Liturgia Diária – 15ª Semana do Tempo Comum, Quinta-feira (20/07/2023)

Salmo do Dia

Liturgia Diária

Liturgia Diária de Quinta-feira, 20 de julho de 2023.

Leia diariamente a Liturgia do Dia aqui no Mundo dos Católicos. Reflita a Homilia do Dia do Evangelho e acompanhe a Liturgia de hoje aqui no Mundo dos Católicos.

1ª Leitura

Primeira leitura: Êxodo 3, 13-20

Leitura do Livro do Êxodo:

Naqueles dias, ouvindo a voz do Senhor do meio da sarça, 13Moisés disse a Deus: ‘Sim, eu irei aos filhos de Israel e lhes direi: ‘O Deus de vossos pais enviou-me a vós’. Mas, se eles perguntarem: ‘Qual é o seu nome?’ o que lhes devo responder?’ 14Deus disse a Moisés: ‘Eu Sou aquele que sou’. E acrescentou: ‘Assim responderás aos filhos de Israel: `Eu sou enviou-me a vós’ ‘. 15E Deus disse ainda a Moisés: ‘Assim dirás aos filhos de Israel: ‘O Senhor, o Deus de vossos pais, o Deus de Abraão, o Deus de Isaac e o Deus de Jacó, enviou-me a vós’. Este é o meu nome para sempre, e assim serei lembrado de geração em geração. 16Vai, reúne os anciãos de Israel e dize-lhes: ‘O Senhor, o Deus de vossos pais, o Deus de Abraão, o Deus de Isaac e o Deus de Jacó, apareceu-me, dizendo: Eu vos visitei e vi tudo o que vos sucede no Egito. 17E decidi tirar-vos da opressóo do Egito e conduzir-vos à terra dos cananeus, dos hititas, dos amorreus, dos fereseus, dos heveus e dos jebuseus, a uma terra onde corre leite e mel. 18Eles te escutarão e tu, com os anciãos de Israel, irás ao rei do Egito e lhe direis: ‘O Senhor, o Deus dos hebreus, veio ao nosso encontro. E, agora, temos que ir, a três dias de marcha no deserto, para oferecermos sacrifícios ao Senhor nosso Deus’. 19Eu sei, no entanto, que o rei do Egito não vos deixará partir, se não for obrigado por mão forte. 20Por isso, estenderei minha mão e castigarei o Egito com toda a sorte de prodígios que vou realizar no meio deles. Depois disso, o rei do Egito vos deixará partir’.

Leia mais:  Liturgia Diária – 2ª Semana da Páscoa – Sábado (13/04/2024)

– Palavra do Senhor

– Graças a Deus

Salmo

Salmo 104 (105)

– O Senhor se lembra sempre da Aliança.

– Dai graças ao Senhor, gritai seu nome, anunciai entre as nações seus grandes feitos! Lembrai as maravilhas que ele fez, seus prodígios e as palavras de seus lábios!

– Ele sempre se recorda da Aliança, promulgada a incontáveis gerações; da Aliança que ele fez com Abraão, e do seu santo juramento a Isaac.

– Deus deu um grande crescimento a seu povo e o fez mais forte que os próprios opressores. Ele mudou seus corações para odiá-lo, e trataram com má-fé seus servidores.

– Então mandou Moisés, seu mensageiro, e igualmente Aarão, seu escolhido; por meio deles realizou muitos prodígios e, na terra do Egito, maravilhas.

Evangelho do Dia

Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus 11, 28-30

– Aleluia, Aleluia, Aleluia!

– Vinde a mim, todos vós que estais cansados, e descanso eu vos darei, diz o Senhor (Mt 11,28);

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus:

Naquele tempo, tomou Jesus a palavra e disse: 28Vinde a mim todos vós que estais cansados e fatigados sob o peso dos vossos fardos, e eu vos darei descanso. 29Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de mim, porque sou manso e humilde de coração, e vós encontrareis descanso. 30Pois o meu jugo é suave e o meu fardo é leve.

– Palavra da Salvação

– Glória a Vós, Senhor

Reflexão da Liturgia Diária

Para aqueles primeiros seguidores de Jesus, “jugo” era um termo familiar. Muitos teriam trabalhado regularmente com bois e outros animais para arar seus campos. Para isso, colocavam sobre os bois uma canga de madeira, que era uma forma de arreio que também era presa ao arado, facilitando o trabalho dos bois na lavoura. Ser amarrado com uma canga era uma indicação de servidão, pois esse era o papel dos bois.

Leia mais:  Liturgia Diária – 3ª Semana da Páscoa – Segunda-feira (15/04/2024)

Ao comentar esta passagem, Santo Agostinho (no Sermão 126) comparou o jugo de Cristo com as asas de um pássaro. As asas de um pássaro são grandes em comparação com seu corpo. Assim, se alguém concluísse que tirar as asas de um pássaro facilitaria sua vida ao livrá-lo desse excesso de peso, tal ação teria como efeito mantê-lo preso à terra. Mas devolva suas asas e esse “jugo” permitirá que ele voe pelos céus.

Assim é com o jugo de nosso Senhor. Se aceitarmos o convite para ser servo de Deus e tomarmos sobre nós o jugo de Cristo para o cumprimento de nossa missão de serviço, descobriremos que o ato de servir nos ilumina, nos refresca, nos revigora e nos energiza. Fomos feitos para servir a Deus, assim como um pássaro foi feito para ter asas. E como o pássaro, se removermos o jugo do serviço de Deus de nossas vidas, ficaremos oprimidos e não poderemos realizar o bem que devemos fazer.

Também nos é dito nesta passagem que não devemos carregar nosso jugo; ao contrário, devemos carregar o jugo de Cristo. “Tomai sobre vós o meu jugo…”, disse Jesus. Carregar o jugo de Jesus significa que somos chamados a viver nossas vidas com Ele e Nele. Ele veio para servir e dar a vida pelos outros. É nosso dever fazer o mesmo, permitindo que Ele o faça dentro de nós. É Cristo e Sua servidão que devem ser a motivação e o fundamento de nossas vidas.

Leia mais:  Liturgia Diária – 3º Domingo da Páscoa (14/04/2024)

Reflita, hoje, sobre seu chamado para ser um servo em Cristo. Como Deus está chamando você para servir? A quem Deus está chamando você para servir? E ao responder a essa pergunta, como você vê seu ato de serviço? O serviço parece pesado para você? Ou você entende que é para isso que você foi feito? Se você vê o serviço humilde como um fardo, talvez seja porque você realmente não tentou servir com e no próprio Cristo. Tente ponderar sobre Jesus colocando Seu jugo sobre seus ombros. Diga “sim” a esse ato e à missão de serviço humilde que você é chamado a cumprir. Fazer isso de todo o coração não apenas o renovará, mas também dará significado e propósito à sua vida.

Oração do Dia

Meu gentil Senhor, você veio até nós para servir e dar a sua vida por amor. Dá-me a graça de que preciso para aceitar o Teu ato de serviço para mim e também para imitar e participar do serviço ao qual sou chamado. Que eu tome sobre mim o Teu jugo, querido Senhor, para que eu possa cumprir a missão que o Senhor me confiou. Jesus eu confio em vós.

A Liturgia Diária para os Católicos

Usada nas missas, a Liturgia Diária também pode ser usada em outras celebrações. E também pode ser utilizada em outros momentos como em Grupos de Meditação e Orações.

Apesar da igreja celebrar o Mistério de Cristo todos os dias, o ponto central é a missa dominical. É neste dia que os católicos devem ir obrigatoriamente à missa como forma de fé.

Deste modo, a Liturgia Diária é a ação do povo de Deus em unidade. Durante a celebração da missa católica, a Liturgia do Dia pode ser praticada por gestos, palavras ou sinais .

Sobre o Autor

Mundo dos Católicos
Mundo dos Católicos

Somos um portal Católico que traz diariamente a Liturgia com a reflexão do evangelho para toda a comunidade Cristã.

    0 Comentários

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *