Liturgia Diária – São Carlos Borromeu, bispo – Memória, Sábado (04/11/2023)

Evangelho de Hoje

Liturgia Diária

Liturgia Diária de Sábado, 4 de novembro de 2023.

Confira diariamente a Liturgia Diária de Hoje dos Católicos em nosso site. Primeira Leitura, Evangelho de Hoje e Oração do Dia. Acompanhe a Liturgia de hoje aqui no Mundo dos Católicos.

1ª Leitura

Primeira leitura: Romanos 11, 1-2.11-12.25-29

Leitura da carta de São Paulo aos Romanos:

Irmãos: 1Eu pergunto: Será que Deus rejeitou o seu povo? – De modo algum. Pois também eu sou israelita, da descendência de Abraão, da tribo de Benjamim… 2aDeus não rejeitou o seu povo, que ele desde sempre considerou. 11Eu pergunto: Acaso eles tropeçaram para cair? – Não, de modo algum. De fato, o passo em falso que eles deram serviu para a salvação dos pagãos, e a salvação dos pagãos, por sua vez, deve servir para despertar ciúme neles. 12Ora, se o passo em falso deles foi riqueza para o mundo e o pequeno número de crentes dentre eles foi riqueza para os pagãos, que riqueza não será a adesão de todos eles ao Evangelho! 25Irmãos, para não serdes presunçosos por causa da vossa sabedoria, é importante que conheçais o mistério, a saber: o endurecimento de uma parte de Israel é para durar até que a totalidade dos pagãos tenha entrado na salvação. 26E então todo o Israel será salvo, como está escrito: ‘De Sião virá o libertador; ele tirará as impiedades do meio de Jacó. 27Essa será a realização da minha aliança com eles, quando eu tirar os seus pecados’. 28De fato, com relação ao Evangelho, eles são inimigos, para benefício vosso, mas com relação à escolha divina, eles são amados, por causa dos patriarcas. 29Pois os dons e a vocação de Deus são irrevogáveis.

– Palavra do Senhor

– Graças a Deus

Salmo

Salmo 93 (94)

– O Senhor não rejeita o seu povo!

– É feliz, ó Senhor, quem formais e educais nos caminhos da Lei, para dar-lhe um alívio na angústia

Leia mais:  Liturgia Diária – 7ª Semana da Páscoa – Sexta-feira (17/05/2024)

– O Senhor não rejeita o seu povo e não pode esquecer sua herança: voltarão a juízo as sentenças; quem é reto andará na justiça.

– Se o Senhor não me desse uma ajuda, no silêncio da morte estaria! Quando eu penso: ‘Estou quase caindo!’ Vosso amor me sustenta, Senhor!

Evangelho do Dia

Evangelho de Jesus Cristo segundo São Lucas 14, 1.7-11

– Aleluia, Aleluia, Aleluia!

– Tomai meu jugo sobre vós e aprendei de mim, que sou de coração humilde e manso! (Mt 11, 29)

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Lucas:

Aconteceu que, num dia de sábado, Jesus foi comer na casa de um dos chefes dos fariseus. E eles o observavam. 7Jesus notou como os convidados escolhiam os primeiros lugares. Então contou-lhes uma parábola: 8’Quando tu fores convidado para uma festa de casamento, não ocupes o primeiro lugar. Pode ser que tenha sido convidado alguém mais importante do que tu, 9e o dono da casa, que convidou os dois, venha te dizer: ‘Dá o lugar a ele’. Então tu ficarás envergonhado e irás ocupar o último lugar. 10Mas, quando tu fores convidado, vai sentar-te no último lugar. Assim, quando chegar quem te convidou, te dirá: ‘Amigo, vem mais para cima’. E isto vai ser uma honra para ti diante de todos os convidados. 11Porque quem se eleva, será humilhado e quem se humilha, será elevado.’

– Palavra da Salvação

– Glória a Vós, Senhor

Reflexão da Liturgia Diária

Esta é uma parábola interessante. Em primeiro lugar, é preciso notar que um verdadeiro santo não ficaria envergonhado com tal humilhação. Em vez disso, eles dariam alegremente seu lugar de honra a outro. Na verdade, muito provavelmente teriam assumido imediatamente o lugar “mais baixo”, uma vez que esta forma de honra mundana não significaria nada para eles. Mas Jesus não estava falando neste momento aos santos vivos. Ele estava falando para pessoas que lutavam contra o desejo de estima mundana. Isto mostra que as pessoas a quem Jesus falava também eram inseguras e careciam de uma autoestima saudável.

Leia mais:  Liturgia Diária – 7ª Semana da Páscoa – Sábado (18/05/2024)

O que é bonito é que Jesus encontra essas pessoas onde elas estão, contando-lhes uma parábola com a qual elas se identificam. Estes foram os convidados que estiveram presentes num jantar oferecido por um dos principais fariseus, para o qual Jesus também foi convidado. O objetivo de Jesus era compartilhar gentilmente com eles a verdade de que a humildade era muito melhor que o orgulho. A verdadeira exultação e honra são encontradas humilhando-se e elevando os outros como forma de apontar para a sua dignidade e valor inatos como pessoas. Esta é uma lição difícil de aprender.

A maioria das pessoas, quando estão em um grupo de pessoas, terá dificuldade em se comparar com os outros. “Ela é mais bonita” ou “Ele é mais bem-sucedido” ou “Eles são muito educados”, etc. Essa tendência comum geralmente surge como resultado de ser pessoalmente inseguro com quem você é como pessoa. No entanto, se você fosse capaz de estar completamente em paz com quem você é, se você amasse a si mesmo da maneira que Deus o ama, então você seria muito mais livre para amar os outros, ver a dignidade deles e até mesmo se alegrar com a maneira como eles são bem sucedidos e exaltado.

Jesus conclui sua parábola dizendo: “Porque todo aquele que se exalta será humilhado, mas quem se humilha será exaltado”. Para a mente secular normal, esta pode ser uma verdade difícil de compreender. Pode ser difícil compreender o grande valor da humildade. Mas humildade é simplesmente ver-se à luz da verdade, da forma como Deus o vê. A pessoa humilde não precisa do elogio e da estima dos outros. O amor de Deus por eles é suficiente. Por esta razão, as pessoas humildes não só amam a si mesmas como Deus as ama, mas também são livres para voltar toda a sua atenção para o bem dos outros. Isso é amor puro. E este amor só é possível quando a humildade é vivida plenamente.

Leia mais:  Liturgia Diária – Solenidade de Pentecostes – Domingo (19/05/2024)

Reflita hoje sobre este gentil ensinamento de Jesus, dado àqueles que careciam muito de humildade. Tente ver a preocupação de Jesus por eles e o Seu desejo de não envergonhá-los, mas de libertá-los do pesado fardo das suas inseguranças. Se você é alguém que luta com isso, reflita sobre nosso Senhor convidando-o gentilmente a abraçar a humildade. Ore por esta virtude e pratique-a com sinceridade. Saiba que a conquista desta virtude abrirá a porta para muita liberdade em sua vida.

Oração do Dia

Meu humilde Senhor, você se conheceu com perfeição e amou sua própria alma sagrada com o mesmo amor que o Pai Celestial tinha por você. Por favor, ajude-me a descobrir quem eu sou. Ajude-me a me ver como você me vê. Que eu nunca seja sobrecarregado pelo desejo distorcido de honras terrenas e estima mundana. Em vez disso, rezo para que este glorioso dom da humildade viva profundamente na minha alma. Jesus eu confio em vós.

A Liturgia Diária para os Católicos

Até meados do século XVI não havia para a liturgia diária uma padronização ou norma que caracterizava a sua obrigatoriedade, no entanto, foram Pio V e Clemente III que a implementaram. E posteriormente, através do Concílio Vaticano II onde a Liturgia teve a sua mais recente atualização, trazendo mais relevância à Sagrada Escritura na liturgia da palavra.

A liturgia é composta pela primeira leitura, segunda leitura, além do salmo do dia e o evangelho, e faz parte de toda missa celebrada pela Igreja Católica. A Liturgia Diária é única para cada dia do ano, portanto, naquele dia determinado, todas as igrejas católicas se fazem da mesma leitura.

Sobre o Autor

Mundo dos Católicos
Mundo dos Católicos

Somos um portal Católico que traz diariamente a Liturgia com a reflexão do evangelho para toda a comunidade Cristã.

    0 Comentários

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *