Liturgia Diária – Quinta-feira Santa, Ceia do Senhor (14/04)

Liturgia Diária de Quinta-feira Santa, Ceia do Senhor, 14 de abril de 2022.

Receba diariamente a Liturgia do Dia dos Católicos em nosso site. Primeira Leitura, Reflexão do Evangelho do Dia com Homilia Diária e Salmo. Leia agora a Liturgia de hoje no Mundo dos Católicos.

1ª Leitura

Primeira Leitura (Êx 12,1-8.11-14)

Leitura do Livro do Êxodo:

Naqueles dias: 1O Senhor disse a Moisés e a Aarão no Egito: 2”Este mês será para vós o começo dos meses; será o primeiro mês do ano. 3Falai a toda a comunidade dos filhos de Israel, dizendo: ‘No décimo dia deste mês, cada um tome um cordeiro por família, um cordeiro para cada casa.

4Se a família não for bastante numerosa para comer um cordeiro, convidará também o vizinho mais próximo, de acordo com o número de pessoas. Deveis calcular o número de comensais, conforme o tamanho do cordeiro.

5O cordeiro será sem defeito, macho, de um ano. Podereis escolher tanto um cordeiro, como um cabrito: 6e devereis guardá-lo preso até ao dia catorze deste mês. Então toda a comunidade de Israel reunida o imolará ao cair da tarde.

7Tomareis um pouco do seu sangue e untareis os marcos e a travessa da porta, nas casas em que o comerem. 8Comereis a carne nessa mesma noite, assada ao fogo, com pães ázimos e ervas amargas.

11Assim devereis comê-lo: com os rins cingidos, sandálias nos pés e cajado na mão. E comereis às pressas, pois é a Páscoa, isto é, a ‘Passagem’ do Senhor!

12E naquela noite passarei pela terra do Egito e ferirei na terra do Egito todos os primogênitos, desde os homens até os animais; e infligirei castigos contra todos os deuses do Egito, eu, o Senhor.

13O sangue servirá de sinal nas casas onde estiverdes. Ao ver o sangue, passarei adiante, e não vos atingirá a praga exterminadora, quando eu ferir a terra do Egito. 14Este dia será para vós uma festa memorável em honra do Senhor, que haveis de celebrar por todas as gerações, como instituição perpétua.

– Palavra do Senhor.

– Graças a Deus.

Salmo

Responsório (Sl 115)

— O cálice por nós abençoado/ é a nossa comunhão com o sangue do Senhor.

— Que poderei retribuir ao Senhor Deus/ por tudo aquilo que ele fez em meu favor?/ Elevo o cálice da minha salvação,/ invocando o nome santo do Senhor.

— É sentida por demais pelo Senhor/ a morte de seus santos, seus amigos./ Eis que sou o vosso servo, ó Senhor,/ mas me quebrastes os grilhões da escravidão!

Leia mais:  Liturgia Diária - domingo, 29/11/2020

— Por isso oferto um sacrifício de louvor, / invocando o nome santo do Senhor./ Vou cumprir minhas promessas ao Senhor/ na presença de seu povo reunido.

2ª Leitura

Segunda Leitura (1Cor 11,23-26)

Leitura da Primeira Carta de São Paulo aos Coríntios:

Irmãos: 23O que eu recebi do Senhor foi isso que eu vos transmiti: Na noite em que foi entregue, o Senhor Jesus tomou o pão 24e, depois de dar graças, partiu-o e disse: “Isto é o meu corpo que é dado por vós. Fazei isto em minha memória”.

25Do mesmo modo, depois da ceia, tomou também o cálice e disse: “Este cálice é a nova aliança, em meu sangue. Todas as vezes que dele beberdes, fazei isto em minha memória”. 26Todas as vezes, de fato, que comerdes deste pão e beberdes deste cálice, estareis proclamando a morte do Senhor, até que ele venha.

– Palavra do Senhor.

– Graças a Deus.

Evangelho do Dia

Anúncio do Evangelho (Jo 13,1-15)

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo + escrito por João.

