Liturgia Diária – 2º Domingo do Tempo Comum (15/01/2023)

Liturgia Diária

Liturgia Diária do 2º Domingo do Tempo Comum, 15 de janeiro de 2023.

Leia diariamente a Liturgia do Dia em nosso site. Receba a reflexão do Evangelho do Dia em nosso site e acompanhe a Liturgia de hoje aqui no Mundo dos Católicos.

1ª Leitura

Primeira leitura: Isaías 49, 3.5-6

Leitura do Livro do Profeta Isaías:

3O Senhor me disse: ‘Tu és o meu Servo, Israel, em quem serei glorificado’. 5E agora diz-me o Senhor -ele que me preparou desde o nascimento para ser seu Servo – que eu recupere Jacó para ele e faça Israel unir-se a ele; aos olhos do Senhor esta é a minha glória. 6Disse ele: ‘Não basta seres meu Servo para restaurar as tribos de Jacó e reconduzir os remanescentes de Israel: eu te farei luz das nações, para que minha salvação chegue até aos confins da terra’.

– Palavra do Senhor

– Graças a Deus

Salmo

Salmo 39 (40)

– Eu disse: Eis que venho, Senhor, com prazer faço a vossa vontade!

– Esperando, esperei no Senhor, e inclinando-se, ouviu meu clamor. Canto novo ele pôs em meus lábios,um poema em louvor ao Senhor.

– Sacrifício e oblação não quisestes, mas abristes, Senhor, meus ouvidos; não pedistes ofertas nem vítimas, holocaustos por nossos pecados.

– E então eu vos disse: ‘Eis que venho!’ Sobre mim está escrito no livro: ‘Com prazer faço a vossa vontade, guardo em meu coração vossa lei!’

– Boas-novas de vossa justiça anunciei numa grande assembléia; vós sabeis: não fechei os meus lábios!

2ª Leitura

Segunda leitura: Coríntios 1, 1-3

Início da Primeira Carta de São Paulo aos Coríntios:

Leia mais:  Liturgia Diária – 1ª Semana da Quaresma, Terça-feira (20/02/2024)

1Paulo, chamado a ser apóstolo de Jesus Cristo, por vontade de Deus, e o irmão Sóstenes, 2à Igreja de Deus que está em Corinto: aos que foram santificados em Cristo Jesus, chamados a ser santos junto com todos que, em qualquer lugar, invocam o nome de nosso Senhor Jesus Cristo, Senhor deles e nosso. 3Para vós, graça e paz, da parte de Deus, nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo.

– Palavra do Senhor

– Graças a Deus

Evangelho do Dia

Evangelho de Jesus Cristo segundo São João 1, 29-34

– Aleluia, Aleluia, Aleluia!

– A Palavra se faz carne, entre nós ela acampou; todo aquele que a acolheu, de Deus filho se tornou (Jo 1,14.12).

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo João:

Naquele tempo: 29João viu Jesus aproximar-se dele e disse: ‘Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo. 30Dele é que eu disse: Depois de mim vem um homem que passou à minha frente, porque existia antes de mim. 31Também eu não o conhecia, mas se eu vim batizar com água, foi para que ele fosse manifestado a Israel’. 32E João deu testemunho, dizendo: ‘Eu vi o Espírito descer, como uma pomba do céu, e permanecer sobre ele. 33Também eu não o conhecia, mas aquele que me enviou a batizar com água me disse: `Aquele sobre quem vires o Espírito descer e permanecer, este é quem batiza com o Espírito Santo’. 34Eu vi e dou testemunho: Este é o Filho de Deus!’

– Palavra da Salvação

– Glória a Vós, Senhor

Reflexão da Liturgia Diária

São João Batista diz essas palavras sobre Jesus no momento em que vê Jesus vindo ao seu encontro ao longe. João sabia, pela inspiração do Espírito Santo, que Jesus era o “Cordeiro de Deus”. Ele sabia, por esta revelação interior, que Jesus se tornaria o Cordeiro Sacrificial que daria a vida pela salvação do mundo. Talvez João não soubesse os detalhes de como isso aconteceria, mas não precisava. Ele estava contente por conhecer esta missão sagrada do Messias, e ele estava contente por saber que Jesus era esse Messias.

Leia mais:  Liturgia Diária – 1ª Semana da Quaresma, Quarta-feira (21/02/2024)

Hoje, ao ponderarmos as palavras de João, podemos vê-las com mais clareza. Jesus é Aquele que deu Sua vida na Cruz para remissão dos pecados. Ele é Aquele que agora recebemos sacramentalmente na Santa Comunhão como aquele “Cordeiro de Deus”. É Sua carne e Seu sangue, derramados por nós, que agora consumimos com a mais profunda reverência e amor.

Na Missa, estas são as palavras finais ditas pelo padre após a consagração e antes da Sagrada Comunhão. Cada vez que participamos da Santa Missa, revivemos este momento em que João viu nosso Senhor vindo para Ele.

Ao iniciarmos esta temporada do Tempo Comum, somos convidados a conhecer este Cordeiro de Deus mais plenamente por meio de Seus muitos ensinamentos, milagres e ações realizadas durante Seu ministério público. Na Liturgia da Palavra em cada Missa, somos chamados a descompactar estas palavras de João, chegando a compreender mais plenamente o mistério da vida de Cristo. E através da nossa participação na recepção da Santa Ceia, passamos a conhecer Aquele que é o Cordeiro de Deus da maneira mais pessoal e íntima, quando entramos em santa união (Sagrada Comunhão) com Ele.

Reflita, hoje, sobre estas palavras tão familiares de São João Batista. Ao fazê-lo, comece ponderando em espírito de oração o conhecimento que João poderia ter tido sobre Cristo na primeira vez que o viu. Por que João disse essas palavras? Quão completamente ele entendeu o significado deles? Ele sabia que suas palavras seriam ecoadas ao longo do tempo? Ao refletir em oração sobre o conhecimento interior que João poderia ter tido naquela época, tente também refletir sobre tudo o que agora sabemos sobre essas palavras sagradas. Reflita especialmente sobre o sofrimento e a morte do Cordeiro de Deus e a maneira como Ele nos transmitiu Seu Sacrifício Salvador na Sagrada Comunhão. Que presente! Que mistério! Que alegria! Contemple o Cordeiro de Deus dentro de seu coração, mente e alma e, em espírito de oração, busque conhecê-lo mais plenamente neste dia.

Leia mais:  Liturgia Diária – Cátedra de São Pedro, Apóstolo - Festa, Quinta-feira (22/02/2024)

Oração do Dia

Glorioso Cordeiro de Deus, Tu viestes e tirastes os pecados do mundo através do sacrifício de sua vida sagrada na cruz. Por favor, ajude-me a entender quem Tu és e tudo o que Tu fazes por mim, especialmente toda vez que venho para vê-lo e recebê-lo na Santa Comunhão. Jesus eu confio em vós.

A Liturgia Diária para os Católicos

Utilizada nas missas, a Liturgia Diária também pode ser utilizada em outras celebrações. E também pode ser usada em outros momentos como em Grupos de Orações ou para meditar a Palavra do Dia.

E apesar da igreja celebrar o Mistério de Cristo durante todos os dias do ano, o ponto central é o domingo. É neste dia que os católicos devem ir obrigatoriamente à missa como forma de cumprir um dos Cinco Mandamentos da Igreja Católica.

Dessa forma, a Liturgia Diária é a ação do povo de Deus em uniformidade. Durante a celebração da missa, a Liturgia Diária pode ser praticada através de gestos, sinais ou palavras.

Foto de Mundo dos Católicos

Mundo dos Católicos

Somos um portal Católico que traz diariamente a Liturgia com a reflexão do evangelho para toda a comunidade Cristã.

Patrocinado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não encontrou o que busca?

Faça uma busca abaixo.