Liturgia Diária – 7ª Semana Comum, Segunda-feira (21/02)

Liturgia Diária de segunda-feira, 21 de fevereiro de 2022.

Confira diariamente a Liturgia do Dia dos Católicos em nosso site. Primeira Leitura, Evangelho do dia e Salmo. Acompanhe a Liturgia de hoje aqui no Mundo dos Católicos.

1ª Leitura

Primeira Leitura (Tg 3,13-18)

Leitura da Carta de São Tiago.

Caríssimos, 13quem dentre vós é sábio e inteligente? Que ele mostre, por seu reto modo de proceder, a sua prática em sábia mansidão. 14Mas se fomentais, no coração, amargo ciúme e rivalidade, não vos glorieis nem procedais em contradição com a verdade. 15Essa não é a sabedoria que vem do alto. Ao contrário, é terrena, materialista, diabólica! 16Onde há inveja e rivalidade, aí estão as desordens e toda espécie de obras más. 17Por outra parte, a sabedoria que vem do alto é, antes de tudo, pura, depois pacífica, modesta, conciliadora, cheia de misericórdia e de bons frutos, sem parcialidade e sem fingimento. 18O fruto da justiça é semeado na paz, para aqueles que promovem a paz.

– Palavra do Senhor.

– Graças a Deus.

Salmo

Responsório (Sl 18)

— Os ensinos do Senhor são sempre retos, alegria ao coração!

— A lei do Senhor Deus é perfeita, conforto para a alma! O testemunho do Senhor é fiel, sabedoria dos humildes.

— Os preceitos do Senhor são precisos, alegria ao coração. O mandamento do Senhor é brilhante, para os olhos é uma luz.

— E puro o temor do Senhor, imutável para sempre. Os julgamentos do Senhor são corretos e justos igualmente.

— Que vos agrade o cantar dos meus lábios e a voz da minha alma; que ela chegue até vós, ó Senhor, meu Rochedo e Redentor!

Evangelho do Dia

Evangelho(Mc 9,14-29)

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Marcos.

— Glória a vós, Senhor.

Leia mais:  Evangelho do Dia – Sábado, 13ª Semana do Tempo Comum, São Tomé, Apóstolo, 03/07/2021

Naquele tempo, 14descendo Jesus do monte com Pedro, Tiago e João e chegando perto dos outros discípulos, viram que estavam rodeados por uma grande multidão. Alguns mestres da Lei estavam discutindo com eles.

15Logo que a multidão viu Jesus, ficou surpresa e correu para saudá-lo. 16Jesus perguntou aos discípulos: “Que discutis com eles?” 17Alguém na multidão respondeu: “Mestre, eu trouxe a ti meu filho que tem um espírito mudo. 18Cada vez que o espírito o ataca, joga-o no chão e ele começa a espumar, range os dentes e fica completamente rijo. Eu pedi aos teus discípulos para expulsarem o espírito, mas eles não conseguiram”.

19Jesus disse: Ó geração incrédula! Até quando estarei convosco? Até quando terei de suportar-vos? Trazei aqui o menino”. 20E levaram-lhe o menino. Quando o espírito viu Jesus, sacudiu violentamente o menino, que caiu no chão e começou a rolar e a espumar pela boca.

21Jesus perguntou ao pai: “Desde quando ele está assim?” O pai respondeu: “Desde criança. 22E muitas vezes, o espírito já o lançou no fogo e na água para matá-lo. Se podes fazer alguma coisa, tem piedade de nós e ajuda-nos”.

23Jesus disse: “Se podes!… Tudo é possível para quem tem fé”. 24O pai do menino disse em alta voz: “Eu tenho fé, mas ajuda a minha falta de fé”. 25Jesus viu que a multidão acorria para junto dele. Então ordenou ao espírito impuro: “Espírito mudo e surdo, eu te ordeno que saias do menino e nunca mais entres nele”.

26O espírito sacudiu o menino com violência, deu um grito e saiu. O menino ficou como morto, e por isso todos diziam: “Ele morreu!” 27Mas Jesus pegou a mão do menino, levantou-o e o menino ficou de pé.

28Depois que Jesus entrou em casa, os discípulos lhe perguntaram a sós: “Por que nós não conseguimos expulsar o espírito?” 29Jesus respondeu: “Essa espécie de demônios não pode ser expulsa de nenhum modo, a não ser pela oração”.

— Palavra da Salvação.

Leia mais:  Liturgia Diária - terça-feira, 16/06/2020

— Glória a vós, Senhor.

Reflexão da Liturgia Diária

Esta passagem da Escritura vem no meio de uma cena um tanto intensa em que as pessoas estavam discutindo sobre Jesus com os escribas. Quando Jesus perguntou sobre o argumento, um homem se adiantou e pediu a Jesus que curasse seu filho que estava possuído por um demônio desde o nascimento. O homem também acrescenta ao seu pedido: “Se podes!” Jesus parece reagir com uma repreensão por sua falta de fé. Ele diz: “‘Se podes!’ Tudo é possível para quem tem fé.”

É importante notar que o pai veio a Jesus em um estado de espírito um tanto desesperado. É bom que ele tenha vindo a Jesus, mas idealmente ele viria a Jesus independentemente de seu desespero. Isso nos ensina uma lição sobre como muitas vezes nos aproximamos ao nosso Senhor.

Muitas vezes, quando a vida é boa, permitimos que nossa fé e confiança em Deus vacilem. É fácil, quando as coisas vão bem, esquecer que Deus é Deus e que devemos amá-lo diariamente e entregar tudo a Ele, confiando nEle mesmo com as coisas boas da vida. Por outro lado, quando uma dificuldade repentina surge em nosso caminho, de repente nos voltamos para Deus em nossa necessidade. Chegamos a Ele como iríamos a um médico quando adoecemos. Evitamos ir ao médico quando estamos saudáveis, esperando até que estejamos em extrema necessidade.

Mesmo que seja uma coisa boa recorrer a Jesus em nossa necessidade, quando as coisas estão repentinamente fora de controle, é muito melhor vir a Ele quando a vida é boa e quando não temos nenhuma dificuldade imediata. O fato de que este homem veio a Jesus por puro desespero, e o fato de que ele nem mesmo estava convencido de que Jesus poderia fazer qualquer coisa para ajudar, revela uma falta de fé de sua parte. Então, isso é conosco. Quando esperamos até que estejamos no meio de alguma crise para ir ao nosso Senhor, esperando, mas inseguros de Sua capacidade de intervir, estamos manifestando uma certa falta de fé.

Leia mais:  Liturgia Diária - terça-feira, 14/07/2020

Mas a boa notícia é que Jesus trabalhou com a pouca fé que este homem tinha e fará o mesmo conosco. Ele curou seu filho e nos curará quando formos a Ele com um pouco de fé. Mas o ideal é então fazer com que cresça a pouca fé que manifestamos. Deve crescer para que possamos vir a Jesus todos os dias, mesmo quando não há crise óbvia ou necessidade iminente. Achegar-se a Ele, por amor, é um verdadeiro sinal de uma fé profunda e autêntica.

Reflita, hoje, sobre a motivação que você tem para vir a Jesus. Sim, venha a Ele quando as coisas não estiverem bem, mas reflita sobre a verdade essencial da fé de que você deve tornar seu hábito diário vir a Ele em todas as coisas como resultado da fé profunda e inabalável que você tem e do amor que você tem para Ele. Essa forma de fé trará alegria ao coração de nosso Senhor e o transformará para que uma vida boa seja ainda melhor.

Oração do Dia

Senhor Todo-poderoso, que eu possa ir a Ti em todas as coisas. Que eu te ame e sirva quando a vida for boa, e que eu confie em você com uma confiança inabalável quando a vida for desafiadora. Aumente minha fé e me ajude a manifestar essa fé todos os dias da minha vida. Jesus eu confio em vós.

A Liturgia Diária para os Católicos

Apesar da palavra “liturgia” já ser comum na antiguidade, foi apenas depois dos séculos VIII e IX que a liturgia começou a ser utilizada pela igreja grega e passando a fazer parte da igreja católica alguns séculos depois, por volta de XVI.

A Liturgia Diária é sempre usada nas missas e existe uma liturgia para cada dia do ano. A Liturgia Diária é formada por 3 partes: a Leitura, o Salmo e o Evangelho do dia. Em alguns dias, também podem haver duas ou mais Leituras.

Publicado por: Mundo dos Católicos

Artigos relacionados

Liturgia Diária – 5ª Semana da Páscoa, Segunda-feira (16/05)

Liturgia Diária – 5º Domingo da Páscoa (15/05)

Liturgia Diária – São Matias, Apóstolo – Festa, Sábado (14/05)

Liturgia Diária – 4ª Semana da Páscoa, Sexta-feira (13/05)

Liturgia Diária – 4ª Semana da Páscoa, Quinta-feira (12/05)

Liturgia Diária – 4ª Semana da Páscoa, Quarta-feira (11/05)

Liturgia Diária – 4ª Semana da Páscoa, Terça-feira (10/05)

Liturgia Diária – 4ª Semana da Páscoa, Segunda-feira (09/05)

Liturgia Diária – 4º Domingo da Páscoa (08/05)

Liturgia Diária – 3ª Semana da Páscoa, Sábado (07/05)

Liturgia Diária – 3ª Semana da Páscoa, Sexta-feira (06/05)

Liturgia Diária – 3ª Semana da Páscoa, Quinta-feira (05/05)

Liturgia Diária – 3ª Semana da Páscoa, Quarta-feira (04/05)

Liturgia Diária – São Felipe e São Tiago, Apóstolos – Festa, Terça-feira (03/05)

Liturgia Diária – 3ª Semana da Páscoa, Segunda-feira (02/05)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.