Liturgia Diária – São Lourenço, diácono, Quarta-feira (10/08/2022)

Homilia

Liturgia Diária

Liturgia Diária da 19ª Semana do Tempo Comum, Quarta-feira, 10 de agosto de 2022.

Confira diariamente a Liturgia do Dia dos Católicos em nosso site. Veja a Leitura e Homilia de Hoje do evangelho do dia e Salmo. Acompanhe a Liturgia de hoje aqui no Mundo dos Católicos.

1ª Leitura

Primeira Leitura(2Cor 9,6-10)

Leitura da Segunda Carta de São Paulo aos Coríntios.

Irmãos, 6“Quem semeia pouco colherá também pouco e quem semeia com largueza colherá também com largueza”. 7Dê cada um conforme tiver decidido em seu coração, sem pesar nem constrangimento; pois Deus “ama quem dá com alegria”.

8Deus é poderoso para vos cumular de toda sorte de graças, para que, em tudo, tenhais sempre o necessário e ainda tenhais de sobra para toda obra boa, 9como está escrito: “Distribuiu generosamente, deu aos pobres; a sua justiça permanece para sempre”.

10Aquele que dá a semente ao semeador e lhe dará o pão como alimento, ele mesmo multiplicará as vossas sementes e aumentará os frutos da vossa justiça.

– Palavra do Senhor.

Salmo

Salmo Responsorial (Sl 111)

Feliz o homem caridoso e prestativo!

— Feliz o homem que respeita o Senhor e que ama com carinho sua lei! Sua descendência será forte sobre a terra, abençoada a geração dos homens retos!

— Feliz o homem caridoso e prestativo, que resolve seus negócios com justiça. Porque jamais vacilará o homem reto, sua lembrança permanece eternamente!

— Ele não teme receber notícias más: confiando em Deus, seu coração está seguro. Seu coração está tranquilo e nada teme, e confusos há de ver seus inimigos.

Leia mais:  Liturgia Diária – 2ª Semana da Páscoa – Sábado (13/04/2024)

— Ele reparte com os pobres os seus bens, permanece para sempre o bem que fez, e crescerão a sua glória e seu poder.

Evangelho do Dia

Evangelho (Jo 12,24-26)

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo João.

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo disse Jesus a seus discípulos: 24“Em verdade, em verdade vos digo: Se o grão de trigo que cai na terra não morre, ele continua só um grão de trigo; mas se morre, então produz muito fruto.

25Quem se apega à sua vida, perde-a; mas quem faz pouca conta de sua vida neste mundo conservá-la-á para a vida eterna. 26Se alguém me quer servir, siga-me, e onde eu estou estará também o meu servo. Se alguém me serve, meu Pai o honrará”.

— Palavra da Salvação.

Reflexão da Liturgia Diária

Esta é uma frase cativante, mas revela uma verdade difícil de aceitar e viver. Jesus fala diretamente sobre a necessidade de morrer para si mesmo para que sua vida dê frutos bons e abundantes. Mais uma vez, fácil de dizer, difícil de viver.

Por que é tão difícil viver? O que é difícil nisso? A parte difícil começa com a aceitação inicial do fato de que morrer para si mesmo é necessário e bom. Então vamos ver o que isso significa.

Leia mais:  Liturgia Diária – 3º Domingo da Páscoa (14/04/2024)

Começamos com a analogia de um grão de trigo. Esse grão deve se desprender da cabeça e cair no chão. Esta imagem é de total desapego. Esse único grão de trigo deve “deixar ir” tudo. Essa imagem nos diz que, se queremos que Deus faça milagres em nós, devemos estar prontos e dispostos a abrir mão de tudo a que estamos apegados. Significa que entramos em um verdadeiro abandono de nossa vontade, nossas preferências, nossos desejos e nossas esperanças.

Isso pode ser muito difícil de fazer porque pode ser muito difícil de entender. Pode ser difícil entender que o desapego de tudo o que queremos e desejamos é realmente bom e é a maneira pela qual nos preparamos para a nova e muito mais gloriosa vida que nos espera por meio da transformação da graça. A morte para nós mesmos significa que confiamos mais em Deus do que nas coisas às quais estamos apegados nesta vida. Significa que acreditamos que o plano de Deus é infinitamente melhor do que qualquer plano que possamos elaborar.

Quando o grão de trigo morre e entra no solo, ele cumpre seu propósito e cresce muito mais. Ele é transformado em abundância.

São Lourenço, um diácono e mártir do século III que hoje recordamos, apresenta-nos uma imagem literal de quem abriu mão de tudo, inclusive da própria vida, para dizer “sim” a Deus. Ele desistiu de toda a sua riqueza, e quando ordenado pelo prefeito de Roma para entregar todos os tesouros da Igreja, São Lourenço trouxe para ele os pobres e os doentes. O prefeito, furioso, condenou-o à morte na fogueira. São Lourenço desistiu de tudo para seguir Seu Senhor.

Leia mais:  Liturgia Diária – 3ª Semana da Páscoa – Segunda-feira (15/04/2024)

Reflita, hoje, sobre o que Deus pode estar chamando você para deixar de lado. O que é que Ele quer que você entregue? Entregar-se é a chave para deixar Deus fazer coisas gloriosas em sua vida.

Oração do Dia

Senhor, ajuda-me a deixar de lado minhas próprias preferências e ideias na vida que não estão de acordo com Sua vontade divina. Ajude-me a sempre acreditar que Você tem um plano infinitamente melhor. Ao abraçar esse plano, ajude-me a confiar que Você produzirá uma abundância de bons frutos. Jesus eu confio em vós.

A Liturgia Diária para os Católicos

A Liturgia Diária é vista por muitos como sendo um rito que traz uma certa formalização da missa, mas o verdadeiro significado é exatamente o contrário. A liturgia vem para fazer com que os cristãos reflitam as palavras e busquem trazê-las para a sua vida e para os seu dia a dia como forma de viver a Palavra de Deus não apenas na missa mas também na vida cotidiana.

A liturgia vem mostrar o Mistério Pascal da Morte e Ressurreição de Jesus Cristo. A liturgia vem nos trazer orientações de como devemos pensar e agir conforme a Palavra de Deus.

Sobre o Autor

Mundo dos Católicos
Mundo dos Católicos

Somos um portal Católico que traz diariamente a Liturgia com a reflexão do evangelho para toda a comunidade Cristã.

    0 Comentários

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *