Liturgia Diária – Exaltação da Santa Cruz, Quinta-feira (14/09/2023)

Reflexão do Evangelho do Dia

Liturgia Diária

Liturgia Diária de Quinta-feira, 14 de setembro de 2023.

Receba diariamente a Liturgia do Dia dos Católicos em nosso site. Primeira Leitura, Reflexão do Evangelho do Dia com Homilia Diária e Oração. Leia agora a Liturgia de hoje no Mundo dos Católicos.

1ª Leitura

Primeira Leitura (Nm 21,4b-9)

Leitura do Livro dos Números.

Naqueles dias, 4bos filhos de Israel partiram do monte Hor, pelo caminho que leva ao mar Vermelho, para contornarem o país de Edom. Durante a viagem o povo começou a impacientar-se, 5e se pôs a falar contra Deus e contra Moisés, dizendo: “Por que nos fizestes sair do Egito para morrermos no deserto? Não há pão, falta água, e já estamos com nojo desse alimento miserável”. 6Então o Senhor mandou contra o povo serpentes venenosas, que os mordiam; e morreu muita gente em Israel. 7O povo foi ter com Moisés e disse: “Pecamos, falando contra o Senhor e contra ti. Roga ao Senhor que afaste de nós as serpentes”. Moisés intercedeu pelo povo, 8e o Senhor respondeu: “Faze uma serpente de bronze e coloca-a como sinal sobre uma haste; aquele que for mordido e olhar para ela viverá”. 9Moisés fez, pois, uma serpente de bronze e colocou-a como sinal sobre uma haste. Quando alguém era mordido por uma serpente, e olhava para a serpente de bronze, ficava curado.

– Palavra do Senhor.

– Graças a Deus.

2ª Opção:

Primeira Leitura (Fl 2,6-11)

Leitura da Carta de São Paulo aos Filipenses.

6Jesus Cristo, existindo em condição divina, não fez do ser igual a Deus uma usurpação, 7mas ele esvaziou-se a si mesmo, assumindo a condição de escravo e tornando-se igual aos homens. Encontrado com aspecto humano, 8humilhou-se a si mesmo, fazendo-se obediente até a morte, e morte de cruz.

9Por isso, Deus o exaltou acima de tudo e lhe deu o Nome que está acima de todo nome. 10Assim, ao nome de Jesus, todo joelho se dobre no céu, na terra e abaixo da terra, 11e toda língua proclame: “Jesus Cristo é o Senhor” — para a glória de Deus Pai.

Leia mais:  Liturgia Diária – 3º Domingo da Páscoa (14/04/2024)

– Palavra do Senhor.

– Graças a Deus.

Salmo

Salmo 77 (78)

— Das obras do Senhor, ó meu povo, não te esqueças!

— Escuta, ó meu povo, a minha Lei, ouve atento as palavras que eu te digo; abrirei a minha boca em parábolas, os mistérios do passado lembrarei.

— Quando os feria, eles então o procuravam, convertiam-se correndo para ele; recordavam que o Senhor é sua rocha e que Deus, seu Redentor, é o Deus Altíssimo.

— Mas apenas o honravam com seus lábios e mentiam ao Senhor com suas línguas; seus corações enganadores eram falsos e, infiéis, eles rompiam a Aliança.

— Mas o Senhor, sempre benigno e compassivo, não os matava e perdoava seu pecado; quantas vezes dominou a sua ira e não deu largas à vazão de seu furor.

Evangelho do Dia

Evangelho (Jo 3,13-17)

— Aleluia, Aleluia, Aleluia.

— Nós vos adoramos, Senhor Jesus Cristo, e vos bendizemos, porque pela cruz remistes o mundo!

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo João.

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus a Nicodemos: 13“Ninguém subiu ao céu, a não ser aquele que desceu do céu, o Filho do Homem. 14Do mesmo modo como Moisés levantou a serpente no deserto, assim é necessário que o Filho do Homem seja levantado, 15para que todos os que nele crerem tenham a vida eterna.

16Pois Deus amou tanto o mundo, que deu o seu Filho unigênito, para que não morra todo o que nele crer, mas tenha a vida eterna. 17De fato, Deus não enviou o seu Filho ao mundo para condenar o mundo, mas para que o mundo seja salvo por ele”.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

Reflexão da Liturgia Diária

Se Jesus nunca tivesse dado a Sua vida numa cruz pela salvação do mundo, então uma cruz nunca teria sido vista em “exultação”. A cruz, por si só, é um instrumento de morte, uma morte horrível e violenta. É também um instrumento de humilhação e tortura. No entanto, hoje, a Cruz é vista como um objeto santo e abençoado. Penduramos cruzes em nossas casas, usamos-nas no pescoço, guardamos-nas no bolso na ponta do rosário e passamos tempo orando diante delas. A Cruz é agora uma imagem exaltada pela qual nos voltamos para Deus em oração e entrega. Mas isso só acontece porque foi na cruz que fomos salvos e levados à vida eterna.

Leia mais:  Liturgia Diária – 2ª Semana da Páscoa – Sábado (13/04/2024)

Se você recuar e considerar a surpreendente verdade de que um dos piores instrumentos de tortura e morte é agora visto como uma das imagens mais sagradas da Terra, deveria ser inspirador. A compreensão desse fato deveria nos levar à compreensão de que Deus pode fazer tudo e qualquer coisa. Deus pode usar o pior e transformá-lo no melhor. Ele pode usar a morte para trazer vida.

Embora a nossa celebração hoje, a “Festa da Exaltação da Santa Cruz”, seja antes de tudo uma festa pela qual damos glória ao Pai pelo que Ele fez na Pessoa do Seu divino Filho, é também uma festa pela qual devemos compreender humildemente que Deus pode “exaltar” cada cruz que suportamos na vida e produzir muita graça através delas.

Qual é a sua cruz mais pesada? Qual é a fonte do seu maior sofrimento? Muito provavelmente, ao lembrar-se disso, será doloroso para você. Na maioria das vezes, nossas cruzes e sofrimentos são coisas das quais procuramos nos livrar. Facilmente apontamos as cruzes na vida e as culpamos pela falta de felicidade. Podemos facilmente pensar que se apenas isto ou aquilo mudasse ou fosse removido, então a nossa vida seria melhor. Então, o que é essa cruz em sua vida?

A verdade é que qualquer que seja a sua cruz mais pesada, existe um potencial extraordinário para que essa cruz se torne uma fonte real de graça na sua vida e no mundo. Mas isto só é possível se abraçares essa cruz com fé e esperança, para que Nosso Senhor a possa unir à Sua e para que as tuas cruzes também possam participar na exaltação da Cruz de Cristo. Embora este seja um mistério de fé profundo, é também uma verdade profunda da nossa fé.

Leia mais:  Liturgia Diária – 3ª Semana da Páscoa – Segunda-feira (15/04/2024)

Reflita hoje sobre suas próprias cruzes. Ao fazer isso, tente não vê-los como um fardo. Em vez disso, perceba o potencial dessas cruzes. Em espírito de oração, olhe para suas cruzes como convites para compartilhar a Cruz de Cristo. Diga “Sim” às suas cruzes. Escolha-os livremente. Una-os à Cruz de Cristo. Ao fazer isso, tenha esperança de que a glória de Deus surgirá em sua vida e no mundo através do seu livre abraço a eles. Saiba que esses “fardos” serão transformados e se tornarão fonte de exaltação em sua vida pelo poder transformador de Deus.

Oração do Dia

Meu exaltado Senhor, recorro a Ti em minhas necessidades e com a máxima fé em Teu poder divino para salvar. Por favor, dê-me a graça que preciso para abraçar totalmente cada cruz da minha vida com esperança e fé em Ti. Por favor, transforme minhas cruzes para que Você seja exaltado através delas e para que elas se tornem um instrumento de Sua glória e graça. Jesus eu confio em vós.

A Liturgia Diária para os Católicos

Além da Liturgia Diária, é comum que nas missas o padre faça a Homilia Diária das palavras do Evangelho depois da sua leitura. Esta homilia é feita em geral por livre interpretação do celebrante.

O ponto mais importante da liturgia é o Mistério Pascal, descrevendo a Paixão, Morte e Ressurreição de Jesus Cristo e a sua ascensão ao céus, ao reino de Deus.

Sobre o Autor

Mundo dos Católicos
Mundo dos Católicos

Somos um portal Católico que traz diariamente a Liturgia com a reflexão do evangelho para toda a comunidade Cristã.

    0 Comentários

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *