Liturgia Diária – Santíssima Trindade – Solenidade, Domingo (26/05/2024)

Homilia de Hoje

Liturgia Diária de Domingo, 26 de maio de 2024.

Receba a Liturgia do Diária dos Católicos em nosso site. Primeira Leitura, Homilia Diária Hoje do evangelho e Oração do dia. Leia aqui a Liturgia de hoje no site Mundo dos Católicos.

1ª Leitura

Primeira Leitura (Dt 4,32-34.39-40)

Leitura do Livro do Deuteronômio

Moisés falou ao povo dizendo: 32 “Interroga os tempos antigos que te precederam, desde o dia em que Deus criou o homem sobre a terra, e investiga de um extremo ao outro dos céus, se houve jamais um acontecimento tão grande, ou se ouviu algo semelhante.

33 Existe, porventura, algum povo que tenha ouvido a voz de Deus falando-lhe do meio do fogo, como tu ouviste, e tenha permanecido vivo? 34 Ou terá jamais algum Deus vindo escolher para si um povo entre as nações, por meio de provações, de sinais e prodígios, por meio de combates, com mão forte e braço estendido, e por meio de grandes terrores, como tudo o que por ti o Senhor vosso Deus fez no Egito, diante de teus próprios olhos?

39 Reconhece, pois, hoje, e grava-o em teu coração, que o Senhor é o Deus lá em cima do céu e cá embaixo na terra, e que não há outro além dele. 40 Guarda suas leis e seus mandamentos que hoje te prescrevo, para que sejas feliz, tu e teus filhos depois de ti, e vivas longos dias sobre a terra que o Senhor teu Deus te vai dar para sempre”.

– Palavra do Senhor.

– Graças a Deus.

Salmo

Salmo 32 (33)

—Feliz o povo que o Senhor escolheu por sua herança.

—Reta é a palavra do Senhor, e tudo o que ele faz merece fé. Deus ama o direito e a justiça, transborda em toda a terra a sua graça.

— A palavra do Senhor criou os céus, e o sopro de seus lábios, as estrelas. Ele falou e toda a terra foi criada, ele ordenou e as coisas todas existiram.

Leia mais:  Liturgia Diária – 16º Domingo do Tempo Comum (21/07/2024)

— Mas o Senhor pousa o olhar sobre os que o temem, e que confiam esperando em seu amor, para da morte libertar as suas vidas e alimentá-los quando é tempo de penúria

— No Senhor nós esperamos confiantes, porque ele é nosso auxílio e proteção! Sobre nós venha, Senhor, a vossa graça, da mesma forma que em vós nós esperamos!

2ª Leitura

Segunda Leitura: (Rm 8,14-17)

Irmãos: 14 Todos aqueles que se deixam conduzir pelo Espírito de Deus são filhos de Deus. 15 De fato, vós não recebestes um espírito de escravos, para recairdes no medo, mas recebestes um espírito de filhos adotivos, no qual todos nós clamamos: Abá, ó Pai! 16 O próprio Espírito se une ao nosso espírito para nos atestar que somos filhos de Deus. 17 E, se somos filhos, somos também herdeiros, herdeiros de Deus e coerdeiros de Cristo; se realmente sofremos com ele, é para sermos também glorificados com ele.

– Palavra do Senhor.

– Graças a Deus.

Evangelho do Dia

Evangelho (Mt 28,16-20)

— Aleluia, Aleluia, Aleluia.

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Divino, ao Deus que é, que era e que vem, pelos séculos. Amém. (cf. Ap 1,8)

— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 16 Os onze discípulos foram para a Galileia, ao monte que Jesus lhes tinha indicado. 17 Quando viram Jesus, prostraram-se diante dele. Ainda assim alguns duvidaram. 18 Então Jesus aproximou-se e falou: “Toda a autoridade me foi dada no céu e sobre a terra. 19 Portanto, ide e fazei discípulos meus todos os povos, batizando-os em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo, 20 e ensinando-os a observar tudo o que vos ordenei! Eis que eu estarei convosco todos os dias, até ao fim do mundo”.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

Reflexão da Liturgia Diária

De todas as grandes festas que celebramos na Igreja ao longo do ano, a Solenidade de hoje apresenta-nos um Mistério tão profundo e transcendente que a nossa eternidade será passada em perpétua contemplação. A Trindade, a vida do Pai, do Filho e do Espírito Santo, nunca envelhecerá, nunca será plenamente compreendida e será a causa da nossa adoração e alegria eternas. Embora a Igreja tenha usado conceitos filosóficos para explicar a Trindade, nenhum conceito ou descrição humana jamais explicará completamente quem é Deus. Embora possamos apontar algumas verdades gerais sobre Deus, nunca seremos capazes de descrever plenamente a essência interior, a profundidade, a beleza e a onipotência da Trindade.

