Liturgia Diária – 4º Domingo do Tempo Comum (29/01/2023)

Reflexão do Evangelho do Dia

Liturgia Diária

Liturgia Diária do 4º Domingo do Tempo Comum, 29 de janeiro de 2023.

Leia aqui diariamente a Liturgia do Dia dos Católicos em nosso site. Primeira Leitura, Homilia Diária Comentada do Evangelho. Leia agora a Liturgia de hoje no Mundo dos Católicos.

1ª Leitura

Primeira leitura: Sofonias 2, 3;3, 12-13

Leitura da Profecia de Sofonias:

Buscai o Senhor, humildes da terra, que pondes em prática seus preceitos; praticai a justiça, procurai a humildade; talvez achareis um refúgio no dia da cólera do Senhor. E deixarei entre vós um punhado de homens humildes e pobres. E no nome do Senhor porá sua esperança o resto de Israel. Eles não cometerão iniqüidades nem falarão mentiras; nós se encontrará em sua boca uma língua enganadora; serão apascentados e repousarão, e ninguém os molestará.

– Palavra do Senhor

– Graças a Deus

Salmo

Salmo 145 (146)

– Felizes os pobres em espírito, porque deles é o Reino dos Céus.

– O Senhor é fiel para sempre, faz justiça aos que são oprimidos; ele dá alimento aos famintos, é o Senhor quem liberta os cativos.

– O Senhor abre os olhos aos cegos o Senhor faz erguer-se o caído; o Senhor ama aquele que é justo É o Senhor quem protege o estrangeiro.

– Ele ampara a viúva e o órfão mas confunde os caminhos dos maus. O Senhor reinará para sempre! A Sião, o teu Deus reinará para sempre e por todos os séculos!

2ª Leitura

Segunda leitura: Coríntios 1, 26-31

Leitura da Primeira Carta de São Paulo aos Coríntios:

26Considerai vós mesmos, irmãos, como fostes chamados por Deus. Pois entre vós não há muitos sábios de sabedoria humana nem muitos poderosos nem muitos nobres. 27Na verdade, Deus escolheu o que o mundo considera como estúpido, para assim confundir os sábios; Deus escolheu o que o mundo considera como fraco, para assim confundir o que é forte; 28Deus escolheu o que para o mundo é sem importância e desprezado, o que não tem nenhuma serventia, para assim mostrar a inutilidade do que é considerado importante, 29para que ninguém possa gloriar-se diante dele. 30É graças a ele que vós estais em Cristo Jesus, o qual se tornou para nós, da parte de Deus: sabedoria, justiça, santificação e libertação, 31para que, como está escrito, ‘quem se gloria, glorie-se no Senhor’.

Leia mais:  Liturgia Diária – Memória de São Barnabé Apóstolo, Terça-feira (11/06/2024)

– Palavra do Senhor

– Graças a Deus

Evangelho do Dia

Evangelho de Jesus Cristo segundo segundo São Mateus 5,1-12

– Aleluia, Aleluia, Aleluia!

– Meus discípulos, alegrai-vos, exultai de alegria, pois bem grande é a recompensa que nos céus terei um dia! (Mt 5,12).

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus:

Naquele tempo: 1Vendo Jesus as multidões, subiu ao monte e sentou-se. Os discípulos aproximaram-se, 2e Jesus começou a ensiná-los: 3’Bem-aventurados os pobres em espírito, porque deles é o Reino dos Céus. 4Bem-aventurados os aflitos, porque serão consolados. 5Bem-aventurados os mansos, porque possuirão a terra. 6Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque serão saciados. Bem-aventurados os misericordiosos, porque alcançarão misericórdia. 8Bem-aventurados os puros de coração, porque verão a Deus. 9Bem-aventurados os que promovem a paz, porque serão chamados filhos de Deus. 10Bem-aventurados os que são perseguidos por causa da justiça, porque deles é o Reino dos Céus. 11Bem-aventurados sois vós, quando vos injuriarem e perseguirem, e mentindo, disserem todo tipo de mal contra vós, por causa de mim. 12aAlegrai-vos e exultai, porque será grande a vossa recompensa nos céus.

– Palavra da Salvação

– Glória a Vós, Senhor

Reflexão da Liturgia Diária

O Sermão da Montanha começa com a leitura de hoje no capítulo cinco do Evangelho de Mateus e continua até o capítulo sete. Este belo sermão nos apresenta muitos ensinamentos familiares de Jesus, como as Bem-aventuranças, a Oração do Senhor e a Regra de Ouro. Jesus começa Seu sermão subindo uma montanha e sentando-se. Acredita-se que a montanha esteja ao norte do Mar da Galileia, a apenas alguns quilômetros de Cafarnaum, onde Jesus costumava ficar durante Seu ministério público. O Evangelho de hoje apresenta-nos a gloriosa e altíssima vocação das bem-aventuranças. Este ensinamento sobre as bem-aventuranças prepara o terreno para muitas outras lições que Jesus ensinou.

Leia mais:  Liturgia Diária – 10ª Semana do Tempo Comum, Segunda-feira (10/06/2024)

As bem-aventuranças são certamente um ensinamento sobre moralidade, mas as lições não são as mesmas de muitos dos ensinamentos morais com os quais as pessoas estavam familiarizadas. Até então, a moral era vista principalmente como uma lista de práticas proibidas. “Não farás…” era o tom geral. No entanto, as bem-aventuranças levam a moralidade a um nível muito mais alto. Nesse novo ensinamento, Jesus não começou com o que era proibido ou que era uma violação da Lei de Deus. Em vez disso, Ele explicou que alcançar esses ideais trazia a maior realização na vida. A moralidade não era apenas uma lista de regulamentos que alguém precisava evitar. No fundo, a moralidade era agora apresentada por nosso Senhor como uma jornada gloriosa para a perfeição. O resultado dessa jornada foi a conquista do Reino dos Céus.

Quando você considera a vida moral, como você a vê? Você vê isso mais como uma lista de coisas que você não pode fazer? Ou você a vê como uma jornada montanha acima da verdadeira santidade e realização? A vida cristã certamente nos proíbe de nos envolvermos em muitas formas de pecado e violações da Lei de Deus. Mas, a menos que entendamos que a forma mais elevada de moralidade é dada para nos satisfazer no nível mais profundo, será fácil desanimarmos com nosso chamado.

Leia mais:  Liturgia Diária – 10ª Semana do Tempo Comum, Quarta-feira (12/06/2024)

Reflita, hoje, sobre Jesus chamando você para segui-lo até a montanha das bem-aventuranças. Ao fazer isso, comece considerando esta jornada primeiro do ponto de vista físico. Teria sido muito mais fácil para Seus primeiros ouvintes deste sermão simplesmente ficar em Cafarnaum e reclinar-se à mesa, ouvindo Jesus falar. Mas a jornada física montanha acima dá uma visão do alto chamado da vida moral. Exige esforço e determinação. A partir daí, tente se imaginar ouvindo Jesus pregar. Lembre-se de que a vida cristã é perfeita em todos os sentidos. Este é o nosso chamado. Mas o fruto da perfeição é o cumprimento que Deus quer que compartilhemos. A vida fácil de pecado nos deixa secos e mortos por dentro, mas a árdua jornada para a perfeição nos leva à realização mais profunda que jamais poderíamos alcançar. Empenhe-se na caminhada e não hesite no caminho, e você também será recompensado com o Reino dos Céus.

Oração do Dia

Senhor da perfeição, Tu me chamas para caminhar contigo até a alta montanha da santidade. Que eu sempre veja esta jornada como gloriosa e gratificante. Eu escolho a vida de perfeição para a qual fui chamado e oro para que eu esteja sempre aberto às verdades morais mais profundas que você deseja que eu viva. Jesus eu confio em vós!

A Liturgia Diária para os Católicos

Além da Liturgia Diária, o padre ou celebrante faz, por livre interpretação, a Homilia Diária das palavras do Evangelho depois da sua leitura.

O ponto mais importante da liturgia é o Mistério Pascal que descreve a Paixão, Morte e Ressurreição de Jesus Cristo e a sua ascensão ao céus, ao reino de Deus.

Sobre o Autor

Mundo dos Católicos
Mundo dos Católicos

Somos um portal Católico que traz diariamente a Liturgia com a reflexão do evangelho para toda a comunidade Cristã.

    0 Comentários

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *