Liturgia Diária – 9ª Semana do Tempo Comum, Quinta-feira (06/06/2024)

Liturgia do Dia

Liturgia Diária de Quinta-feira, 6 de junho de 2024.

Confira diariamente a Liturgia de Hoje dos Católicos em nosso site. Primeira Leitura, Evangelho do dia e Oração de hoje. Acompanhe a Liturgia de hoje aqui no Mundo dos Católicos.

1ª Leitura

Primeira Leitura (2Tm 2,8-15)

Leitura da Segunda Carta de São Paulo a Timóteo

Caríssimo, 8 lembra-te de Jesus Cristo, da descendência de Davi, ressuscitado dentre os mortos, segundo o meu evangelho. 9 Por ele eu estou sofrendo até às algemas, como se eu fosse um malfeitor; mas a palavra de Deus não está algemada. 10 Por isso suporto qualquer coisa pelos eleitos, para que eles também alcancem a salvação, que está em Cristo Jesus, com a glória eterna. 11 Merece fé esta palavra: se com ele morremos, com ele viveremos. 12 Se com ele ficamos firmes, com ele reinaremos. Se nós o negamos, também ele nos negará. 13 Se lhe somos infiéis, ele permanece fiel, pois não pode negar-se a si mesmo. 14 Lembra-lhes tais coisas e conjura-os por Deus a evitarem discussões vãs, que de nada servem a não ser para a perdição dos ouvintes. 15 Empenha-te em apresentar-te diante de Deus como homem digno de aprovação, como operário que não tem de que se envergonhar, mas expõe corretamente a palavra da verdade.

– Palavra do Senhor.

– Graças a Deus.

Salmo

Salmo 24 (25)

— Mostrai-me, ó Senhor, vossos caminhos!

— Mostrai-me, ó Senhor, vossos caminhos, e fazei-me conhecer a vossa estrada! Vossa verdade me oriente e me conduza, porque sois o Deus da minha salvação.

— O Senhor é piedade e retidão, e reconduz ao bom caminho os pecadores. Ele dirige os humildes na justiça, e aos pobres ele ensina o seu caminho.

Leia mais:  Liturgia Diária – São Bento, abade, Memória, Quinta-feira (11/07/2024)

— Verdade e amor são os caminhos do Senhor para quem guarda sua Aliança e seus preceitos. O Senhor se torna íntimo aos que o temem e lhes dá a conhecer sua Aliança.

Evangelho do Dia

Evangelho (Mc 12,28b-34)

— Aleluia, Aleluia, Aleluia.

—Jesus Cristo salvador destruiu o mal e a morte; fez brilhar pelo Evangelho a luz e a vida imperecíveis. (Cf. 2Tm 1,10)

— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Marcos .

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 28 um mestre da Lei, aproximou-se de Jesus e perguntou-lhe: “Qual é o primeiro de todos os mandamentos?” 29 Jesus respondeu: “O primeiro é este: Ouve, ó Israel! O Senhor nosso Deus é o único Senhor. 30 Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, de toda a tua alma, de todo o teu entendimento e com toda a tua força! 31 O segundo mandamento é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo! Não existe outro mandamento maior do que estes”. 32 O mestre da Lei disse a Jesus: “Muito bem, Mestre! Na verdade, é como disseste: Ele é o único Deus e não existe outro além dele. 33 Amá-lo de todo o coração, de toda a mente, e com toda a força, e amar o próximo como a si mesmo é melhor do que todos os holocaustos e sacrifícios”. 34 Jesus viu que ele tinha respondido com inteligência, e disse: “Tu não estás longe do Reino de Deus”. E ninguém mais tinha coragem de fazer perguntas a Jesus.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

Reflexão da Liturgia Diária

Por fim, temos o testemunho de um dos líderes religiosos, um escriba, que acertou. A passagem acima é a conclusão da interação com este escriba que pergunta a Jesus qual de todos os mandamentos é o primeiro e o maior. Jesus dá a dupla resposta de que devemos amar a Deus acima de tudo, com todo o coração, mente, alma e força, e ao próximo como a nós mesmos. O escriba então responde à resposta de Jesus dizendo: “Muito bem, professor. Você está certo…” E então Jesus elogia este escriba com a passagem citada acima.

Leia mais:  Liturgia Diária – 14ª Semana do Tempo Comum, Sexta-feira (12/07/2024)

Lembre-se de que quase todos os fariseus foram continuamente repreendidos por Jesus por causa de sua arrogância hipócrita. Os saduceus também foram castigados, mas muitas vezes em menor grau. E agora temos um escriba que supera todos eles. Os escribas eram principalmente funcionários que copiavam ou criavam vários documentos litúrgicos e legais. Alguns dos fariseus também eram escribas. E na maioria das vezes, quando Jesus condenou os fariseus, Ele também condenou os escribas. Mas este escriba é diferente. Este escriba parece não só estar interessado na resposta de Jesus, mas também manifesta “compreensão” do que Jesus lhe disse. Não subestime a importância deste dom de compreensão.

Para compreender verdadeiramente o que nosso Senhor nos fala, devemos estar abertos. E abertura requer humildade. A humildade é uma virtude contrária à atitude de “sabe-tudo”. É uma disposição de mente e coração que ouve Deus falar, ouve o que Ele diz, compreende toda a verdade pelo dom da graça e se submete em oração a essa verdade. A humildade nos permite olhar além de nós mesmos em busca de respostas para as perguntas mais difíceis da vida. Permite-nos recorrer à única fonte da verdade, o próprio Jesus Cristo. E o fruto desta humilde abertura é o dom da compreensão. É uma compreensão dos mistérios da vida que está além da nossa capacidade intelectual natural. A graça de Deus é capaz de ensinar e formar a alma humilde e preenchê-la com clareza de visão e aceitação das verdades mais profundas.

Leia mais:  Liturgia Diária – 14ª Semana do Tempo Comum, Sábado (13/07/2024)

Reflita hoje nas palavras de Jesus a este escriba. “Você não está longe do Reino de Deus.” Jesus também fala essas palavras para você? Você procurou humildemente as respostas para as muitas questões da vida, voltando-se para o nosso Senhor? Mais especificamente, você é capaz de olhar para a sua vida e se alegrar pelo fato de que Deus também lhe deu o dom da compreensão? Caso contrário, olhe para dentro e considere quais perguntas você mais precisa levar a Jesus. Coloque-os diante Dele e então ouça, esteja aberto e pronto para responder quando Ele falar. Ouvir e responder ao nosso Senhor resultará em nosso Senhor dizer essas mesmas palavras para você.

Oração do Dia

Meu Senhor de toda Verdade, olhas para as almas humildes com graça e misericórdia e lhes revelas os mistérios do Reino dos Céus. Por favor, dê-me o dom da humildade, querido Senhor, para que eu possa sempre recorrer a Ti em todas as questões da vida. Preencha-me com o dom da compreensão para que eu saiba amar e servir-Te com mais fidelidade a cada dia. Jesus eu confio em vós.

A Liturgia Diária para os Católicos

Apesar da palavra “liturgia” já ser comum na antiguidade, foi apenas depois dos séculos VIII e IX que a liturgia começou a ser utilizada pela igreja grega e passando a fazer parte da igreja católica alguns séculos depois, por volta de XVI.

A Liturgia Diária é sempre usada nas missas e existe uma liturgia para cada dia do ano. A Liturgia Diária é formada por 3 partes: a Leitura, o Salmo e o Evangelho do dia. Em alguns dias, também podem haver duas ou mais Leituras.

Sobre o Autor

Mundo dos Católicos
Mundo dos Católicos

Somos um portal Católico que traz diariamente a Liturgia com a reflexão do evangelho para toda a comunidade Cristã.

    0 Comentários

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.