Liturgia Diária – 2º Domingo da Quaresma (13/03)

Reflexão do Evangelho de Hoje

Liturgia Diária de domingo, 13 de março de 2022.

Acompanhe diariamente a Liturgia Diária de Hoje dos Católicos em nosso site. Primeira Leitura, Salmo do dia e a Reflexão do Evangelho de Hoje com reflexão. Leia aqui a Liturgia de hoje no Mundo dos Católicos.

1ª Leitura

Primeira Leitura (Gn 15,5-12.17-18)

Leitura do Livro do Gênesis:

Naqueles dias, 5o Senhor conduziu Abrão para fora e disse-lhe: “Olha para o céu e conta as estrelas, se fores capaz!” E acrescentou: “Assim será a tua descendência”.

6Abrão teve fé no Senhor, que considerou isso como justiça. 7E lhe disse: “Eu sou o Senhor que te fez sair de Ur dos Caldeus, para te dar em possessão esta terra”.

8Abrão lhe perguntou: “Senhor Deus, como poderei saber que vou possuí-la?” 9E o Senhor lhe disse: “Traze-me uma novilha de três anos, uma cabra de três anos, um carneiro de três anos, além de uma rola e de uma pombinha”.

10Abrão trouxe tudo e dividiu os animais pelo meio, mas não as aves, colocando as respectivas partes uma frente à outra.

11Aves de rapina se precipitaram sobre os cadáveres, mas Abrão as enxotou. 12Quando o sol já ia se pondo, caiu um sono profundo sobre Abrão e ele foi tomado de grande e misterioso terror.

17Quando o sol se pôs e escureceu, apareceu um braseiro fumegante e uma tocha de fogo, que passaram por entre os animais divididos.

18Naquele dia, o Senhor fez aliança com Abrão, dizendo: “Aos teus descendentes darei esta terra, desde o rio do Egito até o grande rio, o Eufrates”.

– Palavra do Senhor.

– Graças a Deus.

Salmo

Responsório (Sl 26)

— O Senhor é minha luz e salvação.

— O Senhor é minha luz e salvação;/ de quem eu terei medo?/ O Senhor é a proteção da minha vida;/ perante quem eu tremerei?

— Ó Senhor, ouvi a voz do meu apelo,/ atendei por compaixão!/ Meu coração fala convosco confiante,/ é vossa face que eu procuro.

— Não afasteis em vossa ira o vosso servo,/ sois vós o meu auxílio!/ Não me esqueçais nem me deixeis abandonado,/ meu Deus e Salvador!

— Sei que a bondade do Senhor eu hei de ver/ na terra dos viventes./ Espera no Senhor e tem coragem,/ espera no Senhor!

Leia mais:  Liturgia Diária – Bem-aventurada Virgem Maria, Mãe da Igreja - Memória, Segunda-feira (20/05/2024)

2ª Leitura

Segunda Leitura (Fl 3,17-4,1)

Leitura da Carta de São Paulo aos Filipenses:

17Sede meus imitadores, irmãos, e observai os que vivem de acordo com o exemplo que nós damos.

18Já vos disse muitas vezes, e agora o repito, chorando: há muitos por aí que se comportam como inimigos da cruz de Cristo. 19O fim deles é a perdição, o deus deles é o estômago, a glória deles está no que é vergonhoso e só pensam nas coisas terrenas.

20Nós, porém, somos cidadãos do céu. De lá aguardamos o nosso Salvador, o Senhor, Jesus Cristo. 21Ele transformará o nosso corpo humilhado e o tornará semelhante ao seu corpo glorioso, com o poder que tem de sujeitar a si todas as coisas.

4,1Assim, meus irmãos, a quem quero bem e dos quais sinto saudade, minha alegria, minha coroa, meus amigos, continuai firmes no Senhor.

– Palavra do Senhor.

– Graças a Deus.

Evangelho do Dia

Anúncio do Evangelho (Lc 9,28b-36)

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 28bJesus levou consigo Pedro, João e Tiago, e subiu à montanha para rezar. 29Enquanto rezava, seu rosto mudou de aparência e sua roupa ficou muito branca e brilhante. 30Eis que dois homens estavam conversando com Jesus: eram Moisés e Elias. 31Eles apareceram revestidos de glória e conversavam sobre a morte, que Jesus iria sofrer em Jerusalém.

32Pedro e os companheiros estavam com muito sono. Ao despertarem, viram a glória de Jesus e os dois homens que estavam com ele.

33E, quando estes homens se iam afastando, Pedro disse a Jesus: “Mestre, é bom estarmos aqui. Vamos fazer três tendas: uma para ti, outra para Moisés e outra para Elias”. Pedro não sabia o que estava dizendo.

34Ele estava ainda falando, quando apareceu uma nuvem que os cobriu com sua sombra. Os discípulos ficaram com medo ao entrarem dentro da nuvem.

Leia mais:  Liturgia Diária – 7ª Semana da Páscoa – Sábado (18/05/2024)

35Da nuvem, porém, saiu uma voz que dizia: “Este é o meu Filho, o Escolhido. Escutai o que ele diz!”

36Enquanto a voz ressoava, Jesus encontrou-se sozinho. Os discípulos ficaram calados e naqueles dias não contaram a ninguém nada do que tinham visto.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

Reflexão da Liturgia Diária

Pedro estava animado, talvez além de qualquer excitação que já havia experimentado antes. Na verdade, dizer que ele estava animado é certamente um eufemismo. Pode ser mais apropriado dizer que ele estava sobrecarregado! Por que foi este o caso? Porque ele acabara de receber um pequeno vislumbre da glória e esplendor de Deus!

Esta é a Transfiguração. Jesus levou Pedro, Tiago e João e subiram juntos a um alto monte. Esses três apóstolos não tinham ideia do que estava por vir. Muito provavelmente no caminho eles estavam reclamando interiormente, perguntando-se por que tinham que subir a montanha. Mas a montanha é um símbolo de nossa jornada para o céu. É preciso foco e motivação, compromisso e determinação para ir até lá, e é um lugar elevado, um lugar longe das ocorrências comuns da vida.

Então eles estavam nessa difícil subida da montanha e de repente eles pararam em choque e admiração. Eles viram diante de seus olhos Jesus transformado de maneira gloriosa, Sua roupa sendo mais branca do que qualquer outro branco que eles já haviam visto. E Moisés e Elias, o grande Legislador e o grande Profeta, estavam ali diante deles conversando com Jesus.

E o que se passava na cabeça de Pedro? O que ele estava experimentando? Ele estava experimentando um pequeno vislumbre da glória e esplendor de Deus. Jesus, que até este momento manteve Sua divindade velada, levantou o véu muito ligeiramente. E com o levantamento daquele véu, Sua divindade brilhou mais forte do que qualquer coisa que este mundo pudesse conter. E Pedro, Tiago e João não sabiam o que pensar. Mas Pedro gritou que queria construir três tendas, uma para Jesus, uma para Moisés e outra para Elias! Pois nessa experiência momentânea, ele experimentou o desejo de permanecer ali para sempre.

Então, por que Jesus deu a esses apóstolos essa breve experiência de Sua glória? Porque eles precisariam desse sabor de Sua bondade para o caminho à frente. Eles precisariam se lembrar para sempre qual era seu destino final. Eles precisariam manter essa experiência por perto enquanto suportavam as muitas cruzes e sofrimentos pela frente. E eles usariam essa experiência para se lembrarem de que tudo o que eles tiveram que suportar na jornada até a montanha da vida valeu a pena. Porque no cume há uma glória tão grande que nenhuma dificuldade que eles teriam que suportar seria grande demais.

Leia mais:  Liturgia Diária – Solenidade de Pentecostes – Domingo (19/05/2024)

Deus quer nos dar essa mensagem através deles. Ele quer que reflitamos sobre essa experiência que eles tiveram e quer que tentemos entrar nela para que também possamos prosseguir voluntariamente durante a jornada.

Reflita, hoje, no início da Quaresma, sobre a glória de Deus que faz valer a pena as cruzes que suportamos. Aproveite esta experiência de Pedro, Tiago e João e tente tornar a experiência deles a sua. Seja consolado pela glória de Deus e nunca esqueça que esta é a promessa final que Ele dá a todos os que avançam.

Oração do Dia

Meu Senhor transfigurado, que eu seja consolado por Tua glória e esplendor. Que eu possa acreditar nesta glória e mantê-la sempre em minha mente enquanto prossigo através das dificuldades e desafios que enfrento. Você percorre a estrada à minha frente e me guiará em minha jornada se eu apenas confiar em você. Jesus, eu confio em Ti!

A Liturgia Diária para os Católicos

Até meados do século XVI não havia para a liturgia diária uma padronização ou norma que caracterizava a sua obrigatoriedade, no entanto, foram Pio V e Clemente III que a implementaram. E posteriormente, através do Concílio Vaticano II onde a Liturgia teve a sua mais recente atualização, trazendo mais relevância à Sagrada Escritura na liturgia da palavra.

A liturgia é composta pela primeira leitura, segunda leitura, além do salmo do dia e o evangelho, e faz parte de toda missa celebrada pela Igreja Católica. A Liturgia Diária é única para cada dia do ano, portanto, naquele dia determinado, todas as igrejas católicas se fazem da mesma leitura.

Sobre o Autor

Mundo dos Católicos
Mundo dos Católicos

Somos um portal Católico que traz diariamente a Liturgia com a reflexão do evangelho para toda a comunidade Cristã.

    0 Comentários

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *