Liturgia Diária – 14º Domingo do Tempo Comum (07/07/2024)

Homilia Diária

Liturgia Diária de Domingo, 7 de julho de 2024.

Confira diariamente a Liturgia do Dia dos Católicos em nosso site. Primeira Leitura, Evangelho do dia com Homilia Diária e oração do dia para refletir. Acompanhe a Liturgia de hoje aqui no Mundo dos Católicos.

1ª Leitura

Primeira Leitura (Ez 2,2-5)

Leitura da Profecia de Ezequiel

2 Naqueles dias, depois de me ter falado, entrou em mim um espírito que me pôs de pé. Então, eu ouvi aquele que me falava, 3 o qual me disse: “Filho do homem, eu te envio aos israelitas, nação de rebeldes, que se afastaram de mim. Eles e seus pais se revoltaram contra mim até ao dia de hoje. 4 A estes filhos de cabeça dura e coração de pedra, vou-te enviar, e tu lhes dirás: ‘Assim diz o Senhor Deus’. 5 Quer te escutem, quer não – pois são um bando de rebeldes – ficarão sabendo que houve entre eles um profeta”.

– Palavra do Senhor.

– Graças a Deus.

Salmo

Salmo 122 (123)

— Os nossos olhos, estão fitos no Senhor: tende piedade, ó Senhor tende piedade!

— Eu levanto os meus olhos para vós, que habitais nos altos céus. Como os olhos dos escravos estão fitos nas mãos do seu senhor.

—Como os olhos das escravas estão fitos nas mãos de sua senhora, c assim os nossos olhos, no Senhor, d até de nós ter piedade.

— Tende piedade, ó Senhor, tende piedade; já é demais esse desprezo! Estamos fartos do escárnio dos ricaços e do desprezo dos soberbos!

2ª Leitura

Segunda Leitura (2Cor 12,7-10)

Leitura da Segunda Carta de São Paulo aos Coríntios

Irmãos: 7 Para que a extraordinária grandeza das revelações não me ensoberbecesse, foi espetado na minha carne um espinho, que é como um anjo de Satanás a esbofetear-me, a fim de que eu não me exalte demais. 8 A esse propósito, roguei três vezes ao Senhor que o afastasse de mim. 9 Mas ele disse-me: “Basta-te a minha graça. Pois é na fraqueza que a força se manifesta”. Por isso, de bom grado, eu me gloriarei das minhas fraquezas, para que a força de Cristo habite em mim. 10 Eis porque eu me comprazo nas fraquezas, nas injúrias, nas necessidades, nas perseguições e nas angústias sofridas por amor a Cristo. Pois, quando eu me sinto fraco, é então que sou forte.

Leia mais:  Liturgia Diária – 16º Domingo do Tempo Comum (21/07/2024)

– Palavra do Senhor.

– Graças a Deus.

Evangelho do Dia

Evangelho (Mc 6,1-6)

— Aleluia, Aleluia, Aleluia.

— O Espírito do Senhor, sobre mim fez a sua unção; enviou-me aos empobrecidos a fazer feliz proclamação.

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Marcos

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 1 Jesus foi a Nazaré, sua terra, e seus discípulos o acompanharam. 2 Quando chegou o sábado, começou a ensinar na sinagoga. Muitos que o escutavam ficavam admirados e diziam: “De onde recebeu ele tudo isto? Como conseguiu tanta sabedoria? E esses grandes milagres que são realizados por suas mãos? 3 Este homem não é o carpinteiro, filho de Maria e irmão de Tiago, de Joset, de Judas e de Simão? Suas irmãs não moram aqui conosco?” E ficaram escandalizados por causa dele. 4 Jesus lhes dizia: “Um profeta só não é estimado em sua pátria, entre seus parentes e familiares”. 5 E ali não pôde fazer milagre algum. Apenas curou alguns doentes, impondo-lhes as mãos. 6 E admirou-se com a falta de fé deles. Jesus percorria os povoados das redondezas, ensinando.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

Reflexão da Liturgia Diária

Por que Jesus “não foi capaz de realizar nenhum feito poderoso” em Sua cidade natal, Nazaré? Porque as pessoas que O conheciam desde que Ele era jovem não tinham fé Nele. Mas por que Jesus não realizaria simplesmente milagres inspiradores com a esperança de conquistá-los? Por que não tentar convencê-los ressuscitando alguém dentre os mortos ou revelando Sua glória transfigurada a Seus parentes, como fez no Monte da Transfiguração a três de Seus discípulos? A resposta vai ao cerne do funcionamento da fé em cada alma.

Leia mais:  Liturgia Diária – 15ª Semana do Tempo Comum, Sexta-feira (19/07/2024)

O objetivo de Jesus na Sua cidade natal não era convencer as pessoas de que Ele era o Filho de Deus, o Messias. Ele poderia facilmente tê-los convencido disso através do mais incrível dos milagres e provado quem Ele era. Mas fazer isso teria minado a razão pela qual Ele veio. Ele veio para acender a fé autêntica nos corações das pessoas, não para convencê-las através de raciocínios inteligentes ou pela prova de milagres. Milagres eram oferecidos àqueles que já tinham fé, para aumentar a sua fé e mostrar-lhes misericórdia. Mas quando faltava fé, um milagre não poderia aumentar o que estava ausente. Poderia tê-los convencido num nível racional, ou pelo menos impressionado muito, mas isso não é a verdadeira fé.

Por analogia, digamos que seu cônjuge lhe disse: “Eu te amo” e sua resposta foi “Prove”. Como eles fariam isso? O que eles poderiam fazer para provar que realmente amam você? Talvez eles pudessem mostrar caridade, bondade, compaixão e coisas do gênero. Estas qualidades certamente são manifestações de amor autêntico. Mas, no fundo, ninguém pode provar que ama outra pessoa. Em vez disso, o amor deve ser oferecido e recebido de forma espiritual. Quando isso acontece, cada pessoa simplesmente sabe que ama e é amada. Este é o mistério do amor espiritual e autêntico.

O mesmo acontece com a fé. A fé não pode ser provada. Não pode ser analisado racionalmente. Deve ser abraçado e vivido. Se as pessoas da cidade natal de Jesus tivessem fé Nele, este dom da fé começaria dentro das suas próprias almas. Eles olhariam para Ele e O ouviriam. Pela sua abertura e por uma revelação pessoal especial de Deus, eles conheceriam e acreditariam em quem Ele era. A fé vem primeiro de dentro, quando Deus se comunica ao coração.

Leia mais:  Liturgia Diária – 15ª Semana do Tempo Comum, Sábado (20/07/2024)

Reflita hoje sobre o seu próprio nível de fé em Jesus. Quando você olha para sua própria alma, o que você vê? Você vê um coração que conhece Cristo Jesus como seu Senhor? Você descobriu a presença de Deus dentro de você, falando com você, revelando-se a você? Ou você procura principalmente sinais externos e provas da presença e do amor de Deus? Olhe hoje para sua alma e pondere a profundidade da fé que você descobre ali. Quando você descobrir esse dom, olhe para ele com amor, pois você está vendo a revelação que Deus faz de Si mesmo para você.

Oração do Dia

Meu Senhor revelador, Você fala continuamente comigo nas profundezas do meu coração, revelando-me Sua presença e amor divinos. Dá-me um coração que esteja verdadeiramente aberto a Ti no nível mais profundo, para que a minha fé cresça e eu conheça com certeza o Teu amor divino. Jesus eu confio em vós.

A Liturgia Diária para os Católicos

Além da Liturgia Diária, é comum que nas missas o padre faça a Homilia Diária das palavras do Evangelho depois da sua leitura. Esta homilia é feita em geral por livre interpretação do celebrante.

O ponto mais importante da liturgia é o Mistério Pascal, descrevendo a Paixão, Morte e Ressurreição de Jesus Cristo e a sua ascensão ao céus, ao reino de Deus.

Sobre o Autor

Mundo dos Católicos
Mundo dos Católicos

Somos um portal Católico que traz diariamente a Liturgia com a reflexão do evangelho para toda a comunidade Cristã.

    0 Comentários

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.