Liturgia Diária – 4º Domingo do Advento (18/12/2022)

Evangelho do Dia

Liturgia Diária

Liturgia Diária do 4º Domingo do Advento, 18 de dezembro de 2022.

Confira diariamente a Liturgia Diária Hoje dos Católicos em nosso site. Leia aqui a Liturgia de hoje no Mundo dos Católicos: Primeira Leitura, Evangelho e Salmo do Dia.

1ª Leitura

Primeira leitura: Isaías 7, 10-14

Leitura do livro do Profeta Isaías:

Naqueles dias: 10O Senhor falou com Acaz, dizendo: 11’Pede ao Senhor teu Deus que te faça ver um sinal, quer provenha da profundeza da terra, quer venha das alturas do céu’. 12Mas Acaz respondeu: ‘Não pedirei nem tentarei o Senhor’. 13Disse o profeta: ‘Ouvi então, vós, casa de Davi; será que achais pouco incomodar os homens e passais a incomodar até o meu Deus? 14Pois bem, o próprio Senhor vos dará um sinal. Eis que uma virgem conceberá e dará à luz um filho, e lhe porá o nome de Emanuel.

– Palavra do Senhor

– Graças a Deus

Salmo

Salmo 23 (24)

O rei da glória é o Senhor onipotente; abrí as portas para que ele possa entrar!

– Ao Senhor pertence a terra e o que ela encerra, o mundo inteiro com os seres que o povoam; porque ele a tornou firme sobre os mares, e sobre as águas a mantém inabalável.

– ‘Quem subirá até o monte do Senhor, quem ficará em sua santa habitação?’ ‘Quem tem mãos puras e inocente coração, quem não dirige sua mente para o crime.

– Sobre este desce a bênção do Senhor e a recompensa de seu Deus e Salvador’. ‘É assim a geração dos que o procuram, e do Deus de Israel buscam a face’.

2ª Leitura

Segunda leitura: Romanos 1, 1-7

Leitura da carta de São Paulo aos Romanos:

1Eu, Paulo, servo de Jesus Cristo, apóstolo por vocação, escolhido para o Evangelho de Deus, 2Esse Evangelho, que Deus havia prometido, por meio de seus profetas, nas Sagradas Escrituras, 3e que diz respeito a seu Filho, descendente de Davi segundo a carne, 4autenticado como Filho de Deus com poder, pelo Espírito de Santidade que o ressuscitou dos mortos, Jesus Cristo, Nosso senhor. 5É por Ele que recebemos a graça da vocação para o apostolado, a fim de podermos trazer à obediência da fé todos os povos pagãos, para a glória de seu nome. 6Entre esses povos estais também vós, chamados a ser discípulos de Jesus Cristo. 7A vós todos que morais em Roma, amados de Deus e santos por vocação, graça e paz da parte de Deus, nosso Pai, e de nosso Senhor, Jesus Cristo.

Leia mais:  Liturgia Diária – 2ª Semana da Páscoa – Sexta-feira (12/04/2024)

– Palavra do Senhor

– Graças a Deus

Evangelho do Dia

Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus 1, 18-24

– Aleluia, Aleluia, Aleluia!

– Eis que a Virgem conceberá e dará à luz um filho. Chamar-se-á Emanuel, que significa: deus conosco (Mt 1, 23)

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus:

18A origem de Jesus Cristo foi assim: Maria, sua mãe, estava prometida em casamento a José, e, antes de viverem juntos, ela ficou grávida pela ação do Espírito Santo. 19José, seu marido, era justo e, não querendo denunciá-la, resolveu abandonar Maria, em segredo. 20Enquanto José pensava nisso, eis que o anjo do Senhor apareceu-lhe, em sonho, e lhe disse: ‘José, Filho de Davi, não tenhas medo de receber Maria como tua esposa, porque ela concebeu pela ação do Espírito Santo. 21Ela dará à luz um filho, e tu lhe darás o nome de Jesus, pois ele vai salvar o seu povo dos seus pecados’. 22Tudo isso aconteceu para se cumprir o que o Senhor havia dito pelo profeta: 23’Eis que a virgem conceberá e dará à luz um filho. Ele será chamado pelo nome de Emanuel, que significa: Deus está conosco.’ 24Quando acordou, José fez conforme o anjo do Senhor havia mandado, e aceitou sua esposa.

– Palavra da Salvação

– Glória a Vós, Senhor

Reflexão da Liturgia Diária

Ao iniciarmos a Quarta Semana do Advento, nos concentramos cada vez mais diretamente no milagre que aconteceu há mais de 2.000 anos. A passagem citada acima nos apresenta as palavras do anjo do Senhor que falou a José em sonho. Este foi um dos quatro sonhos que José teve em que um anjo falou com ele sobre o Menino Jesus.

Leia mais:  Liturgia Diária – 2ª Semana da Páscoa – Sábado (13/04/2024)

São José é descrito no Evangelho de Mateus como “um homem justo” que não estava disposto a expor sua noiva, Maria, à vergonha. Conhecemos bem a história. Maria ficou grávida depois de ficar noiva de José, mas antes de viverem juntos, e José não entendeu como isso aconteceu. A virtude e a bondade de Maria teriam parecido contradizer a possibilidade de ela engravidar quando o fez. José estava planejando fazer o que achava ser a coisa mais honrosa. Ele decidiu se divorciar dela discretamente para que ela não sofresse vergonha pública.

Mas o plano de Deus era muito maior do que José poderia inicialmente compreender. A Encarnação do Filho de Deus no ventre de sua noiva exigia uma compreensão sobrenatural. E foi isso que José recebeu. Embora ele tivesse um sonho em que um anjo falava com ele, um sonho não era suficiente. O sonho também precisava ser acompanhado do dom do conhecimento sobrenatural. José ouviu o sonho e acreditou pela revelação interior da fé que esta incrível realidade era verdadeira. Esta Criança foi realmente concebida pelo Espírito Santo dentro do ventre virginal de sua noiva, e José aceitou sua responsabilidade dada por Deus.

O testemunho de José deve ser ponderado e inspirado. Primeiro, é essencial que ponderemos a história como ela aconteceu e sejamos inspirados pelo plano singularmente único de Deus pelo qual Ele assumiu nossa natureza humana. Mas José também nos fornece inspiração para nossos próprios chamados na vida. José nos inspira a enfrentar todo e qualquer mistério da vida que encontramos com a máxima confiança em Deus. A sabedoria e os caminhos de Deus estão sempre muito além dos nossos. Muitas vezes na vida, Deus nos chama para trilhar um caminho desconhecido e misterioso. A vida nem sempre faz todo o sentido de uma perspectiva puramente racional. Muitas vezes, devemos permitir que nossa razão humana seja informada e guiada pelo plano sobrenatural de Deus. Para cada um de nós, esse caminho misterioso será diferente. Mas se quisermos andar pela mesma fé que São José teve, devemos estar sempre dispostos a aceitar os mistérios mais sublimes da vida e permitir que a Palavra reveladora de Deus os esclareça.

Leia mais:  Liturgia Diária – Santo Estanislau, bispo e mártir - Memória – Quinta-feira (11/04/2024)

Reflita, hoje, sobre como você se sente desafiado pelas circunstâncias da vida. O que o tenta a duvidar, a ficar confuso ou a se sentir inseguro? O que é que requer conhecimento sobrenatural de sua parte para abraçar? Se Deus, o Pai, escolheu gerar Seu Filho divino de maneira tão misteriosa, não devemos nos surpreender quando Deus nos chama para abraçar mistérios semelhantes na vida. Caminhe pela fé. Inspire-se em São José. Diga “sim” ao que Deus está pedindo de você. Ao fazer isso, você descobrirá que começará a trilhar a estrada mais gloriosa que pode trilhar.

Oração do Dia

Gloriosíssimo São José, você foi um homem de verdadeira retidão e integridade. Você estava aberto ao dom inspirado da fé e escolheu andar por essa fé ao enfrentar o maior dos mistérios. Por favor, ore por mim para que eu possa aprender com você e ser inspirado a imitar a vida que você viveu. São José, rogai por nós. Jesus eu confio em vós.

A Liturgia Diária para os Católicos

Além da Liturgia Diária Hoje, é comum que nas missas o celebrante, faça uma reflexão do Evangelho do Dia logo após a sua leitura. Esta reflexão é feita geralmente por interpretação livre.

O principal ponto da Liturgia Diária, é o Mistério Pascal, que descreve a Paixão, Morte e Ressurreição de Jesus Cristo e a sua ascensão ao reino de Deus.

Sobre o Autor

Mundo dos Católicos
Mundo dos Católicos

Somos um portal Católico que traz diariamente a Liturgia com a reflexão do evangelho para toda a comunidade Cristã.

    0 Comentários

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *