Liturgia Diária – Santo Estêvão, protomártir – Festa, Terça-feira (26/12/2023)

Liturgia Diária

Liturgia Diária de Terça-feira, 26 de dezembro de 2023.

Receba a Liturgia do Diária dos Católicos em nosso site. Primeira Leitura, Homilia Diária Hoje do evangelho e Oração do dia. Leia aqui a Liturgia de hoje no site Mundo dos Católicos.

1ª Leitura

Primeira Leitura (At 6,8-10;7,54-59)

Leitura dos Atos dos Apóstolos.

8 Naqueles dias, Estêvão, cheio de graça e poder, fazia prodígios e grandes sinais entre o povo. 9 Mas alguns membros da chamada Sinagoga dos Libertos, junto com cirenenses e alexandrinos, e alguns da Cilícia e da Ásia, começaram a discutir com Estêvão. 10 Porém, não conseguiam resistir à sabedoria e ao Espírito com que ele falava.

7,54 Ao ouvir essas palavras, eles ficaram enfurecidos e rangeram os dentes contra Estêvão. 55 Estêvão, cheio do Espírito Santo, olhou para o céu e viu a glória de Deus e Jesus, de pé, à direita de Deus. 56 E disse: “Estou vendo o céu aberto, e o Filho do Homem, de pé, à direita de Deus”. 57 Mas eles, dando grandes gritos e tapando os ouvidos, avançaram todos juntos contra Estêvão; 58 arrastaram-no para fora da cidade e começaram a apedrejá-lo. As testemunhas deixaram suas vestes aos pés de um jovem, chamado Saulo. 59 Enquanto o apedrejavam, Estêvão clamou dizendo: “Senhor Jesus, acolhe o meu espírito”.

– Palavra do Senhor.

– Graças a Deus.

Salmo

Salmo 30 (31)

— Em vossas mãos, Senhor, entrego o meu espírito.

— Sede uma rocha protetora para mim, um abrigo bem seguro que me salve. Sim, sois vós a minha rocha e fortaleza; por vossa honra orientai-me e conduzi-me.

— Em vossas mãos, Senhor, entrego o meu espírito, porque vós me salvareis, ó Deus fiel. Vosso amor me faz saltar de alegria, pois olhastes para as minhas aflições.

— Eu entrego em vossas mãos o meu destino; libertai-me do inimigo e do opressor! Mostrai serena a vossa face ao vosso servo, e salvai-me pela vossa compaixão!

Leia mais:  Liturgia Diária – Cátedra de São Pedro, Apóstolo - Festa, Quinta-feira (22/02/2024)

Evangelho do Dia

Evangelho (Mt 10,17-22)

— Aleluia, Aleluia, Aleluia.

— Bendito o que vem em nome do Senhor. Nosso Deus é o Senhor, ele é a nossa luz (Sl 117)

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus aos seus apóstolos: 17 “Cuidado com os homens, porque eles vos entregarão aos tribunais e vos açoitarão nas suas sinagogas. 18 Vós sereis levados diante de governadores e reis, por minha causa, para dar testemunho diante deles e das nações. 19 Quando vos entregarem, não fiqueis preocupados como falar ou o que dizer. Então naquele momento vos será indicado o que deveis dizer. 20 Com efeito, não sereis vós que havereis de falar, mas sim o Espírito do vosso Pai é que falará através de vós. 21 O irmão entregará à morte o próprio irmão; o pai entregará o filho; os filhos se levantarão contra seus pais, e os matarão. 22 Vós sereis odiados por todos, por causa do meu nome. Mas quem perseverar até o fim, esse será salvo.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

Reflexão da Liturgia Diária

Estas palavras de Nosso Senhor concretizaram-se na vida de Santo Estêvão, o primeiro mártir da Igreja. Santo Estêvão foi martirizado alguns anos após a ascensão de Jesus ao céu. Ele foi um dos sete diáconos nomeados pelos apóstolos para ajudá-los em seu trabalho de cuidar dos pobres à medida que a Igreja começava a crescer.

Estêvão era um homem de profunda fé e estava cheio do Espírito Santo. Depois de ser nomeado diácono, ele começou a pregar com ousadia. Entre seus ouvintes estavam membros da sinagoga dos judeus helenísticos. Estêvão debateu-os vigorosamente e provou ser cheio de sabedoria e poder, realizando muitos sinais e maravilhas no meio deles. Mas isso só levou seus ouvintes a ficarem indignados a ponto de buscarem sua morte. Como resultado, fizeram falsas alegações de que Estêvão estava pregando contra o Templo e a Lei de Moisés.

Leia mais:  Liturgia Diária – 1ª Semana da Quaresma, Quarta-feira (21/02/2024)

Nos Atos dos Apóstolos (Atos 7:2–53), Estêvão respondeu fazendo um discurso longo e detalhado, no qual explicou toda a verdade sobre Jesus à luz do Antigo Testamento. Estêvão concluiu dizendo: “Vocês, pessoas obstinadas, incircuncisas de coração e de ouvidos, vocês sempre se opõem ao Espírito Santo; você é exatamente como seus ancestrais.” Isto enfureceu ainda mais os seus ouvintes na sinagoga. Depois disso, algo verdadeiramente milagroso aconteceu. Stephen teve uma visão. Ele olhou para o céu e disse: “Eis que vejo os céus abertos e o Filho do Homem em pé à direita de Deus”. Ele viu seu Senhor, de pé à direita do Pai. E foi a proclamação desta visão que finalmente levou a multidão enfurecida a arrastá-lo para fora da sinagoga e da cidade e a apedrejá-lo até a morte. A história de Estêvão, porém, terminou de uma forma bela e inspirada. Enquanto a multidão o apedrejava, ele fez duas declarações poderosas. Primeiro, ele disse: “Senhor Jesus, receba meu espírito”. E então ele orou em voz alta: “Senhor, não lhes imputes este pecado”.

Como mencionado acima, as palavras que nosso Senhor fala hoje no Evangelho se concretizaram na vida de Santo Estêvão. Em primeiro lugar, vemos que a previsão de Jesus de que alguns dos seus seguidores seriam entregues à morte pelos seus próprios parentes tornou-se realidade na vida de Santo Estêvão. Mas Jesus também prometeu que quando isso acontecesse, “você receberá naquele momento o que deve dizer”. E será o Espírito do Pai “falando através de você”. E foi exatamente isso que aconteceu com Santo Estêvão. Primeiro, ele recebeu uma visão gloriosa do Céu. Segundo, ele foi inspirado a entregar totalmente o seu espírito a Jesus. E terceiro, ele foi inspirado a orar pelos seus perseguidores e perdoá-los. Estas palavras e ações não vieram apenas de Estêvão. Eles foram o cumprimento da promessa de Jesus de que quando alguém é perseguido por causa do Evangelho, o Pai estará especialmente presente e dará inspiração poderosa no momento de necessidade.

Leia mais:  Liturgia Diária – 1ª Semana da Quaresma, Sexta-feira (23/02/2024)

Reflita hoje sobre a verdade profunda de que Deus nunca nos abandona. Na verdade, quando mais sofremos ou suportamos perseguições, rejeições ou qualquer forma de maus-tratos, Deus está especialmente presente. Olhe para sua própria vida e considere os momentos que você considera mais desafiadores. Reze a Santo Estêvão e peça-lhe que reze por você, para que esteja aberto às palavras e ações inspiradas de Nosso Senhor quando mais precisar delas.

Oração do Dia

Glorioso Santo Estêvão, por favor, reze por mim. Reze por mim especialmente quando passo pelas cruzes mais pesadas da minha vida. Ore para que eu, assim como você, esteja aberto à inspiração e graça de Deus nos momentos em que mais preciso. Santo Estêvão, rogai por mim. Jesus eu confio em vós.

A Liturgia Diária para os Católicos

A Liturgia Diária é vista por muitos como o momento formal da missa católica. Mas seu verdadeiro significado é fazer com que os cristãos reflitam as palavras e praticar seus ensinamentos no dia a dia.

A liturgia nos mostra o Mistério Pascal da Morte e Ressurreição de Jesus Cristo, trazendo orientações de como devemos pensar e agir conforme a Palavra de Deus.

Foto de Mundo dos Católicos

Mundo dos Católicos

Somos um portal Católico que traz diariamente a Liturgia com a reflexão do evangelho para toda a comunidade Cristã.

Patrocinado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não encontrou o que busca?

Faça uma busca abaixo.