Mundo dos Católicos

Liturgia Diária – 16ª Semana do Tempo Comum, Segunda-feira (18/07/2022)

Liturgia Diária

Liturgia Diária da 16ª Semana do Tempo Comum, Segunda-feira, 18 de julho de 2022.

Confira diariamente a Liturgia Diária Hoje dos Católicos em nosso site. Leia aqui a Liturgia de hoje no Mundo dos Católicos: Primeira Leitura, Evangelho e Salmo do Dia.

1ª Leitura

Leitura (Miqueias 6,1-4.6-8)

Leitura da profecia de Miqueias.

6 1 Ouvi o que diz o Senhor: “Vamos, advoga tua causa diante das montanhas, ouçam as colinas a tua voz!”

2 Ouvi, montanhas, o processo do Senhor, e vós, fundamentos perenes da terra. Porque o Senhor entrou em juízo com seu povo, ele vai pleitear com Israel:

3 “Povo meu, que te fiz, ou em que te contristei? Responde-me.

4 Fiz-te sair do Egito, livrei-te da escravidão, e mandei diante de ti Moisés, Aarão e Maria”.

5 “Povo meu, lembra-te dos desígnios de Balac, rei de Moab, e a resposta que lhe deu Balaão, filho de Beor; lembra-te (da etapa) entre Setim e Gálgala, para reconheceres os benefícios do Senhor.

6 Com que me apresentarei diante do Senhor, e me prostrarei diante do Deus soberano? Irei à sua presença com holocaustos e novilhos de um ano?”

7 Agradar-se-á, porventura, o Senhor com milhares de carneiros, ou com milhões de torrentes de óleo? Sacrificar-lhe-ei pela minha maldade o meu primogênito, o fruto de minhas entranhas por meus próprios pecados?

8 Já te foi dito, ó homem, o que convém, o que o Senhor reclama de ti: que pratiques a justiça, que ames a bondade, e que andes com humildade diante do teu Deus.

Palavra do Senhor.

Salmo

Salmo Responsorial 49/50

A todo homem que procede retamente eu mostrarei a salvação que vem de Deus.

– “Reuni à minha frente os meus eleitos,

que selaram a aliança em sacrifícios!”

Testemunha o próprio céu seu julgamento,

porque Deus mesmo é juiz e vai julgar.

Leia mais:  Liturgia Diária – Quarta-feira, 12ª Semana do Tempo Comum, 23/06/2021

– Eu não venho censurar teus sacrifícios,

pois sempre estão perante mim teus holocaustos;

não preciso dos novilhos de tua casa

nem dos carneiros que estão nos teus rebanhos.

– “Como ousas repetir os meus preceitos

e trazer minha aliança em tua boca?

Tu que odiaste minhas leis e meus conselhos

e deste as costas às palavras dos meus lábios!

– Diante disso que fizeste, eu calarei?

Acaso pensar que eu sou igual a ti?

É disso que te acuso e repreendo

e manifesto essas coisas aos teus olhos.

– Quem me oferece um sacrifício de louvor,

este sim, é que me honra de verdade.

A todo homem que procede retamente

eu mostrarei a salvação que vem de Deus”.

Evangelho do Dia

Evangelho (Mateus 12,38-42)

Aleluia, aleluia, aleluia.

Oxalá ouvísseis hoje a sua voz: Não fecheis os corações como em Meriba! (Sl 94,8).

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Mateus.

12 38 Então alguns escribas e fariseus tomaram a palavra: “Mestre, quiséramos ver-te fazer um milagre”.

39 Respondeu-lhes Jesus: “Esta geração adúltera e perversa pede um sinal, mas não lhe será dado outro sinal do que aquele do profeta Jonas:

40 do mesmo modo que Jonas esteve três dias e três noites no ventre do peixe, assim o Filho do Homem ficará três dias e três noites no seio da terra.

41 No dia do juízo, os ninivitas se levantarão com esta raça e a condenarão, porque fizeram penitência à voz de Jonas. Ora, aqui está quem é mais do que Jonas.

42 No dia do juízo, a rainha do Sul se levantará com esta raça e a condenará, porque veio das extremidades da terra para ouvir a sabedoria de Salomão. Ora, aqui está quem é mais do que Salomão”.

Leia mais:  Liturgia Diária - quarta-feira, 20/05/2020

Palavra da Salvação.

Reflexão da Liturgia Diária

Jonas foi o sinal. Ele passou três dias e três noites na barriga de uma baleia. Ele certamente foi dado como morto por aqueles que o jogaram para o lado do barco. Mas a baleia agiu como um instrumento da vontade de Deus ao levar Jonas a Nínive para pregar o arrependimento. E eles se arrependeram e mudaram suas vidas! A escuridão da barriga da baleia, no final, tornou-se uma bênção e um sinal para as eras vindouras.

Avance rapidamente da história de Jonas para a história acima, quando os seguidores de Jesus buscam um sinal Dele. Eles querem algum tipo de “prova” de quem Ele é. Ou talvez estejam apenas curiosos e queiram ser “entretidos” por um milagre. Seja qual for o caso, Jesus deixa claro que o sinal que Ele dará é o sinal de Jonas.

Claramente, a história de Jonas é uma prefiguração da morte de Jesus, Seus três dias no túmulo e Sua Ressurreição. Este é o sinal que Jesus vai oferecer e o sinal que Ele continua a oferecer. É um sinal de grande esperança quando o percebemos corretamente.

No entanto, muitas vezes podemos cair na mesma tentação dos seguidores de Jesus na história acima. Muitas vezes também queremos um sinal diferente dos sinais que Jesus nos deu. Queremos alguma outra prova de Deus de Sua vontade. Queremos que Ele fale alto e claramente. Mas isso nem sempre acontece. Mais frequentemente, o que experimentamos é o que parece ser o silêncio de Deus. Podemos nos perguntar: “Senhor, onde estás? Por que você não fala comigo?” Mas Jesus falará conosco da mesma maneira. Ele gentilmente nos lembrará de Sua vida, morte e Ressurreição. Ele nos lembrará que devemos acreditar em tudo o que Ele falou, e mesmo que nos sintamos como se estivéssemos na barriga de uma baleia ou mortos em uma tumba, a esperança não está perdida. Deus está presente em todas as coisas e está ativo e presente para nós mesmo quando parece estar em silêncio.

Leia mais:  Liturgia Diária - 26º Domingo do Tempo Comum, 26/09/2021

Reflita, hoje, sobre quão forte é sua fé, mesmo que você não receba o sinal do céu que deseja. Você deve ser lembrado que o Pai falou com você claramente através da vida, morte e ressurreição de Jesus e esta é a maneira que Ele continua a falar com você hoje. Ouça essa lição e abrace as verdades que ela proclama. Mesmo que você sinta que está em uma tumba ou que Deus está em silêncio, saiba que Ele não está. Ele está falando com você o tempo todo. Você só precisa discernir Sua voz.

Oração do Dia

Senhor do santo silêncio, ajuda-me a acreditar em Ti mesmo que eu não veja milagres ou sinais do céu. Ajude-me a acreditar em Ti, apesar de quaisquer dúvidas ou fraquezas que eu tenha na vida. Dê-me uma fé firme para responder ao Seu chamado em minha vida. Jesus eu confio em vós.

A Liturgia Diária para os Católicos

Além da Liturgia Diária Hoje, é comum que nas missas o celebrante, faça uma reflexão do Evangelho do Dia logo após a sua leitura. Esta reflexão é feita geralmente por interpretação livre.

O principal ponto da Liturgia Diária, é o Mistério Pascal, que descreve a Paixão, Morte e Ressurreição de Jesus Cristo e a sua ascensão ao reino de Deus.

Foto de Mundo dos Católicos

Mundo dos Católicos

Somos um portal Católico que traz diariamente a Liturgia com a reflexão do evangelho para toda a comunidade Cristã.

Patrocinado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Não encontrou o que busca?

Faça uma busca abaixo.