Mundo dos Católicos

Liturgia Diária – 5ª Semana Comum, Sábado (12/02)

Liturgia Diária de sábado, 12 de fevereiro de 2022.

Acompanhe diariamente a Liturgia Diária de Hoje dos Católicos em nosso site. Primeira Leitura, Homilia do Evangelho de Hoje e Salmo do dia. Acompanhe a Liturgia do dia no Mundo dos Católicos.

1ª Leitura

Primeira Leitura (1Rs 12,26-32;13,33-34)

Leitura do Primeiro Livro dos Reis.

Naqueles dias, 12,26Jeroboão refletiu consigo mesmo: ‘Como estão as coisas, o reino vai voltar à casa de Davi. 27Se este povo continuar a subir ao templo do Senhor em Jerusalém, para oferecer sacrifícios, seu coração se voltará para o seu soberano Roboão, rei de Judá; eles me matarão e se voltarão para Roboão, rei de Judá”.

28Depois de ter refletido bem, o rei fez dois bezerros de ouro e disse ao povo: “Não subais mais a Jerusalém! Eis aqui, Israel, os deuses que te tiraram da terra do Egito”. 29Colocou um bezerro em Betel e outro em Dã. 30Isto foi ocasião de pecado, pois o povo ia em procissão até Dã para adorar um dos bezerros.

31Jeroboão construiu também templos sobre lugares altos, e designou como sacerdotes homens tirados do povo, que não eram filhos de Levi. 32E instituiu uma festa no dia quinze do oitavo mês, à semelhança da que era celebrada em Judá. E subiu ao altar. Fez a mesma coisa em Betel, para sacrificar aos bezerros que havia feito. E estabeleceu em Betel sacerdotes nos santuários que tinha construído nos lugares altos.

13,33Depois disso, Jeroboão não abandonou o seu mau caminho, mas continuou a tomar homens do meio do povo e a constituí-los sacerdotes dos santuários dos lugares altos. Todo aquele que queria era consagrado e se tornava sacerdote dos lugares altos. 34Esse modo de proceder fez cair em pecado a casa de Jeroboão e provocou a sua ruína e o seu extermínio da face da terra.

Leia mais:  Liturgia Diária - 12º Domingo do Tempo Comum, 20/06/2021

– Palavra do Senhor.

– Graças a Deus.

Salmo

Responsório (Sl 105)

— Lembrai-vos, ó Senhor, de mim lembrai-vos; segundo o amor que demonstrais ao vosso povo.

— Pecamos como outrora nossos pais, praticamos a maldade e fomos ímpios; no Egito nossos pais não se importaram com os vossos admiráveis grandes feitos.

— Construíram um bezerro no Horeb e adoraram uma estátua de metal; eles trocaram o seu Deus, que é sua glória, pela imagem de um boi que come feno.

— Esqueceram-se do Deus que os salvara, que fizera maravilhas no Egito; no país de Cam fez tantas obras admiráveis, no Mar Vermelho, tantas coisas assombrosas.

Evangelho do Dia

Evangelho (Mc 8,1-10)

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Marcos.

— Glória a vós, Senhor.

1Naqueles dias, havia de novo uma grande multidão e não tinha o que comer. Jesus chamou os discípulos e disse: 2“Tenho compaixão dessa multidão, porque já faz três dias que está comigo e não têm nada para comer. 3Se eu os mandar para casa sem comer, vão desmaiar pelo caminho, porque muitos deles vieram de longe”.

4Os discípulos disseram: “Como poderia alguém saciá-los de pão aqui no deserto?” 5Jesus perguntou-lhes: “Quantos pães tendes?” Eles responderam: “Sete”.

6Jesus mandou que a multidão se sentasse no chão. Depois, pegou os sete pães, e deu graças, partiu-os e ia dando aos seus discípulos, para que o distribuíssem. E eles os distribuíram ao povo.

7Tinham também alguns peixinhos. Depois de pronunciar a bênção sobre eles, mandou que os distribuíssem também. 8Comeram e ficaram satisfeitos, e recolheram sete cestos com os pedaços que sobraram.

9Eram quatro mil, mais ou menos. E Jesus os despediu. 10Subindo logo na barca com seus discípulos, Jesus foi para a região de Dalmanuta.

Leia mais:  Liturgia Diária - sexta-feira, 25/09/2020

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

Reflexão da Liturgia Diária

Esta passagem revela alguns pontos interessantes para reflexão. Vejamos brevemente três deles.

Primeiro, é importante notar que as multidões estavam tão atraídas por Jesus que estavam dispostas a passar três dias com Ele, ouvindo-O em um lugar deserto, apesar de estarem sem comida. Eles escolheram Jesus e Seus ensinamentos acima da comida e do conforto de suas próprias casas. Isso revela o interesse inabalável que as pessoas tinham em Jesus e em Seu ensino. Isso revela como eles foram atraídos por Ele. É como se nada mais importasse. Eles simplesmente queriam estar com Jesus.

Em segundo lugar, esta passagem revela a profunda preocupação de Jesus pelo povo. Seu coração se comoveu com pena deles. Ele estava grato pela presença deles, mas estava mais preocupado com o bem-estar físico deles do que eles mesmos.

Terceiro, também revela algo bastante sutil, mas profundo. Jesus, ao identificar o problema de as pessoas ficarem tanto tempo sem comer, convida os Apóstolos a verem o problema. Observe que Ele não resolve o problema imediatamente. Ele não lhes diz imediatamente o que fazer. Em vez disso, Ele simplesmente explica o problema. Porque isso?

Talvez uma razão seja que Jesus estava tentando promover o amor e a preocupação pelas pessoas no coração dos apóstolos. Talvez tenha sido um momento em que Ele os estava testando e treinando para pensar nas necessidades das pessoas. Ao simplesmente colocar a questão no início, as pessoas foram colocadas diante dos apóstolos para que eles também pudessem crescer em sincera compaixão por eles. Jesus pode ter desejado que seus corações se “compadecessem da multidão” assim como o dele.

Leia mais:  Liturgia Diária – 4ª Semana Comum, Quarta-feira (02/02) - Apresentação do Senhor

Reflita, hoje, sobre três coisas. Primeiro, você é atraído por Jesus com tanta intensidade que Ele se torna o foco central de sua vida? O anseio por Ele inunda seu coração e consome sua alma? Segundo, você está ciente da profunda preocupação que Jesus tem por você? Você está ciente de que Seu coração se “compadece” de você todos os dias? Terceiro, você é capaz de permitir que o amor e a compaixão que Jesus oferece a você, por sua vez, sejam oferecidos aos outros? Você consegue ver o “dilema” das necessidades dos outros? E ao ver essas necessidades, você procura estar lá para elas em suas necessidades? Comprometa-se com esses três ensinamentos. Se você fizer isso, você também será digno de ser chamado um de Seus discípulos.

Oração do Dia

Senhor, ajuda-me a ser atraído a Ti com intensidade e desejo. Ajude-me a ver Você como a fonte de tudo o que desejo e preciso na vida. Que eu escolha você acima de tudo, confiando e sabendo que você satisfará todos os meus desejos. Ao me voltar intensamente para Ti, encha meu coração com abundância de misericórdia para todos. Jesus eu confio em vós.

A Liturgia Diária para os Católicos

Até meados do século XVI não havia para a liturgia diária uma padronização ou norma que caracterizava a sua obrigatoriedade, no entanto, foram Pio V e Clemente III que a implementaram. E posteriormente, através do Concílio Vaticano II onde a Liturgia teve a sua mais recente atualização, trazendo mais relevância à Sagrada Escritura na liturgia da palavra.

A liturgia é composta pela primeira leitura, segunda leitura, além do salmo do dia e o evangelho, e faz parte de toda missa celebrada pela Igreja Católica. A Liturgia Diária é única para cada dia do ano, portanto, naquele dia determinado, todas as igrejas católicas se fazem da mesma leitura.

Foto de Mundo dos Católicos

Mundo dos Católicos

Somos um portal Católico que traz diariamente a Liturgia com a reflexão do evangelho para toda a comunidade Cristã.

Patrocinado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Não encontrou o que busca?

Faça uma busca abaixo.