Liturgia Diária – Semana Santa, Quarta-feira (27/03/2024)

Homilia do Evangelho de Hoje

Liturgia Diária

Liturgia Diária de Quarta-feira, 27 de março de 2024.

Acompanhe diariamente a Liturgia Diária de Hoje dos Católicos em nosso site. Leia e acompanhe aqui as Leituras e a Liturgia Comentada do dia de hoje.

1ª Leitura

Primeira Leitura (Is 50,4-9a)

Leitura do Livro do Profeta Isaías.

4 O Senhor Deus deu-me língua adestrada, para que eu saiba dizer palavras de conforto à pessoa abatida; ele me desperta cada manhã e me excita o ouvido, para prestar atenção como um discípulo.

5 O Senhor abriu-me os ouvidos; não lhe resisti nem voltei atrás. 6 Ofereci as costas para me baterem e as faces para me arrancarem a barba: não desviei o rosto de bofetões e cusparadas. 7 Mas o Senhor Deus é o meu Auxiliador, por isso não me deixei abater o ânimo, conservei o rosto impassível como pedra, porque sei que não sairei humilhado. 8 A meu lado está quem me justifica; alguém me fará objeções? Vejamos. Quem é meu adversário? Aproxime-se. 9a Sim, o Senhor Deus é meu Auxiliador; quem é que me vai condenar?

– Palavra do Senhor.

– Graças a Deus.

Salmo

Salmo 68 (69)

— Respondei-me pelo vosso imenso amor, neste tempo favorável, Senhor Deus.

— Por vossa causa é que sofri tantos insultos, e o meu rosto se cobriu de confusão; eu me tornei como um estranho a meus irmãos, como estrangeiro para os filhos de minha mãe. Pois meu zelo e meu amor por vossa casa me devoram com fogo abrasador: e os insultos de infiéis que vos ultrajam recaíram todos eles sobre mim!

— O insulto me partiu o coração; eu esperei que alguém, de mim tivesse pena; procurei quem me aliviasse e não achei! Deram-me fel como se fosse um alimento, em minha sede ofereceram-me vinagre!

— Cantando eu louvarei o vosso nome e agradecido exultarei de alegria! Humildes, vede isto e alegrai-vos: o vosso coração reviverá, se procurardes o Senhor continuamente! Pois nosso Deus atende à prece dos seus pobres, e não despreza o clamor de seus cativos.

Leia mais:  Liturgia Diária – 2ª Semana da Páscoa – Sexta-feira (12/04/2024)

Evangelho do Dia

Evangelho (Mt 26,14-25)

— Salve, Cristo, Luz da vida, companheiro na partilha!

— Salve, nosso Rei, somente vós tendes compaixão dos nossos erros.

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 14 um dos doze discípulos, chamado Judas Iscariotes, foi ter com os sumos sacerdotes 15 e disse: “Que me dareis se vos entregar Jesus?” Combinaram, então, trinta moedas de prata. 16 E daí em diante, Judas procurava uma oportunidade para entregar Jesus.

17 No primeiro dia da festa dos Ázimos, os discípulos aproximaram-se de Jesus e perguntaram: “Onde queres que façamos os preparativos para comer a Páscoa?” 18 Jesus respondeu: “Ide à cidade, procurai certo homem e dizei-lhe: ‘O Mestre manda dizer: o meu tempo está próximo, vou celebrar a Páscoa em tua casa, junto com meus discípulos’”.

19 Os discípulos fizeram como Jesus mandou e prepararam a Páscoa. 20 Ao cair da tarde, Jesus pôs-se à mesa com os doze discípulos. 21 Enquanto comiam, Jesus disse: “Em verdade eu vos digo, um de vós vai me trair”. 22 Eles ficaram muito tristes e, um por um, começaram a lhe perguntar: “Senhor, será que sou eu?”23 Jesus respondeu: “Quem vai me trair é aquele que comigo põe a mão no prato. 24 O Filho do Homem vai morrer, conforme diz a Escritura a respeito dele. Contudo, ai daquele que trair o Filho do Homem! Seria melhor que nunca tivesse nascido!” 25 Então Judas, o traidor, perguntou: “Mestre, serei eu?” Jesus lhe respondeu: “Tu o dizes”.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

Leia mais:  Liturgia Diária – 2ª Semana da Páscoa – Sábado (13/04/2024)

Reflexão da Liturgia Diária

O desejo por dinheiro pode tornar-se um poderoso incentivo para trair o nosso Senhor. Nesta passagem do evangelho, parece claro que a traição de Judas se baseou no seu desejo de dinheiro. Ele provavelmente tinha algum nível de fé em nosso Senhor, ou não teria se tornado Seu discípulo. Mas mesmo que Judas tivesse algum nível de fé, o seu desejo por dinheiro parecia ofuscar a fé que ele poderia ter tido.

Uma das lições centrais que podemos aprender com Judas é que o desejo por dinheiro é um incentivo poderoso para as decisões que tomamos. Muitos dos grandes santos nos ensinaram que o caminho para a santidade consiste, primeiro, na purificação de todos os nossos afetos desordenados. E como um dos apegos mais poderosos contra os quais muitos lutam é o apego ao dinheiro, este é um desejo importante de purificação em todas as nossas vidas.

É verdade que os bens materiais não são maus quando são usados ​​para o cumprimento da vontade de Deus. Mas o desejo de mais, de excesso, sempre obscurecerá a nossa capacidade de ver claramente a vontade de Deus e de viver somente para a Sua glória.

Depois que Judas traiu nosso Senhor e Jesus foi preso, lembre-se de que Judas “arrependeu-se profundamente do que havia feito”. E durante o julgamento de Jesus, Judas voltou aos principais sacerdotes e disse: “Pequei ao trair sangue inocente”, numa aparente tentativa de impedir o julgamento. Mas a morte de Jesus foi desencadeada e não pôde ser interrompida. Como resultado, Judas devolveu o dinheiro e, tristemente, foi se enforcar (ver Mateus 27:3–5).

O desejo que Judas tinha por dinheiro turvou seu pensamento. E seu pecado fez com ele o que o pecado sempre faz. Assim que seu pecado de traição foi cometido, Judas viu as consequências dessa escolha. E as consequências o entristeceram profundamente. Ele aprendeu que escolher o pecado termina com uma promessa vazia. Ele percebeu que trinta moedas de prata não valiam o valor de sua alma. Mas é claro que mesmo assim Judas poderia ter se arrependido e recebido a misericórdia de Deus. Mas ele não o fez. Ele simplesmente terminou sua vida em desespero total.

Leia mais:  Liturgia Diária – 3º Domingo da Páscoa (14/04/2024)

Reflita hoje sobre o testemunho de Judas. Use-o como fonte de meditação e auto-exame nesta Semana Santa. O que há em sua vida que você deseja mais do que nosso Senhor? Que tentação obscurece seu pensamento e o leva a escolhas que você sabe que terminarão em vazio? Esforce-se para erradicar todo desejo desordenado dentro de você hoje e, em vez disso, escolha sabiamente a vontade de Deus. Não se deixe continuar a acreditar nas mentiras que o impedem de fazer de Jesus e da Sua santa vontade o único foco da sua vida.

Oração do Dia

Meu divino Senhor, Tu e somente Tu deve se tornar o foco da minha vida. Tu e somente Tu são do maior valor na vida. Ajude-me a abandonar todos os desejos terrenos da vida para que eu não caia nas tentações que levam a promessas vazias e para que eu abrace as promessas verdadeiras e cumpridoras que vêm de Ti. Jesus eu confio em vós.

A Liturgia Diária para os Católicos

A Liturgia teve a sua atualização mais recente, através do Concílio Vaticano II, que trouxe mais relevância à Sagrada Escritura na liturgia da palavra.

A Liturgia do Dia é única para cada dia do ano, desse modo, naquele determinado dia, todas as igrejas católicas do mundo fazem a mesma leitura. A liturgia diária é dividida pela primeira leitura (segunda leitura em algumas ocasiões), além do evangelho do dia e salmo.

Sobre o Autor

Mundo dos Católicos
Mundo dos Católicos

Somos um portal Católico que traz diariamente a Liturgia com a reflexão do evangelho para toda a comunidade Cristã.

    0 Comentários

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *