser comum na antiguidade, foi apenas depois dos séculos VIII e IX que a liturgia começou a ser utilizada pela igreja grega e passando a fazer parte da igreja católica alguns séculos depois, or volta de XVI.

A liturgia diária é sempre usada nas missas e existe uma liturgia para cada dia do ano. A liturgia diária é formada por 3 partes: a Leitura, o Salmo e o Evangelho do dia. Em alguns dias, também podem haver duas ou mais Leituras.

Reflexão

“Consagre-os na verdade. Sua palavra é verdade. Essa é a chave para a sobrevivência!

As escrituras revelam três tentações primárias que enfrentamos na vida: A carne, o mundo e o diabo. Todos os três trabalham para nos desviar. Mas todos os três são conquistáveis ​​com uma coisa … a verdade.

Esta passagem do evangelho acima fala especificamente do “mundo” e do “maligno”. O maligno, que é o diabo, é real. Ele nos odeia e faz tudo o que pode para nos enganar e arruinar nossas vidas. Ele tenta encher nossa mente de promessas vazias, oferece prazer passageiro e incentiva ambições egoístas. Ele era um mentiroso desde o início e continua sendo um mentiroso até hoje.

Leia mais:  Liturgia Diária - sexta-feira (3ª Semana da Quaresma), 12/03/2021

Uma das tentações que o diabo jogou contra Jesus durante seus quarenta dias de jejum no início de seu ministério público foi uma tentação de obter tudo o que o mundo tem a oferecer. O diabo mostrou a Jesus todos os reinos da Terra e disse: “Tudo isso eu darei a você, se você se prostrar e me adorar”.

Antes de tudo, foi uma tentação boba, dado o fato de que Jesus já era o Criador de todas as coisas. Mas, no entanto, Ele permitiu que o diabo O tentasse com essa tentação mundana. Por que Ele fez isso? Porque Jesus sabia que todos nós seríamos tentados com as muitas tentações do mundo. Por “mundo”, queremos dizer muitas coisas. Uma coisa que vem à mente, em nossos dias e épocas, é o desejo de aceitação mundana. É uma praga muito sutil, mas afeta muitos, inclusive a própria Igreja.

Com a poderosa influência da mídia e da cultura política global, hoje há pressão, mais do que nunca, para que nós, cristãos, simplesmente se conformemos com a nossa era. Somos tentados a fazer e acreditar no que é popular e socialmente aceitável. E o “evangelho” que estamos nos permitindo ouvir é o mundo secular do indiferentismo moral.

Existe uma poderosa tendência cultural (uma tendência global devido à Internet e à mídia) de se tornar pessoas dispostas a aceitar tudo e qualquer coisa. Perdemos nosso senso de integridade moral e verdade. Assim, as palavras de Jesus precisam ser abraçadas mais hoje do que nunca. “Sua palavra é verdade.” A Palavra de Deus, o Evangelho, tudo o que nosso Catecismo ensina, tudo o que nossa fé revela é a Verdade. Esta verdade deve ser nossa luz guia e nada mais.

Leia mais:  Liturgia Diária - Sexta-feira, 30ª Semana do Tempo Comum, 29/10/2021

Reflita hoje sobre quanta influência a cultura secular exerce sobre você. Você cedeu à pressão secular ou aos “evangelhos” seculares de nossos dias e anos? É preciso uma pessoa forte para resistir a essas mentiras. Só resistiremos a eles se permanecermos consagrados na Verdade.

Senhor, eu me consagro a Ti. Você é a verdade. Sua Palavra é o que eu preciso para manter o foco e navegar pelas muitas mentiras ao meu redor. Dá-me força e sabedoria para que eu permaneça sempre em Sua proteção, longe do maligno. Jesus eu confio em vós.

Liturgia Diária com Reflexão

Além da liturgia diária, é comum que nas missas o padre ou celebrante na ocasião, faça uma reflexão das palavras do evangelho do dia. Esta reflexão é feita em geral por livre interpretação, não seguindo um texto pré-definido.

A História da Liturgia Diária

O ponto principal da liturgia é o Mistério Pascal, descrevendo a Paixão, Morte e Ressurreição de Jesus Cristo e a sua ascensão ao céus, ao reino de Deus.

Até meados do século XVI não havia para a liturgia diária uma padronização ou norma que caracterizava a sua obrigatoriedade, no entanto, foram Pio V e Clemente III que a implementaram. E posteriormente, através do Concílio Vaticano II onde a Liturgia teve a sua mais recente atualização, trazendo mais relevância à Sagrada Escritura na liturgia da palavra.

A Liturgia Diária na Missa

A liturgia faz parte de toda missa celebrada pela Igreja Católica. A liturgia diária é única para cada dia do ano, portanto, naquele dia determinado, todas as igrejas católicas se fazem da mesma leitura.

Leia mais:  Evangelho do Dia - segunda-feira, 13/07/2020

Utilizada nas missas, a liturgia também pode ser utilizada em outras celebrações. E também pode ser usada em outros momentos como em Grupos de Orações ou para meditar a Palavra do Dia.

E apesar da igreja celebrar o Mistério de Cristo durante todos os dias do ano, o ponto central é o domingo. É neste dia que os católicos devem ir obrigatoriamente à missa como forma de cumprir um dos Cinco Mandamentos da Igreja Católica.

Dessa forma, a liturgia diária é a ação do povo de Deus em uniformidade. Durante a celebração da missa, a liturgia diária pode ser praticada através de gestos, sinais ou palavras.

A Liturgia nos dias de hoje

A Liturgia diária é vista por muitos como sendo um rito que trás uma certa formalização da missa, mas o verdadeiro significado é exatamente o contrário. A liturgia vem para fazer com que os cristãos reflitam as palavras e busquem trazê-las para a sua vida e para os seu dia a dia como forma de viver a Palavra de Deus não apenas na missa mas também na vida cotidiana.

A liturgia vem mostrar o Mistério Pascal da Morte e Ressurreição de Jesus Cristo. A liturgia vem nos trazer orientações de como devemos pensar e agir conforme a Palavra de Deus.

Foto de Mundo dos Católicos

Mundo dos Católicos

Patrocinado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Não encontrou o que busca?

Faça uma busca abaixo.