Liturgia Diária – 4ª Semana da Quaresma, Sexta-feira (24/03/2023)

Evangelho do Dia de Hoje

Liturgia Diária

Liturgia Diária da 4ª Semana da Quaresma, Sexta-feira, 24 de março de 2023.

Receba diariamente a Liturgia Diária de Hoje dos Católicos em nosso portal. Saiba aqui qual o Evangelho de Hoje e leia a reflexão da Liturgia aqui no Mundo dos Católicos.

1ª Leitura

Primeira leitura: Sabedoria 2, 1.12-22

Leitura do livro da Sabedoria:

1Dizem entre si os ímpios, em seus falsos raciocínios: 12″Armemos ciladas ao justo, porque sua presença nos incomoda: ele se opõe ao nosso modo de agir, repreende em nós as transgressões da lei e nos reprova as faltas contra a nossa disciplina. 13Ele declara possuir o conhecimento de Deus e chama-se ‘filho de Deus’. 14Tornou-se uma censura aos nossos pensamentos, e só o vê-lo nos é insuportável; 15sua vida é muito diferente da dos outros e seus caminhos são imutáveis. 16Somos comparados por ele a moeda falsa, e foge de nossos caminhos como de impurezas; proclama feliz a sorte final dos justos e gloria-se de ter a Deus por pai. 17Vejamos, pois, se é verdade o que ele diz e comprovemos o que vai acontecer com ele. 18Se, de fato, o justo é ‘filho de Deus’, Deus o defenderá e o livrará das mãos dos seus inimigos. 19Vamos pô-lo à prova com ofensas e torturas, para ver a sua serenidade e provar a sua paciência; 20vamos condená-lo a morte vergonhosa, porque, de acordo com suas palavras, virá alguém em seu socorro”. 21Tais são os pensamentos dos ímpios, mas enganam-se; pois a malícia os torna cegos, 22não conhecem os segredos de Deus, não esperam recompensa para a santidade e não dão valor ao prêmio reservado às vidas puras.

– Palavra do Senhor

– Graças a Deus

Salmo

Salmo 33 (34)

– Do coração atribulado está perto o Senhor.

– O Senhor volta a sua face contra os maus, para da terra apagar sua lembrança. Clamam os justos, e o Senhor bondoso escuta e de todas as angústias os liberta.

– Do coração atribulado ele está perto e conforta os de espírito abatido. Muitos males se abatem sobre os justos, mas o Senhor de todos eles os liberta.

Leia mais:  Liturgia Diária – 3ª Semana da Páscoa – Quarta-feira (17/04/2024)

– Mesmo os seus ossos ele os guarda e os protege, e nenhum deles haverá de se quebrar. Mas o Senhor liberta a vida dos seus servos, e castigado não será quem nele espera.

Evangelho do Dia

Evangelho de Jesus Cristo segundo São João 7,1-2.10.25-30

– Glória a Cristo, imagem do Pai, a plena verdade nos comunicai!

– O homem não vive somente de pão, mas de toda palavra da boca de Deus (Mt 4,4);

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São João:

Naquele tempo, 1Jesus andava percorrendo a Galileia. Evitava andar pela Judeia, porque os judeus procuravam matá-lo. 2Entretanto, aproximava-se a festa judaica das Tendas. 10Quando seus irmãos já tinham subido, então também ele subiu para a festa, não publicamente, mas sim como que às escondidas. 25Alguns habitantes de Jerusalém disseram então: “Não é este a quem procuram matar? 26Eis que fala em público e nada lhe dizem. Será que, na verdade, as autoridades reconheceram que ele é o Messias? 27Mas este nós sabemos donde é. O Cristo, quando vier, ninguém saberá donde ele é”. 28Em alta voz, Jesus ensinava no templo, dizendo: “Vós me conheceis e sabeis de onde sou; eu não vim por mim mesmo, mas o que me enviou é fidedigno. A esse, não o conheceis, 29mas eu o conheço, porque venho da parte dele, e ele foi quem me enviou”. 30Então, queriam prendê-lo, mas ninguém pôs a mão nele, porque ainda não tinha chegado a sua hora.

– Palavra da Salvação

– Glória a Vós, Senhor

Reflexão da Liturgia Diária

A Festa Judaica dos Tabernáculos era uma das três grandes festas durante as quais o povo fazia uma peregrinação ao Templo de Jerusalém para comemorar a ação salvadora de Deus em suas vidas. Essa festa em particular era para comemorar os 40 anos em que os israelitas viajaram pelo deserto e habitaram em tendas, ou barracas, enquanto vagavam e eram guiados por Moisés. Portanto, a festa também é chamada de “Festa das Barracas”. Durante os sete dias desta festa, as pessoas montavam tendas (cabanas) ao redor da área do Templo e viviam nelas para comemorar a jornada de seus ancestrais.

