Mundo dos Católicos

Liturgia Diária – 13ª Semana do Tempo Comum, Quinta-feira (30/06/2022)

Liturgia Diária da 13ª Semana do Tempo Comum, Quinta-feira, 30 de junho de 2022.

Receba diariamente a Liturgia Diária Católica em nosso site. Acompanhe o Evangelho comentado de hoje aqui no Mundo dos Católicos.

1ª Leitura

Leitura (Amós 7,10-17)

Leitura da profecia de Amós.

7 10 Amasias, sacerdote de Betel, mandou dizer a Jeroboão, rei de Israel: “Amós conspira contra ti no meio dos israelitas. A terra não pode mais suportar os seus discursos.

11 Ele diz que Jeroboão perecerá pela espada e que Israel será deportado para longe de seu país!”

12 Amasias disse a Amós: “Vai-te daqui, vidente, vai para a terra de Judá e ganha lá o teu pão, profetizando.

13 Mas não continues a profetizar em Betel, porque aqui é o santuário do rei, uma residência real”.

14 Amós respondeu a Amasias: “Eu não sou profeta nem filho de profeta. Sou pastor e cultivador de sicômoros.

15 O Senhor tomou-me de detrás do meu rebanho e disse-me: ‘Vai e profetiza contra o meu povo de Israel’”.

16 Ouve, pois, agora, a palavra do Senhor: “‘Tu me dizes: ‘Não profetizarás contra Israel, não falarás contra a casa de Isaac’.

17 Pois bem! Eis o que diz o Senhor: ‘tua mulher será violada em plena cidade, teus filhos e tuas filhas cairão sob a espada, teu campo será repartido a cordel; quanto a ti, morrerás numa terra impura, e Israel será deportado para longe de seu país’”.

Palavra do Senhor.

Leia mais:  Liturgia Diária (30 de março de 2020)

Salmo

Salmo Responsorial 18/19

Os julgamentos do Senhor são corretos e justos igualmente.

– A lei do Senhor Deus é perfeita,

conforto para a alma!

O testemunho do Senhor é fiel,

sabedoria dos humildes.

– Os preceitos do Senhor são precisos,

alegria ao coração.

o mandamento do Senhor é brilhante,

para os olhos é uma luz.

– É puro o temor do Senhor,

imutável para sempre.

os julgamentos do Senhor são corretos

e justos igualmente.

– Mais desejáveis do que o ouro são eles,

do que o ouro refinado.

suas palavras são mais doces que o mel,

que o mel que sai dos favos.

Evangelho do Dia

Evangelho (Mateus 9,1-8)

Aleluia, aleluia, aleluia.

Em Cristo, Deus reconciliou consigo mesmo a humanidade; e a nós ele entregou essa reconciliação (2cor 5,19).

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Mateus.

9 1 Jesus tomou de novo a barca, passou o lago e veio para a sua cidade.

2 Eis que lhe apresentaram um paralítico estendido numa padiola. Jesus, vendo a fé daquela gente, disse ao paralítico: “Meu filho, coragem! Teus pecados te são perdoados.”

3 Ouvindo isto, alguns escribas murmuraram entre si: “Este homem blasfema.”

4 Jesus, penetrando-lhes os pensamentos, perguntou-lhes: “Por que pensais mal em vossos corações?

5 Que é mais fácil dizer: ‘Teus pecados te são perdoados’, ou: ‘Levanta-te e anda?’

6 Ora, para que saibais que o Filho do Homem tem na terra o poder de perdoar os pecados: Levanta-te – disse ele ao paralítico -, toma a tua maca e volta para tua casa.”

Leia mais:  Evangelho do Dia - sexta-feira, 26/06/2020

7 Levantou-se aquele homem e foi para sua casa.

8 Vendo isto, a multidão encheu-se de medo e glorificou a Deus por ter dado tal poder aos homens.

Palavra da Salvação.

Reflexão da Liturgia Diária

Esta história termina com Jesus curando o paralítico e dizendo-lhe: “Levante-se, pegue sua maca e vá para casa”. O homem faz exatamente isso e as multidões ficam maravilhadas.

Há dois milagres que acontecem aqui. Um é físico e o outro é espiritual. O espiritual é que os pecados deste homem são perdoados. O físico é a cura de sua paralisia.

Quais desses milagres são mais importantes? Qual você acha que o homem mais desejava?

É difícil responder à segunda pergunta, pois não conhecemos os pensamentos do homem, mas a primeira pergunta é fácil. A cura espiritual, o perdão de seus pecados, é de longe o mais importante desses dois milagres. É o mais significativo porque tem consequências eternas para sua alma.

Para a maioria de nós, é fácil orar a Deus por coisas como uma cura física ou algo semelhante. Podemos achar muito fácil pedir favores e bênçãos de Deus. Mas quão fácil é para nós pedir perdão? Isso pode ser mais difícil para muitos porque requer um ato inicial de humildade de nossa parte. Requer que primeiro reconheçamos que somos pecadores que precisam de perdão.

Reconhecer nossa necessidade de perdão exige coragem, mas essa coragem é uma grande virtude e revela uma grande força de caráter de nossa parte. Vir a Jesus para buscar Sua misericórdia e perdão em nossas vidas é a oração mais importante que podemos fazer e a base de todas as outras orações.

Leia mais:  Evangelho do Dia - 4º Domingo da Quaresma, 14/03/2021

Reflita, hoje, em quão corajoso você é em pedir perdão a Deus e quão humildemente você está disposto a reconhecer seu pecado. Fazer um ato de humildade como esse é uma das coisas mais importantes que você pode fazer.

Oração do Dia

Meu Senhor perdoador, dê-me coragem. Dá-me coragem, especialmente, para me humilhar diante de Ti e reconhecer todo o meu pecado. Neste humilde reconhecimento, ajuda-me a buscar também o Teu perdão diário em minha vida. Jesus eu confio em vós.

A Liturgia Diária para os Católicos

Nas missas, a Liturgia Diária também pode ser usada em outras celebrações da igreja, além de outros momentos como em Grupos de Orações por exemplo.

E apesar da igreja celebrar o Mistério de Cristo durante todos os dias do ano, o ponto central é a missa de domingo. Neste dia, os católicos devem ir à missa para cumprir um dos Cinco Mandamentos da Igreja Católica que diz “Ouvir Missa inteira nos domingos e festas de guarda”.

Deste modo, a Liturgia Diária é a ação do povo em uniformidade com Deus. Durante a celebração da missa, a Liturgia Diária pode ser praticada através de palavras, gestos ou sinais.

Foto de Mundo dos Católicos

Mundo dos Católicos

Somos um portal Católico que traz diariamente a Liturgia com a reflexão do evangelho para toda a comunidade Cristã.

Patrocinado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Não encontrou o que busca?

Faça uma busca abaixo.