Leia mais:  Liturgia Diária – Santa Maria Madalena, Segunda-feira (22/07/2024)

Ao considerarmos esse fato, é importante compreender que a Trindade não é primeiro um mistério teológico que tentamos definir. Pelo contrário, a Trindade é antes de tudo uma comunhão de Pessoas que somos convidados a conhecer. Não chegamos a conhecer a Deus principalmente através da dedução intelectual. Conhecemos a Deus através da união em oração com Ele. Embora a teologia seja excepcionalmente útil e importante, a essência de Deus está além de todo e qualquer conceito filosófico que possamos definir.

O Pai, o Filho e o Espírito Santo são Pessoas. E como Pessoas, querem ser conhecidos. E querem ser conhecidos principalmente através de uma vida de oração profunda e íntima. Orar para uma Pessoa, é claro, é orar para todos, já que eles são um só Deus. Mas somos, no entanto, chamados a uma relação de amor com o Pai, o Filho e o Espírito Santo. E embora as nossas mentes débeis possam não ser capazes de compreender completamente a essência de Deus, Ele nos levará cada vez mais profundamente ao conhecimento Dele, se O permitirmos.

A oração geralmente começa com orações, meditação nas Escrituras e escuta. Mas a verdadeira oração é algo muito mais profundo. A verdadeira oração é a oração contemplativa que, em última análise, leva à união divina. Só Deus pode iniciar esta forma de oração nas nossas vidas, e só Deus, através desta forma profunda de oração, pode comunicar-Se a nós tal como Ele é. Alguns dos maiores místicos da nossa Igreja, como São João da Cruz e Santa Teresa de Ávila, explicam na sua teologia mística que o conhecimento mais profundo de Deus não vem através de conceitos ou imagens. Na verdade, se desejarmos obter conhecimento de Deus em Sua essência, devemos permitir que Ele purgue todo conceito de Quem Ele é, para que a pura luz de Sua essência possa ser derramada em nossas mentes. Este conhecimento, dizem eles, está além do conhecimento “sobre” Deus. É o início de um conhecimento “de” Deus.

Leia mais:  Liturgia Diária – 15ª Semana do Tempo Comum, Sábado (20/07/2024)

Reflita, hoje, sobre a Santíssima Trindade. Ao fazer isso, faça uma oração a Deus pedindo um conhecimento mais profundo e íntimo Dele. Peça-Lhe que lhe comunique Seu amor divino e que abra sua mente e seu coração para uma compreensão mais profunda de Quem Ele é. Procure humilhar-se diante do grande Mistério da vida interior de Deus. A humildade diante do Mistério de Deus significa que sabemos quão pouco sabemos sobre Ele. Mas essa humilde verdade irá ajudá-lo a aproximar-se do relacionamento mais profundo de amor para o qual você foi chamado.

Oração do Dia

Santíssima Trindade, Pai, Filho e Espírito Santo, por favor, atrai-me para uma relação de amor contigo, que és um só Deus e três Pessoas divinas. Que o mistério e a beleza da Tua vida se tornem mais conhecidos e amados por mim a cada dia através do dom da oração mística transformadora. Jesus eu confio em vós.

A Liturgia Diária para os Católicos

A Liturgia Diária é vista por muitos como o momento formal da missa católica. Mas seu verdadeiro significado é fazer com que os cristãos reflitam as palavras e praticar seus ensinamentos no dia a dia.

A liturgia nos mostra o Mistério Pascal da Morte e Ressurreição de Jesus Cristo, trazendo orientações de como devemos pensar e agir conforme a Palavra de Deus.

Sobre o Autor

Mundo dos Católicos
Mundo dos Católicos

Somos um portal Católico que traz diariamente a Liturgia com a reflexão do evangelho para toda a comunidade Cristã.

    0 Comentários

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.