Liturgia Diária – 28ª Semana do Tempo Comum, Sexta-feira (20/10/2023)

Liturgia Diária

Liturgia Diária

Liturgia Diária de Sexta-feira, 20 de outubro de 2023.

Leia diariamente a Liturgia do Dia aqui no Mundo dos Católicos. Reflita a Homilia do Dia do Evangelho e acompanhe a Liturgia de hoje aqui no Mundo dos Católicos.

1ª Leitura

Primeira leitura: Romanos 4, 1-8

Leitura da Carta de São Paulo aos Romanos:

Irmãos: 1Que vantagem diremos ter obtido Abraão, nosso pai segundo a carne? 2Pois se Abraóo se tornou justo em virtude das obras, está aí seu motivo de glória… mas nóo perante Deus! 3Com efeito, o que diz a Escritura? ‘Abraão creu em Deus, e isso lhe foi creditado como justiça’. 4Ora, para quem faz um trabalho, o salário nóo é creditado como um presente gratuito, mas como uma dívida. 5Porém, para a pessoa que, em vez de fazer um trabalho, crê naquele que torna justo o ímpio, a sua fé lhe é creditada como atestado de justiça. 6É assim que Davi declara feliz o homem a quem Deus credita a justiça independentemente das obras: 7’Felizes aqueles cujas transgressões foram remidas e cujos pecados foram perdoados; 8feliz o homem do qual Deus nóo leva em conta o pecado.’

– Palavra do Senhor

– Graças a Deus

Salmo

Salmo 31 (32)

– Vós sois para mim proteção e refúgio, eu canto bem alto a vossa salvação.

– Feliz o homem que foi perdoado e cuja falta já foi encoberta! Feliz o homem a quem o Senhor não olha mais como sendo culpado, e em cuja alma nóo há falsidade!

– Eu confessei, afinal, meu pecado, e minha falta vos fiz conhecer. Disse: ‘Eu irei confessar meu pecado!’ E perdoastes, Senhor, minha falta.

– Regozijai-vos, ó justos, em Deus, e no Senhor exultai de alegria! Corações retos, cantai jubilosos!

Evangelho do Dia

Evangelho de Jesus Cristo segundo São Lucas 12, 1-7

– Aleluia, Aleluia, Aleluia!

– Sobre nós venha, Senhor, a vossa graça, da mesma forma que em vós nós esperamos! (SI 32,22);

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Lucas:

Leia mais:  Liturgia Diária – 2ª Semana da Páscoa – Sábado (13/04/2024)

Naquele tempo: 1Milhares de pessoas se reuniram, a ponto de uns pisarem os outros. Jesus começou a falar, primeiro a seus discípulos: ‘Tomai cuidado com o fermento dos fariseus, que é a hipocrisia. 2Não há nada de escondido, que não venha a ser revelado, e não há nada de oculto que não venha a ser conhecido. 3Portanto, tudo o que tiverdes dito na escuridão, será ouvido à luz do dia; e o que tiverdes pronunciado ao pé do ouvido, no quarto, será proclamado sobre os telhados. 4Pois bem, meus amigos, eu vos digo: não tenhais medo daqueles que matam o corpo, não podendo fazer mais do que isto. 5Vou mostrar-vos a quem deveis temer: temei aquele que, depois de tirar a vida, tem o poder de lançar-vos no inferno. Sim, eu vos digo, a este temei. 6Não se vendem cinco pardais por uma pequena quantia? No entanto, nenhum deles é esquecido por Deus. 7Até mesmo os cabelos de vossa cabeça estão todos contados. Não tenhais medo! Vós valeis mais do que muitos pardais.

– Palavra da Salvação

– Glória a Vós, Senhor

Reflexão da Liturgia Diária

Imediatamente antes desta passagem citada acima, Jesus disse aos Seus discípulos: “Tomai cuidado com o fermento dos fariseus, que é a hipocrisia.” Isso acontece depois que Jesus dá uma série longa e muito direta de condenações a esses líderes no capítulo anterior. Jesus leva muito a sério suas ações destrutivas. Então, depois de confrontá-los diretamente, Ele se volta para Seus discípulos para alertá-los sobre as consequências desses líderes hipócritas.

Um hipócrita é alguém que finge ter algumas virtudes morais, mas, na verdade, está apenas enganando a si mesmo e tentando enganar os outros. Por essa razão, Jesus ajuda os Seus discípulos, partilhando com eles o fato de que toda a verdade acabará por vir à luz. Assim, toda boa ação acabará sendo vista por todos por sua bondade, e toda intenção maligna, não importa quão oculta seja, acabará por vir à luz.

Leia mais:  Liturgia Diária – 3ª Semana da Páscoa – Segunda-feira (15/04/2024)

Embora a tentação imediata para muitos ao ouvirem esta passagem seja pensar em outros que eles acham que caíram no pecado da hipocrisia, pode ser muito mais útil ponderar essas verdades por si mesmo. A mensagem simples que Jesus prega é que devemos ser pessoas verdadeiras em todos os sentidos. Devemos ser honestos conosco mesmos e ter plena consciência de nossa vida interior, vendo-nos apenas da maneira que Deus nos vê. Esse ato de honestidade e integridade é uma das melhores maneiras pelas quais nos preparamos para a vida eterna. Quão triste seria se passássemos a vida fingindo, superficialmente, ser algo que não éramos, apenas para ter toda a verdade divulgada em nosso julgamento final, quando for tarde demais para mudar.

Ser honesto conosco mesmo pode ser difícil. É normal querermos ser bons, querermos ser santos e querer que os outros pensem assim sobre nós. Por isso, é muito comum que apresentemos apenas a melhor imagem de nós mesmos, escondendo muitas outras coisas que podem nos envergonhar e até nos humilhar. E embora não tenhamos nenhuma obrigação moral de contar a todos sobre cada pecado contra o qual lutamos interiormente, é moralmente essencial que nós mesmos o enfrentemos e o façamos com a graça de Deus.

Uma maneira prática de fazer isso é ponderar a passagem bíblica acima. Jesus deixa claro que em algum momento, de alguma forma, tudo dentro de nós, em nossos corações e mentes, virá à luz. Para alguns isto acontecerá, pela graça de Deus, durante esta vida, como uma forma de mudarem. Para outros, esses segredos só virão à luz no julgamento final. A verdade, porém, é que tudo o que somos, tudo o que pensamos e tudo o que fazemos de forma oculta virá à luz. E se isso te assusta de alguma forma, isso é bom. Às vezes precisamos de um temor sagrado para nos encorajar a olhar para dentro e a lidar com tudo o que mantemos escondido dos outros.

Leia mais:  Liturgia Diária – 3º Domingo da Páscoa (14/04/2024)

Reflita hoje sobre a importância de lutar por uma vida de verdadeira transparência e integridade. A melhor maneira de fazer isso é viver cada dia como se tudo dentro do seu coração fosse visível para todos verem. Se isso significa que você precisa mudar de alguma forma para estar em paz com o que eventualmente virá à tona, então trabalhe diligentemente para fazer essa mudança aqui e agora. O oposto da hipocrisia, pela qual os fariseus foram firmemente condenados, é a honestidade e a sinceridade. Passe algum tempo refletindo sobre essas belas virtudes e ore para que o Senhor o presenteie com elas para que você possa viver uma vida de verdadeira integridade aqui e agora, em preparação para aquele glorioso dia de julgamento, quando tudo será “conhecido” e “proclamado sobre os telhados.”

Oração do Dia

Meu Senhor revelador, Tu vês todas as coisas. Tu conheces meu coração em todos os sentidos. Por favor, agracie-me com a capacidade de me ver como Você me vê e de conhecer o interior do meu coração como Você me conhece. À medida que as verdades mais profundas de quem eu sou vêm à luz para eu ver, oro para que eu também tenha a graça de mudar sinceramente para que eu possa verdadeiramente glorificar-Te com as minhas ações e tornar-me uma fonte de inspiração autêntica para todos. Jesus eu confio em vós.

A Liturgia Diária para os Católicos

Usada nas missas, a Liturgia Diária também pode ser usada em outras celebrações. E também pode ser utilizada em outros momentos como em Grupos de Meditação e Orações.

Apesar da igreja celebrar o Mistério de Cristo todos os dias, o ponto central é a missa dominical. É neste dia que os católicos devem ir obrigatoriamente à missa como forma de fé.

Deste modo, a Liturgia Diária é a ação do povo de Deus em unidade. Durante a celebração da missa católica, a Liturgia do Dia pode ser praticada por gestos, palavras ou sinais .

Sobre o Autor

Mundo dos Católicos
Mundo dos Católicos

Somos um portal Católico que traz diariamente a Liturgia com a reflexão do evangelho para toda a comunidade Cristã.

    0 Comentários

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *