Liturgia Diária – Comemoração de Todos os Fiéis Defuntos, Quarta-feira (02/11/2022)

Liturgia Diária

Liturgia Diária de Quarta-feira, 2 de novembro de 2022.

Confira diariamente a Liturgia Diária dos Católicos em nosso site. Primeira Leitura, Evangelho do dia e Salmo. Acompanhe a Liturgia de hoje aqui no Mundo dos Católicos.

1ª Leitura

Primeira Leitura (Jó 19,1.23-27a)

Leitura do Livro de Jó:

1Jó tomou a palavra e disse: 23”Gostaria que minhas palavras fossem escritas e gravadas numa inscrição 24com ponteiro de ferro e com chumbo, cravadas na rocha para sempre! 25Eu sei que o meu redentor está vivo e que, por último, se levantará sobre o pó; 26e depois que tiverem destruído esta minha pele, na minha carne, verei a Deus. 27aEu mesmo o verei, meus olhos o contemplarão, e não os olhos de outros”.

– Palavra do Senhor.

– Graças a Deus.

Salmo

Salmo 22(23)

O Senhor é o pastor que me conduz; não me falta coisa alguma.

— Pelos prados e campinas verdejantes ele me leva a descansar. Para as águas repousantes me encaminha, e restaura as minhas forças. Ele me guia no caminho mais seguro, pela honra do seu nome.

— Mesmo que eu passe pelo vale tenebroso, nenhum mal eu temerei. Estais comigo com bastão e com cajado, eles me dão a segurança!

— Preparais à minha frente uma mesa, bem à vista do inimigo; com óleo vós ungis minha cabeça, e o meu cálice transborda.

— Felicidade e todo bem hão de seguir-me, por toda a minha vida; e, na casa do Senhor, habitarei pelos tempos infinitos.

2ª Leitura

Segunda Leitura (1Cor 15,20-24a.25-28)

Leitura da Primeira Carta de São Paulo aos Coríntios 15,20-24a.25-28

Irmãos: 20Cristo ressuscitou dos mortos como primícias dos que morreram. 21Com efeito, por um homem veio a morte e é também por um homem que vem a ressurreição dos mortos. 22Como em Adão todos morrem, assim também em Cristo todos reviverão. 23Porém, cada qual segundo uma ordem determinada: Em primeiro lugar, Cristo, como primícias; depois, os que pertencem a Cristo, por ocasião da sua vinda. 24aA seguir, será o fim, quando ele entregar a realeza a Deus-Pai. 25Pois é preciso que ele reine até que todos os seus inimigos estejam debaixo de seus pés. 26O último inimigo a ser destruído é a morte. Com efeito, “Deus pôs tudo debaixo de seus pés”. Mas, quando ele disser: “Tudo está submetido”, é claro que estará excluído dessa submissão aquele que submeteu tudo a Cristo. 28E, quando todas as coisas estiverem submetidas a ele, então o próprio Filho se submeterá àquele que lhe submeteu todas as coisas, para que Deus seja tudo em todos.

Leia mais:  Liturgia Diária – Santo André, Apóstolo - Festa, Quinta-feira (30/11/2023)

– Palavra do Senhor.

– Graças a Deus.

Evangelho do Dia

Anúncio do Evangelho (Lc 12,35-40)

— Aleluia, Aleluia, Aleluia.

— É esta a vontade de quem me enviou que eu não perca nenhum dos que ele me deu, mas que eu os ressuscite no último dia. (Jo 6,39)

— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos: 35Que vossos rins estejam cingidos e as lâmpadas acesas. 36Sede como homens que estão esperando seu senhor voltar de uma festa de casamento, para lhe abrirem, imediatamente, a porta, logo que ele chegar e bater. 37Felizes os empregados que o senhor encontrar acordados quando chegar. Em verdade eu vos digo: Ele mesmo vai cingir-se, fazê-los sentar-se à mesa e, passando, os servirá. 38E caso ele chegue à meia-noite ou às três da madrugada, felizes serão, se assim os encontrar. 39Mas ficai certos: se o dono da casa soubesse a hora em que o ladrão iria chegar, não deixaria que arrombasse a sua casa. 40Vós também, ficai preparados! Porque o Filho do Homem vai chegar na hora em que menos o esperardes”.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

Reflexão da Liturgia Diária

A Igreja Sofrendo: Purgatório é uma doutrina muitas vezes incompreendida de nossa Igreja. O que é Purgatório? É o lugar que temos que ir para ser punidos por nossos pecados? É a maneira de Deus nos recuperar pelo mal que fizemos? É o resultado da ira de Deus? Nenhuma dessas perguntas realmente responde à questão do Purgatório. O purgatório nada mais é do que o amor ardente e purificador do nosso Deus em nossas vidas!

Leia mais:  Liturgia Diária – 34ª Semana do Tempo Comum, Terça-feira (28/11/2023)

Quando alguém morre na graça de Deus, provavelmente não é 100% convertido e perfeito em todos os sentidos. Mesmo o maior dos santos muitas vezes teria alguma imperfeição em suas vidas. O purgatório nada mais é do que a purificação final de todo apego remanescente ao pecado em nossas vidas. Por analogia, imagine que você tenha um copo de água 100% pura, H2O puro. Esta taça representará o Céu. Agora imagine que você deseja adicionar a esse copo de água, mas tudo o que você tem é água 99% pura. Isso representará a pessoa santa que morre com apenas alguns leves apegos ao pecado. Se você adicionar essa água ao seu copo, o copo agora terá pelo menos algumas impurezas na água à medida que se mistura. O problema é que o Céu (o copo original de 100% H2O) não pode conter nenhuma impureza. O céu, neste caso, não pode ter nem o menor apego ao pecado nele. Portanto, se esta nova água (a água 99% pura) deve ser adicionada ao copo, ela deve primeiro ser purificada até mesmo desse último 1% de impurezas (apegos ao pecado). Isso é feito idealmente enquanto estamos na Terra. Este é o processo de se tornar santo. Mas se morrermos com qualquer apego, então simplesmente dizemos que o processo de entrar na visão final e plena de Deus no Céu nos purificará de qualquer apego remanescente ao pecado. Tudo pode já estar perdoado, mas talvez não tenhamos nos desprendido dessas coisas perdoadas. Purgatório é o processo, após a morte, de queimar o último de nossos apegos para que possamos entrar no Céu 100% livres de tudo o que tem a ver com o pecado. Se, por exemplo, ainda temos o mau hábito de ser rudes ou sarcásticos, mesmo essas tendências e hábitos devem ser expurgados.

Como isso acontece? Nós não sabemos. Só sabemos que sim. Mas também sabemos que é o resultado do amor infinito de Deus que nos liberta desses apegos. É doloroso? Provavelmente. Mas é doloroso no sentido de que abandonar qualquer apego desordenado é doloroso. É difícil quebrar um mau hábito. É até doloroso no processo. Mas o resultado final da verdadeira liberdade vale qualquer dor que possamos ter experimentado. Então, sim, o Purgatório é doloroso. Mas é uma espécie de doce dor que precisamos e produz o resultado final de uma pessoa 100% em união com Deus.

Leia mais:  Liturgia Diária – 34ª Semana do Tempo Comum, Quarta-feira (29/11/2023)

Agora, já que estamos falando sobre a Comunhão dos Santos, também queremos ter certeza de entender que aqueles que passam por esta purificação final ainda estão em comunhão com Deus, com os membros da Igreja na Terra e com os que estão no Céu. Por exemplo, somos chamados a rezar por aqueles no Purgatório. Nossas orações são eficazes. Deus usa essas orações, que são atos de nosso amor, como instrumentos de Sua graça de purificação. Ele nos permite e nos convida a participar de sua purificação final por nossas orações e sacrifícios. Isso forja um vínculo de união com eles. E, sem dúvida, os santos no céu oferecem orações especialmente para aqueles que estão nesta purificação final, enquanto esperam a plena comunhão com eles no céu. É um pensamento glorioso e uma alegria ver como Deus orquestrou todo esse processo para o propósito final da santa comunhão para a qual somos chamados!

Oração do Dia

Senhor, rezo por essas almas que passam pela purificação final no Purgatório. Por favor, derrame sobre eles a Tua misericórdia para que se libertem de todo apego ao pecado e, assim, estejam preparados para te ver face a face. Jesus eu confio em vós.

A Liturgia Diária para os Católicos

Apesar da palavra “liturgia” já ser comum na antiguidade, foi apenas depois dos séculos VIII e IX que a liturgia começou a ser utilizada pela igreja grega e passando a fazer parte da igreja católica alguns séculos depois, por volta de XVI.

A Liturgia Diária é sempre usada nas missas e existe uma liturgia para cada dia do ano. A Liturgia Diária é formada por 3 partes: a Leitura, o Salmo e o Evangelho do dia. Em alguns dias, também podem haver duas ou mais Leituras.

Foto de Mundo dos Católicos

Mundo dos Católicos

Somos um portal Católico que traz diariamente a Liturgia com a reflexão do evangelho para toda a comunidade Cristã.

Patrocinado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não encontrou o que busca?

Faça uma busca abaixo.