Liturgia Diária – Oitava da Páscoa – Quinta-feira (04/04/2024)

Evangelho de Hoje

Liturgia Diária

Liturgia Diária de Quinta-feira, 4 de abril de 2024.

Confira diariamente a Liturgia Diária de Hoje dos Católicos em nosso site. Primeira Leitura, Evangelho de Hoje e Oração do Dia. Acompanhe a Liturgia de hoje aqui no Mundo dos Católicos.

1ª Leitura

Primeira Leitura (At 3,11-26)

Leitura dos Atos dos Apóstolos.

Naqueles dias, 11 como o paralítico não deixava mais Pedro e João, todo o povo, assombrado, foi correndo para junto deles, no chamado “Pórtico de Salomão”.

12 Ao ver isso, Pedro dirigiu-se ao povo: “Israelitas, por que vos espantais com o que aconteceu? Por que ficais olhando para nós, como se tivéssemos feito este homem andar com nosso próprio poder ou piedade? 13 O Deus de Abraão, de Isaac, de Jacó, o Deus de nossos antepassados glorificou o seu servo Jesus. Vós o entregastes e o rejeitastes diante de Pilatos, que estava decidido a soltá-lo.

14 Vós rejeitastes o Santo e o Justo, e pedistes a libertação para um assassino. 15 Vós matastes o autor da vida, mas Deus o ressuscitou dos mortos, e disso nós somos testemunhas. 16 Graças à fé no nome de Jesus, este Nome acaba de fortalecer este homem que vedes e reconheceis. A fé que vem por meio de Jesus lhe deu perfeita saúde na presença de todos vós.

17 E agora, meus irmãos, eu sei que vós agistes por ignorância, assim como vossos chefes. 18 Deus, porém, cumpriu desse modo o que havia anunciado pela boca de todos os profetas: que o seu Cristo haveria de sofrer. 19 Arrependei-vos, portanto, e convertei-vos, para que vossos pecados sejam perdoados. 20 Assim podereis alcançar o tempo do repouso que vem do Senhor. E ele enviará Jesus, o Cristo, que vos foi destinado.

21 No entanto, é necessário que o céu o receba, até que se cumpra o tempo da restauração de todas as coisas, conforme disse Deus, nos tempos passados, pela boca de seus santos profetas. 22 Com efeito, Moisés afirmou: ‘O Senhor Deus fará surgir, entre vossos irmãos, um profeta como eu. Escutai tudo o que ele vos disser. 23 Quem não der ouvidos a esse profeta, será eliminado do meio do povo’.

24 E todos os profetas que falaram, desde Samuel e seus sucessores, também eles anunciaram estes dias. 25 Vós sois filhos dos profetas e da aliança, que Deus fez com vossos pais, quando disse a Abraão: ‘Através da tua descendência serão abençoadas todas as famílias da terra’. 26 Após ter ressuscitado o seu servo, Deus o enviou em primeiro lugar a vós, para vos abençoar, na medida em que cada um se converta de suas maldades”.

Leia mais:  Liturgia Diária – 15ª Semana do Tempo Comum, Sábado (20/07/2024)

– Palavra do Senhor.

– Graças a Deus.

Salmo

Salmo Responsorial Sl 8,2a e 5.6-7.8-9 (R. 2ab)

— Ó Senhor, nosso Deus, como é grande vosso nome por todo o universo!

— Ó Senhor, nosso Deus, como é grande vosso nome por todo o universo! Perguntamos: “Senhor, que é o homem para dele assim vos lembrardes e o tratardes com tanto carinho?”

— Pouco abaixo de Deus o fizestes, coroando-o de glória e esplendor; vós lhe destes poder sobre tudo, vossas obras aos pés lhe pusestes.

— As ovelhas, os bois, os rebanhos, todo o gado e as feras da mata; passarinhos e peixes dos mares, todo ser que se move nas águas.

Evangelho do Dia

Evangelho (Lc 24,35-48)

— Aleluia, Aleluia, Aleluia.

— Este é o dia que o Senhor fez para nós, alegremo-nos e nele exultemos! (Sl 117)

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 35 os discípulos contaram o que tinha acontecido no caminho, e como tinham reconhecido Jesus ao partir o pão. 36 Ainda estavam falando, quando o próprio Jesus apareceu no meio deles e lhes disse: “A paz esteja convosco!”

37 Eles ficaram assustados e cheios de medo, pensando que estavam vendo um fantasma. 38 Mas Jesus disse: “Por que estais preocupados, e por que tendes dúvidas no coração? 39 Vede minhas mãos e meus pés: sou eu mesmo! Tocai em mim e vede! Um fantasma não tem carne, nem ossos, como estais vendo que eu tenho”.

40 E dizendo isso, Jesus mostrou-lhes as mãos e os pés. 41 Mas eles ainda não podiam acreditar, porque estavam muito alegres e surpresos. Então Jesus disse: “Tendes aqui alguma coisa para comer?” 42 Deram-lhe um pedaço de peixe assado. 43 Ele o tomou e comeu diante deles. 44 Depois disse-lhes: “São estas as coisas que vos falei quando ainda estava convosco: era preciso que se cumprisse tudo o que está escrito sobre mim na Lei de Moisés, nos Profetas e nos Salmos”.

Leia mais:  Liturgia Diária – 16º Domingo do Tempo Comum (21/07/2024)

45 Então Jesus abriu a inteligência dos discípulos para entenderem as Escrituras, 46 e lhes disse: “Assim está escrito: o Cristo sofrerá e ressuscitará dos mortos ao terceiro dia 47 e no seu nome, serão anunciados a conversão e o perdão dos pecados a todas as nações, começando por Jerusalém. 48 Vós sereis testemunhas de tudo isso”.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

Reflexão da Liturgia Diária

Jesus mais uma vez aparece para um grupo de Seus discípulos e mais uma vez vai direto ao ponto. Ele “abriu suas mentes” para que entendessem tudo o que as Escrituras revelavam sobre Ele. Ele os ajudou a ver que Sua morte e Ressurreição eram o cumprimento dos ensinamentos de Moisés e dos profetas. E então Jesus diz algo novo: “Vocês são testemunhas destas coisas”.

Como vimos no Evangelho de ontem, fica claro que os discípulos ainda não entendiam por que Jesus tinha que morrer e depois ressuscitar. Eles ainda estavam em choque e traumatizados por esses acontecimentos. Portanto, Jesus teve que explicar cuidadosamente aos Seus discípulos o significado do que acabara de acontecer. Eles precisavam entender isso em um nível que não poderiam compreender sozinhos. Eles precisavam da explicação clara e detalhada de Jesus, bem como de uma graça especial pela qual as suas mentes seriam abertas à compreensão destes profundos mistérios da fé.

Não somos diferentes desses discípulos. É fácil acreditar em Jesus por razões insuficientes que resultam apenas numa fé superficial. Alguns acreditam simplesmente porque foi isso que lhes ensinaram quando eram jovens. Alguns acreditam porque se sentem melhor em acreditar. Alguns acreditam porque não conhecem nada melhor em que acreditar. Mas há aqueles que acreditam pela razão certa. Tal como os discípulos nesta aparição da ressurreição, eles ouviram Jesus falar-lhes clara e detalhadamente, através do estudo das Escrituras, do Catecismo ou de outras fontes sagradas, e então receberam uma graça especial de Deus que “abriu suas mentes” para uma compreensão que vai muito além das habilidades racionais humanas. Você é uma dessas pessoas?

Se for, então você tem outro dever. Você não apenas deve continuar a internalizar essas verdades, permitindo que elas aprofundem e mudem sua própria vida completa e totalmente, mas também deve se tornar uma “testemunha” dessas coisas. Quando você cresce no conhecimento autêntico da fé revelada por Nosso Senhor, você deve compartilhá-la também com os outros. A verdadeira fé deve ser compartilhada!

Leia mais:  Liturgia Diária – 15ª Semana do Tempo Comum, Sexta-feira (19/07/2024)

Reflita hoje sobre esta poderosa aparição da ressurreição. Ao fazer isso, pondere se você permitiu ou não que nosso Senhor falasse com você da mesma maneira que Ele fez com esses discípulos, e se você realmente internalizou ou não tudo o que Ele lhe falou e explicou. Se você faz parte desse grupo de pessoas, reflita também sobre seu dever de ser testemunha dessas verdades para outras pessoas. Jesus quer aparecer na Sua forma ressuscitada a muitos outros, mas Ele faz especialmente, hoje, através da mediação dos Seus seguidores fiéis, que agora são enviados para serem testemunhas de Cristo e da Sua gloriosa Ressurreição.

Oração do Dia

Meu Jesus ressuscitado, deste aos teus discípulos um presente glorioso quando abriste as suas mentes à tua santa verdade e lhes ensinaste muitas coisas. Por favor, abra minha mente também, querido Senhor, para que eu compreenda os profundos mistérios da fé. Ajude-me a entender quem Tu és, por que teve que morrer e como compartilhar a nova vida de sua ressurreição. Por favor, use-me também como Sua testemunha para que muitos venham a conhecê-Lo e compartilhem a nova vida conquistada por Sua Ressurreição. Jesus eu confio em vós.

A Liturgia Diária para os Católicos

Até meados do século XVI não havia para a liturgia diária uma padronização ou norma que caracterizava a sua obrigatoriedade, no entanto, foram Pio V e Clemente III que a implementaram. E posteriormente, através do Concílio Vaticano II onde a Liturgia teve a sua mais recente atualização, trazendo mais relevância à Sagrada Escritura na liturgia da palavra.

A liturgia é composta pela primeira leitura, segunda leitura, além do salmo do dia e o evangelho, e faz parte de toda missa celebrada pela Igreja Católica. A Liturgia Diária é única para cada dia do ano, portanto, naquele dia determinado, todas as igrejas católicas se fazem da mesma leitura.

Sobre o Autor

Mundo dos Católicos
Mundo dos Católicos

Somos um portal Católico que traz diariamente a Liturgia com a reflexão do evangelho para toda a comunidade Cristã.

    0 Comentários

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.