Mundo dos Católicos

Liturgia Diária (19 de abril de 2020)

Liturgia diária de domingo, 19 de abril de 2020.

Confira diariamente a Liturgia Diária dos Católicos em nosso site. Primeira Leitura, Evangelho do dia e Salmo. Você também pode acompanhar diariamente o Salmo do Dia aqui no Mundo dos Católicos.

A liturgia diária

Para os católicos, a liturgia é uma forma de renovação do sacrifício de Jesus Cristo para a salvação da humanidade. A liturgia diária são as lembranças de Jesus e da salvação trazendo para os cristãos uma reflexão que pode ser inserida em suas vidas.

A liturgia diária vem do grego derivado de duas palavras. A primeira “Leito” que significa: público. E a segunda palavra “Ergos” que magnifica: aquele que faz um trabalho público para o povo. A Liturgia é entendida como uma cerimônia estabelecida previamente segundo a tradição da igreja católica.

A Liturgia Diária na Igreja Católica

Liturgia Diária

Apesar da palavra “liturgia” já ser comum na antiguidade, foi apenas depois dos séculos VIII e IX que a liturgia começou a ser utilizada pela igreja grega e passando a fazer parte da igreja católica alguns séculos depois, or volta de XVI.

A liturgia diária é sempre usada nas missas e existe uma liturgia para cada dia do ano. A liturgia diária é formada por 3 partes: a Leitura, o Salmo e o Evangelho do dia. Em alguns dias, também podem haver duas ou mais Leituras.

Reflexão

Esta mensagem, dita por Jesus a Santa Faustina em 1931, agora se tornou realidade. O que foi falado na solidão de um convento enclausurado em Płock, na Polônia, agora é comemorado pela Igreja Universal em todo o mundo!

Santa Maria Faustina Kowalska, do Santíssimo Sacramento, era conhecida por poucas pessoas durante sua vida. Mas através dela, Deus falou a mensagem de Sua abundante misericórdia a toda a Igreja e ao mundo. O que é essa mensagem? Embora seu conteúdo seja interminável e insondável, aqui estão cinco maneiras principais pelas quais Jesus deseja que essa nova devoção seja vivida:

Leia mais:  Liturgia Diária - terça-feira, 28/07/2020

O primeiro caminho é através da meditação sobre a imagem sagrada da Divina Misericórdia. Santa Faustina foi convidada por Jesus a ter uma imagem de Seu amor misericordioso, pintada para todos verem. É uma imagem de Jesus com dois raios brilhando em Seu Coração. O primeiro raio é azul, indicando a fonte da Misericórdia saindo através do Batismo; e o segundo raio é vermelho, indicando a fonte da Misericórdia derramada através do Sangue da Santa Eucaristia.

A segunda maneira é através da celebração do Domingo da Divina Misericórdia. Jesus disse a Santa Faustina que desejava uma solene festa anual de misericórdia. Esta solenidade da Divina Misericórdia foi estabelecida como uma celebração universal no oitavo dia da oitava da Páscoa. Nesse dia, as comportas da Misericórdia são abertas e muitas almas são santificadas.

A terceira maneira é através do Terço da Divina Misericórdia. O chapelim é um presente precioso. É um presente que devemos procurar orar todos os dias.

A quarta maneira é honrar a hora da morte de Jesus todos os dias. “Foi às três horas que Jesus deu seu último suspiro e morreu na cruz. Era sexta-feira. Por esse motivo, a sexta-feira deve sempre ser vista como um dia especial para honrar Sua paixão e o último sacrifício. Mas como aconteceu às três horas, também é importante honrar essa hora todos os dias. Este é o momento ideal para rezar o Terço da Divina Misericórdia. Se o Terço não for possível, é pelo menos importante fazer uma pausa e agradecer ao nosso Senhor todos os dias naquele momento.

Leia mais:  Liturgia Diária - Sexta-feira, 7ª Semana da Páscoa, 21/05/2021

O quinto caminho é através do Movimento Apostólico da Divina Misericórdia. Esse movimento é um chamado de nosso Senhor para se engajar ativamente no trabalho de espalhar Sua Divina Misericórdia. Isso é feito espalhando a mensagem e vivendo a misericórdia para com os outros.

Nisso, o oitavo dia da oitava da Páscoa, o domingo da misericórdia divina, pondera os desejos acima do coração de Jesus. Você acredita que a mensagem da Divina Misericórdia se destina não apenas a você, mas também ao mundo inteiro? Você procura entender e incorporar essa mensagem e devoção em sua vida? Você procura se tornar um instrumento de misericórdia para os outros? Torne-se um discípulo da Divina Misericórdia e procure espalhá-la das maneiras que Deus lhe deu.

Meu misericordioso Senhor, confio em ti e na tua abundante misericórdia! Ajuda-me, neste dia, a aprofundar minha devoção ao Teu coração misericordioso e a abrir minha alma aos tesouros que derramam desta fonte de riquezas celestiais. Posso confiar em você, te amar e me tornar um instrumento de você e de sua misericórdia para o mundo inteiro. Jesus eu confio em vós!

Liturgia Diária com Reflexão

Além da liturgia diária, é comum que nas missas o padre ou celebrante na ocasião, faça uma reflexão das palavras do evangelho do dia. Esta reflexão é feita em geral por livre interpretação, não seguindo um texto pré-definido.

A História da Liturgia Diária

O ponto principal da liturgia é o Mistério Pascal, descrevendo a Paixão, Morte e Ressurreição de Jesus Cristo e a sua ascensão ao céus, ao reino de Deus.

Até meados do século XVI não havia para a liturgia diária uma padronização ou norma que caracterizava a sua obrigatoriedade, no entanto, foram Pio V e Clemente III que a implementaram. E posteriormente, através do Concílio Vaticano II onde a Liturgia teve a sua mais recente atualização, trazendo mais relevância à Sagrada Escritura na liturgia da palavra.

Leia mais:  Evangelho do Dia – Sábado, 18ª Semana do Tempo Comum, 07/08/2021

A Liturgia Diária na Missa

A liturgia faz parte de toda missa celebrada pela Igreja Católica. A liturgia diária é única para cada dia do ano, portanto, naquele dia determinado, todas as igrejas católicas se fazem da mesma leitura.

Utilizada nas missas, a liturgia também pode ser utilizada em outras celebrações. E também pode ser usada em outros momentos como em Grupos de Orações ou para meditar a Palavra do Dia.

E apesar da igreja celebrar o Mistério de Cristo durante todos os dias do ano, o ponto central é o domingo. É neste dia que os católicos devem ir obrigatoriamente à missa como forma de cumprir um dos Cinco Mandamentos da Igreja Católica.

Dessa forma, a liturgia diária é a ação do povo de Deus em uniformidade. Durante a celebração da missa, a liturgia diária pode ser praticada através de gestos, sinais ou palavras.

A Liturgia nos dias de hoje

A Liturgia diária é vista por muitos como sendo um rito que trás uma certa formalização da missa, mas o verdadeiro significado é exatamente o contrário. A liturgia vem para fazer com que os cristãos reflitam as palavras e busquem trazê-las para a sua vida e para os seu dia a dia como forma de viver a Palavra de Deus não apenas na missa mas também na vida cotidiana.

A liturgia vem mostrar o Mistério Pascal da Morte e Ressurreição de Jesus Cristo. A liturgia vem nos trazer orientações de como devemos pensar e agir conforme a Palavra de Deus.

Foto de Mundo dos Católicos

Mundo dos Católicos

Patrocinado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Não encontrou o que busca?

Faça uma busca abaixo.