Liturgia Diária – 2ª Semana da Quaresma, Quarta-feira (16/03)

Liturgia Diária de quarta-feira, 16 de março de 2022.

Confira diariamente a Liturgia Diária dos Católicos em nosso site. Primeira Leitura, Evangelho do dia e Salmo. Acompanhe a Liturgia de hoje aqui no Mundo dos Católicos.

1ª Leitura

Primeira Leitura (Jr 18,18-20)

Leitura do Livro do Profeta Jeremias.

Naqueles dias, 18disseram eles: “Vinde para conspirarmos juntos contra Jeremias; um sacerdote não deixará morrer a lei; nem um sábio, o conselho; nem um profeta, a palavra. Vinde para o atacarmos com a língua, e não vamos prestar atenção a todas as suas palavras”.

19Atende-me, Senhor, ouve o que dizem meus adversários. 20Acaso pode-se retribuir o bem com o mal? Pois eles cavaram uma cova para mim. Lembra-te de que fui à tua presença, para interceder por eles e tentar afastar deles a tua ira.

– Palavra do Senhor.

– Graças a Deus.

Salmo

Responsório (Sl 30)

— Salvai-me pela vossa compaixão, ó Senhor Deus!

— Retirai-me desta rede traiçoeira, porque sois o meu refúgio protetor! Em vossas mãos, Senhor, entrego o meu espírito, porque vós me salvareis, ó Deus fiel!

— Ao redor, todas as coisas me apavoram; ouço muitos cochichando contra mim; todos juntos se reúnem, conspirando e pensando como vão tirar-me a vida.

— A vós, porém, ó meu Senhor, eu me confio, e afirmo que só vós sois o meu Deus! Eu entrego em vossas mãos o meu destino; libertai-me do inimigo e do opressor!

Evangelho do Dia

Evangelho (Mt 20,17-28)

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.

— Glória a vós, Senhor.

Leia mais:  Liturgia Diária – Domingo de Ramos (10/04)

Naquele tempo, 17enquanto Jesus subia para Jerusalém, ele tomou os doze discípulos à parte e, durante a caminhada, disse-lhes: 18“Eis que estamos subindo para Jerusalém, e o Filho do Homem será entregue aos sumos sacerdotes e aos mestres da Lei. Eles o condenarão à morte, 19e o entregarão aos pagãos para zombarem dele, para flagelá-lo e crucificá-lo. Mas no terceiro dia ressuscitará”.

20A mãe dos filhos de Zebedeu aproximou-se de Jesus com seus filhos e ajoelhou-se com a intenção de fazer um pedido. 21Jesus perguntou: “Que queres?” Ela respondeu: “Manda que estes meus dois filhos se sentem, no teu Reino, um à tua direita e outro à tua esquerda”. 22Jesus, então, respondeu-lhe: “Não sabeis o que estais pedindo. Por acaso podeis beber o cálice que eu vou beber?” Eles responderam: “Podemos”. 23Então Jesus lhes disse: “De fato, vós bebereis do meu cálice, mas não depende de mim conceder o lugar à minha direita ou à minha esquerda. Meu Pai é quem dará esses lugares àqueles para os quais ele os preparou”.

24Quando os outros dez discípulos ouviram isso, ficaram irritados contra os dois irmãos. 25Jesus, porém, chamou-os, e disse: “Vós sabeis que os chefes das nações têm poder sobre elas e os grandes as oprimem. 26Entre vós não deverá ser assim. Quem quiser tornar-se grande, torne-se vosso servidor; 27quem quiser ser o primeiro, seja vosso servo. 28Pois, o Filho do Homem não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida como resgate em favor de muitos”.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

Reflexão da Liturgia Diária

É fácil ter boas intenções, mas isso é suficiente? A passagem do Evangelho acima foi dita por Jesus aos irmãos Tiago e João depois que sua mãe amorosa veio a Jesus e pediu a Ele que prometesse a ela que seus dois filhos se sentariam à Sua direita e à Sua esquerda quando Ele assumisse Seu trono real. Talvez tenha sido um pouco ousado da parte dela pedir isso de Jesus, mas era claramente o amor de mãe que estava por trás de seu pedido.

Leia mais:  Liturgia Diária - Sexta-feira, 7ª Semana da Páscoa, 21/05/2021

No entanto, é importante notar que ela realmente não percebeu o que estava pedindo. E se ela percebeu o que estava pedindo, ela pode não ter pedido esse “favor” a Jesus. Jesus estava subindo para Jerusalém onde Ele tomaria Seu trono da Cruz e seria crucificado. E foi neste contexto que Jesus é perguntado se Tiago e João poderiam se juntar a Ele em Seu trono. É por isso que Jesus pergunta a esses dois apóstolos: “Vocês podem beber o cálice que eu vou beber?” Ao que eles respondem: “Nós podemos”. E Jesus confirma isso dizendo-lhes: “De fato bebereis o meu cálice”.

Eles foram convidados por Jesus a seguir Seus passos e a dar corajosamente suas vidas de forma sacrificial pelo amor dos outros. Eles deveriam abandonar todo o medo e deveriam estar prontos e dispostos a dizer “sim” às suas próprias cruzes enquanto procuravam servir a Cristo e Sua missão.

Seguir a Jesus não é algo que devemos fazer pela metade. Se quisermos ser verdadeiros seguidores de Cristo, nós também precisamos beber profundamente o cálice de Seu Precioso Sangue em nossas almas e ser nutridos por esse dom, para estarmos prontos e dispostos a dar de nós mesmos até o ponto de um sacrifício total. Precisamos estar prontos e dispostos a não reter nada, mesmo que isso signifique o maior dos sacrifícios.

É verdade que muito poucas pessoas serão chamadas para serem mártires literais, mas TODOS NÓS somos chamados a sermos mártires em espírito. Isso significa que devemos estar tão completamente entregues a Cristo e Sua vontade que morremos para nós mesmos.

Leia mais:  Evangelho do Dia - quarta-feira, 05/08/2020

Reflita, hoje, sobre Jesus lhe fazendo esta pergunta: “Você pode beber do cálice que eu vou beber?” Você pode voluntariamente dar tudo, sem reter nada? Seu amor a Deus e aos outros pode ser tão completo e total que você seja um mártir no verdadeiro sentido da palavra? Resolva dizer “Sim”, beba o cálice de Seu Precioso Sangue e ofereça diariamente sua vida em total sacrifício. Vale a pena e você consegue!

Oração do Dia

Meu Senhor sacrificial, que meu amor por você e pelos outros seja tão completo que eu não retenha nada. Que eu possa entregar minha mente somente à Tua Verdade e minha vontade ao Teu Caminho. E que o dom do Teu Preciosíssimo Sangue seja minha força nesta jornada para que eu possa imitar Teu amor perfeito e sacrificial. Jesus eu confio em vós.

A Liturgia Diária para os Católicos

Para os católicos, a liturgia é uma forma de renovação do sacrifício de Jesus Cristo para a salvação da humanidade. A Liturgia Diária são as lembranças de Jesus e da salvação trazendo para os cristãos uma reflexão que pode ser inserida em suas vidas.

A Liturgia Diária vem do grego derivado de duas palavras. A primeira “Leito” que significa: público. E a segunda palavra “Ergos” que significa: aquele que faz um trabalho público para o povo. A Liturgia é entendida como uma cerimônia estabelecida previamente segundo a tradição da igreja católica.

Publicado por: Mundo dos Católicos

Artigos relacionados

Liturgia Diária – 5ª Semana da Páscoa, Terça-feira (17/05)

Liturgia Diária – 5ª Semana da Páscoa, Segunda-feira (16/05)

Liturgia Diária – 5º Domingo da Páscoa (15/05)

Liturgia Diária – São Matias, Apóstolo – Festa, Sábado (14/05)

Liturgia Diária – 4ª Semana da Páscoa, Sexta-feira (13/05)

Liturgia Diária – 4ª Semana da Páscoa, Quinta-feira (12/05)

Liturgia Diária – 4ª Semana da Páscoa, Quarta-feira (11/05)

Liturgia Diária – 4ª Semana da Páscoa, Terça-feira (10/05)

Liturgia Diária – 4ª Semana da Páscoa, Segunda-feira (09/05)

Liturgia Diária – 4º Domingo da Páscoa (08/05)

Liturgia Diária – 3ª Semana da Páscoa, Sábado (07/05)

Liturgia Diária – 3ª Semana da Páscoa, Sexta-feira (06/05)

Liturgia Diária – 3ª Semana da Páscoa, Quinta-feira (05/05)

Liturgia Diária – 3ª Semana da Páscoa, Quarta-feira (04/05)

Liturgia Diária – São Felipe e São Tiago, Apóstolos – Festa, Terça-feira (03/05)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.