Liturgia Diária – São Filipe Néri, presbítero (Memória), Sexta-feira (26/05/2023)

Homilia de Hoje

Liturgia Diária

Liturgia Diária de Sexta-feira, 26 de maio de 2023.

Receba a Liturgia do Diária dos Católicos em nosso site. Primeira Leitura, Homilia Diária Hoje do evangelho e Oração do dia. Leia aqui a Liturgia de hoje no site Mundo dos Católicos.

1ª Leitura

Primeira leitura: Atos dos Apóstolos 25,13-21

Leitura dos Atos dos Apóstolos:

Naqueles dias, 13o rei Agripa e Berenice chegaram a Cesareia e foram cumprimentar Festo. 14Como ficassem alguns dias aí, Festo expôs ao rei o caso de Paulo, dizendo: “Está aqui um homem que Félix deixou como prisioneiro. 15Quando eu estive em Jerusalém, os sumos sacerdotes e os anciãos dos judeus apresentaram acusações contra ele e pediram-me que o condenasse. 16Mas eu lhes respondi que os romanos não costumam entregar um homem antes que o acusado tenha sido confrontado com os acusadores e possa defender-se da acusação. 17Eles vieram para cá e, no dia seguinte, sem demora, sentei-me no tribunal e mandei trazer o homem. 18Seus acusadores compareceram diante dele, mas não trouxeram nenhuma acusação de crimes de que eu pudesse suspeitar. 19Tinham somente certas questões sobre a sua própria religião e a respeito de um certo Jesus que já morreu, mas que Paulo afirma estar vivo. 20Eu não sabia o que fazer para averiguar o assunto. Perguntei então a Paulo se ele preferia ir a Jerusalém, para ser julgado lá. 21Mas Paulo fez uma apelação para que a sua causa fosse reservada ao juízo do augusto imperador. Então ordenei que ficasse preso até que eu pudesse enviá-lo a César”.

– Palavra do Senhor

– Graças a Deus

Salmo

Salmo 102 (103)

– O Senhor pôs o seu trono lá nos céus.

– Bendize, ó minha alma, ao Senhor, e todo o meu ser, seu santo nome! Bendize, ó minha alma, ao Senhor, não te esqueças de nenhum de seus favores!

Leia mais:  Liturgia Diária – 14ª Semana do Tempo Comum, Sexta-feira (12/07/2024)

– Quanto os céus por sobre a terra se elevam, tanto é grande o seu amor aos que o temem; quanto dista o nascente do poente, tanto afasta para longe nossos crimes.

– O Senhor pôs o seu trono lá nos céus, e abrange o mundo inteiro seu reinado. Bendizei ao Senhor Deus, seus anjos todos, valorosos que cumpris as suas ordens.

Evangelho do Dia

Evangelho de Jesus Cristo segundo São João 21, 15-19

– Aleluia, aleluia, aleluia.

– O Espírito Santo, o paráclito, haverá de lembrar-vos de tudo o que tenho falado (Jo 14,26);

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São João:

Jesus manifestou-se aos seus discípulos 15e, depois de comerem, perguntou a Simão Pedro: “Simão, filho de João, tu me amas mais do que estes?” Pedro respondeu: “Sim, Senhor, tu sabes que eu te amo”. Jesus disse: “Apascenta os meus cordeiros”. 16E disse de novo a Pedro: “Simão, filho de João, tu me amas?” Pedro disse: “Sim, Senhor, tu sabes que eu te amo”. Jesus disse-lhe: “Apascenta as minhas ovelhas”. 17Pela terceira vez, perguntou a Pedro: “Simão, filho de João, tu me amas?” Pedro ficou triste, porque Jesus perguntou três vezes se ele o amava. Respondeu: “Senhor, tu sabes tudo; tu sabes que eu te amo”. Jesus disse-lhe: “Apascenta as minhas ovelhas. 18Em verdade, em verdade te digo, quando eras jovem, tu te cingias e ias para onde querias. Quando fores velho, estenderás as mãos e outro te cingirá e te levará para onde não queres ir”. 19Jesus disse isso significando com que morte Pedro iria glorificar a Deus. E acrescentou: “Segue-me”.

– Palavra do Senhor

– Glória a Vós, Senhor

Reflexão da Liturgia Diária

Sobre isso, a terceira vez que Jesus apareceu aos Seus discípulos, Jesus entra em um discurso tríplice com Pedro. Cada vez que Jesus pergunta a Pedro se ele o ama, Pedro responde que sim. E Jesus responde a cada vez: “Apascenta os meus cordeiros”, “Apascenta as minhas ovelhas” e “Apascenta as minhas ovelhas”. A passagem citada acima conclui o discurso de Jesus com Pedro usando uma linguagem muito poderosa. Jesus diz a Pedro que, quando ele envelhecer, “outro o vestirá e o levará para onde você não quer ir”. Essa foi a maneira de Jesus dizer a Pedro que ele expressaria seu amor por Jesus morrendo por Ele. Como sabemos, a tradição afirma que Pedro foi finalmente crucificado. E a pedido de Pedro, ele foi crucificado de cabeça para baixo porque se sentia indigno de morrer exatamente da mesma forma que Jesus morreu.

Leia mais:  Liturgia Diária – 14ª Semana do Tempo Comum, Sábado (13/07/2024)

Ao considerarmos esta conversa entre Jesus e Pedro, fica claro que a compreensão de Jesus sobre o amor é muito diferente da maneira como muitos outros o entendem hoje. Jesus não estava apenas dizendo a Pedro que ele morreria por Jesus, mas Jesus estava claramente oferecendo Sua aprovação para este ato de amor que Pedro um dia ofereceria. Na maioria das vezes, quando amamos alguém, fazemos tudo o que podemos para mantê-lo longe de tal destino. Na verdade, quando um ente querido sofre, muitas vezes fazemos tudo o que podemos para encontrar uma maneira de aliviá-lo desse sofrimento. Então, qual abordagem é mais amorosa?

Claramente, Jesus vê o sofrimento de forma diferente da maioria de nós. Para Jesus, o sofrimento não se opõe ao amor quando o sofrimento é livremente abraçado para um propósito maior. O sofrimento em si não tem valor. Mas quando o sofrimento é abraçado sacrificialmente por amor ao outro, ele é capaz de assumir um poder tremendo. E quando Jesus ofereceu Seu claro apoio a Pedro, que um dia morreria por amor a Jesus, Jesus estava se concentrando no mérito eterno que seria conquistado pela cruz de Pedro. O fato de que Jesus não se esquivou do futuro sofrimento sacrificial de Pedro é um dos sinais mais claros do amor mais perfeito de Jesus por Pedro.

Leia mais:  Liturgia Diária – São Bento, abade, Memória, Quinta-feira (11/07/2024)

Reflita, hoje, sobre sua atitude em relação aos sofrimentos que seus entes queridos suportam. Você acha que seu objetivo principal é livrá-los de seus sofrimentos? Ou você entende que até mesmo seus sofrimentos têm o potencial de se tornar uma fonte de sua própria santidade e fonte de graça para os outros? Esforce-se para ver o sofrimento como Jesus o vê. Olhe para o amor sacrificial que se torna possível quando seus entes queridos unem seus sofrimentos à Cruz de Cristo e tente se comprometer com a missão de ajudá-los a abraçar esse dom sagrado do amor.

Oração do Dia

Meu compassivo Jesus, em Teu grande amor por todos nós, Tu desejas que unamos nossos sofrimentos à Tua Cruz para que todo sofrimento compartilhe de Teu amor redentor. Dá-me a graça de que preciso não apenas para abraçar meus próprios sofrimentos na vida por amor a Ti, mas também para ajudar aqueles que amo a viver sacrificialmente, abraçando as cruzes que carregam por amor. Jesus eu confio em vós.

A Liturgia Diária para os Católicos

A Liturgia Diária é vista por muitos como o momento formal da missa católica. Mas seu verdadeiro significado é fazer com que os cristãos reflitam as palavras e praticar seus ensinamentos no dia a dia.

A liturgia nos mostra o Mistério Pascal da Morte e Ressurreição de Jesus Cristo, trazendo orientações de como devemos pensar e agir conforme a Palavra de Deus.

Sobre o Autor

Mundo dos Católicos
Mundo dos Católicos

Somos um portal Católico que traz diariamente a Liturgia com a reflexão do evangelho para toda a comunidade Cristã.

    0 Comentários

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.