Mundo dos Católicos

Liturgia Diária – 8ª Semana Comum, Segunda-feira (28/02)

Liturgia Diária de segunda-feira, 28 de fevereiro de 2022.

Acompanhe diariamente a Liturgia Diária de Hoje dos Católicos em nosso site. Primeira Leitura, Salmo do dia e a Reflexão do Evangelho de Hoje com reflexão. Leia aqui a Liturgia de hoje no Mundo dos Católicos.

1ª Leitura

Primeira Leitura (1Pd 1,3-9)

Leitura da Primeira Carta de São Pedro.

3Bendito seja Deus, Pai de nosso Senhor Jesus Cristo. Em sua grande misericórdia, pela ressurreição de Jesus Cristo dentre os mortos, ele nos fez nascer de novo, para uma esperança viva, 4para uma herança incorruptível, que não estraga, que não se mancha nem murcha, e que é reservada para vós nos céus.

5Graças à fé, e pelo poder de Deus, vós fostes guardados para a salvação que deve manifestar-se nos últimos tempos. 6Isto é motivo de alegria para vós, embora seja necessário que agora fiqueis por algum tempo aflitos, por causa de várias provações. 7Deste modo, a vossa fé será provada como sendo verdadeira — mais preciosa que o ouro perecível, que é provado no fogo — e alcançará louvor, honra e glória, no dia da manifestação de Jesus Cristo. 8Sem ter visto o Senhor, vós o amais. Sem o ver ainda, nele acreditais. Isso será para vós fonte de alegria indizível e gloriosa, 9pois obtereis aquilo em que acreditais: a vossa salvação.

– Palavra do Senhor.

– Graças a Deus.

Salmo

Responsório (Sl 110)

— O Senhor se lembra sempre da Aliança!

— Eu agradeço a Deus de todo o coração junto com todos os seus justos reunidos! Que grandiosas são as obras do Senhor, elas merecem todo o amor e admiração!

— Ele dá o alimento aos que o temem e jamais esquecerá sua Aliança. Ao seu povo manifesta seu poder, dando a ele a herança das nações.

Leia mais:  Evangelho do Dia - domingo, 24/01/2021

— Enviou libertação para o seu povo, confirmou sua Aliança para sempre. Seu nome é santo e é digno de respeito. Permaneça eternamente o seu louvor.

Evangelho do Dia

Evangelho (Mc 10,17-27)

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Marcos.

— Glória a vós, Senhor!

Naquele tempo, 17quando Jesus saiu a caminhar, veio alguém correndo, ajoelhou-se diante dele, e perguntou: “Bom Mestre, que devo fazer para ganhar a vida eterna?”

18Jesus disse: “Por que me chamas de bom? Só Deus é bom, e mais ninguém. 19Tu conheces os mandamentos: não matarás; não cometerás adultério; não roubarás; não levantarás falso testemunho; não prejudicarás ninguém; honra teu pai e tua mãe!”

20Ele respondeu: “Mestre, tudo isso tenho observado desde a minha juventude”. 21Jesus olhou para ele com amor, e disse: “Só uma coisa te falta: vai, vende tudo o que tens e dá aos pobres, e terás um tesouro no céu. Depois vem e segue-me!”

22Mas quando ele ouviu isso, ficou abatido e foi embora cheio de tristeza, porque era muito rico. 23Jesus então olhou ao redor e disse aos discípulos: “Como é difícil para os ricos entrar no Reino de Deus!”

24Os discípulos se admiravam com estas palavras, mas ele disse de novo: “Meus filhos, como é difícil entrar no Reino de Deus! 25É mais fácil um camelo passar pelo buraco de uma agulha do que um rico entrar no Reino de Deus!”

26Eles ficaram muito espantados ao ouvirem isso, e perguntavam uns aos outros: “Então, quem pode ser salvo?” 27Jesus olhou para eles e disse: “Para os homens isso é impossível, mas não para Deus. Para Deus tudo é possível”.

Leia mais:  Liturgia Diária - quinta-feira, 07/05/2020

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

Reflexão da Liturgia Diária

Há duas coisas importantes a destacar nesta passagem bíblica. A primeira é a reação de Jesus e a segunda é a reação do jovem rico.

Jesus, diz, olhou para ele e “o amou”. É importante estar ciente dessa linha como precursora do que Jesus chama esse jovem para fazer. Ele o chama para desistir de tudo o que tem, dar tudo e vir seguir Jesus. E Jesus o convidou a fazer isso por amor.

Jesus está convidando este jovem a ganhar muito mais do que possui atualmente. Por isso Jesus olhou para ele com amor antes de convidar o jovem a segui-lo de forma total e radical. Mas, neste caso, amar a Jesus ia doer. Ia doer no sentido de que seguir Jesus exigia um sacrifício total de tudo. Foi total e radical. Foi difícil, pelo menos do ponto de vista puramente humano e mundano. Mas o amor de Jesus por esse jovem era tão perfeito que Ele estava disposto a convidá-lo a suportar o sacrifício de tudo para que o rico pudesse ganhar muito mais.

Somos convidados a fazer o mesmo. Não, não podemos ser chamados a seguir Jesus da maneira única e radical de abrir mão de todas as nossas posses físicas. Mas somos chamados a seguir Jesus com o mesmo grau de confiança e abandono à Sua vontade divina. E isso inevitavelmente exigirá sacrifício. Sacrifício ao máximo.

Nossa reação ao chamado de Jesus ao discipulado é fundamental. Como responderemos a este convite para dar completamente de nós mesmos? O jovem rico reagiu a princípio com tristeza. Ele não aceitou o convite que Jesus fez. Não sabemos se ele acabou seguindo Jesus dessa maneira radical e total, mas sabemos sua primeira reação.

Leia mais:  Liturgia Diária - domingo, 31/05/2020

Muitas vezes esta é a nossa primeira reação também. Queremos ser fiéis e queremos seguir a Cristo, não importa o que Ele peça. Mas quando recebemos um convite concreto para responder ao Seu chamado, nos afastamos com tristeza pensando que o convite é muito exigente.

Reflita, hoje, sobre este jovem rico. Olhe para sua própria vida e reflita sobre a questão de quão pronto e disposto você está para dizer “sim” de forma total a tudo o que Jesus lhe pedir. Dizer “sim” de forma sacrificial é a melhor decisão que você pode tomar. É, na realidade, uma aceitação voluntária da vida mais gloriosa que você pode viver.

Oração do Dia

Meu exigente Senhor, seguir-Te às vezes pode parecer difícil e radical. Pode parecer que é demais. Ajuda-me, especialmente nesses momentos, a confiar em Ti mais do que nos muitos apegos que tenho neste mundo. Jesus eu confio em vós.

A Liturgia Diária para os Católicos

Até meados do século XVI não havia para a liturgia diária uma padronização ou norma que caracterizava a sua obrigatoriedade, no entanto, foram Pio V e Clemente III que a implementaram. E posteriormente, através do Concílio Vaticano II onde a Liturgia teve a sua mais recente atualização, trazendo mais relevância à Sagrada Escritura na liturgia da palavra.

A liturgia é composta pela primeira leitura, segunda leitura, além do salmo do dia e o evangelho, e faz parte de toda missa celebrada pela Igreja Católica. A Liturgia Diária é única para cada dia do ano, portanto, naquele dia determinado, todas as igrejas católicas se fazem da mesma leitura.

Foto de Mundo dos Católicos

Mundo dos Católicos

Somos um portal Católico que traz diariamente a Liturgia com a reflexão do evangelho para toda a comunidade Cristã.

Patrocinado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Não encontrou o que busca?

Faça uma busca abaixo.