Mundo dos Católicos

Liturgia Diária – Santos Marta, Maria e Lázaro, Sexta-feira (29/07/2022)

Liturgia Diária

Liturgia Diária da 17ª Semana do Tempo Comum, Sexta-feira, 29 de julho de 2022.

Leia aqui diariamente a Liturgia do Dia dos Católicos em nosso site. Primeira Leitura, Homilia Diária Comentada do Evangelho. Leia agora a Liturgia de hoje no Mundo dos Católicos.

1ª Leitura

Leitura (1 João 4,7-16)

Leitura da primeira carta de São João.

4 7 Caríssimos, amemo-nos uns aos outros, porque o amor vem de Deus, e todo o que ama é nascido de Deus e conhece a Deus.

8 Aquele que não ama não conhece a Deus, porque Deus é amor.

9 Nisto se manifestou o amor de Deus para conosco: em nos ter enviado ao mundo o seu Filho único, para que vivamos por ele.

10 Nisto consiste o amor: não em termos nós amado a Deus, mas em ter-nos ele amado, e enviado o seu Filho para expiar os nossos pecados.

11 Caríssimos, se Deus assim nos amou, também nós nos devemos amar uns aos outros.

12 Ninguém jamais viu a Deus. Se nos amarmos mutuamente, Deus permanece em nós e o seu amor em nós é perfeito.

13 Nisto é que conhecemos que estamos nele e ele em nós, por ele nos ter dado o seu Espírito.

14 E nós vimos e testemunhamos que o Pai enviou seu Filho como Salvador do mundo.

15 Todo aquele que proclama que Jesus é o Filho de Deus, Deus permanece nele e ele em Deus.

16 Nós conhecemos e cremos no amor que Deus tem para conosco. Deus é amor, e quem permanece no amor permanece em Deus e Deus nele.

Palavra do Senhor.

Salmo

Salmo Responsorial 33/34

Bendirei o Senhor Deus em todo o tempo.

– Bendirei o Senhor Deus em todo o tempo,

seu louvor estará sempre e minha boca.

Minha alma se gloria no Senhor;

que ouçam os humildes e se alegrem!

– Comigo engrandecei ao senhor Deus,

exaltemos todos juntos o seu nome!

Todas as vezes que o busquei, ele me ouviu

e de todos os temores me livrou.

– Contemplai a sua face e alegrai-vos,

E vosso rosto não se cubra de vergonha!

Leia mais:  Liturgia Diária - quarta-feira, 12/08/2020

Este infeliz gritou a Deus e foi ouvido,

E o Senhor o libertou de toda angústia.

– O anjo do Senhor vem acampar

Ao redor dos que o temem e os salva.

Provai e vede quão suave é o Senhor!

Feliz o homem que tem nele o seu refúgio!

– Respeitai o Senhor Deus, seus santos todos,

Porque nada faltará aos que o temem.

Os ricos empobrecem, passam fome,

Mas aos que buscam o Senhor não falta nada.

Evangelho do Dia

Evangelho (João 11,19-27)

Aleluia, aleluia, aleluia.

Eu sou a luz do mundo; aquele que me segue não caminha entre as trevas, mas terá a luz da vida (Jo 8,12).

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo João.

Naquele tempo, 11 19 muitos judeus tinham vindo a Marta e a Maria, para lhes apresentar condolências pela morte de seu irmão.

20 Mal soube Marta da vinda de Jesus, saiu-lhe ao encontro. Maria, porém, estava sentada em casa.

21 Marta disse a Jesus: “Senhor, se tivesses estado aqui, meu irmão não teria morrido!

22 Mas sei também, agora, que tudo o que pedires a Deus, Deus to concederá”.

23 Disse-lhe Jesus: “Teu irmão ressurgirá”.

24 Respondeu-lhe Marta: “Sei que há de ressurgir na ressurreição no último dia”.

25 Disse-lhe Jesus: “Eu sou a ressurreição e a vida. Aquele que crê em mim, ainda que esteja morto, viverá.

26 E todo aquele que vive e crê em mim, jamais morrerá. Crês nisto?”

27 Respondeu ela: “Sim, Senhor. Eu creio que tu és o Cristo, o Filho de Deus, aquele que devia vir ao mundo”.

Palavra da Salvação.

Reflexão da Liturgia Diária

O memorial de hoje era anteriormente um memorial apenas em homenagem a Santa Marta. No entanto, em 2 de fevereiro de 2021, o Papa Francisco expandiu este memorial para incluir a irmã e o irmão de Marta, Maria e Lázaro. Assim, hoje celebramos juntos estes três irmãos.

Marta, Maria e Lázaro eram amigos íntimos de Jesus. Eles moravam em Betânia, que ficava a uma curta distância de Jerusalém. Marta é lembrada especialmente pela história em que ela estava preparando uma refeição para Jesus, enquanto sua irmã, Maria, estava sentada aos pés de Jesus ouvindo-O, deixando todo o trabalho para Marta. Marta reclamou com Jesus, pedindo-lhe: “Diga a ela para me ajudar”. A gentil repreensão de Jesus ao pedido dela é citada acima.

Leia mais:  Liturgia Diária – 6ª Semana Comum, Quinta-feira (17/02)

Maria também é conhecida pela história acima, na qual ela se sentou aos pés de Jesus. Isso tem sido tradicionalmente visto como um símbolo de oração contemplativa. Ela também é apresentada no Evangelho de João como aquela que derramou um jarro inteiro de óleo perfumado caro nos pés de Jesus e os secou com o cabelo apenas seis dias antes da morte de Jesus. Embora a tradição medieval às vezes associe Maria de Betânia com Maria Madalena e com a mulher pecadora que ungiu os pés de Jesus (Lucas 7:36-50), a maioria dos estudiosos concorda hoje que essas são três Marias diferentes. De fato, uma das razões pelas quais o Papa Francisco adicionou Maria de Betânia a este memorial hoje foi para que ela fosse homenageada com um memorial litúrgico que não a confundisse com Maria Madalena.

Lázaro é, claro, bem conhecido pelo fato de que Jesus o trouxe de volta à vida depois de estar morto e no túmulo por quatro dias. Pouco mais é mencionado sobre Lázaro nos Evangelhos, exceto pelo fato de que os fariseus queriam prender Lázaro na época em que também procuravam prender Jesus e que ele era irmão de Marta e Maria.

Por que temos este memorial em homenagem a todos esses três irmãos juntos? Quando este memorial foi estabelecido, a Congregação para o Culto Divino disse: “Na casa de Betânia, o Senhor Jesus experimentou o espírito de família e a amizade de Marta, Maria e Lázaro, e por isso o Evangelho de João afirma que os amava”. Ao honrar esses irmãos juntos, somos especialmente lembrados da importância de permanecer perto da família e convidar Jesus para nossa família. Marta, Maria e Lázaro viveram juntos e compartilharam uma vida comum de amor. Eles convidaram Jesus para sua vida familiar, e Ele aceitou sua oferta. A escolha de Jesus de fazer amizade com essa família é uma indicação de Seu desejo de unir cada família e fazer amizade com cada membro de cada família, de modo a ser a fonte central de seu amor e unidade compartilhados. O amor familiar é central para nossas vidas humanas. E embora nem toda família goze de unidade e amor mútuo, nunca devemos esquecer que Deus quer entrar em todas as famílias, assim como fez com Marta, Maria e Lázaro.

Leia mais:  Liturgia Diária - Sexta-feira, 25ª Semana do Tempo Comum, 24/09/2021

Reflita, hoje, sobre sua própria família. De que maneiras Jesus deseja ser mais amigo de você? Como Ele deseja entrar em sua vida familiar e fortalecê-la com Seu amor? E como Ele quer usar você para ajudar? Mesmo que sua família tenha dificuldades de várias maneiras, saiba que Deus quer amar você e sua família da mesma forma que fez com a família de Marta, Maria e Lázaro. Embora eles não fossem perfeitos, Ele os amava mesmo assim. E Ele deseja fazer o mesmo com você e sua família.

Oração do Dia

Meu amado Jesus, você escolheu amar a família de Marta, Maria e Lázaro. Ao fazer isso, Você também nos revela Seu desejo de amar todas as famílias com um amor santo. Eu te convido para minha vida e minha família, querido Senhor. Por favor, fortaleça nossos laços, traga unidade e respeito mútuo. Por favor, remova qualquer mágoa e divisão do passado e permita que cada família compartilhe mais plenamente de Sua amizade e amor. Jesus, eu te amo. Jesus eu confio em vós.

A Liturgia Diária para os Católicos

Além da Liturgia Diária, o padre ou celebrante faz, por livre interpretação, a Homilia Diária das palavras do Evangelho depois da sua leitura.

O ponto mais importante da liturgia é o Mistério Pascal que descreve a Paixão, Morte e Ressurreição de Jesus Cristo e a sua ascensão ao céus, ao reino de Deus.

Foto de Mundo dos Católicos

Mundo dos Católicos

Somos um portal Católico que traz diariamente a Liturgia com a reflexão do evangelho para toda a comunidade Cristã.

Patrocinado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Não encontrou o que busca?

Faça uma busca abaixo.