Leia mais:  Liturgia Diária – 3ª Semana da Páscoa – Quinta-feira (18/04/2024)

Na passagem do Evangelho citada acima, lemos que Jesus subiu à festa em segredo. Santo Agostinho explica que isso significa que, embora Jesus estivesse presente, a revelação completa de Sua identidade divina estava escondida de muitos. Ele estava fisicamente lá, mas muitos não sabiam quem Ele era.

Naquele ano em particular, quando a festa estava na metade, Jesus apareceu na área do Templo e começou a ensinar. Muitos ficaram maravilhados com Suas palavras, e outros pensaram que Ele estava possuído. Depois de ensinar o povo, houve muita discordância entre eles sobre a identidade de nosso Senhor. Jesus lhes disse: “Vocês me conhecem e também sabem de onde eu sou. No entanto, não vim por mim mesmo, mas aquele que me enviou, a quem vocês não conhecem, é verdadeiro. Eu o conheço, porque sou dele, e ele me enviou”. Nessa declaração, Jesus estava essencialmente dizendo que entre aqueles que O ouviam, alguns haviam chegado à fé Nele e descoberto Sua verdadeira identidade como o Messias, enquanto outros careciam do dom da fé e permaneciam cegos para Ele. Para eles, Sua essência divina permaneceu um segredo.

De forma simbólica, a presença de Jesus na Festa dos Tabernáculos revela-O como o novo Moisés. Foi Moisés quem conduziu o povo pelo deserto por 40 anos em direção à terra prometida enquanto eles habitavam em tendas. Nosso Senhor agora assumiu esse papel de liderar as pessoas que estavam comemorando esta jornada de 40 anos, aparecendo no Templo e apontando as pessoas para o Céu, a verdadeira Terra Prometida.

Hoje, nosso Senhor continua a liderar Seu povo na jornada da vida, vindo a cada um de nós para nos ensinar e revelar Sua presença divina. Alguns ouvem e acreditam e continuam a jornada. Para eles, os segredos de nosso Senhor são revelados. Outros não acreditam e, por falta de fé, não conseguem descobrir a presença oculta de nosso Senhor ao seu redor.

Leia mais:  Liturgia Diária – 3ª Semana da Páscoa – Sexta-feira (19/04/2024)

Reflita, hoje, sobre a imagem de Jesus vindo até você durante sua longa jornada pelo deserto desta vida. Ele inicialmente vem até você em segredo, velado em Sua verdadeira essência. Conforme Ele ensina a você, Ele deseja levantar esse véu e revelar a Você Sua verdadeira glória. Ele deseja que você habite com Ele por meio da oração e permaneça atento à Sua Palavra. Ao contemplar nosso Senhor, reflita sobre a clareza com que você O ouve falar a cada dia. Ele está aqui, sempre com você. Mas você está com Ele? Você O ouve, crê Nele, O segue e O serve? Você permite que Ele o conduza todos os dias em direção às Suas promessas de uma nova vida? Permita que nosso Senhor monte sua tenda ao lado da sua para que você esteja diariamente atento aos Seus ensinamentos e seja conduzido por Ele às glórias do Céu.

Oração do Dia

Meu Senhor oculto, vieste revelar a todas as pessoas o teu ardente amor e convite à vida eterna. Por favor, venha morar comigo durante minha jornada pela vida e abra minha mente e coração para tudo o que deseja revelar. Que eu possa conhecê-lo plenamente e segui-lo para a Terra Prometida do Céu. Jesus eu confio em vós.

A Liturgia Diária para os Católicos

Por volta do século XVI, a liturgia diária não tinha uma padronização ou norma, mas, foram Pio V e Clemente III que a implementaram. E posteriormente, através do Concílio Vaticano II onde a Liturgia teve a sua mais recente atualização, trazendo toda a sua importância à Sagrada Escritura.

A liturgia é definida pela primeira leitura, segunda leitura, além do evangelho e salmo do dia. A Liturgia do Dia faz parte de toda missa celebrada pela Igreja Católica e é única para cada dia do ano. Sendo assim, todas as igrejas católicas realizam a mesma leitura naquele dia determinado.

Sobre o Autor

Mundo dos Católicos
Mundo dos Católicos

Somos um portal Católico que traz diariamente a Liturgia com a reflexão do evangelho para toda a comunidade Cristã.

    0 Comentários

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *