Liturgia Diária – 34ª Semana do Tempo Comum, Segunda-feira (27/11/2023)

Homilia do Evangelho de Hoje

Liturgia Diária

Liturgia Diária de Segunda-feira, 27 de novembro de 2023.

Acompanhe diariamente a Liturgia Diária de Hoje dos Católicos em nosso site. Leia e acompanhe aqui as Leituras e a Liturgia Comentada do dia de hoje.

1ª Leitura

Primeira leitura: Daniel 1,1-6.8-20

Início da Profecia de Daniel:

1No terceiro ano do reinado de Joaquim, rei de Judá, Nabucodonosor, rei da Babilônia, avançou sobre Jerusalém e pôs-lhe cerco; 2o Senhor entregou em suas mãos Joaquim, rei de Judá, e parte dos vasos da casa de Deus, e ele os levou para a terra de Senaar, para o templo de seus deuses, depositando os vasos no tesouro dos deuses. 3Então o rei ordenou ao chefe dos eunucos, Asfenez, para que trouxesse, dentre os filhos de Israel, alguns jovens de estirpe real ou de família nobre, 4sem defeito físico e de boa aparência, preparados com boa educação, experientes em alguma ciência e instruídos, e que pudessem estar no palácio real, onde lhes deveriam ser ensinadas as letras e a língua dos caldeus. 5O rei fixou-lhes uma ração diária da comida e do vinho de sua mesa, de tal modo que, assim alimentados e educados durante três anos, eles pudessem no fim entrar para o seu serviço. 6Havia, entre esses moços, filhos de Judá, Daniel, Ananias, Misael e Azarias. 8Ora, Daniel decidiu secretamente não comer nem beber da mesa do rei por convicções religiosas, e pediu ao chefe dos eunucos que o deixasse abster-se para não se contaminar. 9Deus concedera que Daniel obtivesse simpatia e benevolência por parte do mordomo. Este disse-lhes: ‘Tenho medo do rei, meu Senhor, que determinou alimentação e bebida para todos vós; 10se vier a perceber em vós um aspecto mais abatido que o dos outros moços da vossa idade, estareis condenando minha cabeça perante o rei’. 11Mas disse Daniel ao guarda que o chefe dos eunucos tinha designado para tomar conta dele, de Ananias, Misael e Azarias: 12’Por favor, faze uma experiência com estes teus criados por dez dias, e nos sejam dados legumes para comer e água para beber; 13e que à tua frente seja examinada nossa aparência e a dos jovens que comem da mesa do rei, e, conforme achares, assim resolverás com estes teus criados’. 14O homem, depois de ouvir esta proposta, experimentou-os por dez dias. 15Depois desses dez dias, eles apareceram com melhor aspecto e mais robustos do que todos os outros jovens que se alimentavam com a comida do rei. 16O guarda, desde então, retirava a comida e bebida deles para dar-lhes legumes. 17A esses quatro jovens Deus concedeu inteligência e conhecimento das letras e das ciências, e a Daniel, o dom da interpretação de todos os sonhos e visões. 18Terminado, pois, o prazo que o rei tinha fixado para a apresentação dos jovens, foram estes trazidos à presença de Nabucodonosor pelo chefe dos eunucos. 19Depois de o rei lhes ter falado, não se achou ninguém, dentre todos os presentes, que se igualasse a Daniel, Ananias, Misael e Azarias. E passaram à companhia do rei. 20Em todas as questões de sabedoria e entendimento que lhes dirigisse, achava o rei neles dez vezes mais valor do que em todos os adivinhos e magos que havia em todo o reino.

Leia mais:  Liturgia Diária – 10ª Semana do Tempo Comum, Quarta-feira (12/06/2024)

– Palavra do Senhor

– Graças a Deus

Salmo

Responsório Dn 3,52.53-54.55.56-57 (R. 52b)

– A vós louvor, honra e glória eternamente!

– Sede bendito, Senhor Deus de nossos pais. A vós louvor, honra e glória eternamente! Sede bendito, nome santo e glorioso. A vós louvor, honra e glória eternamente!

– No templo santo onde refulge a vossa glória. A vós louvor, honra e glória eternamente! E em vosso trono de poder vitorioso. A vós louvor, honra e glória eternamente!

– Sede bendito, que sondais as profundezas. A vós louvor, honra e glória eternamente! E superior aos querubins vos assentais. A vós louvor, honra e glória eternamente!

– Sede bendito no celeste firmamento. A vós louvor, honra e glória eternamente! Obras todas do Senhor, glorificai-o. A ele louvor, honra e glória eternamente!

Evangelho do Dia

Evangelho de Jesus Cristo segundo São Lucas 21, 1-4

– Aleluia, Aleluia, Aleluia!

– Vigiai, diz Jesus, vigiai, pois, no dia em que não esperais, o vosso Senhor há de vir (Mt 24,42.44);

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Lucas:

Naquele tempo: 1Jesus ergueu os olhos e viu pessoas ricas depositando ofertas no tesouro do Templo. 2Viu também uma pobre viúva que depositou duas pequenas moedas. 3Diante disto, ele disse: ‘Em verdade vos digo que essa pobre viúva ofertou mais do que todos. 4Pois todos eles depositaram, como oferta feita a Deus, aquilo que lhes sobrava. Mas a viúva, na sua pobreza, ofertou tudo quanto tinha para viver.’

Leia mais:  Liturgia Diária – 10ª Semana do Tempo Comum, Segunda-feira (10/06/2024)

– Palavra da Salvação

– Glória a Vós, Senhor

Reflexão da Liturgia Diária

Todos devemos nos ver como esta viúva pobre, oferecendo “todo o nosso sustento” a Cristo. Tudo o que temos é uma dádiva de Deus e deve ser oferecido de volta a Deus, sacrificialmente, como nossa dádiva a Ele. A oferta material feita por esta viúva pobre foi de duas pequenas moedas que valiam muito pouco. A verdade é que mesmo que você fosse a pessoa mais rica do mundo e doasse tudo o que tem para Deus, isso seria muito insignificante em comparação com o presente que nosso Senhor nos deu. Somos todos pobres no quadro geral da graça de Deus e do Seu Reino. O máximo que qualquer um de nós pode oferecer é simbolizado por estas duas pequenas moedas.

Ao olhar para sua própria vida, até que ponto você está disposto a dar tudo o que tem ao Senhor para Sua glória e serviço? A única “oferta” apropriada que somos chamados a dar ao Senhor é o “sacrifício” de toda a nossa vida. Esta verdade espiritual é algo muito difícil para quem é muito rico nas coisas deste mundo. A riqueza material oferece uma maneira fácil de viver com conforto. O dinheiro pode proporcionar todas as conveniências modernas, entretenimento, diversão, segurança mundial e muito do que este mundo tem a oferecer. Mas o dinheiro não pode comprar realização. Não pode nos satisfazer no sentido mais verdadeiro. É por isso que muitas pessoas que vivem vidas muito luxuosas não são verdadeiramente felizes.

A felicidade é encontrada no sacrifício. Especificamente, é encontrado no amor sacrificial, pelo qual dedicamos tudo o que somos e tudo o que temos ao único propósito da glória de Deus e da promoção do Seu Reino. Infelizmente, quando alguém é rico nas coisas deste mundo, é fácil pensar que oferecer uma parte de sua riqueza, como o dízimo, significa que ele pode guardar e usar o restante da maneira que quiser. Mas isso não é verdade. Entregar-nos completamente a Deus e ao Seu serviço não significa necessariamente que doamos todo o nosso dinheiro à Igreja. Mas significa que oferecemos tudo a Deus. Para muitos, quando esta oferta completa for feita todos os dias, Deus os levará a usar seus recursos materiais para a criação de sua família, para cuidar de suas necessidades básicas e, às vezes, até para desfrutar de vários confortos na vida. Mas a verdadeira questão é se você realmente vive ou não como se tudo o que você tem e tudo o que você é pertence a Deus e deve ser usado para Sua glória e para a promoção de Sua vontade.

Leia mais:  Liturgia Diária – Memória de São Barnabé Apóstolo, Terça-feira (11/06/2024)

Reflita hoje sobre esta pobre viúva. Ela foi muito abençoada por ter muito pouco. Isso tornou mais fácil para ela permanecer desligada do dinheiro e de outras formas de riqueza material. E nesse desapego ela entregou tudo a Deus. Ela confiou tudo a Ele, e Jesus a notou e elogiou. Reflita sobre a reação de nosso Senhor a você e à oferta de sua vida a Ele. Se você está se afastando de nosso Senhor, então use o testemunho desta pobre viúva para inspirá-lo a dedicar diariamente tudo ao serviço de Deus de acordo com Sua santa vontade.

Oração do Dia

Meu rico Senhor, Suas riquezas são tudo o que importa na vida. Você concede as riquezas da salvação eterna e inúmeras outras graças àqueles que deram tudo a Ti. Eu entrego minha vida a Ti, querido Senhor. Dou tudo o que tenho e tudo o que sou. Por favor, receba a oferta da minha vida e use-me de acordo com a Sua santa vontade. Jesus eu confio em vós.

A Liturgia Diária para os Católicos

A Liturgia teve a sua atualização mais recente, através do Concílio Vaticano II, que trouxe mais relevância à Sagrada Escritura na liturgia da palavra.

A Liturgia do Dia é única para cada dia do ano, desse modo, naquele determinado dia, todas as igrejas católicas do mundo fazem a mesma leitura. A liturgia diária é dividida pela primeira leitura (segunda leitura em algumas ocasiões), além do evangelho do dia e salmo.

Sobre o Autor

Mundo dos Católicos
Mundo dos Católicos

Somos um portal Católico que traz diariamente a Liturgia com a reflexão do evangelho para toda a comunidade Cristã.

    0 Comentários

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *