Liturgia Diária – 12ª Semana do Tempo Comum, Quarta-feira (26/06/2024)

Homilia de Hoje

Liturgia Diária de Quarta-feira, 26 de junho de 2024.

Receba a Liturgia do Diária dos Católicos em nosso site. Primeira Leitura, Homilia Diária Hoje do evangelho e Oração do dia. Leia aqui a Liturgia de hoje no site Mundo dos Católicos.

1ª Leitura

Primeira Leitura (2Rs 22,8-13.23,1-3)

Leitura do Livro dos Reis

Naqueles dias, 8 o sumo-sacerdote Helcias disse ao secretário Safã: “Achei o livro da Lei na casa do Senhor!” Helcias deu o livro a Safã, que também o leu. 9 Então o secretário Safã foi à presença do rei e fez-lhe um relatório nestes termos: “Os teus servos juntaram o dinheiro que se achou no templo e entregaram-no aos empreiteiros encarregados do templo do Senhor”. 10 Em seguida, o secretário Safã comunicou ao rei: “O sacerdote Helcias entregou-me um livro”. E Safã leu-o diante do rei. 11 Ao ouvir as palavras do livro da Lei. o rei rasgou as suas vestes. 12 E ordenou ao sacerdote Helcias, a Aicam, filho de Safã, a Acobor, filho de Miqueias, ao secretário Safã e a Asaías, ministro do rei: 13 “Ide e consultai o Senhor a meu respeito, a respeito do povo e de todo Judá, sobre as palavras deste livro que foi encontrado. Grande deve ser a ira do Senhor que se inflamou contra nós, porque nossos pais não obedeceram às palavras deste livro, nem puseram em prática tudo o que nos fora prescrito”. 23,1 Então o rei mandou que se apresentassem diante dele todos os anciãos de Judá e de Jerusalém. 2 E subiu ao templo do Senhor com todos os homens de Judá e todos os habitantes de Jerusalém, os sacerdotes, os profetas e todo o povo, do maior ao menor. Leu diante deles todo o conteúdo do livro da Aliança que tinha sido achado na casa do Senhor. 3 De pé, sobre o seu estrado, o rei concluiu a aliança diante do Senhor, obrigando-se a seguir o Senhor e a observar seus mandamentos, preceitos e decretos, de todo o seu coração e de toda a sua alma, cumprindo as palavras da Aliança escritas naquele livro. E todo o povo aderiu à Aliança.

Leia mais:  Liturgia Diária – 14ª Semana do Tempo Comum, Sexta-feira (12/07/2024)

– Palavra do Senhor.

– Graças a Deus.

Salmo

Salmo 118 (119)

— Ensinai-me a viver vossos preceitos, ó Senhor!

— Ensinai-me a viver vossos preceitos; quero guardá-los fielmente até o fim!

— Dai-me o saber, e cumprirei a vossa lei, e de todo o coração a guardarei.

— Guiai meus passos no caminho que traçastes, pois só nele encontrarei felicidade.

— Inclinai meu coração às vossas leis, e nunca ao dinheiro e à avareza.

— Desviai o meu olhar das coisas vãs, dai-me a vida pelos vossos mandamentos!

— Como anseio pelos vossos mandamentos! Dai-me a vida, ó Senhor, porque sois justo!

Evangelho do Dia

Evangelho (Mt 7,15-20)

— Aleluia, Aleluia, Aleluia.

— Ficai em mim e eu em vós ficarei, diz Jesus; quem em mim permanece, há de dar muito fruto.

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: 15 “Cuidado com os falsos profetas: Eles vêm até vós vestidos com peles de ovelha, mas por dentro são lobos ferozes. 16 Vós os conhecereis pelos seus frutos. Por acaso se colhem uvas de espinheiros ou figos de urtigas? 17 Assim, toda árvore boa produz frutos bons, e toda árvore má, produz frutos maus. 18 Uma árvore boa não pode dar frutos maus, nem uma árvore má pode produzir frutos bons. 19 Toda árvore que não dá bons frutos é cortada e jogada no fogo. 20 Portanto, pelos seus frutos vós os conhecereis”.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

Reflexão da Liturgia Diária

“Então pelos seus frutos vocês os conhecerão.” Assim termina o nosso trecho do evangelho de hoje. Oferece-nos uma maneira excepcionalmente prática pela qual você pode discernir a obra de Deus em sua própria vida e na vida de outras pessoas.

Leia mais:  Liturgia Diária – São Bento, abade, Memória, Quinta-feira (11/07/2024)

Quando você olha para a sua própria vida, que bons frutos, nascidos para a edificação do Reino de Deus, você vê? Algumas pessoas podem encontrar pouco ou nenhum fruto nascido, seja para o bem ou para o mal. Tal complacência é, por si só, um fruto ruim. Outras pessoas podem ver uma abundância de frutos, produzindo assim muitas consequências neste mundo. Eles influenciam a vida de muitos e as suas ações públicas fazem uma verdadeira diferença. Às vezes para o bem… e outras vezes para o mal.

Ao discernir as ações de Deus em nosso mundo, devemos primeiro ser muito objetivos. O maligno é sempre muito enganador e regularmente apresenta seus frutos ruins como bons. Por exemplo, a legalização do aborto é frequentemente apresentada por muitos no nosso mundo como um “direito de escolha” ou um “serviço de saúde”. Mas a morte intencional de qualquer feto é claramente um “fruto mau” de uma “árvore podre”. Existem até muitos chamados “grupos humanitários” ou “filantropos” muito ricos que apresentam o seu trabalho como “bom fruto”, quando é tudo menos bom. E, pelo contrário, há muitos que trabalham arduamente para despertar um maior respeito pela vida, desde o momento da concepção até à morte natural, ou se esforçam para defender a sacralidade do casamento tal como Deus o planejou, ou trabalham para promover a liberdade de adoração em estão de acordo com a vontade de Deus, mas são rotulados pelo mundo secular como preconceituosos, intolerantes, fomentadores do medo e até odiosos. Mas o seu trabalho, feito com muito sacrifício, realmente produz bons frutos para o Reino de Deus.

E quanto à sua própria vida? Quando você examina suas ações e os frutos nascidos dessas ações, de onde se origina esse fruto? Será que vem de um falso sentimento de compaixão, de uma “caridade” equivocada e do medo de ser criticado por defender a verdade? Ou vem de um profundo amor a Deus, de uma consciência da verdade que Deus nos revelou e de uma proclamação corajosa do Evangelho puro?

Leia mais:  Liturgia Diária – 14ª Semana do Tempo Comum, Sábado (13/07/2024)

Os bons frutos, nascidos do coração do Pai Celestial, sempre refletirão as verdades da nossa fé. Um falso sentimento de compaixão, falsas acusações, perseguições e coisas do gênero fluirão das árvores podres do nosso mundo. Devemos trabalhar diligentemente para sermos aquelas boas árvores que produzem os bons frutos vindos de Deus. Isto requer um compromisso radical de fazer o que é certo face ao mal que nos rodeia.

Reflita hoje sobre estas imagens que Jesus apresenta. Você vê claramente os frutos bons e ruins ao seu redor? A sua vida está ajudando a fomentar as mentiras do maligno ou a verdade e o amor de Deus? Observe os frutos que a sua vida produz, bem como os frutos do nosso mundo, de forma objetiva, comparando-os com os ensinamentos claros e inequívocos de Jesus. Busque esse bom fruto de todo o coração e faça tudo o que puder para produzi-lo, não importa o custo, e você não apenas salvará sua alma, mas também ajudará a alimentar outros com o bom fruto do Céu.

Oração do Dia

Meu Senhor de toda a veracidade, Você e somente Você define o bem e o mal em nosso mundo. A tua verdade revela os bons frutos que nascem para nutrir o crescimento do teu glorioso Reino. Dá-me coragem e clareza de mente e de coração para que eu possa fazer continuamente tudo o que Tu me chamas a fazer, para levar os bons frutos do Reino a todos os necessitados. Jesus eu confio em vós.

A Liturgia Diária para os Católicos

A Liturgia Diária é vista por muitos como o momento formal da missa católica. Mas seu verdadeiro significado é fazer com que os cristãos reflitam as palavras e praticar seus ensinamentos no dia a dia.

A liturgia nos mostra o Mistério Pascal da Morte e Ressurreição de Jesus Cristo, trazendo orientações de como devemos pensar e agir conforme a Palavra de Deus.

Sobre o Autor

Mundo dos Católicos
Mundo dos Católicos

Somos um portal Católico que traz diariamente a Liturgia com a reflexão do evangelho para toda a comunidade Cristã.

    0 Comentários

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.