Liturgia Diária – 1º Domingo da Quaresma (06/03)

Liturgia Diária de domingo, 6 de março de 2022.

Confira diariamente a Liturgia do Dia dos Católicos em nosso site. Primeira Leitura, Evangelho do dia e Salmo. Acompanhe a Liturgia de hoje aqui no Mundo dos Católicos.

1ª Leitura

Primeira Leitura (Dt 26, 4-10)

Leitura do Livro do Deuteronômio:

Assim Moisés falou ao povo: 4“O sacerdote receberá de tuas mãos a cesta e a colocará diante do altar do Senhor teu Deus.

5Dirás, então, na presença do Senhor teu Deus: ‘Meu pai era um arameu errante, que desceu ao Egito com um punhado de gente e ali viveu como estrangeiro. Ali se tornou um povo grande, forte e numeroso. 6Os egípcios nos maltrataram e oprimiram, impondo-nos uma dura escravidão.

7Clamamos, então, ao Senhor, o Deus de nossos pais, e o Senhor ouviu a nossa voz e viu a nossa opressão, a nossa miséria e a nossa angústia. 8E o Senhor nos tirou do Egito com mão poderosa e braço estendido, no meio de grande pavor, com sinais e prodígios. 9E conduziu-nos a este lugar e nos deu esta terra, onde corre leite e mel.

10Por isso, agora trago os primeiros frutos da terra que tu me deste, Senhor’.

Depois de colocados os frutos diante do Senhor teu Deus, tu te inclinarás em adoração diante dele”.

– Palavra do Senhor.

– Graças a Deus.

Salmo

Responsório (Sl 90)

— Em minhas dores, ó Senhor, permanecei junto de mim!

— Quem habita ao abrigo do Altíssimo/ e vive à sombra do Senhor onipotente,/ diz ao Senhor: “Sois meu refúgio e proteção,/ sois o meu Deus, no qual confio inteiramente”.

— Nenhum mal há de chegar perto de ti,/ nem a desgraça baterá à tua porta;/ pois o Senhor deu uma ordem a seus anjos/ para em todos os caminhos te guardarem.

— Haverão de te levar em suas mãos,/ para o teu pé não se ferir nalguma pedra./ Passarás sobre cobras e serpentes,/ pisarás sobre leões e outras feras.

— “Porque a mim se confiou, hei de livrá-lo/ e protegê-lo, pois meu nome ele conhece./ Ao invocar-me, hei de ouvi-lo e atendê-lo, e a seu lado eu estarei em suas dores”.

2ª Leitura

Segunda Leitura (Rm 10, 8-13)

Leitura da Carta de São Paulo aos Romanos:

Irmãos: 8O que diz a Escritura? “A palavra está perto de ti, em tua boca e em teu coração”. Essa palavra é a palavra da fé, que nós pregamos.

Leia mais:  Evangelho do Dia – Sexta-feira, Solenidade Sagrado Coração de Jesus, 11/06/2021

9Se, pois, com tua boca confessares Jesus como Senhor e, no teu coração, creres que Deus o ressuscitou dos mortos, serás salvo. 10É crendo no coração que se alcança a justiça e é confessando a fé com a boca que se consegue a salvação. 11Pois a Escritura diz: Todo aquele que nele crer não ficará confundido”.

12Portanto, não importa a diferença entre judeu e grego; todos têm o mesmo Senhor, que é generoso para com todos os que o invocam.

13De fato, todo aquele que invocar o Nome do Senhor será salvo.

– Palavra do Senhor.

– Graças a Deus.

