Liturgia Diária – 34ª Semana do Tempo Comum, Sexta-feira (01/12/2023)

Liturgia Diária

Liturgia Diária de Sexta-feira, 1 de dezembro de 2023.

Confira diariamente a Liturgia Diária dos Católicos em nosso site. Primeira Leitura, Evangelho do dia. Acompanhe a Liturgia de hoje aqui no Mundo dos Católicos.

1ª Leitura

Primeira leitura: Daniel 7, 2-14

Leitura da Profecia de Daniel:

Eu, Daniel, 2’Tive uma visão durante a noite; eis que os quatro ventos do céu revolviam o vasto mar, 3e quatro grandes animais, diferentes uns dos outros, emergiam do mar. 4O primeiro era semelhante a um leão, e tinha asas de águia; ainda estava olhando, quando lhe foram arrancadas as asas; ele foi erguido da terra e posto de pé como um homem, e foi-lhe dado um coração de homem. 5Eis que surgiu outro animal, o segundo, semelhante a um urso, que estava erguido pela metade e tinha três costelas nas fauces entre os dentes; ouvia-se dizer: ‘Vamos, come mais carne.` 6Continuei a olhar, e eis que assomou outro animal, semelhante a um leopardo; tinha no dorso quatro asas de ave, e havia no animal quatro cabeças. E foi-lhe dado poder. 7Depois, eu insistia em minha visão noturna, e eis que apareceu o quarto animal, terrível, estranho e extremamente forte; com suas dentuças de ferro, tudo devorava e triturava, calcando aos pés o que sobrava; era bem diferente dos outros animais que eu vi antes, e tinha dez chifres. 8Eu observava estes chifres, e eis que apontou entre eles outro chifre pequeno, e, em compensação, foram arrancados três dos primeiros chifres; e eis que neste chifre pequeno havia uns olhos como olhos de homem e uma boca que fazia ouvir uma fala muito forte. 9Eu continuava olhando até que foram colocados uns tronos, e um Ancião de muitos dias aí tomou lugar. Sua veste era branca como neve e os cabelos da cabeça, como ló pura; seu trono eram chamas de fogo, e as rodas do trono, como fogo em brasa. 10Derramava-se aí um rio de fogo que nascia diante dele; serviam-no milhares de milhares, e milhões de milhões assistiam-no ao trono; foi instalado o tribunal e os livros foram abertos. 11Eu estava olhando para o lado das palavras fortes que o mencionado chifre fazia ouvir, quando percebi que o animal tinha sido morto, e vi que seu corpo fora feito em pedaços e tinha sido entregue ao fogo para queimar; 12percebi também que aos restantes animais foi-lhes tirado o poder, sendo-lhes prolongada a vida por certo tempo. 13Continuei insistindo na visão noturna, e eis que, entre as nuvens do céu, vinha um como filho de homem, aproximando-se do Ancião de muitos dias, e foi conduzido à sua presença. 14Foram-lhe dados poder, glória e realeza, e todos os povos, nações e línguas o serviam: seu poder é um poder eterno que não lhe será tirado, e seu reino, um reino que não se dissolverá.

Leia mais:  Liturgia Diária – 1ª Semana da Quaresma, Terça-feira (20/02/2024)

– Palavra do Senhor

– Graças a Deus

Salmo

Responsório Dn 3,75-77.78-79.80-81 (R. 59b)

– Louvai-o e exaltai-o, pelos séculos sem fim!

– Montes e colinas, bendizei o Senhor! Plantas da terra, bendizei o Senhor! Mares e rios, bendizei o Senhor!

– Fontes e nascentes, bendizei o Senhor! Baleias e peixes, bendizei o Senhor!

– Pássaros do céu, bendizei o Senhor! Feras e rebanhos, bendizei o Senhor!

Evangelho do Dia

Evangelho de Jesus Cristo segundo São Lucas 21, 29-33

– Aleluia, Aleluia, Aleluia!

– Levantai vossa cabeça e olhai, pois a vossa redenção se aproxima! (Lc 21,28);

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Lucas:

Naquele tempo: 29Jesus contou-lhes uma parábola: ‘Olhai a figueira e todas as árvores. 30Quando vedes que elas estão dando brotos, logo sabeis que o verão está perto. 31Vós também, quando virdes acontecer essas coisas, ficai sabendo que o Reino de Deus está perto. 32Em verdade, eu vos digo: tudo isso vai acontecer antes que passe esta geração. 33O céu e a terra passarão, mas as minhas palavras não hão de passar.

– Palavra da Salvação

– Glória a Vós, Senhor

Reflexão da Liturgia Diária

À medida que nos aproximamos dos últimos dias deste ano litúrgico, continuamos a ler sobre o fim do mundo. Hoje lemos que tanto o Céu como a Terra, tal como são atualmente, passarão. Vale a pena ponderar sobre isso.

Leia mais:  Liturgia Diária – 1ª Semana da Quaresma, Quarta-feira (21/02/2024)

Sabemos que a vida é cheia de mudanças. Já foi dito que a única coisa que nunca muda é a própria mudança. Todo o resto muda. Mas quando se trata da Terra, é difícil acreditar que um dia ela “passará”. Alguns cientistas acreditam que a Terra existe há mais de quatro bilhões e meio de anos. Isso é muito tempo! Agora considere o fato de que Jesus profetizou o fim desta terra como a conhecemos hoje. Quando isso vai acontecer? Só Deus sabe.

O céu, tal como existe hoje, também foi profetizado por nosso Senhor para passar. O céu, como é agora, é uma realidade espiritual pura na qual os únicos corpos corporais presentes são os de Jesus e de nossa Mãe Santíssima. O resto do Céu consiste na Essência Divina, nas almas daqueles que foram redimidos e nos anjos de Deus. Mas se o Céu morrer, o que o espera?

Em primeiro lugar, a única razão pela qual estas duas realidades, o Céu e a Terra, passarão na sua forma atual é porque, no Julgamento Final, haverá “Novos Céus e uma Nova Terra”, como mencionado no Livro do Apocalipse. Nesse momento, o Céu e a Terra estarão unidos como um só, e esta nova criação existirá por toda a eternidade.

Mas existe algo que atualmente é eterno? Qualquer coisa que nunca experimentará mudança? Nós, humanos, seremos transformados na ressurreição dos mortos, os anjos encontrarão um novo lar, por assim dizer, e Deus estabelecerá uma realeza nova e permanente. Mas, de acordo com o ensinamento de Jesus hoje, a única coisa que permanecerá serão as Suas palavras: “…as minhas palavras não passarão”. Novamente, vale a pena ponderar sobre isso.

Num mundo repleto de mudanças e incertezas, precisamos de alguma forma de estabilidade. E essa estabilidade é a Verdade encontrada na Palavra de Deus. A Palavra de Deus, tal como nos é revelada através das Escrituras, deve tornar-se o nosso alicerce rochoso sobre o qual toda a nossa vida é construída e existe. Ponderar, orar, meditar e crer na Palavra de Deus nos permite permanecer em uma base espiritual firme e imutável à medida que passamos pela mudança desta vida e até mesmo pelas mudanças que ocorrerão no final dos tempos. Embora isso possa parecer um tanto misterioso por natureza, é uma verdade útil para compreender e acreditar. Tudo passará, exceto as palavras de Jesus. Assim, a coisa mais segura que podemos fazer na vida é nos apegarmos às Suas palavras e nunca desistirmos.

Leia mais:  Liturgia Diária – 1ª Semana da Quaresma, Segunda-feira (19/02/2024)

Reflita hoje sobre a importância de mergulhar verdadeiramente na Palavra de Deus. Quanto tempo você gasta por semana lendo-o, orando com ele e permitindo que ele se torne seu alimento diário? A Palavra de Deus não é simplesmente um livro de ensinamentos destinado a inspirar ou guiar você. A Palavra de Deus é uma Palavra Viva. É Deus em Sua forma imutável. Deus, em Sua essência, nunca mudará, e envolvê-Lo por meio da revelação de Sua Palavra escrita é uma maneira essencial pela qual você será capaz de experimentar a verdadeira estabilidade na vida e se preparar para toda e qualquer mudança que ocorrerá até a ordem final de a vida está permanentemente estabelecida.

Oração do Dia

Minha Palavra Eterna, Você é imutável e eterno. Você é a base sólida na qual devo sempre confiar. À medida que continuo a experimentar as muitas mudanças encontradas nesta vida, por favor, entre em minha alma através da Tua Palavra escrita, para que eu encontre a estabilidade que preciso. Enquanto permaneço firme em Ti, aguardo com alegria os Novos Céus e a Nova Terra que me aguardam. Jesus eu confio em vós.

A Liturgia Diária para os Católicos

Para os católicos, a liturgia é uma forma de renovação do sacrifício de Jesus Cristo para a salvação da humanidade. A Liturgia Diária são as lembranças de Jesus e da salvação trazendo para os cristãos uma reflexão que pode ser inserida em suas vidas.

A Liturgia Diária vem do grego derivado de duas palavras. A primeira “Leito” que significa: público. E a segunda palavra “Ergos” que significa: aquele que faz um trabalho público para o povo. A Liturgia é entendida como uma cerimônia estabelecida previamente segundo a tradição da igreja católica.

Foto de Mundo dos Católicos

Mundo dos Católicos

Somos um portal Católico que traz diariamente a Liturgia com a reflexão do evangelho para toda a comunidade Cristã.

Patrocinado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não encontrou o que busca?

Faça uma busca abaixo.