— Glória a vós, Senhor.

1Era antes da festa da Páscoa. Jesus sabia que tinha chegado a sua hora de passar deste mundo para o Pai; tendo amado os seus que estavam no mundo, amou-os até o fim.

2Estavam tomando a ceia. O diabo já tinha posto no coração de Judas, filho de Simão Iscariotes, o propósito de entregar Jesus. 3Jesus, sabendo que o Pai tinha colocado tudo em suas mãos e que de Deus tinha saído e para Deus voltava, 4levantou-se da mesa, tirou o manto, pegou uma toalha e amarrou-a na cintura. 5Derramou água numa bacia e começou a lavar os pés dos discípulos, enxugando-os com a toalha com que estava cingido.

6Chegou a vez de Simão Pedro. Pedro disse: “Senhor, tu me lavas os pés?” 7Respondeu Jesus: “Agora, não entendes o que estou fazendo; mais tarde compreenderás”.

8Disse-lhe Pedro: “Tu nunca me lavarás os pés!” Mas Jesus respondeu: “Se eu não te lavar, não terás parte comigo”. 9Simão Pedro disse: “Senhor, então lava não somente os meus pés, mas também as mãos e a cabeça”.

Leia mais:  Liturgia Diária - Quarta-feira, 27ª Semana do Tempo Comum, 06/10/2021

10Jesus respondeu: “Quem já se banhou não precisa lavar senão os pés, porque já está todo limpo. Também vós estais limpos, mas não todos”.

11Jesus sabia quem o ia entregar; por isso disse: “Nem todos estais limpos”.

12Depois de ter lavado os pés dos discípulos, Jesus vestiu o manto e sentou-se de novo. E disse aos discípulos: “Compreendeis o que acabo de fazer? 13Vós me chamais Mestre e Senhor, e dizeis bem, pois eu o sou. 14Portanto, se eu, o Senhor e Mestre, vos lavei os pés, também vós deveis lavar os pés uns dos outros. 15Dei-vos o exemplo, para que façais a mesma coisa que eu fiz.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

Reflexão da Liturgia Diária

Começamos, hoje, o Tríduo – as três grandes celebrações da nossa Fé Católica. Sim, existem inúmeras celebrações que acontecem ao longo do ano. Mas essas três celebrações são o coração da nossa fé e são a culminação de toda a nossa adoração. Começamos hoje com a celebração do dom do Senhor da Santíssima Eucaristia dada por meio do sacerdócio que Ele instituiu. Amanhã entraremos no mistério de Sua Crucificação. Sábado após o pôr do sol, entramos na glória de Sua Ressurreição.

Na noite de Quinta-feira Santa, iniciamos o Tríduo com a comemoração da Última Ceia. Este evento na história, que aconteceu como uma ceia pascal compartilhada com Jesus e Seus Apóstolos, inicia o dom que nos traz a salvação.

Na Quinta-feira Santa, ouvimos o Senhor dizer pela primeira vez: “Este é o meu corpo que é para você”. Nós O ouvimos apontar para o dom da Sagrada Eucaristia como Seu dom para nós, dado para nossa santidade e realização. É um presente que nunca seremos capazes de entender ou compreender. É a dádiva de Seu completo amor sacrificial e de autodoação.

Se pudéssemos entender a Eucaristia! Se pudéssemos compreender este dom precioso e sagrado! A Eucaristia é o próprio Deus, presente em nosso mundo, e dado a nós para nos transformar naquilo que consumimos. A Eucaristia, de maneira real, nos transforma no próprio Cristo. Ao consumirmos a Sagrada Eucaristia, somos atraídos para a vida divina da Santíssima Trindade. Somos feitos um com Deus e recebemos o alimento da eternidade.

Naquela primeira Quinta-Feira Santa, Jesus também deu um exemplo de perfeita humildade e serviço que somos chamados a imitar ao nos tornarmos um com Ele. Ele lavou os pés de seus apóstolos para ensinar a eles e a nós que seu Corpo e Sangue são dados para nos capacitar a amar como Ele amou. A Eucaristia nos transforma em verdadeiros servos chamados à humildade. Somos chamados a servir humildemente aos outros. Este serviço assumirá várias formas, mas é para isso que somos chamados.

Leia mais:  Evangelho do Dia - quinta-feira, 10/09/2020

Você serve aqueles ao seu redor? Você se humilha diante dos outros para cuidar de suas necessidades mais básicas? Você mostra a eles que os ama por suas ações? Este é o coração da Quinta-feira Santa. O serviço humilde é uma bela expressão de nossa própria união íntima com o Filho de Deus.

Muitas vezes, a verdadeira “grandeza” é mal compreendida. A grandeza é muitas vezes percebida com uma compreensão secular de sucesso e admiração. Muitas vezes queremos que os outros admirem nossas realizações. Mas Jesus oferece outra visão de grandeza. Na Quinta-feira Santa, Ele mostra que a verdadeira grandeza se encontra neste humilde ato de serviço. Imitá-lo requer que renunciemos ao nosso orgulho. E isso é possível quando consumimos a Sagrada Eucaristia com fé. A Eucaristia permite-nos amar e servir os outros desta forma humilde. E esse amor e serviço é um ato que conquistará os corações e almas dos outros para o Reino de Deus.

Ao celebrarmos a Quinta-Feira Santa, todos somos desafiados a refletir sobre nossa humildade e a nos comprometermos com uma doação radical e total de nós mesmos aos outros.

Reflita, esta noite, se você imita ou não a humildade de nosso Senhor. Você está empenhado em buscar maneiras de servir aos outros, mostrando-lhes que os ama e se importa com eles? Deixe a Quinta-feira Santa transformá-lo para que você possa imitar o grande amor que Jesus nos ofereceu nesta noite gloriosa.

Oração do Dia

Meu humilde Senhor, ajude-me a entender o que significa ser um servo. Ajude-me a viver essa humildade em minhas ações. Que o dom do Teu Santíssimo Corpo e Sangue me transforme na pessoa que Tu desejas que eu seja. Jesus eu confio em vós.

A Liturgia Diária para os Católicos

Além da Liturgia Diária, é comum que nas missas o padre faça a Homilia Diária das palavras do Evangelho depois da sua leitura. Esta homilia é feita em geral por livre interpretação do celebrante.

O ponto mais importante da liturgia é o Mistério Pascal, descrevendo a Paixão, Morte e Ressurreição de Jesus Cristo e a sua ascensão ao céus, ao reino de Deus.

Publicado por: Mundo dos Católicos

Artigos relacionados

Liturgia Diária – 5ª Semana da Páscoa, Terça-feira (17/05)

Liturgia Diária – 5ª Semana da Páscoa, Segunda-feira (16/05)

Liturgia Diária – 5º Domingo da Páscoa (15/05)

Liturgia Diária – São Matias, Apóstolo – Festa, Sábado (14/05)

Liturgia Diária – 4ª Semana da Páscoa, Sexta-feira (13/05)

Liturgia Diária – 4ª Semana da Páscoa, Quinta-feira (12/05)

Liturgia Diária – 4ª Semana da Páscoa, Quarta-feira (11/05)

Liturgia Diária – 4ª Semana da Páscoa, Terça-feira (10/05)

Liturgia Diária – 4ª Semana da Páscoa, Segunda-feira (09/05)

Liturgia Diária – 4º Domingo da Páscoa (08/05)

Liturgia Diária – 3ª Semana da Páscoa, Sábado (07/05)

Liturgia Diária – 3ª Semana da Páscoa, Sexta-feira (06/05)

Liturgia Diária – 3ª Semana da Páscoa, Quinta-feira (05/05)

Liturgia Diária – 3ª Semana da Páscoa, Quarta-feira (04/05)

Liturgia Diária – São Felipe e São Tiago, Apóstolos – Festa, Terça-feira (03/05)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.