Evangelho do Dia

Anúncio do Evangelho (Lc 4,1-13)

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 1Jesus, cheio do Espírito Santo, voltou do Jordão, e, no deserto, ele era guiado pelo Espírito. 2Ali foi tentado pelo diabo durante quarenta dias. Não comeu nada naqueles dias e, depois disso, sentiu fome. 3O diabo disse, então, a Jesus: “Se és Filho de Deus, manda que esta pedra se mude em pão”. 4Jesus respondeu: “A Escritura diz: ‘Não só de pão vive o homem’”

5O diabo levou Jesus para o alto, mostrou-lhe por um instante todos os reinos do mundo 6e lhe disse: “Eu te darei todo este poder e toda a sua glória, porque tudo isto foi entregue a mim e posso dá-lo a quem quiser. 7Portanto, se te prostrares diante de mim em adoração, tudo isso será teu”.

8Jesus respondeu: “A Escritura diz: ‘Adorarás o Senhor teu Deus, e só a ele servirás’”.

9Depois o diabo levou Jesus a Jerusalém, colocou-o sobre a parte mais alta do Templo e lhe disse: “Se és Filho de Deus, atira-te daqui abaixo! 10Porque a Escritura diz: ‘Deus ordenará aos seus anjos a teu respeito, que te guardem com cuidado!’ 11E mais ainda: ‘Eles te levarão nas mãos, para que não tropeces em alguma pedra’”.

12Jesus, porém, respondeu: “A Escritura diz: ‘Não tentarás o Senhor teu Deus’”.

13Terminada toda a tentação, o diabo afastou-se de Jesus, para retornar no tempo oportuno.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

Reflexão da Liturgia Diária

Que experiência dolorosa para Jesus. Se você realmente pensar sobre isso, pode ser difícil de entender… pelo menos no começo.

Leia mais:  Evangelho do Dia - terça-feira, 15/12/2020

Jesus, o Filho de Deus, o Messias, o Criador do Universo, a segunda Pessoa da Santíssima Trindade, está no deserto, sofrendo quarenta dias enquanto é tentado pelo diabo e vive entre as bestas selvagens. Por que no mundo Ele faria isso e por que Deus Pai permitiria que isso acontecesse? E mais, diz que na verdade foi o Espírito Santo que levou Jesus ao deserto para experimentar esses dolorosos 40 dias!

Talvez raramente reflitamos sobre tudo o que Jesus suportou e tudo o que Ele sofreu em Sua vida humana. Claro, às vezes pensamos na Crucificação, mas mesmo isso é muitas vezes ofuscado pelo nosso conhecimento de que Ele ressuscitou. É fácil perder o sofrimento que Ele experimentou ao longo de sua vida. E é fácil perder a razão pela qual Ele passou por tudo o que Ele passou em Sua humanidade.

Então do que se trata? É sobre amor por todos nós. É sobre Deus nos amar tanto que Ele estava disposto a suportar toda forma de dificuldade e sofrimento humano que entra em nossas vidas. É sobre Deus ser capaz de nos olhar diretamente no rosto e dizer: “Sim, eu entendo o que você está passando… Isto é amor. É um amor tão profundo que o próprio Deus se dispôs a experimentar nossas fraquezas e dores para que pudesse nos encontrar ali, nos consolar em meio a tudo o que estamos passando, e gentilmente nos levantar para a nova vida. Ele tem reservado para nós. Mais uma vez, isso é Amor!

O Espírito “conduziu” Jesus para o deserto. Esta foi uma maneira de nos dizer que esta experiência era o plano e a vontade de Deus. Não foi algo imposto a Jesus por algum estranho acaso. Não foi azar ou um sofrimento humano infeliz e sem sentido. Não, estava sofrendo por um propósito. Sofrendo com uma intenção. E a intenção era, em parte, experimentar e abraçar tudo o que vivenciamos e devemos abraçar.

A tentação na vida é real. É o resultado de nossa natureza humana caída. Vem da nossa fraqueza, mas também do maligno. A tentação pode ser um fardo pesado e causar grande dor emocional e psicológica. E quando a tentação é cedida, causa uma dor espiritual ainda mais profunda. Jesus nunca cedeu às tentações no deserto, nem cedeu às tentações em nenhum outro momento de Sua vida. Mas Ele os suportou e os sofreu.

Leia mais:  Evangelho do Dia - segunda-feira, 31/08/2020

Isso nos diz que Ele pode ser nossa força e inspiração em meio a tudo o que somos tentados a cada dia. Alguns dias podemos sentir a solidão e o isolamento de alguém que é levado ao deserto de nossos pecados. Podemos sentir como se as feras de nossas paixões desordenadas estivessem tomando o melhor de nós. Podemos sentir como se o maligno estivesse se envolvendo conosco. Bem, Jesus também se sentiu assim. E Ele livremente se permitiu experimentar isso em Sua humanidade. Foi a vontade do Pai e a operação do Espírito Santo que O levou a esta experiência.

Por essas razões, é o próprio Jesus que pode encontrá-lo neste deserto interior. Ele está lá, esperando por você, procurando por você, chamando por você. Ele está lá no meio de tudo e qualquer coisa que você possa estar passando. E é Ele, Aquele que derrotou esta tentação do deserto, que gentilmente o guiará para fora. Ele foi ao deserto para te encontrar e te trazer de volta. E assim como os anjos ministraram a Jesus neste deserto, Ele também envia esses anjos para ministrar a você.

Então, se o seu “deserto” é apenas uma leve agitação na vida agora, ou se é uma luta contra o desespero completo, Jesus quer conhecê-lo e trazê-lo para fora. Ele conquistou o deserto de uma vez por todas, e é capaz de conquistar qualquer deserto em sua vida também.

Oração do Dia

Senhor, reconheço Teu amor perfeito por mim. Eu acredito que você me ama o suficiente para suportar todo o sofrimento, para entender todo o sofrimento e para me tirar da minha própria secura e dor interior. Que eu permita que você seja conduzido ao deserto de minha própria alma; e lá, ao encontrar-te, permita-te que me conduzas às águas frescas e refrescantes. Jesus eu confio em vós.

A Liturgia Diária para os Católicos

Apesar da palavra “liturgia” já ser comum na antiguidade, foi apenas depois dos séculos VIII e IX que a liturgia começou a ser utilizada pela igreja grega e passando a fazer parte da igreja católica alguns séculos depois, por volta de XVI.

A Liturgia Diária é sempre usada nas missas e existe uma liturgia para cada dia do ano. A Liturgia Diária é formada por 3 partes: a Leitura, o Salmo e o Evangelho do dia. Em alguns dias, também podem haver duas ou mais Leituras.

Publicado por: Mundo dos Católicos

Artigos relacionados

Liturgia Diária – 5ª Semana da Páscoa, Segunda-feira (16/05)

Liturgia Diária – 5º Domingo da Páscoa (15/05)

Liturgia Diária – São Matias, Apóstolo – Festa, Sábado (14/05)

Liturgia Diária – 4ª Semana da Páscoa, Sexta-feira (13/05)

Liturgia Diária – 4ª Semana da Páscoa, Quinta-feira (12/05)

Liturgia Diária – 4ª Semana da Páscoa, Quarta-feira (11/05)

Liturgia Diária – 4ª Semana da Páscoa, Terça-feira (10/05)

Liturgia Diária – 4ª Semana da Páscoa, Segunda-feira (09/05)

Liturgia Diária – 4º Domingo da Páscoa (08/05)

Liturgia Diária – 3ª Semana da Páscoa, Sábado (07/05)

Liturgia Diária – 3ª Semana da Páscoa, Sexta-feira (06/05)

Liturgia Diária – 3ª Semana da Páscoa, Quinta-feira (05/05)

Liturgia Diária – 3ª Semana da Páscoa, Quarta-feira (04/05)

Liturgia Diária – São Felipe e São Tiago, Apóstolos – Festa, Terça-feira (03/05)

Liturgia Diária – 3ª Semana da Páscoa, Segunda-feira (02/05)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.