Liturgia Diária – Tempo do Natal antes da Epifania, Terça-feira (03/01/2023)

Evangelho do Dia

Liturgia Diária

Liturgia Diária de Terça-feira, 3 de janeiro de 2023.

Confira diariamente a Liturgia do Dia dos Católicos em nosso site. Primeira Leitura, Evangelho do Dia e Salmo. Acompanhe a Liturgia de hoje aqui no Mundo dos Católicos.

1ª Leitura

Primeira Leitura (1Jo 2,29–3,6)

Leitura da Primeira Carta de São João.

Caríssimos: 29Já que sabeis que ele é justo, sabei também que todo aquele que pratica a justiça nasceu dele. 3,1Vede que grande presente de amor o Pai nos deu: de sermos chamados filhos de Deus! E nós o somos! Se o mundo não nos conhece, é porque não conheceu o Pai. 2Caríssimos, desde já somos filhos de Deus, mas nem sequer se manifestou o que seremos! Sabemos que, quando Jesus se manifestar, seremos semelhantes a ele, porque o veremos tal como ele é. 3Todo o que espera nele, purifica-se a si mesmo, como também ele é puro. 4Todo o que comete pecado, comete também a iniquidade, porque o pecado é a iniquidade. 5Vós sabeis que ele se manifestou para tirar os pecados e que nele não há pecado. 6Todo aquele que peca mostra que não o viu, nem o conheceu.

– Palavra do Senhor

– Graças a Deus

Salmo

Salmo 97(98)

— Os confins do universo contemplaram a salvação do nosso Deus.

— Cantai ao Senhor Deus um canto novo, porque ele fez prodígios! Sua mão e seu braço forte e santo alcançaram-lhe a vitória.

— Os confins do universo contemplaram a salvação do nosso Deus. Aclamai o Senhor Deus, ó terra inteira, alegrai-vos e exultai!

— Cantai salmos ao Senhor ao som da harpa e da cítara suave! Aclamai, com os clarins e as trombetas, ao Senhor, nosso Rei!

Leia mais:  Liturgia Diária – 11ª Semana do Tempo Comum, Quinta-feira (20/06/2024)

Evangelho do Dia

Evangelho (Jo 1,29-34)

— Aleluia, Aleluia, Aleluia.

— A Palavra se fez carne, entre nós ela habitou; e todos os que a acolheram, de Deus filhos se tornaram. (Jo 1,14a.12a)

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo João.

— Glória a vós, Senhor

29No dia seguinte, João viu Jesus aproximar-se dele e disse: “Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo. 30Dele é que eu disse: Depois de mim vem um homem que passou à minha frente, porque existia antes de mim. 31Também eu não o conhecia, mas se eu vim batizar com água, foi para que ele fosse manifestado a Israel”.

32E João deu testemunho, dizendo: “Eu vi o Espírito descer, como uma pomba do céu, e permanecer sobre ele. 33Também eu não o conhecia, mas aquele que me enviou a batizar com água me disse: ‘Aquele sobre quem vires o Espírito descer e permanecer, este é quem batiza com o Espírito Santo’. 34Eu vi e dou testemunho: Este é o Filho de Deus!”

— Palavra da Salvação

— Glória a vós, Senhor

Reflexão da Liturgia Diária

É interessante notar que no Evangelho de João, São João Batista nunca batizou Jesus, como está descrito nos Evangelhos de Mateus, Marcos e Lucas. Em vez disso, no Evangelho de João, João Batista simplesmente testemunhou a descida do Espírito Santo à distância e então falou a linha citada acima. No dia seguinte, João Batista apontou para Jesus como o “Cordeiro de Deus”, e dois de seus próprios discípulos o deixaram para seguir Jesus.

Leia mais:  Liturgia Diária – 11ª Semana do Tempo Comum, Sábado (22/06/2024)

Por que existe essa aparente discrepância entre o Evangelho de João e os três Evangelhos Sinópticos? Embora seja difícil responder com certeza, uma coisa que fica clara de maneira única no Evangelho de João é que João Batista recebeu do Pai um conhecimento espiritual único de que Jesus era o “Cordeiro de Deus”. Neste Evangelho, a revelação de quem era Jesus não aconteceu de forma que todos os presentes ouvissem e vissem. Em vez disso, o Evangelho de João se concentra na realização interior que João Batista recebeu daquele que o enviou. E quem o enviou foi o Pai Celestial.

Uma verdade espiritual que vale a pena ponderar no relato do Evangelho de João lido hoje é que a convicção e a certeza dadas ao Batista sobre a identidade de Jesus eram tão certas que ele sabia quem era Jesus sem sombra de dúvida. Essa revelação pessoal dada ao Batista mudou sua vida. Daquele momento em diante, tudo o que ele fez foi apontar as pessoas para Jesus.

Ao ponderar sobre essa revelação espiritual sobre Jesus que João Batista recebeu do Pai Celestial, pense no que seria mais convincente. Seria mais convincente ouvir uma voz audível do céu declarar quem era Jesus? Ou receber este mesmo conhecimento através de uma comunicação interior e espiritual do Pai? Se você acredita que a primeira, a voz externa e audível, seria mais convincente, talvez você precise fazer uma pausa e pensar novamente. A verdade é que a forma mais clara e certa de comunicação de Deus para nós é aquela que é interna. E mesmo que houvesse uma voz audível falada do Céu, como retratada nos Evangelhos Sinópticos, essa Voz deveria também ser confirmada interiormente pela fé no coração dos ouvintes para convencê-los no nível mais profundo.

Leia mais:  Liturgia Diária – Memória de São Luís Gonzaga, religioso, Sexta-feira (21/06/2024)

Reflita, hoje, sobre a verdade espiritual de que Deus Pai quer falar com você no fundo de sua própria alma para levá-lo à certeza sobre Ele mesmo e tudo o que Ele falou como verdadeiro. Você ouve Deus falar? Você se permitiu ser convencido por Sua Voz? Ouça-O hoje e permita que tudo o que Ele fala com você se torne a fonte e o objetivo de tudo o que você diz e faz na vida.

Oração do Dia

Pai Celestial, Tu que me revelastes quem é, e revelastes Seu plano para minha vida de muitas maneiras. E embora você esteja sempre falando comigo, reconheço que nem sempre ouço. Por favor, abra minha alma para Ti mais plenamente para que eu possa chegar à fé e ter certeza de Seu amor e Sua perfeita vontade em minha vida. Jesus eu confio em vós.

A Liturgia Diária para os Católicos

Além da Liturgia Diária, é comum que nas missas o padre ou celebrante na ocasião, faça uma reflexão das palavras do Evangelho do Dia logo após a sua leitura. Esta reflexão é feita em geral por livre interpretação, não seguindo um texto pré-definido.

O ponto principal da liturgia é o Mistério Pascal, descrevendo a Paixão, Morte e Ressurreição de Jesus Cristo e a sua ascensão ao céus, ao reino de Deus.

Sobre o Autor

Mundo dos Católicos
Mundo dos Católicos

Somos um portal Católico que traz diariamente a Liturgia com a reflexão do evangelho para toda a comunidade Cristã.

    0 Comentários

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *