Liturgia Diária – 6ª Semana Comum, Quinta-feira (17/02)

Liturgia Diária de quinta-feira, 17 de fevereiro de 2022.

Confira diariamente a Liturgia Diária de Hoje dos Católicos em nosso site. Primeira Leitura, Evangelho do dia e Salmo. Acompanhe a Liturgia de hoje aqui no Mundo dos Católicos.

1ª Leitura

Primeira Leitura (Tg 2,1-9)

Leitura da Carta de São Tiago.

1Meus irmãos, a fé que tendes em nosso Senhor Jesus Cristo glorificado não deve admitir acepção de pessoas. 2Pois bem, imaginai que na vossa reunião entra uma pessoa com anel de ouro no dedo e bem vestida, e também um pobre, com sua roupa surrada, 3e vós dedicais atenção ao que está bem vestido, dizendo-lhe: “Vem sentar-te aqui, à vontade”, enquanto dizeis ao pobre: “Fica aí, de pé”, ou então: “Senta-te aqui no chão, aos meus pés”, 4não fizestes, então, discriminação entre vós? E não vos tornastes juízes com critérios injustos? 5Meus queridos irmãos, escutai: não escolheu Deus os pobres deste mundo para serem ricos na fé e herdeiros do Reino que prometeu aos que o amam? 6Mas vós desprezais o pobre!

7Ora, não são os ricos que vos oprimem e vos arrastam aos tribunais? Não são eles que blasfemam contra o nome sublime invocado sobre vós? 8Entretanto, se cumpris a lei régia, conforme a Escritura: “Amarás o teu próximo como a ti mesmo”, estais agindo bem. 9Mas se fazeis acepção de pessoas, cometeis pecado e a Lei vos acusa como transgressores.

– Palavra do Senhor.

– Graças a Deus.

Salmo

Salmo Responsorial (Sl 33)

— Este infeliz gritou a Deus e foi ouvido.

— Bendirei o Senhor Deus em todo o tempo,/ seu louvor estará sempre em minha boca./ Minha alma se gloria no Senhor;/ que ouçam os humildes e se alegrem!

Leia mais:  Liturgia Diária - quarta-feira, 27/05/2020

— Comigo engrandecei ao Senhor Deus,/ exaltemos todos juntos o seu nome!/ Todas as vezes que o busquei, ele me ouviu,/ e de todos os temores me livrou.

— Contemplai a sua face e alegrai-vos,/ e vosso rosto não se cubra de vergonha!/ Este infeliz gritou a Deus, e foi ouvido,/ e o Senhor o libertou de toda angústia.

Evangelho do Dia

Evangelho (Mc 8,27-33)

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Marcos.

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 27Jesus partiu com seus discípulos para os povoados de Cesaréia de Filipe. No caminho perguntou aos discípulos: “Quem dizem os homens que eu sou?”

28Eles responderam: “Alguns dizem que tu és João Batista; outros que és Elias; outros, ainda, que és um dos profetas”. 29Então ele perguntou: “E vós, quem dizeis que eu sou?” Pedro respondeu: “Tu és o Messias”.

30Jesus proibiu-lhes severamente de falar a alguém a seu respeito. 31Em seguida, começou a ensiná-los, dizendo que o Filho do Homem devia sofrer muito, ser rejeitado pelos anciãos, pelos sumos sacerdotes e doutores da Lei, devia ser morto, e ressuscitar depois de três dias. 32Ele dizia isso abertamente.

Então Pedro tomou Jesus à parte e começou a repreendê-lo. 33Jesus voltou-se, olhou para os discípulos e repreendeu a Pedro, dizendo: “Vai para longe de mim, Satanás!” Tu não pensas como Deus, e sim como os homens”.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

Reflexão da Liturgia Diária

Por que Pedro chamaria Jesus de lado e o repreenderia? Foi uma repreensão de raiva de Jesus? Não, provavelmente foi uma repreensão baseada no medo que Pedro estava sentindo em seu coração.

Leia mais:  Liturgia Diária – Quinta-feira, 2ª Semana da Páscoa, 15/04/2021

Essa passagem diz que Jesus “começou a ensinar” aos apóstolos que logo sofreria muito, seria rejeitado e morto. Isso teria sido difícil para os apóstolos aceitarem e entenderem. A princípio, eles teriam experimentado todas as emoções e pensamentos pelos quais todos passamos enquanto processamos algumas notícias difíceis. Podemos começar com a negação, depois ficar com raiva, procurar uma saída, entrar em pânico, ficar confusos, etc. Passar por fases de luto e aceitação é normal e parece que era isso que Pedro estava experimentando.

Fora de sua luta interior para aceitar o que Jesus estava começando a revelar a eles, Pedro tentou colocar um bloqueio. No relato de Mateus sobre essa história, ouvimos as palavras reais de Pedro: “Deus me livre, Senhor! Tal coisa nunca vos acontecerá” (Mt. 16:22).

As palavras de Pedro certamente foram palavras de preocupação com Jesus, mas é importante notar que, só porque Pedro estava preocupado com Jesus, isso não significa que suas palavras foram úteis.

À medida que a história continua, Jesus repreende Pedro severamente, mas é feito por amor a Pedro para ajudar a livrá-lo de seu medo e confusão. É compreensível que Pedro tenha medo da previsão da Cruz. É compreensível quando qualquer um de nós experimenta medo diante de alguma cruz grave ou dificuldade. A chave aqui é saber que Jesus não quer que fiquemos com medo. Ele não quer que fujamos das cruzes que recebemos com base em nossa fraqueza humana. Em vez disso, Ele quer que nos voltemos para Ele e tentemos pensar como Ele pensa, agir como Ele age e enfrentar nossas dificuldades como Ele fez ao abraçar Sua Cruz.

Leia mais:  Evangelho do Dia - segunda-feira, 06/07/2020

Reflita, hoje, sobre sua própria reação às coisas difíceis que Deus o chama para fazer. Sim, você pode ter certeza de que Ele o chama diariamente para ações que exigem grande sacrifício e grande amor. Isso pode ser experimentado como doloroso. Mas você nunca deve permitir que a dor de qualquer cruz o impeça de carregá-la. Ore para que você tenha coragem de enfrentar suas cruzes e, se necessário, esteja aberto à repreensão amorosa de Jesus quando achar que precisa de uma repreensão para colocá-lo no caminho da libertação do medo.

Oração do Dia

Senhor da força, eu sei que você enfrentou corajosamente e sem medo o santo sacrifício de sua gloriosa Cruz. Como sou convidado a seguir seus passos, acho que o medo pode me dominar como fez com Pedro. Por favor, fortaleça-me nesses momentos e dê-me a graça de que preciso para dizer “sim” a você, não importa o que você peça. Jesus eu confio em vós.

A Liturgia Diária para os Católicos

Apesar da palavra “liturgia” já ser comum na antiguidade, foi apenas depois dos séculos VIII e IX que a liturgia começou a ser utilizada pela igreja grega e passando a fazer parte da igreja católica alguns séculos depois, por volta de XVI.

A Liturgia Diária é sempre usada nas missas e existe uma liturgia para cada dia do ano. A Liturgia Diária é formada por 3 partes: a Leitura, o Salmo e o Evangelho do dia. Em alguns dias, também podem haver duas ou mais Leituras.

Publicado por: Mundo dos Católicos

Artigos relacionados

Liturgia Diária – 5ª Semana da Páscoa, Terça-feira (17/05)

Liturgia Diária – 5ª Semana da Páscoa, Segunda-feira (16/05)

Liturgia Diária – 5º Domingo da Páscoa (15/05)

Liturgia Diária – São Matias, Apóstolo – Festa, Sábado (14/05)

Liturgia Diária – 4ª Semana da Páscoa, Sexta-feira (13/05)

Liturgia Diária – 4ª Semana da Páscoa, Quinta-feira (12/05)

Liturgia Diária – 4ª Semana da Páscoa, Quarta-feira (11/05)

Liturgia Diária – 4ª Semana da Páscoa, Terça-feira (10/05)

Liturgia Diária – 4ª Semana da Páscoa, Segunda-feira (09/05)

Liturgia Diária – 4º Domingo da Páscoa (08/05)

Liturgia Diária – 3ª Semana da Páscoa, Sábado (07/05)

Liturgia Diária – 3ª Semana da Páscoa, Sexta-feira (06/05)

Liturgia Diária – 3ª Semana da Páscoa, Quinta-feira (05/05)

Liturgia Diária – 3ª Semana da Páscoa, Quarta-feira (04/05)

Liturgia Diária – São Felipe e São Tiago, Apóstolos – Festa, Terça-feira (03/05)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.