Liturgia Diária – 30ª Semana do Tempo Comum, Segunda-feira (30/10/2023)

Salmo do Dia de Hoje

Liturgia Diária

Liturgia Diária de Segunda-feira, 30 de outubro de 2023.

Receba diariamente a Liturgia Diária Católica em nosso site. Acompanhe o Evangelho comentado de hoje aqui no Mundo dos Católicos.

1ª Leitura

Primeira leitura: Romanos 8, 12-17

Leitura da Carta de São Paulo aos Romanos:

12Irmãos, temos uma dívida, mas não para com a carne, para vivermos segundo a carne. 13Pois, se viverdes segundo a carne, morrereis, mas se, pelo espírito, matardes o procedimento carnal, então vivereis. 14Todos aqueles que se deixam conduzir pelo Espírito de Deus são filhos de Deus. 15De fato, vós não recebestes um espírito de escravos, para recairdes no medo, mas recebestes um espírito de filhos adotivos, no qual todos nós clamamos: Abá – ó Pai! 16O próprio Espírito se une ao nosso espírito para nos atestar que somos filhos de Deus. 17E, se somos filhos, somos também herdeiros – herdeiros de Deus e co-herdeiros de Cristo -; se realmente sofremos com ele, é para sermos também glorificados com ele.

– Palavra do Senhor

– Graças a Deus

Salmo

Salmo 67 (68)

– Nosso Deus é um Deus que salva, é um Deus libertador!

– Eis que Deus se põe de pé, e os inimigos se dispersam! Fogem longe de sua face os que odeiam o Senhor! Mas os justos se alegram na presença do Senhor rejubilam satisfeitos e exultam de alegria!

– Dos órfãos ele é pai, e das viúvas protretor; é assim o nosso Deus em sua santa habitação. É o Senhor quem dá abrigo, dá um lar aos deserdados, quem liberta os prisioneiros e os sacia com fartura.

– Bendito seja Deus, bendito seja cada dia, o Deus da nossa salvação, que carrega os nossos fardos! Nosso Deus é um Deus que salva, é um Deus libertador; o Senhor, só o Senhor, nos poderá livrar da morte!

Evangelho do Dia

Evangelho de Jesus Cristo segundo São Lucas 13, 10-17

Leia mais:  Liturgia Diária – 3ª Semana da Páscoa – Segunda-feira (15/04/2024)

– Aleluia, Aleluia, Aleluia!

– Vossa palavra é a verdade; santificai-nos na verdade! (Jo 17,17);

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Lucas:

Naquele tempo: 10Jesus estava ensinando numa sinagoga, em dia de sábado. 11Havia aí uma mulher que, fazia dezoito anos, estava com um espírito que a tornava doente. Era encurvada e incapaz de se endireitar. 12Vendo-a, Jesus chamou-a e lhe disse: ‘Mulher, estás livre da tua doença.’ 13Jesus colocou as mãos sobre ela, e imediatamente a mulher se endireitou, e começou a louvar a Deus. 14O chefe da sinagoga ficou furioso, porque Jesus tinha feito uma cura em dia de sábado. E, tomando a palavra, começou a dizer à multidão: ‘Existem seis dias para trabalhar. Vinde, então, nesses dias para serdes curados, mas não em dia de sábado.’ 15O Senhor lhe respondeu: ‘Hipócritas! Cada um de vós não solta do curral o boi ou o jumento, para dar-lhe de beber, mesmo que seja dia de sábado? 16Esta filha de Abraão, que Satanás amarrou durante dezoito anos, não deveria ser libertada dessa prisão, em dia de sábado?’ 17Esta resposta envergonhou todos os inimigos de Jesus. E a multidão inteira se alegrava com as maravilhas que ele fazia.

– Palavra da Salvação

– Glória a Vós, Senhor

Reflexão da Liturgia Diária

Por que o líder da sinagoga ficaria “indignado” com o fato de Jesus ter curado uma mulher no sábado? Ela ficou aleijada por dezoito anos! Imagine, principalmente, a família dela. Eles a teriam visto durante muitos anos de sofrimento e os compartilhariam com ela através de anos de compaixão. Se eles estivessem presentes quando Jesus a curou no sábado, eles teriam imediatamente pensado: “Como ousa Jesus curar nossa mãe, esposa ou irmã no sábado?” Claro que não! Eles teriam se alegrado e ficado cheios de admiração, gratidão e até lágrimas. Esta reação normal que a sua família teria tido ao testemunhar este milagre é a resposta correta. E, claro, a reação do líder da sinagoga foi profundamente desordenada.

Leia mais:  Liturgia Diária – 2ª Semana da Páscoa – Sábado (13/04/2024)

Por que esse líder da sinagoga faria tal coisa? Embora ele e muitos outros escribas, saduceus, fariseus e estudiosos da lei lutassem contra a inveja e a hipocrisia, outros às vezes podem reagir de forma semelhante a este líder da sinagoga por outros motivos. Uma dessas razões é o escrupulosidade.

Escrupulosidade é a tendência de ver Deus e Sua santa vontade através das lentes do legalismo. “Legalismo” não é apenas ser fiel à Lei de Deus, porque isso é bom. O legalismo é uma interpretação errada da Lei de Deus, pela qual as pessoas tendem a colocar mais ênfase em si mesmas do que em Deus. Uma pessoa escrupulosa está preocupada consigo mesma. Eles tendem a estar muito mais preocupados com o pecado do que com o próprio Deus. E embora seja vital preocupar-se com o pecado, quando o medo de pecar se torna uma forma de obsessão, então essa obsessão tem o efeito de obscurecer a pura vontade de Deus e deixa a pessoa sobrecarregada e incapaz de viver com alegria a autêntica vontade de Deus.

Santa Teresinha de Lisieux foi uma santa que compartilhou abertamente suas lutas contra o escrupulosidade em sua autobiografia. Sobre esta luta, que ela chamou de “excesso de sensibilidade”, ela disse: “Seria preciso passar por esse martírio para entendê-lo bem, e para mim seria impossível expressar o que vivi durante um ano e meio”. No entanto, ela finalmente experimentou o que chamou de “conversão completa”, pela qual o pesado fardo da hipersensibilidade foi aliviado. Embora essa sensibilidade excessiva a oprimisse de várias maneiras, uma das maneiras pelas quais isso a afetou foi que ela temia que até mesmo alguns de seus pensamentos aleatórios fossem pecados mortais e que ela fosse condenada por eles.

Embora o líder da sinagoga provavelmente não estivesse lutando contra a “excesso de sensibilidade” da mesma forma que Santa Teresinha, ele estava agindo com um escrúpulo extremo que o levou a julgar e condenar severamente Nosso Senhor por Sua boa ação feita a este aleijado. mulher.

Leia mais:  Liturgia Diária – 3º Domingo da Páscoa (14/04/2024)

Reflita hoje sobre qualquer tendência que você possa ter com esses pesados ​​fardos. Você se preocupa de maneira irracional com o pecado? Você já ficou obcecado com decisões, preocupado com a possibilidade de tomar a decisão errada? Você pensa muito mais em si mesmo do que em Deus e nos outros? Se sim, você também pode estar carregando um fardo pesado semelhante que nosso Senhor deseja levantar. Servir a Deus e à Sua santa vontade deve tornar-se a alegria mais profunda das nossas vidas, e não um fardo pesado. Se você acha que sua caminhada cristã é mais pesada, então desvie os olhos de si mesmo e olhe para o Deus misericordioso. Corra para Ele com a maior confiança de uma criança, como Santa Teresinha acabou fazendo, e permita-se amá-lo com mais autenticidade, livre de fardos escrupulosos e autoimpostos.

Oração do Dia

Meu misericordioso Senhor, você deseja me libertar de tudo o que me sobrecarrega. Você deseja que eu me volte para Você com a confiança de uma criança. Por favor, liberte-me, querido Senhor, de qualquer maneira que eu imponha fardos sobre mim mesmo com minhas obsessões e preocupações irracionais. Que eu sempre entenda o Teu infinito amor por mim e caminhe sempre com liberdade e alegria nos Teus caminhos. Jesus eu confio em vós.

A Liturgia Diária para os Católicos

Nas missas, a Liturgia Diária também pode ser usada em outras celebrações da igreja, além de outros momentos como em Grupos de Orações por exemplo.

E apesar da igreja celebrar o Mistério de Cristo durante todos os dias do ano, o ponto central é a missa de domingo. Neste dia, os católicos devem ir à missa para cumprir um dos Cinco Mandamentos da Igreja Católica que diz “Ouvir Missa inteira nos domingos e festas de guarda”.

Deste modo, a Liturgia Diária é a ação do povo em uniformidade com Deus. Durante a celebração da missa, a Liturgia Diária pode ser praticada através de palavras, gestos ou sinais.

Sobre o Autor

Mundo dos Católicos
Mundo dos Católicos

Somos um portal Católico que traz diariamente a Liturgia com a reflexão do evangelho para toda a comunidade Cristã.

    0 Comentários

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *